WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba








junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘crime passional’

HOMEM É EXECUTADO QUASE EM FRENTE À DELEGACIA DE ITAJUÍPE

Jovem foi assassinado na noite de sábado

Um homem foi assassinado, na noite de sábado (8), em Itajuípe, quase em frente à delegacia da Polícia Civil, no centro da cidade. José Antônio Santos, o Zé Antônio, foi atingido a tiros quando trafegava pelo centro, numa moto de placa PJO 8023, por volta das 20h.

Ex-de mulher é o principal suspeito do crime|| Foto Verdinho

De acordo com o Verdinho, entre os suspeitos do crime está o ex-marido da atual companheira de Zé Antônio, que seria uma pessoa boa, sem envolvimento com crime. Na manhã deste domingo (9), a reportagem do PIMENTA tentou ouvir, por telefone, a Polícia Civil de Itajuípe, mas ninguém atendeu as ligações.

FELIPE BARROS É CONDENADO PELA MORTE DE PERSONAL TRAINER

Após ouvir sentença, Felipe é levado para presídio.

Após ouvir sentença, Felipe é levado para presídio.

O júri do assassinato do personal trainer Lucas Sousa Dias foi encerrado exatamente às 22h40min desta terça (7), no salão do Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna, com a condenação de Felipe Victor Barros a 18 anos de prisão. A pena deverá ser cumprida no Presídio de Itabuna.

Os jurados entenderam que Felipe foi o autor dos disparos que mataram Lucas. O crime ocorreu em 19 de setembro de 2014 em uma lanchonete no Bairro de Fátima.

O julgamento também resultou na detenção de quatro pessoas por falso testemunho, todas encaminhadas para o Complexo Policial. Uma delas disse que estava com Felipe em Ilhéus no momento do crime. Por meio de rastreamento, comprovou-se que a afirmação não era verdadeira.

Testemunhas confirmaram, no júri, que Felipe foi o autor dos disparos naquela noite de 19 de setembro. Lucas havia saído da academia e entrou no estabelecimento para lanchar. Os planos foram interrompidos por disparos fatais.

Embora alegasse não ter envolvimento no crime, Felipe fugiu de Itabuna. Acabou preso, dez dias depois, em São Paulo, numa operação que envolveu as polícias da Bahia e do estado de São Paulo.

Descobriu-se que o agora condenado havia cometido o homicídio por causa do envolvimento do personal trainer com a ex-companheira de Felipe Victor.

Ainda no salão do júri do Fórum Ruy Barbosa, Marcos Bandeira, advogado de Felipe, anunciou que irá recorrer da condenação do seu cliente. Presidido pela juíza Márcia Melgaço, o julgamento teve o promotor Rafael Lima Pithon na acusação.

Parentes de Lucas se emocionaram com o resultado do júri, que foi acompanhado pela mãe da vítima.

COARACI: MULHER É ASSASSINADA PELO EX-MARIDO NA FRENTE DO FILHO

Tatiane e Rafael foram casados por quase 10 anos.

Tatiane e Rafael foram casados por quase 10 anos.

A dona de casa Tatiane Santana de Jesus, de 28 anos, foi assassinada a tiros pelo ex-marido Rafael Oliveira, 38, no sábado (12), em Coaraci. De acordo com a polícia, Tatiane foi casada com o suspeito por nove anos. No velório, realizado neste domingo (13), na casa da família da vítima, em Coaraci, parentes e amigos estavam chocados e emocionados com a morte da dona de casa.

O crime ocorreu por volta das 20h. Tatiane tinha acabado de buscar o filho dela de dez anos que brincava na rua, a poucos metros da casa da família. Segundo o pai dela, que disse ter ouvido os disparos, a jovem teria sido surpreendida pelo ex-marido e foi assassinada com vários tiros, na frente do garoto. O pai da vítima ainda relatou que Rafael Oliveira era ciumento.

Segundo a delegada que investiga o caso, Ana Cristina Soares, o suspeito não tem passagem pela polícia e está foragido. Ela relatou que o crime foi passional, motivado por ciúmes, e testemunhas ainda serão ouvidas. O suspeito trabalhava como agente de endemias e não teria aceitado o fim do relacionamento, que durou nove anos.

De acordo com a irmã da vítima, Raquel Santana, Rafael já chegou a agredir Tatiane e quebrou um revólver na frente dela. Tatiane Santana deixa dois filhos, um menino de dez e uma menina, filha do casal, de sete anos. Informações da TV Santa Cruz.

PASSEATA COBRA PUNIÇÃO A ASSASSINO DE PERSONAL TRAINER

Dezenas de pessoas participaram do ato na Cinquentenário (Foto Pimenta).

Dezenas de pessoas participaram do ato na Cinquentenário (Foto Pimenta).

Cerca de cento e cinquenta pessoas participaram, hoje à tarde, de uma passeata para exigir punição ao assassino do jovem Lucas Sousa Dias. Eram familiares, amigos e colegas do personal trainer assassinado na última sexta (19) à noite, enquanto lanchava em uma hamburgueria no Bairro de Fátima.

Todos vestiam camisa branca estampada com uma foto de Lucas. Os manifestantes também fizeram apitaço e empunhavam faixas e cartazes cobrando justiça para o crime e paz em Itabuna.

“Iremos acompanhar esse processo até as últimas consequências, se necessário for”, disse ao PIMENTA um dos líderes da passeata. “Confiamos no trabalho da polícia civil. A gente sabe que todos estão empenhados [em esclarecer o crime]”.

O homem apontado com o autor dos disparos fatais contra Lucas é ex-companheiro da namorada da vítima. Felipe Victor Barros ficou foragido por três dias e apresentou-se à polícia ontem (22), após fugir do período de flagrante.

A Marlos Macêdo, titular da Delegacia de Homicídios, Felipe Victor negou a autoria dos disparos. Três dias antes do crime, Lucas e a namorada prestaram queixa contra o acusado da morte.

EM PROTESTO, FAMÍLIA E AMIGOS DE JOVEM PEDEM JUSTIÇA

Lucas foi assassinado quando lanchava no Fátima (Foto Reprodução).

Lucas foi assassinado quando lanchava no Fátima (Foto Reprodução).

Parentes e amigos do personal trainer Lucas Sousa Dias participam de protesto, hoje (23), às 16h, para exigir punição ao acusado de matar o jovem. A manifestação sairá do Jardim do Ó, no centro de Itabuna, percorrendo a Avenida do Cinquentenário.

Lucas foi assassinado em uma lanchonete na Rua de Mutuns, no Fátima, na sexta-feira (19) à noite, após deixar a academia onde malhava. Testemunhas afirmam que o autor dos disparos foi Felipe Victor Barros, de 27 anos.

A polícia confirmou se tratar de crime passional. Lucas namorava a ex-companheira de Felipe. Ontem, o acusado do crime depôs e negou a autoria. Após ser ouvido, Felipe foi liberado por ter se apresentado depois do período de flagrante (24 horas após o assassinato).

TJ-BA MANTÉM DECISÃO E MÚSICO QUE MATOU ISABELA SEARA VAI CUMPRIR PENA DE 14 ANOS

Luciano preso dias após o crime  em 2005 (R2Cpress/Arquivo).

O músico Luciano Moreira Malaquias, condenado a 14 anos de prisão, em regime fechado, pelo assassinato de Isabela Nascimento Seara, vai finalmente cumprir sua pena no Presídio de Itabuna. O homicida foi preso no sábado, 21, em Itagimirim, pela equipe do delegado regional Moisés Damasceno.

O policial cumpriu a mandado de prisão expedido pelo juiz da Vara do Júri, Antonio Carlos Rodrigues de Moraes. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), manteve a sentença que condenou o réu a 14 anos de prisão, das quais ele já cumpriu aproximadamente 3 anos.

Luciano foi condenado em 20 de novembro de 2008, mas conseguiu recorrer em liberdade. Ele estava residindo em Itagimirim, onde se apresentava como DJ Maciota e era diretor de eventos da prefeitura local.

O CRIME

Isabela Seara foi assassinada em 2005.

No dia 2 de junho de 2005, o músico matou por asfixia a estudante de Comunicação Social da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e estagiária da TV Santa Cruz Isabela Seara, na Rua Né Abade, 53, Pontalzinho, em Itabuna.

O crime teve grande repercussão e comoveu pela maneira fútil como foi cometido. O músico alegou ciúmes para matar a jovem e, preso, afirmou que a morte teria sido acidente, apesar das marcas de estrangulamento.

Após cometer o crime, o músico fugiu para Ilhéus, onde foi localizado e preso numa pousada na região central.

HOMEM É ASSASSINADO PELO NAMORADO EM ITABUNA

Paulo Roberto foi morto, possivelmente, por um amante (Foto Radar Notícias).

Paulo Roberto dos Santos, 48, foi assassinado a golpes de faca na madrugada desta terça (15), na rua Santo Amaro, Fátima, em Itabuna. Ele trabalhava com moto-som e a suspeita é de que o crime tenha sido cometido por um suposto namorado.

O autor do crime seria um adolescente que saiu às pressas da residência da vítima logo nas primeiras horas da manhã desta terça. Ele saiu com a moto que a vítima usava para trabalhar, de acordo com testemunhas. Conforme o Radar Notícias, o corpo somente foi descoberto por volta das 16h, quando vizinhos desconfiaram e invadiram o imóvel.

MULTIDÃO TENTA LINCHAR ASSASSINO DE ELIANE

RÉU CONFESSO FALA EM TRAIÇÃO DA EX-NAMORADA

VERSAO FOI DESMENTIDA PELA DELEGADA SIONE PORTO

Francisco fala em traição para tentar diminuir pena (Foto Riane Brandão - Agora Santa Inês/MA).

O réu confesso do assassinato da ex-funcionária da Santa Casa de Itabuna, Eliane Oliveira, levou dois socos no rosto ao chegar ao Fórum Ruy Barbosa, nesta tarde de terça-feira, 14, em Itabuna. E só não foi linchado por causa da intervenção de policiais militares.

Uma multidão avançou sobre Francisco Paulo Lins da Silva. A polícia conseguiu conter a fúria de familiares e amigos de Eliane, revoltados com o crime e a frieza do assassino, que está há dois meses no Conjunto Penal de Itabuna.

Francisco e mais 11 testemunhas foram ouvidas pela juíza da Vara do Júri e Execuções Penais, Cláudia Panetta, nesta tarde de terça-feira, 14.  À juíza, o réu confesso repetiu o que disse à polícia: matou Eliane ao “descobrir” que ela o traiu.

Ainda na fase de conclusão do inquérito, a delegada Sione Porto disse que a versão de Francisco Paulo não era verdadeira e tinha apenas a finalidade de aliviar a pena para o criminoso (confira entrevista exclusiva). Das 11 pessoas ouvidas, nove foram de acusação e duas de defesa.

Francisco matou Eliane no dia 24 de janeiro deste ano, no bairro Pontalzinho, em Itabuna. A vítima vivia com ele há oito meses. De acordo com familiares da vítima, Francisco era ciumento mas se relacionava bem com todos.

A tese de parte da família é de que o assassinato de Eliane tem a ver com a descoberta de crimes praticados pelo motorista, que já era procurado pela Justiça de Goiás e São Paulo, além das polícias de Pernambuco e Minas Gerais. Uma mulher também teria procurado a vítima e afirmado que terminou relacionamento com Francisco porque ele tinha perfil violento.

O assassino ficou foragido por quase sete meses e foi localizado e preso pela polícia no dia 3 de agosto deste ano em Santa Luzia do Tide (MA), por meio de denúncia anônima. Uma foto publicada no PIMENTA ajudou a identificar o réu, conforme os investigadores da polícia de Santa Luzia do Tide (MA).

DPT LIBERA CORPOS DE CASAL

Corpos de Heid e Luciano serão velados no SAF

Heide e Leonard serão sepultados às 16h.

Os corpos de Heide Bonfim e Leonard Primitivo foram liberados por volta das 11h20min pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) e serão velados no SAF, ao lado do cemitério Campo Santo. O sepultamento ocorrerá às 16h.

Heide e Leonard estavam desaparecidos desde as 9h45min da última quarta-feira, 16. De acordo com testemunhas, Heide chegou em casa às 8h40min da manhã de quarta, 16. Ela estava morando com a mãe desde a separação, há mais de cinco meses.

No dia anterior, os dois teriam se desentendido após tentativa de Leonard de reatar a relação. O advogado estava na casa dos pais, de onde saiu para a residência da ex-mulher. Os dois foram vistos pela última vez por volta das 10h.

O temor das duas famílias aumentou ao serem descobertas cartas de despedida de Leonard, que não aceitava a separação e andava depressivo, segundo familiares. Na carta endereçada ao pai, o aposentado Gutemberg Primitivo, o advogado dizia que não seria mais desse mundo. E saiu de casa armado.

A família de Heide deu pelo desaparecimento com a ligação de colegas da jovem, que estranharam o fato dela não ter aparecido no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) para trabalhar. A partir daí, começaram as ligações para o casal, mas nenhuma era atendida ou os telefones estavam desligados.

Amigos de trabalho prestam homenagem a Heide (Foto Pimenta).

A procura por Heide e Leornard terminou cerca de 30 horas depois, quando os corpos foram localizados numa área de desova na Volta da Cobra, a menos de um quilômetro do Hospital de Base de Itabuna, ontem, por volta das 15h. Os investigadores tentam descobrir onde os jovens passaram as horas entre o desaparecimento e as mortes.

A polícia trabalha com a hipótese de homicídio seguido de suicídio. Leonard atirou na cabeça da ex-mulher e no olho e depois teria disparado contra a própria testa. Os corpos foram encontrados fora do veículo, um Fiat Pálio. O mais intrigante é que, até o momento, a arma não foi encontrada.

A perícia não descarta que a arma tenha sido roubada ou até mesmo o advogado não tenha morrido no mesmo instante e arremessou o revólver no matagal. O carro ficou estacionado próximo a uma ribanceira, com vista para o “Lixão” de Itabuna.

Atualizado às 15h38min

HEIDE E LEONARD: POLÍCIA CONFIRMA CRIME PASSIONAL

Leonard matou a ex-esposa e depois cometeu suicídio.

A polícia acaba de confirmar que os corpos encontrados na Volta da Cobra, há pouco, são os do casal Leonard Primitivo, 33, e Heide Bonfim, 26 anos. O crime ocorreu na estrada que liga o Hospital de Base e a avenida Ibicaraí.

De acordo com as primeiras informações, Leonard, dentro do Fiat Pálio, disparou um tiro no olho da ex-mulher e depois atirou no próprio ouvido. [De acordo com a polícia, os corpos foram encontrados fora do carro e Leonard levou tiro na testa e não no ouvido]

Neste momento, a polícia técnica está no local para efetuar o levantamento cadavérico. O crime choca Itabuna. Advogados estão no local. Heide era estudante de Direito na FTC/Itabuna e funcionária do SAC. Leonard era advogado. O casal se separou no final do ano passado e tinha um filho de cinco anos.

Ontem, Leonard saiu de casa armado e havia deixado, sobre o computador, uma carta em que deixava claro que mataria a ex-esposa e cometeria suicídio. O desfecho trágico se deu hoje, com a descoberta dos corpos. A localidade onde os corpos foram encontrados é conhecida como região de “desova”.

— A polícia técnica ainda não localizou a arma do crime. Os corpos estão no Departamento de Polícia Técnica de Itabuna (DPT) e somente seriam liberados no início desta manhã de sexta-feira, 18. Por meio de testemunhos, a polícia apurou que as mortes ocorreram por volta do meio-dia.

POLÍCIA PRENDE ACUSADO DE MATAR A ESPOSA

O mecânico Ubirailson José dos Santos, 39, acusado de matar a esposa, Ivete de Jesus dos Santos, foi preso ontem à noite, no rio Almada, em Ilhéus. Os policiais localizaram o mecânico em um barco.

De acordo com a polícia, Ubirailson estaria se preparando para fuga. Estava com R$ 520,00 no bolso. Ele foi levado para a delegacia de Ilhéus. O mecânico teria feito ameaças de morte à esposa antes do assassinato, na noite da última terça-feira.

“CACHORRO LOUKO”

Jeferson é procurado pela polícia (Foto Arquivo Pessoal).

Camila, a vítima (foto Arquivo Pessoal/Xilindró).

Jeferson Cabral e Silva, 25 anos, se identificava na rede de relacionamentos Orkut como “Cachorro Louko”. Por lá, expunha fotos suas de viagens e com a família.

O perfil na internet foi excluído no início desta tarde. Atitude providencial. Jeferson é o principal suspeito de ter matado Camila Vieira Santos, 21 anos, sua ex-namorada.

Após disparar seis tiros contra Camila, “Jefinho” correu para a sua residência, no bairro de Fátima, e fugiu com a mulher. A polícia ainda não tem pistas do covarde.

GAROTA DE PROGRAMA É ASSASSINADA EM MOTEL

Camila foi executada em um motel de Itabuna.

Camila Vieira Santos, 21, foi assassinada por volta das 22h30min de ontem no motel Eros, localizado próximo ao semianel rodoviário de Itabuna. Ela estava com um homem apontado por testemunhas como sendo seu ex-namorado Jeferson Cabral e Silva, 25.

Os dois teriam discutido desde a chegada ao motel e por lá ficaram por cerca de duas horas e meia. O crime ocorreu quando o casal deixava o motel. Na recepção, segundo testemunhas, Jeferson pagou pela estadia e uma toalha que Camila usava para cobrir o corpo.

Depois, o suspeito deflagrou seis tiros na garota de programa. Camila teria corrido até a recepção do motel para pedir um mototáxi, segundo a versão de funcionários do estabelecimento.

Os dois mantinham relação há mais de três anos, mas Jeferson era casado. Segundo a polícia, o suspeito não foi encontrado em casa após o crime. Ele teria fugido com a atual esposa para Salvador, conforme investigações conduzidas pelo delegado plantonista Marlos Macedo.

Camila e Jeferson moravam no bairro de Fátima, em Itabuna. A família da garota de programa acredita que o crime tenha sido premeditado. O suspeito havia ameaçado de morte a vítima ao vê-la com um outro homem há uma semana. Com informações do Xilindró Web.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia