WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia








maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: ‘Daniel Leão’

ITABUNA: ARTISTAS COBRAM PAGAMENTO DO CACHÊ DO CARNAVAL

Carnaval de Itabuna teve mais de 20 atrações locais em 2018 || Foto Pedro Augusto

Bandas e artistas locais que se apresentaram no Carnaval Antecipado de Itabuna estão cobrando pagamento dos cachês. A folia em Itabuna foi realizada no período de 18 a 21 de janeiro, nas avenidas Aziz Maron e Mário Padre.

Ao contrário das atrações nacionais – que foram pagas pelo Governo da Bahia, as bandas e cantores locais parcelaram cachês em duas vezes, com o primeiro pagamento para o início de abril e o segundo previsto para maio.

“Tivemos na FICC [Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania] e disseram que nem há previsão de pagamento”, afirmou um artista, mas pedindo anonimato para não sofrer retaliações.

Mais de 20 bandas e cantores se apresentaram na folia itabunense. Funcionários teriam informado que o pagamento ainda dependeria da nomeação de um contador para a FICC. A folia é investigada pelo Ministério Público Estadual (MP-BA).

OUTRO LADO

O presidente da FICC, Daniel Leão, atribuiu o atraso no pagamento da primeira parcela à substituição da diretora financeira da entidade. Segundo ele, o novo titular já foi nomeado e o pagamento às bandas e artistas deverá ocorrer, “no mais tardar”, na próxima segunda-feira (23). De acordo com o presidente, os recursos já foram liberados pelo prefeito Fernando Gomes para o pagamento. Atualizado às 17h29min.

DEZ MIL PESSOAS DEVEM ASSISTIR À ENCENAÇÃO DA PAIXÃO DE CRISTO EM ITABUNA

Paixão de Cristo será encenada em Itabuna na sexta || Foto Eric Souza/Ficc

A Fundação Itabunense de Cultura (FICC), apresentará nesta sexta-feira (30), o espetáculo teatral A Paixão de Cristo. A encenação, que mostra uma perspectiva marcante da Via Crúcis e a ascensão de Jesus Cristo, será no Estádio Luiz Viana Filho, às 19 horas.

Segundo o presidente da FICC, Daniel Leão, a expectativa é atrair um público de 10 mil pessoas. “Assim como o ano passado, esperamos receber um número expressivo de espectadores”, pontuou. Em 2017, cerca de 6 mil pessoas compareceram ao estádio.

Ele revelou, ainda, que esta edição será marcada pela “filantropia”. “Como forma de demonstrar amor ao próximo, e ajudar aos mais carentes, decidimos pedir ao público 1 quilo de alimento não perecível”, ressaltou, enfatizando que a doação é opcional.

De acordo com o produtor cultural e diretor da peça, André Sena, entre os 120 integrantes do elenco, estão atores de vários municípios do sul da Bahia, dentre elas, Barro Preto, Buerarema e Itajuípe. Sena informou que a cenografia está sob responsabilidade de Diovane Tavares. O texto é de Équio Reis (ator e diretor importante na história do teatro de Itabuna e região, já falecido), adaptado por André Sena.

O espetáculo A Paixão de Cristo é uma realização da FICC, Prefeitura de Itabuna e Grupo Arte Encena. O evento conta com o apoio da Diocese de Itabuna e da Secretaria de Assistência Social, que será responsável pela arrecadação e distribuição do donativos às entidades carentes e filantrópicas de Itabuna.

COMPLÔ CONTRA O PRESIDENTE DA FICC

Leão é alvo de membros do governo

Leão é alvo de membros do governo

A edição desta semana do jornal A Região cita complô no governo municipal contra o presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), Daniel Leão. Na coluna Malha Fina, a publicação reforça o já escrito por este blog.

Ainda de acordo com o jornal, o “castigo” contra Leão foi deflagrado porque ele colocou “um freio nos super contratos e pagamentos”. A freada levou o alto escalão do governo fernandista, cita o jornal, a “se aborrecer e começar a fritura, deixando Leão com a cuia na mão”.

Por causa da ação nefasta contra o dirigente, reforça o jornal, a Ficc acabou atrasando pagamento a fornecedores e, algo inédito, a árbitros do Campeonato Interbairros.

Leão já abriu o olho…

POLÍCIA DEFINE ESQUEMA DE SEGURANÇA DO “FORRÓ DO POVO”

Reunião Segurança FICC PMA polícia militar definiu efetivo de 90 homens, a cada noite, para a segurança do Forró do Povo, a festa de São Pedro de Itabuna. O efetivo foi anunciado, nesta quarta (28), durante reunião do comando da PM com o presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) para os últimos ajustes do esquema de segurança do evento, na Beira-Rio.

A expectativa é de reunir até 70 mil pessoas em três noites de festa, na Praça Rio Cachoeira, na Beira-Rio, em Itabuna, de acordo com o comando da PM. “Além da população itabunense, o município receberá um público considerável vindo de cidades circunvizinhas. Portanto, teremos um efetivo de 90 homens, por noite, para garantir a segurança das famílias”, ressaltou o comandante do 15º Batalhão da PM, Daniel Riccio.

O Forró do Povo começará às 17 horas desta quinta (29). Promovido pela Prefeitura de Itabuna, por meio da FICC, com o patrocínio do Governo da Bahia. Serão 18 atrações em três noites, incluindo Aviões do Forró, Dorgival Dantas, Adelmário Coelho e Estakazero.

COM APOIO DA FICC, ATLETAS ITABUNENSES VENCEM COPA SÃO PAULO DE JUDÔ

João, Daniel Leão e Viviane Izidro após conquista em SP.

João, Daniel Leão e Viviane Izidro após conquista em SP.

Dois atletas itabunenses ganharam destaque nacional no último dia 2 de abril. Viviane Izidro Santos e João Victor, de 16 e 19 anos, respectivamente, foram campeões da Copa São Paulo de Judô de 2017 na modalidade Kata. Ambos integram a equipe da Associação Ipon de Judô em Itabuna, que tem como coordenador, o professor Roni Montenegro.

Morador do bairro Conceição, João Vitor, que pratica judô desde os 14 anos, acumula diversos títulos regionais; além de ter sido campeão brasileiro em 2016. O atleta iniciou a carreira praticando capoeira, logo depois, descobriu a paixão pelo judô. Viviane, residente no São Pedro, começou o esporte com 9 anos de idade. A atleta revelou que o principal incentivo surgiu da mãe, que já praticou a modalidade quando mais jovem.

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), junto com a Diretoria de Esporte, patrocinaram a viagem da dupla para São Bernardo do Campo, onde foi realizada a Copa. O presidente da FICC, Daniel Leão, ressaltou que o objetivo da entidade é incentivar novos valores e revelar atletas que possam se destacar nas diversas modalidades esportivas.

AUTORIDADES DESTACAM CONTRIBUIÇÃO DE ADERVAN PARA O SUL DA BAHIA

Adervan faleceu ontem, no Calixto Midlej Filho.

Adervan faleceu ontem, no Calixto Midlej Filho.

A contribuição do jornalista José Adervan de Oliveira, 74 anos, para a região cacaueira sul-baiana foi destacada, hoje (13), pelos prefeitos Mário Alexandre, “Marão”, de Ilhéus, e Moacyr Leite, de Uruçuca, além do vice-prefeito ilheense José Nazal. Ambos emitiram nota de pesar pela morte de um dos fundadores do Jornal Agora, ocorrida ontem à tarde, no Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna, após resistir, bravamente, contra câncer de próstata.

O prefeito Moacyr Leite Júnior ressaltou a importância de Adervan para o sul da Bahia. “Deixa uma lacuna não apenas na comunicação regional, mas no bom debate de ideias no campo da política e do desenvolvimento socioeconômico regional. Era, reconhecidamente, uma pessoa caridosa e que tinha devoção e amor pelo sul da Bahia”. Moacyr decretou três dias de luto em reconhecimento a Adervan.

Em nota, Marão e José Nazal, observaram, em nota, que o jornalista “José Adervan exerceu um papel de destaque no contexto da comunicação no Sul Bahia, nas últimas décadas, sendo um incansável defensor dos interesses da Região e do Município de Ilhéus”.

O presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), Daniel Leão, lamentou a perda. “Seu desaparecimento causou grande consternação à classe jornalística e a FICC expressa seus maiores sentimentos ao seu grande número de amigos, admiradores e familiares”.

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL

A participação de Adervan nas questões regionais e a preocupação com o desenvolvimento foram citadas pelo presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (Acei), Ronaldo Abude. “Um dos seus legados [deixados pelo jornalista], o Jornal Agora repercutiu as suas preocupações com os problemas da região cacaueira, como também transmitiu muitas conquistas.

O corpo de Adervan está sendo velado no SAF de Itabuna, na Juca Leão, ao lado do Grapiúna Tênis Clube. O enterro será às 16 horas, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna.

SINAPRO

A morte do jornalista também foi lamentada pela direção do Sindicato das Agências de Propaganda da Bahia (Sinapro-Bahia). “Fundador do jornal Agora, José Adervan era amante da política e mantinha uma coluna diária no jornal que fundou e do qual foi administrador. À família e aos amigos enlutados, o Sinapro-Bahia envia sinceras condolências”, destaca nota do sindicato.










WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia