WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias






:: ‘e-comerce’

EVENTO GRATUITO TRAZ DICAS PARA QUEM DESEJA INVESTIR EM E-COMMERCE E REDES SOCIAIS

Evento será promovido pelo Sebrae, gratuitamente, em Itabuna e em Ilhéus

As ferramentas e plataformas para um e-commerce de sucesso e a importância das redes sociais na consolidação da marca são temáticas que nortearão a 3ª edição do Digitalize-Me – O seu negócio na Internet. O evento acontece na próxima segunda (6), no Itabuna Palace Hotel, em Itabuna; e na terça (7), no auditório do Premier Business Center, em Ilhéus. Nos dois dias, os encontros ocorrem das 18h às 22h.

Michel Lima, do Sebrae || Foto Maurício Maron


Segundo o gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, o projeto Digitalize-Me, que acontece em todo o Brasil, une iniciativas comerciais e acadêmicas com poder real de capacitação. “O projeto compreende a organização e a realização de palestras sobre os temas: redes sociais, comércio eletrônico e marketing digital, realizadas e organizadas pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com o Sebrae”.

No sul da Bahia, a sócia-proprietária da Beecom Negócios, Valeria Chaussard, inicia os eventos falando sobre as “Ferramentas gratuitas para um E-commerce de sucesso”. Em seguida, o diretor executivo da ABComm, Júlio Pegna, aborda a “Importância das redes sociais na consolidação da marca”. Já o consultor, professor e palestrante de Marketing Digital Elias Júnior fecha o encontro tratando sobre “Como escolher a plataforma do seu e-commerce”.

O projeto busca estimular a cultura do empreendedorismo digital e trazer novas empresas para o comércio eletrônico e redes sociais, levando conhecimento e desenvolvendo habilidades de comunicação digital nas empresas.

O evento é gratuito e as inscrições estão sendo feitas na Loja Virtual do Sebrae ou na agência de atendimento da instituição em Itabuna, na Rua Paulino Vieira, 175, Edifício Lizete Mendonça, Centro (tel: 73 3634-4068 / 73 99974-2263), e na unidade regional em Ilhéus, no Edifício Premier Business Center, na Avenida Osvaldo Cruz, 74, Cidade Nova (tel: 73 3613-9734 / 73 99974-2262).

SUA EMPRESA É ANALÓGICA?

Felipe de PaulaFelipe de Paula | felipedepaula81@gmail.com

 

Comunicação não pode ser compreendida como gasto. É um investimento que, bem gerido, impactará objetivamente em seus lucros. Uma sociedade conectada, digital, não admite empresas analógicas. Você pode oferecer um brilhante atendimento em horário comercial, mas seu cliente precisa de mais.

 

Gostaria de iniciar esse texto propondo uma breve reflexão para você, meu leitor: Em que mundo vivemos? Como você observa nosso cotidiano? Como você obtém conhecimento na contemporaneidade? Muito provavelmente devem ter surgido em sua mente imagens de celulares, computadores, telas com mensagens surgindo, redes sociais. Estamos conectados como nunca, produzindo informação como nunca. O grande “produto” contemporâneo é a informação.

Numa sociedade extremamente informacional, é inegável a importância de uma comunicação bem planejada, gerida com plena ciência das ações e resultados desejados. Como profissional e estudioso da área, vejo cotidianamente empresas construindo suas práticas de comunicação de uma forma que demonstram não ter ciência plena dos múltiplos caminhos possíveis. Uma comunicação subaproveitada, feita como se vivêssemos em tempos remotos.

Vivemos imersos numa lógica acelerada, informatizada. Comunicamo-nos em tempo praticamente integral. A comunicação institucional precisa ser pensada nessa mesma linha.

Como você gere a comunicação de sua empresa? Tenha o porte que tiver, penso ser inviável conceber uma empresa que “feche”. Não sugiro portas abertas 24 horas, mas afirmo: seu cliente vai ter uma dúvida sobre seus serviços em qualquer horário do dia.

Diante disso pergunto: sua empresa tem alguém online pronto a responder?

Não? É possível que seu concorrente tenha.

E me responda agora com a mente de um consumidor: você vai privilegiar qual empresa? Aquela que lhe atendeu de imediato ou aquela que não retornou sua mensagem?

Comunicação não pode ser compreendida como gasto. É um investimento que, bem gerido, impactará objetivamente em seus lucros. Uma sociedade conectada, digital, não admite empresas analógicas. Você pode oferecer um brilhante atendimento em horário comercial, mas seu cliente precisa de mais.

Quantas vezes já iniciei o processo decisório de consumir no estabelecimento A ou B ainda em casa, pesquisando perfis em redes sociais? Quantas vezes decidi por um produto, por uma empresa a partir de um argumento gentil e disponível através de mensagens trocadas num email ou num perfil de Facebook? Diversas vezes.

Um perfil desatualizado, mal gerido, equivale a uma vitrine suja, desorganizada, quiçá abandonada.

Você entraria numa loja assim?

Provavelmente você pode estar pensando que as questões levantadas por esse texto competem a grandes empresas, que contam com assessoria especializada. Isso não é verdade. Esse investimento pode – e deve – ser feito por todos.

O mundo é digital. Sua empresa (ou mesmo você) não pode seguir sendo analógica. Busque um consultor de comunicação. É muito mais acessível que imagina e garantirá que seu empreendimento não siga com uma imagem e posturas inadequadas perante seus clientes. O resultado será objetivo: lucro e satisfação.

Felipe de Paula é professor universitário e pesquisador da Comunicação Social.

VENDAS PELA INTERNET CRESCEM 40%

As vendas por meio da internet somaram R$ 6,7 bilhões nos seis primeiros meses deste ano, o que representou um crescimento nominal de 40% em relação ao mesmo período do ano passado. Para todo o ano de 2010, as vendas de bens de consumo na internet, que excluem veículos e sites de leilão virtual, deverão totalizar R$ 14,3 bilhões, o que indica uma alta de 35% em relação a 2009, segundo projeção divulgada hoje pelo relatório WebShoppers.

O documento foi elaborado pela empresa de monitoramento de comércio eletrônico e-bit, com o apoio da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net). A previsão supera a estimativa inicial, publicada em março, de faturamento de R$ 13,6 bilhões neste ano. Informações do Estadão.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia