WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘creche’

PREFEITURA DE ITACARÉ TERÁ DE GARANTIR VAGAS EM CRECHES PARA MENORES DE TRÊS ANOS

Pais não conseguiram vaga em creches de Itacaré

A justiça determinou que o município de Itacaré viabilize, no prazo de 40 dias, a matrícula em creches de todas as crianças de até três anos para as quais os pais solicitaram vagas. A determinação judicial acatou um pedido liminar feito pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) em ação civil pública movida pelo promotor de justiça Thomás Brito em 23 de abril.

Segundo a ação, a indisponibilidade de creches em Itacaré, que atendam menores de três anos, foi confirmada pela Secretaria de Educação, após uma mãe ter reclamado e comprovado que o Município não garantiu educação infantil para seu filho.

De acordo com o promotor de justiça, até existe uma creche em construção no bairro Passagem, mas o governo não informou se a unidade será suficiente para atender à demanda. Proferida pelo juiz Alysson Floriano, a decisão estabeleceu multa diária de R$ 1 mil ao prefeito Antônio de Anízio e ao município, em caso de descumprimento.

PREFEITURA CONDENA INSTALAÇÕES DE CRECHE

Vigilância condenou estado de freezers e geladeiras da creche

Com base em uma inspeção da Vigilância Sanitária, a Prefeitura de Ilhéus condenou as instalações e as condições de funcionamento da Creche Meira, que atende 500 crianças em um imóvel situado na Praia do Marciano, bairro do Malhado. O relatório produzido pelo governo define o nível de higiene do estabelecimento como péssimo e denuncia a creche por estar funcionando com alvará sanitário vencido desde 2008.

Entre as irregularidades constatadas, estão falta de asseio na cozinha, com freezers e geladeiras em condições precárias, banheiros fora dos padrões exigidos para estabelecimentos do tipo e bebedouro com água direto da torneira, sem filtro. Os problemas foram identificados em duas inspeções, sendo que na primeira a creche foi autuada e teve prazo de vinte dias para sanar as deficiências apontadas, o que não ocorreu.

A direção da creche, em contrapartida, denuncia a Prefeitura por abandonar a rua onde funciona o estabelecimento.

ABANDONO NA RUA DA CRECHE

A omissão da Prefeitura de Ilhéus proporciona cenas lamentáveis na rua de uma creche situada próximo à Praia do Marciano, no bairro do Malhado. Toda vez que chove, as cerca de 500 crianças, bem como seus pais e os funcionários da instituição são obrigados a enfiar o pé na lama. Já foi solicitada a recuperação da rua, mas o governo, como se diz, dá de ombros.

O vídeo abaixo dá uma ideia do drama:








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia