WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
ftc


janeiro 2017
D S T Q Q S S
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias


:: ‘cultura’

NOVA OBRA DE LOPES

Lopes lançará nova obra pela Editus em breve (Foto Divulgação).

Lopes lançará nova obra pela Editus em breve (Foto Divulgação).

O jornalista e escritor Antônio Lopes lançará nova obra em breve.

Manoel Lins: O Canto da Eterna Esperança é o título do livro.

Será publicado pela editora da Universidade Estadual de Santa Cruz, a Editus.

 

FINAL DE SEMANA DE MÚSICA NA TENDA DO TPI

Crime Organizado é uma das atrações deste final de semana no TPI.

Crime Organizado é uma das atrações deste final de semana no TPI.

A Tenda do Teatro Popular de Ilhéus, na Avenida Soares Lopes, recebe neste próximo sábado (9) o Festival da Música Independente, e no domingo (10), a segunda edição do “Metal Crushers”.

O Festival da Música Independente contará com shows das bandas Verbo&Juízo e A Unidade, as duas de Salvador, além da ilheense Crime Organizado. As apresentações iniciam às 19h, com ingresso de R$ 20 (inteira).

No domingo, o heavy metal toma conta da Tenda. Serão cinco bandas se apresentando: Cemitério (São Paulo), Escarnium (Salvador), Blessed in Fire (Salvador), Sades (Ilhéus) e Mortífera (Ilhéus). A sequência de shows terá início às 16h. O ingresso custa R$ 25 (inteira). Organizado pela HeadCrushers Produções, o Metal Crushers promete atrair caravanas de diversos municípios do estado.

A classificação indicativa para os dois eventos é de 14 anos. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do local. A Tenda é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, uma das quinze instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

TPI TRAZ MÚSICA, TEATRO E DEBATE EM JULHO

Banda Verbo & Juízo é uma das atrações de julho da Tenda do TPI.

Banda Verbo & Juízo é uma das atrações de julho da Tenda do TPI.

A Tenda Teatro Popular de Ilhéus, espaço cultural localizado na Avenida Soares Lopes, divulgou a sua programação para o mês de julho. Ao todo, serão 13 dias de eventos, que variam desde debates a show musicais. A programação tem início já neste sábado (2), às 16h, com o Café na Ágora, que traz o professor Antônio Moreno para debater sobre a construção do autoconhecimento.

Ainda neste mês, a Tenda apresenta o Festival da Música Independente, com as bandas Verbo&Juízo (Salvador), A Unidade (Salvador) e Crime Organizado (Ilhéus), no dia 9, além do Improviso, Oxente!, que vai discutir a “Gestão pública sustentável e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, todas as terças-feiras, sempre às 19h.

Para quem gosta de uma boa comédia, o grupo Teatro Popular de Ilhéus sobe ao palco no dia 28, com Medida Por Medida, peça inspirada na obra de William Shakespeare e dirigida por Romualdo Lisboa.

A programação completa com mais detalhes pode ser conferida no site www.teatropopulardeilheus.com.br, ou ainda através do aplicativo “Tenda Teatro Popular de Ilhéus”, disponível para download gratuito no Google Play Store.

HOJE O CÉU TEM PURPURINA

O ator itabunense Osvaldinho Mil, que faz sucesso no teatro e em novelas globais, prestou ontem (17) uma grande homenagem ao jornalista e colunista social Charles Henri, morto após sofrer um AVC hemorrágico e ficar internado por quatro dias, além de passar por cirurgia. O corpo de Henri foi enterrado, há pouco, no Cemitério Campo Santo. Abaixo, a íntegra da homenagem publicada no Facebook.

Osvaldinho MilOsvaldinho Mil, via Facebook

Hoje o céu tem purpurina.

Morreu a primeira grande bicha da minha vida: Charles Henry.

Itabunenses devem ter colocado luto cor de rosa, ornado de lantejoulas brilhantes.

Hoje em dia, rapazes assumirem que gostam de rapazes é natural e corriqueiro. Apesar de todo o preconceito que ainda há, avançamos muito na aceitação desta relação. Na minha infância, no interior da Bahia, anos 70, era uma aberração. Pura viadagem. E Charles Henry fazia parte de um grupo de bichas chiques, aristocráticas e respeitadas nas terras do cacau. Diogo Caldas, Serafim de Itajuípe, Dicas Cezimbra.

Em meio à feliz viadagem deste povo, uma cidade se coloriu. Estes rapazes tinham a coragem de ser quem queriam ser em uma comunidade ainda comandada por restos de coronéis e seus ‘masculinos valores cristãos’.

E mais do que isso, nos abriu as portas para possibilidades além das que as tradições nos empunham. E não falo só em se liberar sexualmente, mas de várias outras amarras que se desfazem quando abrimos a possibilidade de enxergar caminhos além dos já conhecidos.

Minha memória mais antiga neste tema ‘fundiu minha cuca’ na época. Lembro que vi uma vez um negrão musculoso (digo ‘negrão ’porque era negro. Se fosse loiro, diria ‘loirão’), grandão, vestido de mini saia e top vermelhos. Aquela bicha forte estava de dedo em riste ameaçando alguém e dizia com raiva e força em voz grave: ‘eu só sou viado embaixo dessa roupa aqui, porque se eu tirar, eu te quebro todo na porrada’. Hein?! Como é? Viadagem não era coisa de homem bichinha, afeminado e frágil? Vi que não era. Deu um nó na cabeça do menino.

Nesta mesma época surgia o grupo Secos e Molhados. Ney Matogrosso com aquele rosto pintado, o corpo nu. Meio macho, meio fêmea. Uma figura andrógina que eu não entendia na minha meninice.

Caetano cantava: ‘ele é um homem, e eu sou apenas uma mulher’. Como é? Não entendia um homem cantando isso.

Vivas à Charles Henry!

Vida longa às nossas bichas!

Que suas purpurinas despertem os nossos arco íris!

Peço permissão para neste texto usar as palavras viado e bicha pra designar os protagonistas. Eram os únicos termos que usávamos na época. Não existia toda essa gama de palavras que hoje há para nominar rapazes que gostam de rapazes.

Beijos!

CIRCO NEGRO EMPOLGA PLATEIA EM ILHÉUS

Encenação de "Circo Negro" no palco da Tenda do TPI, em Ilhéus (Foto Clóvis Lunardi).

Encenação de “Circo Negro” no palco da Tenda do TPI, em Ilhéus (Foto Clóvis Lunardi).

Foi debaixo de uma lona circense que a CiaSenhas de Teatro abriu, ontem (8), a temporada de espetáculos e oficinas pelo Nordeste brasileiro, com o espetáculo Circo Negro. As apresentações gratuitas seguem até o sábado (11), sempre às 20h, na Tenda do Teatro Popular de Ilhéus, na Avenida Soares Lopes.  A montagem, cuja classificação indicativa é 18 anos, disponibiliza de duas intérpretes de Libras e roteiro em Braile.

O espetáculo Circo Negro tem texto do argentino Daniel Veronese, traduzido por André Carreira e dirigido por Sueli Araújo. A referência ao circo está presente em todos os elementos visuais e sonoros, que criam uma paisagem de um tempo-espaço entre as imagens do circo mítico em contraste com o teatro. A realização de números circenses serve como metáfora do jogo de relações de poder e competitividade, misturando realidade e ficção num jogo permanente com o público.

“COM-VIVÊNCIA”

Como parte do projeto Circo Negro em Circulação Nordeste, a CiaSenhas de Teatro convidou membros da classe artística ilheense para o encontro Ação de Com-Vivência. A atividade será realizada neste sábado (11) a partir das 15 horas, também na Tenda Teatro Popular de Ilhéus. O objetivo é construir um espaço de diálogo e troca de experiências entre os artistas sul-baianos e os do coletivo paranaense.

O projeto Circo Negro em Circulação Nordeste é patrocinado pelo Ministério da Cultura e pela Petrobras Distribuidora. A ação executada pela CiaSenhas de Teatro foi selecionada pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016. Após a temporada em Ilhéus, os artistas de Curitiba seguem para Juazeiro do Norte, no Ceará.

ILHÉUS RECEBE PROJETO CIRCO NEGRO

Encenação de Circo Negro, peça da CiaSenhas de Teatro (Foto Maringas Maciel).

Encenação de Circo Negro, peça da CiaSenhas de Teatro (Foto Maringas Maciel).

Ilhéus será a primeira cidade baiana a receber o projeto Circo Negro em Circulação Nordeste, da CiaSenhas de Teatr.,  De quarta-feira (8) a sábado (11), o coletivo de Curitiba apresentará o espetáculo Circo Negro e também realizará oficina de formação de plateia para alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e encontro com a classe artística regional.

A peça, cuja classificação indicativa é 18 anos, será encenada sempre às 20 horas, com acessibilidade para pessoas com deficiências auditiva e visual. A entrada é franca e o palco das atividades será a Tenda Teatro Popular de Ilhéus, localizada na Avenida Soares Lopes.

De acordo com a produtora da CiaSenhas, Marcia Moraes, 2016 está sendo importante para o grupo paranaense pela apresentação do projeto na região Nordeste. Em janeiro, a CiaSenhas fez temporada em Recife com dois espetáculos, um lançamento de livro e uma leitura dramática.

Sobre as expectativas do projeto, ela acredita que “todas as ações são fundamentais pra que o encontro entre a arte, o público e a vida possa ser mais verdadeiro. Estamos totalmente abertos para receber e conversar com as pessoas através do teatro”. Após o período em Ilhéus, o grupo segue para Juazeiro do Norte, no Ceará.

O espetáculo Circo Negro, que estreia na noite desta quarta-feira, mistura realidade e ficção num jogo permanente com o público. A montagem tem texto do argentino Daniel Veronese, traduzido por André Carreira e dirigido por Sueli Araújo. A referência ao circo está presente em todos os elementos visuais e sonoros, que criam uma paisagem de um tempo-espaço entre as imagens do circo mítico em contraste com o teatro. A realização de números circenses serve como metáfora do jogo de relações de poder e competitividade.

FORMAÇÃO DE PLATEIA

A oficina de formação de plateia ministrada pelos artistas da CiaSenhas é destinada a alunos da EJA da Escola Municipal do Banco da Vitória. Eles participarão de, aproximadamente, três horas de atividades práticas e mais bate-papo após assistirem ao espetáculo Circo Negro.

A intenção do trabalho é aproximar ainda mais os estudantes da linguagem do teatro contemporâneo. E o encontro Ação de Com-Vivência, direcionado para membros da classe artística local, objetiva a construção de um espaço de diálogo e troca de experiências com o coletivo paranaense. A ação será no sábado (11), às 15 horas, também na Tenda Teatro Popular de Ilhéus.

O projeto Circo Negro em Circulação Nordeste é patrocinado pelo Ministério da Cultura e da Petrobras Distribuidora. A ação foi selecionada pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016. Para saber mais sobre o trabalho da CiaSenhas de Teatro, basta acessar o site www.ciasenhas.art.br.

SERVIÇO
O que: Circo Negro
Local: Tenda Teatro Popular de Ilhéus
Quando: De 08 a 11 de junho, às 20 horas
Entrada: Franca
Classificação: 18 anos
Mais informações: (73) 4102-0580

EVENTO DISCUTE PROJETOS DE ARTE, CULTURA E CHOCOLATE

chocolateRenata Smith | Agência Sebrae

“Deguste!… Arte, Cultura e Chocolate”. Com este tema, o convite para mais uma ação do projeto de Economia Criativa e Chocolate do Sebrae, reuniu empresários e visitantes para um momento de lazer, troca de experiências e oportunidade de bons negócios. O evento foi realizado nesta segunda-feira, 16, das 16h às 19h, no Hotel Jardim Atlântico, no litoral sul de Ilhéus.

Empresários com experiências vitoriosas, nos segmentos de artesanato, chocolates finos e derivados de cacau, montaram estandes e expuseram seus produtos. “Queremos apresentar um ao outro, integrá-los, criar uma rede de negócios que permita o fortalecimento das ideias individuais, mas em um universo coletivo”, explicou a gestora do projeto do Sebrae Economia Criativa e Chocolates, Fabíola Paes Leme.

Entre os participantes estava o produtor de cacau, Lucas Kruschewsky, que pretende colocar definitivamente a localidade de Rio do Braço no calendário junino da região. O São João, previsto para a segunda semana de junho, resgata um dos cenários históricos mais importantes da cidade. Em seu apogeu foi construída a primeira estação ferroviária do sul da Bahia, em 1911, época de produtivas fazendas, antes das sucessivas crises do cacau.

“Quando cheguei e vi destruído aquele cenário próspero da minha infância, entrei na velha estação e prometi que não desistiria do lugar”, revelou Kruschewsky. Ele passou a morar na localidade, recuperou a estação férrea e transformou o espaço em um restaurante de comidas típicas. Na fazenda Estrela da Manhã, oferece passeios, banho de rio e pesca do Tucunaré. “Estamos renascendo e cheios de ideias”, completou o empresário.

:: LEIA MAIS »

AOS 85 ANOS, MORRE CAUBY PEIXOTO

Cauby Peixoto era considerado uma das maiores vozes da música brasileira (Arquivo Agência Brasil)

Cauby Peixoto era considerado uma das maiores vozes da música brasileira (Arquivo Agência Brasil)

Um dos maiores cantores da música brasileira, Cauby Peixoto morreu na noite desse domingo (15), aos 85 anos, em São Paulo. Ele estava internado desde o dia 9 de maio no Hospital Sancta Maggiore, no Itaim Bibi, na zona sul de São Paulo. Segundo o fã clube do artista, ele morreu por volta da meia-noite de ontem. O hospital informou que o cantor teve um quadro de pneumonia.

Cauby Peixoto Barros nasceu em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, em 10 fevereiro de 1931. Cresceu em uma família de artistas. Trabalhou no comércio até começar a participar de programas de calouros no fim da década de 40, como a Hora dos Comerciários, na Rádio Tupi. Gravou o primeiro disco pelo selo Carnaval, em 1951, com o samba Saia branca, de Geraldo Medeiros, e a marcha Ai, que carestia!, de Victor Simon e Liz Monteiro. Foi um dos grandes nomes da chamada “era de ouro do rádio”.

Em 65 anos de carreira, teve grande sucesso com músicas como Blue Gardenia, Conceição, Mil Mulheres, Bastidores, New York, New York e Nada Além.

Cauby Peixoto  estava em turnê pelo Brasil com a cantora Angela Maria. Da Agência Brasil

ITABUNA TERÁ PROGRAMAÇÃO CULTURAL NA PASSAGEM DA TOCHA OLÍMPICA

Tocha Olímpica chegará a Itabuna exatamente um mês após ter sido acesa na Grécia

Tocha Olímpica chegará a Itabuna exatamente um mês após ter sido acesa na Grécia

Como uma das cidades contempladas com a passagem da Tocha Olímpica, Itabuna prepara um pacote de atividades culturais para marcar a presença do símbolo dos jogos. A festa está programada para o dia 21 de maio, a partir das 16 horas.

A Tocha Olímpica percorrerá as principais avenidas de Itabuna. Nesse percurso, haverá apresentações diversas, promovidas pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc). Está prevista exibição de rodas de capoeira, grupos de percussão, fanfarra, violinos e balé. Parte dessa programação está reservada para o momento final da passagem, em cerimônia na Praça Rio Cachoeira.

Na praça,onde a Tocha Olímpica ficará exposta, haverá apresentação da Fanfarra Falcões e de balé grego com alunas do projeto Viv-à-rte. Segundo a Prefeitura, por determinação do Comitê de Organização Local, não será permitida a instalação de barracas para venda de bebidas e alimentos na praça.

SOBRA DINHEIRO NA FICC, MAS FALTA PARA TAPA-BURACOS

Ficc pagou R$ 480 mil em despesas com som e palco nos três primeiros meses de 2016

Ficc pagou R$ 480 mil em despesas com som e palco nos três primeiros meses de 2016

A crise felizmente não bateu às portas da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc). Se por aí muitos reclamam da falta de dinheiro, esse problema não existe no órgão municipal responsável pelo desenvolvimento de projetos culturais, o que pode ser verificado por meio de alguns números recentes.

Para se ter uma ideia da fartura, nos três primeiros meses deste ano, a Ficc pagou R$ 480 mil somente em despesas com palco e cobertura (toldo). Mais da metade desse valor (cerca de R$ 260 mil) foi liberada no mês de março, o último da gestão do ex-presidente Roberto José, que se desligou da fundação para entrar na disputa eleitoral.

Em compensação, se dinheiro não é motivo de dor de cabeça na Ficc, o mesmo não pode ser dito com relação à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). O órgão se encontra impossibilitado de realizar operação tapa-buracos na cidade porque o governo não pagou um débito de R$ 220 mil com a empresa que fornece material para a produção do asfalto. E os motoristas bem sabem como se encontram as ruas da cidade…

Longe de questionar a importância da cultura e das ações da Ficc. Porém, a mais singela noção de prioridade indica que há algo de errado nessa divisão dos recursos públicos.

atualizada às 12h48

MANIFESTO DE ESCRITORES EM DEFESA DA DEMOCRACIA JÁ TEM 8,8 MIL ASSINATURAS

Mais de 8,8 mil pessoas ligadas à indústria literária já assinaram um manifesto “pela defesa dos valores democráticos e pelo exercício pleno da democracia em nosso país, de acordo com as normas constitucionais vigentes, no momento ameaçadas”. A coleta de assinaturas começou no último dia  19 e desde segunda-feira (21) está no site de petições públicas Avazz. No site, já são mais 7,5 mil apoiadores.

Entre os nomes que subscrevem o texto estão artistas, escritores e personalidades como Chico Buarque, Ana de Hollanda, Antonio Candido, Anita Prestes, Milton Hatoum, Antonia Pellegrino, Slavoj Zizek, Leonardo Padura, Noélia Ribeiro, Lira Neto, Laerte, Gregório Duvivier, Jô Oliveira, Maria Rita Kehl, Paulo Werneck e Aldir Blanc.

O documento “Escritores e profissionais do livro pela democracia” foi lido pela poeta Elisa Lucinda na quinta-feira (24), no festival promovido por movimentos sociais na Cinelândia, centro do Rio de Janeiro. De acordo com Elisa, vários setores da sociedade estão se movimentando para mostrar que estão contra a tentativa de derrubada do governo da presidenta Dilma Rousseff. Da Agência Brasil

FAZER LITERÁRIO NA ACADEMIA

Apresentação de "Contos&Cantigas" ao ar livre na Soares Lopes, em Ilhéus (Foto TPI).

Apresentação de “Contos&Cantigas” ao ar livre na Soares Lopes, em Ilhéus (Foto TPI).

A Academia de Letras de Ilhéus (ALI) receberá nos dias 14, 22 e 29 de março, sempre a partir das 15h, as atividades do Projeto Fazer Literário.

Nestes dias, atores e cantores do grupo Teatro Popular de Ilhéus irão apresentar Conto&Cantigas, uma contação de história dramatizada. A programação prevê, ainda, exibição de documentários sobre o universo lúdico infantil.

As atividades fazem parte da programação de abertura dos trabalhos da Academia de Letras e tem a coordenação pedagógica da professora Anna Lívia Rosa Ribeiro.

O projeto tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

NOITE TEM MEMÉ NA AABB E TEATRO NO CCAF

Memé apresenta seu repertório variado na AABB (foto Divulgação)

Memé apresenta seu repertório variado na AABB (foto Divulgação)

A noite grapiúna tem hoje boas opções para quem gosta de teatro e de boa música. No Centro de Cultura Adonias Filho, às 20 horas, acontece a primeira apresentação da peça Confissões de Mulheres de 30, que traz no elenco as atrizes Nanda Lisboa, Mariana Moreno e Mariana Borges. O espetáculo faz uma abordagem bem-humorada das preocupações, amores e temores das chamadas balzaquianas.

Além da noite de hoje, as meninas voltam ao palco do CCAF neste sábado (27), às 20 horas, e no domingo, às 19h. Ingressos à venda na bilheteria do Centro de Cultura.

VOZ E VIOLÃO – Outro excelente programa é a “Sexta Super Musical da AABB”, que esta noite traz o som de Memé, a partir das 20 horas, na Cabana do Tempo. No repertório, MPB, axé e música internacional.

O evento tem entrada franca para sócios e não-sócios do clube, além de não ser cobrado couvert artístico.

FILME GRAVADO EM ITAJUÍPE RECEBE MAIS UM PRÊMIO

Vladmir Brichta, um dos atores de  "A Coleção Invisível" (foto Andrew Kemp)

Vladmir Brichta, um dos atores de “A Coleção Invisível” (foto Andrew Kemp)

A Santa Luzia Filmes foi contemplada pelo edital Prodav 7 de suporte automático pelo desempenho artístico da produção A Coleção Invisível. O filme, estrelado por Vladimir Brichta e com cenas gravadas em Itajuípe, obteve a quarta maior pontuação na classificação do Fundo Setorial Audiovisual da Agência Nacional de Cinema (Ancine), por conta das premiações recebidas em festivais nacionais e internacionais.

Co-produzido com a Ondina Filmes, A Coleção Invisível venceu 14 prêmios em festivais no Brasil, Estados Unidos, Colômbia e na Europa. “Foi uma longa jornada e muitos esforços foram feitos para que o filme fosse visto por muitas pessoas”, comemora a sócia-diretora da Santa Luzia Filmes, Gel Santana. Para ela, “é bem gratificante ver que um trabalho inteiramente concebido e realizado na Bahia receba esse reconhecimento ao lado de obras importantes como O Som Ao Redor, Uma Historia de Amor e Fúria ou Tatuagem”.

O filme, dirigido pelo cineasta Bernard Attal, tem como cenário a região cacaueira baiana e reúne no elenco, além de Vladimir Brichta, os atores Walmor Chagas (na sua última apresentação artística), Ludmila Rosa, Clarisse Abujamra, Conceição Senna, Paulo Cesar Peréio e Frank Menezes.

“MEDIDA POR MEDIDA” NO TEATRO POPULAR

Medida Por Medida será apresentada no TPI dia 28 (Fotos Karoline Vital).

Medida Por Medida será apresentada no TPI dia 28 (Fotos Karoline Vital).

O grupo Teatro Popular de Ilhéus (TPI) apresenta no próximo dia 28, às 20h, a peça Medida Por Medida, na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, em Ilhéus.

A comédia é uma adaptação da obra homônima de William Shakespeare. O enredo de “Medida Por Medida” se desdobra a partir das decisões de Ângelo, juiz implacável que entra no lugar do Duque de Viena, cumprindo à risca as leis contra fornicação.

A adaptação é dos diretores Romualdo Lisboa (TPI) e Fernando Yamamoto (Clows de Shakespeare), com figurinos e adereços de Shicó do Mamulengo e Justino Vianna ( também responsável pela criação da maquiagem). A direção musical é de Elielton Cabeça (TPI) e Marco França (Clows).

A peça, que possui classificação indicativa livre, é fruto do projeto “Shakespeare – Teatro Popular em Construção”, aprovado pelo edital TCA. Núcleo 2014, em seleção organizada pelo Teatro Castro Alves e a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb).

O ingresso individual já pode ser adquiridos na bilheteria da Tenda, localizada na Avenida Soares Lopes, próximo ao colégio São Jorge, por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). A Tenda aceita pagamentos com cartões de crédito e débito, além de Vale Cultura. Ainda, são disponibilizados 20 ingressos gratuitos para estudantes da rede pública (até o ensino médio), mediante comprovação.

BIBLIOTECAS PÚBLICAS RECEBEM 2,5 MIL LIVROS

Clássicos da literatura universal compõem acervo doado (Foto Ficc).

Clássicos da literatura universal compõem acervo doado (Foto Ficc).

Dirigentes recebem livros da Ficc.

Dirigentes recebem livros da Ficc.

As bibliotecas do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Urbis IV, e Plínio de Almeida, no Espaço Cultural Josué Brandão, ganharam 2,5 mil livros, doados pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).

O reforço no acervo das bibliotecas públicas é parte das ações do projeto Letras que Voam, criado em 2015 pela fundação municipal de cultura.

Por meio do projeto, a Ficc adquiriu mais de 20 mil livros, além de acervo multimídia, jogos educativos, tendas, baús, mesas e cadeiras, segundo o presidente da Fundação, Roberto José.

O projeto atinge tanto o público público infanto-juvenil como o adulto. De acordo com a coordenação do Letras que Voam, a fundação doou, em dezembro, 500 livros ao Centro de Atenção Integral à Criança (Caic Jorge Amado) e outros 500 à biblioteca da Escola Municipal Lourival Oliveira Soares, em Ferradas.

CONTO&CANTIGAS ABRE PROGRAMAÇÃO DO TPI EM 2016

Contos&Cantigas abre programação do TPI deste ano (Foto TPI).

Contos&Cantigas abre programação do TPI deste ano (Foto TPI).

A programação da Tenda Teatro Popular de Ilhéus em janeiro começa nesta sábado (9), às 17h, com o Conto&Cantigas, com atores e músico contando histórias de forma dramatizada. A apresentação, com classificação indicativa livre, será na área verde da tenda, na Avenida Soares Lopes.

A programação da Tenda ainda segue com apresentação da Companhia Circo da Lua (dia 16); 9º Encontro Grapiúna de Compositores e Compositoras (dia 15); e Tributo Grapiúna: Eles e Elas Cantam (dia 22). No dia 23, haverá lançamento do disco IsmeraRock & O Calibre Dobrado. A apresentação de Medida Por Medida, peça do grupo do Teatro Popular de Ilhéus inspirada na obra homônima de William Shakespeare, encerra a programação de janeiro. Serão três dias – 28, 29 e 30.

A programação completa está disponível na internet, por meio do link http://goo.gl/pzFt58, no aplicativo Tenda Teatro Popular de Ilhéus (download na Google Play Store) e nos folhetos informativos distribuídos no próprio espaço cultural.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia