WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba










junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘economia baiana’

ESTUDO DA SEI APONTA CRESCIMENTO DE 1,1% DA ECONOMIA BAIANA EM 2018

Pinheiro: resultado projeta o que deve ser feito nos próximos 4 anos

O Produto Interno Bruto (PIB) da Bahia encerrou 2018 com crescimento de 1,1%, aponta a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEI), órgão da Secretaria Estadual de Planejamento. O percentual é o mesmo registrado pela economia nacional em igual período, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado positivo é resultado direto da recuperação de dois dos principais setores da economia baiana. A agropecuária cresceu 12,5% e o setor de serviços 0,9%. “No caso do setor de serviços, essa alta deve-se a expansão em volume do comércio (1,4%); das atividades Imobiliárias (1,2%) e da Administração Pública (1,0%)”, aponta o estudo.

O secretário estadual de Planejamento, Walter Pinheiro, considera o dado como uma obrigação de “repensar determinados passos daqui para frente, do ponto de vista do planejamento e ao mesmo tempo uma busca para atração de novos investimentos”.

Para o secretário, é importante olhar o PIB de 2018 numa projeção para o que deverá ser feito nos próximos quatro anos, “a partir do Plano Plurianual, olhando o Plano de Desenvolvimento Integrado Bahia 2035 que está ficando pronto e, ao mesmo tempo, chamando as Secretarias para a gente começar a trabalhar de forma muito integrada”.

GABRIELLI NA UESC

Gabrielli falará do novo aeroporto em Ilhéus.

O secretário de Planejamento do Estado, José Sérgio Gabrielli, vai proferir palestra sobre o desempenho da economia brasileira e baiana, nesta segunda, 3, às 19h, no auditório principal da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

Gabrielli também falará das obras de logística e infraestrutura no sul da Bahia, a exemplo da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e o Porto Sul. A palestra do economista e ex-presidente da Petrobras será aberta à comunidade regional.

NA BAHIA, 74 MIL SAEM DA INFORMALIDADE

Na terra da informalidade e do desemprego formal, os trabalhadores que tentam ganhar a vida por conta própria conseguiram um alento no Sebrae e conseguiram sair da informalidade. Até esta quarta-feira (8), a Bahia registrou 74.297 empreendedores individuais, superando a meta do Sebrae Bahia que era de 73 mil até o final do ano.

Os números registrados pelo Serpro também mostram que a Bahia permanece em terceiro lugar no país. O estado é o segundo do Brasil em formalizações. Mas ainda há muito a fazer: na Bahia, o número de estabelecimentos informais ainda é de superior a  860 mil. Informações do Bahia Notícias.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia