WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba










junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘DEM’

DAVIDSON CONTINUA NA PISTA

marco wense1Marco Wense

Ao ilustre filiado do PCdoB, sem dúvida uma das mais importantes lideranças da legenda, cabe a missão de não deixar que o hoje seja o amanhã.

Ainda é cedo para afirmar que a pré-candidatura de Davidson Magalhães ao Parlamento federal não vai decolar, que vai ser uma grande decepção para o PCdoB.

Essa onda de pessimismo em torno do comunista, com o nítido propósito de deixá-lo cabisbaixo, não é protagonizada somente pelo PT de Geraldo Simões.

O DEM e o PRB também torcem para que o diretor-presidente da Bahiagás fique sem gás na sua legítima e democrática caminhada rumo ao cobiçado Congresso Nacional.

Democratas, petistas, comunistas e a turma do PRB, legenda sob o comando da Igreja Universal, são adversários na eleição de 2014, com cada qual defendendo seus candidatos.

Não sei como anda a campanha do bispo Marinho, se ele vai precisar dos votos de Itabuna para se reeleger. Davidson Magalhães e os ex-prefeitos Azevedo e Geraldo dependem de uma boa votação na cidade.

Geraldo Simões, José Azevedo e Marinho, quando o assunto é o insucesso eleitoral de Davidson e, por tabela, o enfraquecimento do PCdoB, estão mais que juntos. São aliados afinadíssimos.

As pesquisas de intenção de voto, pelos menos a que eu tive acesso ou informação confiável, apontam Davidson em uma situação desconfortável, até mesmo surpreendente, já que o comunista fica bem atrás dos outros concorrentes.

E os concorrentes não se limitam a Geraldo, Azevedo e Marinho. O deputado Félix Mendonça Júnior, presidente estadual do PDT, aparece na frente do comunista.

É evidente que tudo pode mudar. As pesquisas são retratos de um momento político. A pré-candidatura de Davidson Magalhães ainda continua na pista.

Ao ilustre filiado do PCdoB, sem dúvida uma das mais importantes lideranças da legenda, cabe a missão de não deixar que o hoje seja o amanhã.

Mas mesmo decolando, melhorando nas consultas populares, sua eleição é considerada difícil. A falta de carisma de Davidson e o semblante insosso são apontados como pontos incorrigíveis.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

AZEVEDO BUSCA MAIS 4 VOTOS PARA APROVAR CONTAS DE 2011

Azevedo busca mais quatro votos para ter contas de 2011 aprovadas.

Azevedo tenta seduzir mais 4 vereadores para ter contas de 2011 aprovadas.

O ex-prefeito Capitão Azevedo (DEM) corre contra o tempo. Com as contas de 2011 prontas para serem julgadas amanhã, às 9h, pela Câmara de Vereadores, ele precisa de 14 votos para não figurar no time dos “fichas sujas” e ficar impedido de disputar eleição a deputado no próximo ano.

Até ontem, Azevedo dizia a amigos ter apenas dez dos 14 votos necessários. Saiu desesperado à procura de vereadores necessitados de carinho, afago, amor e compreensão. Ainda tinha esperança de chegar aos 14.

Mas…

Se a conta não fechar, a última cartada será o voto secreto. Apesar do Regimento Interno da Câmara determinar voto aberto (quando cada um declara o voto publicamente), três vereadores foram seduzidos para levantar questão de ordem e pedir votação secreta.

Ontem, como informamos aqui, o ex-prefeito acabou condenado pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) no julgamento das contas de 2012. Ele terá de ressarcir os cofres municipais em R$ 6.085.122,12, além de ter de pagar multa de R$ 104.939,03.

Ainda nesta quarta (11), Azevedo passou à história como o segundo prefeito de Itabuna a ter todas as contas rejeitadas pelo tribunal. O primeiro foi o seu “criador” político, Fernando Gomes, no período 2005-2008.

SÓ FALTOU GEDDEL

foto

Políticos tucanos e democratas da Bahia tiveram um encontro descontraído nesta sexta-feira (15), feriado da Proclamação da República. Juntos, o deputado federal Jutahy Magalhães Jr., o estadual Augusto Castro e o ex-prefeito de Mata de São João, João Gualberto – todos do PSDB – participaram de um jantar em Praia do Forte com o prefeito de Salvador, ACM Neto, o ex-governador da Bahia, Paulo Souto, e o secretário de Urbanismo e Transporte da prefeitura soteropolitana, José Carlos Aleluia.

Com esposas presentes, a conversa poderia ter tomado um rumo mais prosaico, mas acabou descambando mesmo para a política. A sucessão foi o assunto da noite, já que havia à mesa três pré-candidatos ao governo.

Pelo PSDB, Gualberto sonha em ser cabeça de chapa. No DEM, os nomes que se apresentam são os de Aleluia e Paulo Souto. Do mesmo grupo, ainda tem o peemedebista Geddel Vieira Lima, que já expôs sua “chapa dos sonhos” (com ele na cabeça).

DEM, PSDB e PMDB articulam para chegar ao consenso. O anúncio do candidato é previsto para ocorrer quinze dias após a definição da chapa que será liderada pelo PT.

GUALBERTO ALTERA A “ORDEM DOS FATORES”

João Gualberto é pré-candidato ao governo do estado pelo PSDB (foto Gabriel Seixas)

João Gualberto é pré-candidato ao governo do estado pelo PSDB (foto Gabriel Seixas)

Os adversários do governo Jaques Wagner trabalham em busca do consenso, com a expectativa de divulgar sua chapa majoritária quinze dias após o anúncio das candidaturas oficiais. Há alguns dias, o peemedebista Geddel Vieira Lima definiu sua chapa dos sonhos, na qual ele próprio seria o cabeça, ficando a vice para o empresário João Gualberto (PSDB), ex-prefeito de Mata de São João, e o ex-governador Paulo Souto (DEM) como postulante ao Senado.

Hoje em Itabuna, onde teve contato com a imprensa em companhia do deputado federal Jutahy Jr., ambos  a convite do deputado estadual Augusto Castro, Gualberto disse que concorda com os nomes lembrados por Geddel, mas sugeriu outra combinação. Naturalmente, com ele como candidato a governador.

“Geddel falou da chapa dos sonhos dele. Nos meus sonhos, ela é um pouco diferente”, disse o empresário que construiu fama de bom gestor. Logo em seguida, ele procurou afastar a polêmica: “estamos muito unidos e ainda é cedo para decidir.

TELHADO DE VIDRO

marco wense1Marco Wense

Geddel anda com a pulga atrás da orelha. Desconfia que o “não” do prefeito ACM Neto, quando questionado sobre uma possível candidatura, é de mentirinha.

As legendas de oposição ao governo Wagner, com destaque para o DEM, PSDB e o PMDB, apostavam em um desentendimento envolvendo o PT e os partidos aliados.

Não haveria consenso em torno do candidato ao cobiçado Palácio de Ondina. O governador Jaques Wagner perderia o controle sobre o movediço e traiçoeiro processo político.

Céu de brigadeiro, sem nuvens escuras e cinzentas, só entre democratas, tucanos e peemedebistas. O imbróglio só aconteceria no governismo, com labaredas cada vez mais intensas.

Os opositores chegaram ao ponto de imaginar um cenário catastrófico, com o PT totalmente isolado e sem nenhuma perspectiva de se manter no poder.

Parece que a mandinga virou contra o feiticeiro. O PMDB de Geddel Vieira Lima, em tom de ultimato ameaçador, quer que a oposição defina logo o candidato.

Geddel anda com a pulga atrás da orelha. Desconfia que o “não” do prefeito ACM Neto, quando questionado sobre uma possível candidatura, é de mentirinha.

É bom avisar, pelo menos para os mais incautos, que o ex-ministro da Integração Nacional tem pavio curto. Pode chutar o pau da barraca a qualquer momento.

O pega-pega agora é na oposição, principalmente entre o PMDB e o DEM, com Geddel versus Paulo Souto, já que a possibilidade do tucanato emplacar João Gualberto, ex-prefeito de Mata de São João, é zero.

Só resta ao oposicionismo a imprescindível união com candidatura única, na base do “um por todos, todos por um”, sob pena de mais uma derrota protagonizada pelo PT.

Quem tem telhado de vidro, não joga pedras no do vizinho.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

AZEVEDO SERÁ CANDIDATO A FEDERAL. MAS TEM O “SE”

Azevedo: à espera de decisão do TRE.

O ex-prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, será candidato a deputado federal pelo DEM. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 3, no auditório da Assembleia Legislativa da Bahia, durante o evento que marcou a entrada dos deputados estaduais Sandro Régis, Targino Machado e Elmar Nascimento, na legenda.

Coube ao deputado Paulo Azi anunciar o nome de Azevedo como postulante a uma cadeira na Câmara Federal. Participavam da cerimônia lideranças nacionais do DEM, como o senador Agripino Maia, o prefeito de Salvador, ACM Neto, até correligionários da base, como o ex-secretário da Agricultura de Itabuna, Antônio Marcelino, e a presidente do diretório municipal, Maria Alice Araújo. Ela, aliás, fez duras críticas recentemente ao ex-prefeito, mas agora deverá ser uma das comandantes de sua campanha.

O ex-chefe do Executivo itabunense vinha demonstrando incerteza sobre a continuidade no DEM e também se seria candidato a um mandato em Brasília ou na Assembleia Legislativa. A escolha pela primeira opção teria sido definida em conversa recente com o prefeito de Salvador, ACM Neto.

O problema para as pretensões de Azevedo está na votação de suas contas na Câmara de Vereadores. Se o legislativo municipal acompanhar o parecer negativo do TCM, ele poderá ficar inelegível. Mas os agentes do ex-prefeito já estão em campo, na tentativa de convencer os vereadores com os melhores argumentos.

ALELUIA DIZ QUE O DEM VIVE SUA “PRIMAVERA”

Aleluia está empolgado com as filiações

Aleluia está empolgado com as filiações

Em período de troca-troca nos partidos, o DEM comemora o ingresso de três deputados estaduais baianos em suas fileiras. Os novos membros são Targino  Machado, Elmar Nascimento e Sandro Régis.

No interior do Estado, a legenda também busca novas adesões. Neste domingo, 29, em Barreiras, o DEM fez festa para receber o ex-prefeito de São Desidério, Zito Barbosa, que saiu do PMDB, do qual foi presidente municipal.

O evento em Barreiras teve a presença da cúpula do DEM na Bahia, inclusive o prefeito de Salvador, ACM Neto, o ex-governador Paulo Souto, o secretário de Urbanismo e Transporte da capital, José Carlos Aleluia, e o líder da oposição na Assembleia, deputado Paulo Azi.

Empolgado, Aleluia disse que o DEM “vive a sua primavera”.

COELHO, SOLON E OS EMBARGOS

Solon ainda tem esperança.

Solon ainda tem esperança.

Pode demorar dias – ou até meses – para o vereador Carlos Coelho (DEM) reassumir o mandato. Isso, porque ainda há prazo para que o suplente Solon Pinheiro, também do DEM, apresente recurso. Por 4 a 2, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) deu provimento a recurso que garante o retorno de Coelho ao mandato.

Há um porém. Segundo entendimento do TRE, Coelho somente poderia assumir após o julgamento do recurso (embargos de declaração) que a defesa de Solon pretende apresentar. Solon obteve certidão do TRE neste sentido. E, para evitar surpresas, apresentará à presidência da Câmara de Vereadores de Itabuna.

SOLON COMPRA A BRIGA DE AZEVEDO

O vereador Solon Pinheiro (DEM) abraçou a causa do ex-prefeito Capitão Azevedo, na briga deste com a presidente do diretório municipal do DEM, Maria Alice Pereira. A informação é do blog Políticos do Sul da Bahia.

Segundo o blog, Solon convidou Azevedo para ir a Salvador, participar de uma audiência com o prefeito ACM Neto. A intenção do vereador seria encontrar apoio para assumir o comando do DEM em Itabuna e dar suporte à candidatura de Azevedo, provavelmente a deputado estadual.

Há poucos dias, Maria Alice fez duras críticas ao ex-prefeito e praticamente sugeriu que ele arrumasse as trouxas e fosse buscar abrigo em outra legenda. Azevedo pode se filiar ao PSL.

MARIA ALICE CHAMA AZEVEDO DE “MURISTA” E INGRATO

Presidente do DEM não quer graça com o ex-prefeito (foto Diário Bahia)

Presidente do DEM não quer graça com o ex-prefeito (foto Diário Bahia)

Apesar de ter almoçado recentemente  e trocado gentilezas com o presidente do DEM na Bahia, José Carlos Aleluia, o ex-prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, continua exibindo sua marca registrada: a indecisão.

Por não saber “se vai ou se fica”, ou com quem fica, Azevedo foi chamado de “murista” pela presidente do diretório municipal de seu partido, Maria Alice Pereira. O adjetivo consta de matéria publicada na edição deste fim de semana do Diário Bahia, podendo também ser confirmado na versão online.

Pelo tom das críticas, fica muito claro que a dirigente não confia no ex-prefeito, atribui-lhe responsabilidade pela derrota nas eleições de 2012 e faz ironia com o núcleo duro azevedista, formado pelo taxista Rolemberg, o soldado Raimundo Pinheiro e a secretária Joelma Reis.

“Não sou dona da verdade, mas sei mais que o grupo dele”, compara Alice, desqualificando os conselheiros do ex-alcaide. Sobre uma possível saída de Azevedo do DEM, a loira diz que não houve pedido. Só faltou afirmar que “a porta da rua é serventia da casa”.

Maria Alice declarou ter brigado pela candidatura de Azevedo em 2008, contrariando o diretório estadual do DEM e reclamou pelo fato de que o homem dos pulinhos também é dado a “pular cerca”, politicamente falando. Nesse particular, a presidente queixou-se do apoio dado pelo ex-prefeito ao deputado Luiz Argôlo, do PP.

SOLON INDIGNADO COM A MESA DA CÂMARA

solonO vereador Solon Pinheiro (DEM) “se espalhou” na sessão plenária desta quinta-feira, 8, na Câmara de Itabuna. O motivo da inquietação é um suposto boicote que estaria sendo promovido pela Mesa Diretora do legislativo municipal.

Pinheiro disse que a Mesa tem ignorado seus requerimentos, e fez uma acusação séria à Secretaria Parlamentar. Segundo ele, este setor da Câmara teria manipulado o protocolo, prejudicando um projeto de sua autoria.

A proposta que o vereador afirma ter sido comprometida prevê a redução do recesso parlamentar, dos atuais 90 para 30 dias. Com a alegada “mexida” no protocolo, um projeto com o mesmo objetivo está registrado na Secretaria Parlamentar, com autoria atribuída não a Pinheiro, mas à Mesa Diretora.

A acusação foi contestada pela secretária Margareth Brandão, que nega ter havido alteração no protocolo. Segundo ela, o projeto subscrito pela Mesa Diretora foi realmente apresentado em primeiro lugar.

JONAS PAULO SE REBELA CONTRA DESEJO DE WAGNER DE UNIR PT E DEM NA BAHIA

Jonas Paulo quer acabar com flerte de Wagner com ACM Neto (Foto Pimenta).

Jonas Paulo quer acabar com flerte de Wagner com ACM Neto (Foto Pimenta/Arquivo).

Jonas Paulo, presidente estadual do PT, não quer pagar uma de “cupido”. Há pouco, o petista disparou petardos contra a tentativa de aproximação político-eleitoral do governador Jaques Wagner e o prefeito de Salvador, ACM Neto.

Jonas avalia que está claro o desejo do DEM de “embaralhar as cartas” para confundir o eleitor, segundo expressou no microblog Twitter. E, por isso, as flechadas do dirigente partidário não são a de cupido, mas a de quem teme que o PT seja usado pelo Democratas para catapultar o prefeito ACM Neto.

– A tentativa do fragilizado Demo de embaralhar as cartas e colocar cunhas na base JW e influenciar os rumos da sucessão por dentro é visivel – diz ele, que completa: – Não se trata de juntar ou espalhar personagens políticos de ontem e hoje, mas sim unir a frente política do governo JW no projeto mudancista.

Wagner quer ter ACM Neto na base aliada.

Wagner quer ter ACM Neto na base aliada.

Apesar do grande número de ex-carlistas no Governo Wagner, incluindo o vice-governador Otto Alencar, Jonas Paulo fala em “projeto demo-tucano”. Para ele, “a base de JW (Jaques Wagner) expressará a continuidade da mudança”.

O dirigente petista  anda “tiririca” da vida com as movimentações do governador baiano e até bateu boca com o vice-governador Otto Alencar, cria do carlismo. Wagner, ontem, minimizou as declarações recentes do presidente do PT baiano ao afirmar, em entrevista à imprensa, que “posição de partido não é posição de governo”.

O governador, aliás, anda disposto a pagar qualquer preço de uma (agora) possível aliança com o DEM de ACM Neto. Num recado a Jonas Paulo, Wagner disse que “quem prospera na política é quem consegue somar e não subtrair”.

AZEVEDO NO PSDB

Azevedo foto Pimenta www.pimenta.blog.brO ex-prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, terá conversa de pé-de-ouvido com o prefeito de Salvador, ACM Neto, na próxima quinta-feira, 25. Deverá anunciar a sua (a dele, claro!) saída do DEM.

Azevedo, o escorregadio, está de malas prontas para ingressar no PSDB, por onde deve concorrer a uma vaga à Câmara Federal. Mas tudo dependerá da conversa da próxima quinta.

O ex-prefeito acredita que o cenário em Itabuna lhe é propício. Avalia que, passados 100 dias de Governo Vane, o clima na cidade é de frustração eleitoral.

 

PRETENSÕES POLÍTICAS

marcowenseMarco Wense

Já temos um bom número de pré-candidatos a deputado estadual. Todos querendo marcar posição e de olho na sucessão do prefeito Claudevane Leite (PRB).

Aposta bem quem diz que o pretenso candidato é um, digamos, aspirante de prefeiturável. Sonha diariamente com a cobiçada prefeitura de Itabuna.

É evidente que entre os “prefeituráveis” tem os que entram na disputa só para negociar a pré-candidatura. São conhecidos como prostitutas do processo eleitoral.

Não é o caso, por exemplo, citando apenas quatro nomes, da professora Acácia Pinho e dos médicos Renato Costa, Antonio Vieira e Edson Dantas, respectivamente pelo PDT, PMDB, DEM e PSB.

Cabe ao eleitor, além de votar em candidatos da região, principalmente com domicílio eleitoral em Itabuna, separar o joio do trigo, sob pena de enterrar de vez a tão lamentada falta de representatividade política.

A eleição de 2014 passa a ser uma espécie de teste para a sucessão municipal de 2016. Quem tiver uma votação bem abaixo do esperado fica automaticamente descartado.

O governo Vane será também um importante indicador. Um prefeito forte, disputando o segundo mandato, inibe os pretendentes. Os mais vistosos são os ex-alcaides Fernando Gomes e Geraldo Simões.

PS – Para alguns leitores, a discussão sobre a sucessão de Claudevane Leite é prematura e intempestiva. Para outros, não. O processo sucessório já começou.

VANE E O PODER

(Foto Pimenta)

(Foto Pimenta)

Confesso que torço – e muito – para que o prefeito Claudevane Leite faça um bom governo. E o motivo é um só: Itabuna não suporta mais uma administração desastrosa e irresponsável. Seria o caos.

O problema é que fica parecendo que o chefe do Executivo não está gostando do que faz. Fazer gostando, seja na vida pública ou privada, é imprescindível.

A prova maior da falta de apetite político do prefeito é a dúvida em relação a sua presença nos eventos. Se Vane vai comparecer ou vai mandar o vice Wenceslau representá-lo.

Força, Vane. Acreditamos em você. Que Deus te ilumine.

ALDENES VERSUS DAVIDSON

marco wense1Marco Wense

Um Aldenes Meira independente, com personalidade, conduzindo a digna instituição com respeito, enfraquece a corrente do PCdoB contrária a sua legítima pretensão de se candidatar ao Parlamento estadual.

Já começou o burburinho em torno da votação das contas de 2011 e 2012 do ex-prefeito José Azevedo, ainda filiado ao Partido do Democratas, o DEM de Maria Alice.

O “ainda” é porque Azevedo quer trocar o DEM pelo PMDB do médico Renato Costa, que vai terminar vivendo o dilema do “se correr o bicho pega, se ficar o bicho come.”

O bicho pega porque Renato não pode ser ingrato com o ex-prefeito, seu aliado na sucessão de 2012. A dobradinha DEM-PMDB colocou Renato como candidato a vice na chapa da reeleição.

O bicho come porque o discurso da ética, que sempre norteou a carreira de Renato, com a filiação de um político que vai ser alvo de inúmeros e variados processos, fica comprometido. Desacreditado.

Alguns membros do diretório do PMDB querem que a filiação de José Azevedo fique condicionada à aprovação das suas contas pela Câmara de Vereadores.

O “condicio sine qua non” não agrada o comando estadual da legenda, já que o ex-prefeito pode ser um importante aliado de Geddel Vieira Lima na sucessão do governador Jaques Wagner (PT).

A grande expectativa fica por conta de Aldenes Meira, presidente do Legislativo municipal e pré-candidato a deputado estadual pelo PCdoB, partido sob a batuta do vice-prefeito Wenceslau Júnior.

Aldenes sabe que sua ascensão política depende do seu desempenho na Casa. E nada melhor do que a rejeição das contas do ex-alcaide para colocá-lo na mídia. Na vitrine eleitoral.

:: LEIA MAIS »

TCM PUNE AZEVEDO – DE NOVO!

Azevedo: novamente punido pelo TCM.

Azevedo: novamente punido pelo TCM.

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) aplicou nova multa contra o ex-prefeito de Itabuna, José Nilton Azevedo (DEM), desta vez em R$ 5 mil. A punição tem a ver, ainda, com as contas rejeitadas de 2009, primeiro ano da gestão de Azevedo.

Segundo a nova decisão, os conselheiros do TCM constataram “ausência de medidas adotadas pelo gestor, no sentido de demonstrar as ações de recebimento ou baixa do valor total de R$ 6.109.161,75”.

O valor era referente a repasses e antecipações, além de duodécimo do legislativo, além de desfalque de R$ 84.617,70 relativo à conta de royalties e fundo especial do município.

No relatório, os conselheiros do tribunal assinalam que Azevedo teve nova oportunidade de defesa. Ele “apresentou várias justificativas, mas não conseguiu descaracterizar todas as irregularidades”.

À ESPERA DA “REBARBA”

ricardo xavier siteQuem acompanha de perto a briga de Solon Pinheiro pelo mandato do vereador Carlos Coelho, ambos do DEM, é o peemedebista Ricardo Xavier.

Entendendo a possibilidadade de anulação dos votos de Coelho pode determinar recálculo do quociente eleitoral , o diretório do PMDB interpôs embargos de declaração na justiça . Quer saber qual a extensão da sentença do juiz André Vieira Dantas, da 28ª Zona Eleitoral, que cassou o mandato do democrata por compra de votos.

A interpretação da legenda é a de que, caso os votos sejam anulados, o DEM ficará abaixo do quociente e até Solon Pinheiro dança. Nesse caso, quem pode ser dar bem é Xavier.

GEDDEL QUER APOIO DE NETO EM 2014

Geddel critica governo da Bahia (foto André Reis/Política Livre)

Geddel critica governo da Bahia (foto André Reis/Política Livre)

O vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, Geddel Vieira Lima, do PMDB, reafirma seu desejo de ser candidato a governador da Bahia em 2014. Em nota do site Política Livre, o peemedebista diz que, se o seu nome for o que mais aglutine a oposição, espera contar com o apoio do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Segundo Geddel, também não haveria dificuldade em apoiar Neto, caso o democrata se revele mais viável.

Sobre a possibilidade de reconstruir a aliança com o PT, nos moldes do plano federal, nada feito. O peemedebista diz não ser uma questão pessoal, mas uma decorrência do fato de que o atual governo é “frágil no ponto de vista da execução de políticas públicas que possam beneficiar a Bahia”.

PROJETO QUER REDUZIR CAMPANHA ELEITORAL

campanhaleitoral2Do site Última Instância

Um projeto de lei na Câmara dos Deputados pretende reduzir o tempo de propaganda eleitoral obrigatória. Atualmente, a legislação prevê 90 dias para a campanha eleitoral. A proposta quer diminuir esse tempo em até 50%, porém não pretende reduzir a duração das inserções no rádio e na televisão.

A lei eleitoral em vigor permite a propaganda a partir do dia 5 de julho. O PL 4592/12, de autoria do deputado Claudio Cajado (DEM-BA), reduz de 90 para 45 dias o tempo para pleitos municipais. “Nas campanhas locais para prefeito e vereadores, a maioria dos candidatos já é conhecida do eleitorado”, justifica o parlamentar.

Para as demais eleições — presidente, governador, senador, deputados estaduais, federais e distritais —, a redução é de 90 para 60 dias.

Leia mais

PIMENTA DO DIA

Do leitor(a) que assina “Comunista da Sibéria”, em comentário ao artigo “ESQUERDA, VOLVER”, de Marco Wense:

A esquerdalização do DEM soteropolitano deve ser um ajuste natural em resposta à direitalização do PT e afins. Equilíbrio do bioma. A natureza (política) não é sábia,é sabida.

EM PLENA CAMPANHA

IMG_1054[1]

Leitor do PIMENTA, em viagem pela BR 101, espantou-se com a quantidade de placas de outdoor com votos de Feliz Ano Novo do prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM). A quantidade das peças chama atenção e elas estão em toda parte, desde o acesso a Valença até Alagoinhas.

Tanta exposição da figura não deixa dúvida de que o democrata estará na chapa majoritária da oposição em 2014. Não se sabe se tentará novamente uma cadeira no Senado ou se irá para a disputa pelo Palácio de Ondina.

SEM COMPROMISSO

Apesar do comparecimento em peso ao evento promovido pelo PCdoB logo após a diplomação dos eleitos, nesta terça-feira (veja aqui), não há certeza do apoio de todos os que ali se encontravam ao nome do vereador Aldenes Meira para a presidência da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Itabuna. 

Fonte ligada ao vereador Ronaldão (DEM) afirma em comentário enviado ao blog que a presença se caracteriza como “mera formalidade” e que “o fato de ter tirado uma foto junto ao vereador eleito não significa apoio para a presidência da Câmara”.

Ou seja, vereador também “fica”. Namorar e casar já é outra história…








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia