WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
alba





fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

editorias






:: ‘Del’

PORQUE “DEL” EMOCIONA – E DÁ EXEMPLO

Del e a diretora da faculdade, Odília Moliterni.

Del e a diretora da faculdade, Odília Moliterni.

A história de comprometimento e superação do massoterapeuta Adevaldo Sarmento (Del), de 37 anos, sempre emocionou quem tem ou já teve contato com ele e conhece sua história. Massoterapeuta há 14 anos, Del perdeu a visão em um acidente de carro. A tragédia não o impediu de dar mais um passo à frente. Hoje, está entre os 12 novos bacharéis de Fisioterapia da 10ª turma do curso da Unime Itabuna.

Ele enfrentou todas as etapas da graduação com afinco e determinação, conforme colegas de academia e professores. A deficiência visual não o impediu de realizar o seu sonho.

O massoterapeuta decidiu cursar Fisioterapia por incentivo dos clientes, colegas de trabalho e familiares e fascínio pela profissão. “A fisioterapia é uma carreira linda por nos permitir cuidar das pessoas e acompanhar a recuperação delas, e para a qual, é necessário apenas ter o conhecimento nas mãos”, disse ele.

Del afirma identificar-se muito com o curso. E há um detalhe a mais na escolha feita. “Essa profissão me concede certa liberdade, porque em determinadas áreas o deficiente visual consegue atuar com total independência”.

Del entre colegas e professores na formatura em Fisioterapia.

Del (ao fundo) entre colegas e professores na formatura em Fisioterapia.

SEM TRATAMENTO DIFERENCIADO

Del nunca teve a pretensão de receber tratamento diferenciado, na universidade, por causa de sua condição. Buscava, afirma, ser tratado como um aluno comum e ter suas limitações respeitadas. E, assim, fez o possível para demonstrar a sua capacidade e obter resultados positivos por mérito próprio.

– Eu não faltava às aulas, os professores disponibilizavam todo o material utilizado em sala de aula. Sempre estive em dia com os assuntos para não acumular conteúdo e eu também escaneava os livros das disciplinas e estudava com o auxílio de programas de voz.

Já com o “canudinho” em mãos, Del não se esquece do universidade acadêmico. Afirma sentir-se grato pelo apoio recebido dos professores, da instituição e dos amigos. Emocionou-se ao ouvir os aplausos na cerimônia de colação de grau. Felicidade ainda maior ao saber que todos aplaudiram, de pé, o exemplo de determinação e superação.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia