WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Ecad’

TICOMIA CONFIRMA FESTA, NEGA DÉBITO COM O ECAD E CITA “DEPÓSITOS JUDICIAIS”

Produção do Ticomia nega débito e diz que festa está confirmada

A produção do Ticomia negou que deva R$ 700 mil ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), conforme o próprio órgão informou à imprensa. O Ecad acionou, judicialmente, tanto o Ticomia como o Brega Light, ambos em Ibicuí, e o São João do Allanbick, em Barreiras.

A direção do Ecad na Bahia informou que havia liminar contra as três festas particulares juninas na Bahia em razão de dívida. A produção do Ticomia rebate. “Os valores efetivamente devidos são objeto de depósitos judiciais, medida adotada em razão da discordância quanto aos valores cobrados pelo ECAD”, citou a produção do Ticomia em nota de esclarecimento.

A nota é encerrada com informação de que a edição 2018 do Ticomia está mantida. “Desta forma, a produção confirma a realização do Ticomia 2018, que ocorrerá com a mesma qualidade e segurança de sempre, propiciando cultura e lazer a todos os participantes desse grande vento”, informa a nota.

BREGA LIGHT E TICOMIA SÃO PROIBIDAS DE TOCAR MÚSICA POR CAUSA DE DÍVIDA COM O ECAD

Festas particulares são proibidas de tocar música por causa de dívida milionária

Três das grandes festas juninas promovidas pela iniciativa privada na Bahia, Brega Light e Ticomia – em Ibicuí – e São João do Allanbick – em Barreiras – estão proibidos, judicialmente, de tocar músicas. Segundo o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), as empresas promotoras destas festas devem quase R$ 3 milhões por não pagamento de direitos autorais.

A dívida foi revelada pelo Ecad ao Bocão News. “Existe uma decisão judicial a favor do pagamento dos direitos autorais aos compositores”, segundo o Ecad, que acusa as empresas de não cumprirem a decisão.

Segundo a reportagem do Bocão News, são R$ 1,6 milhão devidos pelo Brega Light, R$ 700 mil do Ticomia e R$ 690 mil do São João do Allanbick.  As empresas que promovem o Ticomia e o Brega Light não pagam direitos autorais desde 2012 e a festa de Barreiras desde 2005, segundo o Ecad.

FESTAS CONFIRMADAS

As festas estão confirmadas, apesar dos débitos. O Forró Ticomia anunciou, para 23 de junho, Dorgival Dantas, Gabriel Diniz, Mano Walter, Luan Estilizado, Lordão, Calcinha Preta e Mastruz com Leite.

Já o Brega Light, anunciado para os dias 22 e 24 de junho, terá shows de Aviões, Safadão, Gusttavo Lima, Parangolé, Trio da Huanna,  Donas do Bar, Jorge e Mateus, Léo Santna, Marcia Felipe, Jonas Esticado, Solange Almeida e Zé Neto e Cristiano. O Allanbick deve reunir Solange Almeida, Gusttavo Lima, Isaias Estilizado e Toinho & Cia.

ARGÔLO CONTRA O ECAD

O deputado federal Luiz Argôlo (PP/BA) está disposto a encampar uma briga contra o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), afirmando defesa dos interesses de músicos, empresários e produtores artísticos.

Argôlo reuniu-se nesta terça-feira, 23, com músicos e produtores baianos, e só ouviu choraderia contra o Ecad. O grupo saiu com a promessa de que o deputado irá sugerir mudanças na Lei de Direitos Autorais.

“Não é possível continuar penalizando artistas, produtores e empresários com um sistema arcaico e injusto de arrecadação e distribuição de valores referentes aos direitos autorais”, afirmou o parlamentar.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia