WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia





abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

editorias






:: ‘Dário Meira’

MUNICÍPIOS DO SUL DA BAHIA SOFREM COM A FALTA DE PROFISSIONAIS DO MAIS MÉDICOS

Mais de 100 municípios na Bahia sofrem com a falta de médicos

Moradores de pelo menos 110 municípios baianos estão prejudicados pela falta de profissionais do Programa Mais Médicos, que encerrou a inscrição na segunda chamada na sexta-feira (21).São cerca de 200 vagas que não foram preenchidas no primeiro edital publicado pelo Ministério da Saúde para contratação de médicos para substituir os cubanos, que foram chamados de volta após declarações do presidente eleito que faria mudanças no programa a partir de janeiro.

No sul da Bahia, conforme relação de remanescentes do Ministério da Saúde, as vagas não foram preenchidas nos municípios de Canavieiras, Dário Meira, Itagibá, Itaju do Colônia, Itapitanga e Pau Brasil, que juntos somam 85 mil habitantes, a maioria depende do atendimento ofertado na rede básica pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A esperança dos moradores é que no próximo edital apareçam candidatos para o preenchimento das vagas.

No extremo-sul, até a população de Teixeira de Freitas, município com cerca de 160 mil moradores, vem sofrendo com falta de profissionais. São cinco vagas remanescentes, segundo o Ministério da Saúde. As vagas disponibilizadas pelo programa federal também não foram preenchidas em Caravelas, Guaratinga, Itabela e Medeiros Neto.

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs), levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros. A remuneração para o médico é de R$ 11,8 mil livres dos impostos.

EX-PREFEITOS DE 10 MUNICÍPIOS DO SUL DA BAHIA ENTRAM NA MIRA DO MP

Alba, Fernanda, Gilnay, Vera, Bêda,

Alba, Fernanda, Gilnay, Vera, Bêda, Jarbas, Jorjão, Valnio, Jackson e João na mira do MP-BA

Ex-prefeitos de dez municípios do sul e centro-sul da Bahia deixaram de prestar contas do exercício de 2016 no prazo previsto em lei, segundo o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Todos devem sofrer punição por parte da corte de contas e serem denunciados pelo Ministério Público Estadual (MP-BA), por crime de improbidade administrativa.

De acordo com o TCM, os ex-prefeitos sul-baianos que deixaram de prestar contas foram Jarbas Barbosa (Itacaré), Jorge Rodrigues, o Jorjão (Itajuípe), Alba Gleide (Almadina), Valnio Muniz (Jussari), Gilnay Santana (Ibicuí), Vera Franco (Barra do Rocha), Jackson Bomfim (Santa Cruz da Vitória), Fernanda Silva (Uruçuca), Asclepíades de Almeida, o Beda (Ubaitaba) e João Sampaio (Dário Meira).

Além dos ex-prefeitos, os ex-presidentes das câmaras de vereadores de Itacaré (Edson Arantes, o Nego) e Ubatã (Fernando Fernandes) deixaram de fazer a prestação de contas atá o dia 31 de maio, prazo final.

De acordo com o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), em todo o estado, 39 ex-prefeitos, nove ex-presidentes de câmaras de vereadores e dois dirigentes de autarquias não cumpriram o que determina a lei.

O presidente do TCM, conselheiro Francisco de Souza Andrade Netto, alerta que, mesmo com atraso, os gestores ainda devem fazer a prestação de contas. Os gestores que não entregarem a documentação também serão punidos com a rejeição e multados depois da tomada de contas.

TCM REJEITA CONTAS DO PREFEITO DE DÁRIO MEIRA

As contas do prefeito de Dário Meira, João Caetano Sampaio Santana, relativas ao exercício de 2014, foram reprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios, em julgamento realizado ontem (5).

O relator do parecer, conselheiro Antônio Emanuel, considerou que o gestor não adotou nenhuma medida visando a recondução do percentual da despesa total com pessoal ao limite de 54% previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

A relatoria imputou multa de R$ 5 mil ao gestor pelas falhas contidas no relatório técnico e outra de R$ 36 mil, equivalente a 30% dos seus vencimentos anuais, por não ter reduzido os gastos com pessoal.

Também foi determinado o ressarcimento de R$ 39.337,89 aos cofres municipais, com recursos pessoais, referentes ao pagamento de diárias sem comprovação (R$ 22.039,00) e juros e multa por atraso em pagamentos (R$ 14.298,89). Cabe recurso da decisão.

SAC MÓVEL ATENDERÁ UBATÃ E MARAÚ

Unidade do SAC Móvel atenderá municípios sul-baianos (Foto GovBA).

Unidade do SAC Móvel atenderá municípios sul-baianos (Foto GovBA).

Os moradores de Ubatã e Ibirapitanga serão atendidos por uma unidade móvel do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) nesta semana. Na quarta e quinta-feiras (2 e 3), a parada do SAC Móvel será em Ubatã, na Praça Presidente Vargas. A carreta do serviço atenderá em Maraú nos dias 5 e 6 (sábado e domingo), na Praça Dr. José Pereira da Cruz.

Na unidade móvel são oferecidos serviços como emissão de carteira de identidade, CPF e certidão negativa de antecedentes criminais, além de atendimento da Previdência Estadual e da Ouvidoria Geral do Estado, das 8h às 18h, sem intervalo para almoço.

Pela programação do SAC Móvel, a unidade também prestará atendimento em Ibirapitanga (dias 8 e 9), Dário Meira (11 e 12) e Boa Nova (14 e 15). Dúvidas podem ser sanadas pelos telefones 0800.071.5353 (fixo) ou 4020.5353 (móvel).






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia