WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘economia’

EMPRESÁRIOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL CRIAM REGIONAL DA ADEMI

Marlon Silveira coordena a implantação da Ademi sul-baiana (Foto Maurício Maron).

Marlon Silveira coordena a implantação da Ademi sul-baiana (Foto Maurício Maron).

Os empresários ligados à construção civil na região vão fundar a regional da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Sul da Bahia (Ademi-Sul) nesta terça, 12, às 19h, durante assembleia no auditório da Associação Comercial de Ilhéus (ACI). A Ademi terá no quadro de sócios, além dos construtores, empresas de terraplenagem e de comércio de material de construção.

Marlon Silveira, advogado e empresário do setor, diz que o objetivo da Ademi é “contribuir com a região, com a promoção de palestras, opiniões e debates sobre os parâmetros urbanísticos das cidades que mais crescem no sul da Bahia”.

Coordenador da implantação da entidade, Marlon também afirma que a ideia é que a Ademi também contribua nas decisões administrativas relacionadas ao setor imobiliário e a modernização dos planos diretores dos municípios da Região Cacaueira. A criação da Ademi ocorre em um momento em que o setor da construção civil-imobiliário espera movimentar mais de R$ 300 milhões somente neste ano e em Ilhéus reúne 15 construtoras.

MAXXI ADIA ABERTURA DE LOJA EM ITABUNA

Loja Maxxi tem inauguração adiada para abril (Foto Amanda Oliveira/Pimenta).

Loja Maxxi tem inauguração adiada para abril (Foto Amanda Oliveira/Pimenta).

O Atacadão do Maxxi adiou a inauguração da loja em Itabuna para o dia 28 de abril. O motivo foram os atrasos na execução da obra de construção da unidade, no quilômetro 25 da BR-415 (Rodovia Ilhéus-Itabuna).

A loja gerou cerca de 100 empregos diretos. Os comerciários já foram contratados e estão em fase de treinamento em lojas Bompreço e Maxxi. A unidade do Maxxi de Itabuna representa investimento de R$ 30 milhões da norte-americana Walmart, também detentora da bandeira Hiper Bompreço.

A área escolhida para o Maxxi de Itabuna encontra-se em franca expansão. Ao lado da loja, está sendo construído o Jardim das Hortênsias, condomínio residencial de alto padrão da Módulo. A pouco mais de 500 metros do Maxxi estão os concorrentes Makro e Atacadão, também na Ilhéus-Itabuna.

DILMA CRITICA “MERCADORES DE PESSIMISMO”

dilma51Da Agência Brasil

Um dia após o anúncio do Produto Interno Bruto (PIB) de 2012, que ficou em 0,9%, abaixo das expectativas do governo, a presidenta Dilma Rousseff disse hoje – ontem –  (2), durante a Convenção Nacional do PMDB, que o Brasil voltará a crescer este ano. Ela criticou os “mercadores do pessimismo”, que apostam no fracasso do país.

Ao lado das principais lideranças peemedebistas, como o vice-presidente da República, Michel Temer, e os presidentes do Senado, Renan Calheiros (AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), Dilma frisou que vão errar aqueles que apostam no fracasso econômico do Brasil.

“Mais um vez, os mercadores do pessimismo vão perder. Vão perder como perderam quando previram o racionamento de energia em janeiro e fevereiro e, mais uma vez agora, quando apostam todas as fichas no fracasso do país. Eles vão se equivocar. Tenho certeza de que todos vocês sabem que torcer contra é o único recurso daqueles que não sabem agir a favor do Brasil”, discursou a presidenta para militantes do PMDB.

Leia mais

 

WAGNER DIZ QUE BAHIA TEVE “SUPER PIB”

jaques-wagner

Wagner afirma que atração de investimentos tem atenuado a crise

Comparando o desempenho da economia baiana em 2012 com o ritmo lento da economia brasileira e mundial, o governador Jaques Wagner declarou que o estado teve um “super PIB”.

A elevação do Produto Interno Bruto na terra do Carnaval no ano passado foi de 3,1%, enquanto a do País estancou em 0,9%, a menor variação entre os países do chamado Brics, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O governador disse que o Estado tem conseguido atrair investimentos que reduziram o impacto da crise internacional e também destacou a influência de políticas do governo Dilma.

“As políticas macroeconômicas do Governo Federal nos ajudaram bastante a manter aquecidos os setores de serviços e de comércio, decisivos para o bom resultado do PIB baiano. Continuamos trabalhando para que novos negócios sejam consolidados em nosso estado, dinamizando ainda mais a produção industrial”, afirmou Wagner.

PRODUTORES QUEIMARÃO SACOS DE CACAU

Reunião discutiu detalhes do protesto

Reunião discutiu detalhes do protesto

O protesto que agricultores sul-baianos planejam fazer no próximo dia 5, a partir das 9 horas, no Porto de Ilhéus, deverá entrar para a história como a primeira forte reação contra a importação de cacau livre de maior controle por parte do governo. A categoria defende restrições para conter a queda do preço do produto no mercado interno, bem como das cotações em bolsa.

Detalhes da manifestação –  que será realizada propositalmente quando um navio com 5 mil toneladas de cacau, procedente de Gana, estará no porto -, foram discutidos nesta quarta-feira, 27, em uma reunião dos produtores no Centro de Pesquisa do Cacau (Cepec). Entre os participantes, estava o diretor-presidente do Instituto Biofábrica de Cacau, Henrique Almeida.

Um dos pontos que ficou definido é que, durante a manifestação, sacos de cacau serão queimados para simbolizar o protesto contra a importação. Segundo os cacauicultores, mesmo com a produção em alta – 137 mil toneladas na safra 2011/2012 -, a maior parte do cacau colhido permanece estocada em depósitos, enquanto as indústrias moageiras continuam importando.

O presidente do Instituto Pensar Cacau (IPC), Águido Muniz, espera que o governo interceda pelos produtores. “Esperamos que o governo cumpra sua missão de mediador entre produtores e indústria, estabelecendo dispositivos para dar equilíbrio à relação entre produção e demanda”, apela o cacauicultor. Com informações do Mercado Cacau

EMPRESÁRIOS PREOCUPADOS EM ILHÉUS

Empresários de Ilhéus manifestam preocupação com algumas situações que podem prejudicar a economia da cidade. Uma delas é a expectativa de que o escritório da Inspetoria Fazendária será fechado, concentrando seus serviços em Itabuna.

Esse e outros assuntos serão discutidos em uma reunião programada para esta quinta-feira, 28, às 17 horas, na sede da Associação Comercial, com a presença do deputado federal Geraldo Simões e dos estaduais Zé Neto e Rosemberg Pinto, todos do PT.

Além da questão da Inspetoria, os empresários querem informações sobre o ritmo do projeto de construção da nova ponte entre o centro e a zona sul da cidade e acerca de repercussões locais da MP 595, a chamada MP dos Portos.

PRODUTORES VÃO PROTESTAR CONTRA IMPORTAÇÃO DE CACAU

Indignados com uma manobra das indústrias moageiras, que estariam deixando de comprar o cacau nacional e, assim, afetando o preço do produto, cacauicultores sul-baianos planejam realizar um protesto no próximo dia 5, a partir das 9 horas, no Porto do Malhado, em Ilhéus. Na ocasião, deverá estar atracado no terminal portuário um navio caregado com 5 mil toneladas de cacau proveniente de Gana.

O objetivo da manifestação é forçar o Governo Federal a adotar medidas de controle da importação, que prejudicaria o cacau produzido no país. Segundo os cacauicultores, a safra 2012/2013 na Bahia alcançou 137 mil toneladas, mas grande parte da produção se encontra armazenada em depósitos.

O boicote das indústrias, de acordo com os produtores, gera deságio sobre a cotação das amêndoas na Bolsa de Nova York e também derruba os preços no mercado interno. Nesta semana, o produto está sendo comercializado de R$ 58 a R$ 60 no eixo Ilhéus Itabuna. As informações são do site Mercado Cacau.

O PIOR MÊS DE JANEIRO EM 12 ANOS

Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho indicam que Itabuna teve o pior mês de janeiro em 12 anos, no que se refere à geração de empregos. O maior município do sul da Bahia ficou com saldo negativo de uma vaga, o desempenho mais fraco desde 2002, quando o saldo ficou positivo em 1008 vagas. Em janeiro do ano passado, a diferença entre admissões e desligamentos fechou em 605.

No ranking baiano, considerando o saldo de cada município, Itabuna está em 45º lugar. A perda de fôlego da economia se reflete em todo o Estado, que em janeiro gerou 64.977 empregos, mas a perda de vagas foi de 65.605 (saldo negativo de 628).

Assim como no resto do País, na Bahia o setor que mais contribuiu para puxar a geração de empregos para baixo foi o comércio, com perda de 2.224 vagas, seguido da administração pública, com menos 140 vagas. Na outra ponta, a construção civil foi o setor que teve a melhor variação positiva, com saldo de 855 vagas.

TRABALHO: OFERTA DE VAGAS DESPENCOU EM JANEIRO

carteira(1)Da Agência Brasil

Foram gerados 28,9 mil postos de emprego com carteira assinada no primeiro mês de 2013, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (22) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O número resulta da diferença entre 1.794.272 admissões e 1.765.372 demissões, e foi o saldo mais baixo para o mês desde 2009, ano da crise financeira internacional.

Em janeiro de 2009, foram fechadas 101,7 mil vagas; no mesmo mês de 2010, foram abertas 181,4 mil; e em 2011, abertura de 152 mil postos de trabalho. Em igual mês de 2012, foram criados 118,8 mil postos – cerca de quatro vezes mais em comparação a janeiro deste ano. A média para a criação de vagas no período, desde 2003, é 93,7 mil.

O saldo de janeiro foi influenciado pelo mau desempenho do comércio, que fechou cerca de 67,4 mil postos – o menor resultado desde o início da série histórica, em 1992. A indústria, em contraponto, criou mais de 43,3 mil vagas, o que contribuiu para o balanço do mês ser positivo. O resultado da indústria foi o quarto mais alto desde o começo da série.

Leia mais

BB E CAIXA GANHAM MERCADO COM REDUÇÃO DE JUROS

Do UOL Economia

Os bancos públicos federais, Banco do Brasil e Caixa, ganharam a disputa por mercado contra os maiores bancos privados do país, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander, após a queda da taxa básica de juros.

O governo pressionou os bancos estatais a aumentarem a oferta de crédito e a baixar os juros para incentivar o consumo, em meio à desaceleração da economia.

Tanto o Branco do Brasil quanto a Caixa registraram lucros recordes no ano passado, de R$ 12,2 bi e R$ 6,1 bi, respectivamente. Enquanto isso, Itaú, Bradesco e Santander viram seus ganhos diminuírem o ritmo no mesmo período.

Com queda de 7%, o Itaú ainda foi o banco que mais lucrou no país, R$ 13,594 bilhões. Logo atrás vem o Bradesco, com ganhos de R$ 11,381 bilhões, o único entre os privados que aumentou o lucro no período (alta de 3%). Já o Santander teve um recuo de 5%, chegando a R$ 6,329 bilhões.

HORÁRIO DE VERÃO TERMINA NESTE DOMINGO

Termina na madrugada deste domingo, 17, o horário de verão, que começou em outubro do ano passado nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do estado de Tocantins. Quem mora nessas áreas terá que atrasar o relógio em uma hora.

A expectativa do Governo Federal é de que a mudança no horário tenha gerado uma economia de energia elétrica da ordem de R$ 282 milhões, o que representa 56% a mais em relação ao período anterior, quando a redução do consumo significou, em valores financeiros, um montante de R$ 180 milhões.

Embora a Bahia não o tenha seguido, acaba sofrendo a influência do horário em razão, por exemplo, da programação das emissoras de TV.

FARINHA DE MANDIOCA FICA ATÉ 130% MAIS CARA

Farinha de mandioca "virou" outro e fica distante da mesa do nordestino.

Farinha de mandioca “virou” outro e fica distante da mesa do nordestino (Foto M Cruz).

O baiano que adora a legítima farinha de mandioca está desolado. O produto está em falta no mercado e o quilo vem sendo comercializado, em média, a R$ 7,00 o quilo.

O empresário Solon Cerqueira, que não dispensa a farinha de mandioca de Buerarema, reclama. O colaborador, Clóvis Santos, não sabe mais a quem apelar. “Não dá. R$ 7,00 o quilo é demais [para o bolso]”.

A seca nas regiões produtoras de mandioca e até na vizinha Buerarema tem colaborado para a alta do preço desde o segundo semestre do ano passado.

Parte do produto comercializado em Itabuna chega de outros estados. A dona de casa Helena Vieira também se espantou. Cliente assídua da “Farinha de Netinho”, ponto tradicional de Itabuna, ela diz que recorreu à farinha de Santo Antônio de Jesus, que está mais em conta para os tempos bicudos. Mas a economia não é lá grande coisa. “Comprei por R$ 6,00 [o quilo]”, disse, sentada à mesa.

Pelo menos, a dona de casa garantiu farinha com qualidade. Nos supermercados, a farinha de copioba – aquela amarelinha- é vendida a R$ 4,00. “Não tem o mesmo sabor”, emenda.

O levantamento mensal de preços feito pelo Departamento de Economia da Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz) detectou aumento de 98,67% da farinha nos últimos seis meses. O percentual, no entanto, é para a farinha de menor qualidade.

O empresário Cláudio Rodrigues diz que está difícil até mesmo enviar a “carga” de farinha para dois dos filhos que estão cursando faculdade fora de Itabuna – um em Juazeiro (BA) e outro em Aracaju (SE). “Virou ouro”, brinca. Mas os filhos não dispensam a farinha de mandioca de Buerarema, que ganhou selo, status e… ficou mais cara.

A elevação do preço da farinha fez com que o produto alcançasse status antes atribuído ao cacau. Comparando, a arroba da legítima farinha de mandioca não fica por menos de R$ 105,00, enquanto a de cacau está cotada hoje a R$ 61,00, conforme a Secretaria de Agricultura da Bahia (Seagri).

No relatório do Departamento de Economia da Uesc, a explicação para o novo “status” da farinha de mandioca, aí incluída a de copioba (selo) e a boa, de Buerarema: “Os efeitos da seca no Nordeste do país em 2012, associado ao aumento da demanda por farinha, vem provocando elevação no preço desse item da cesta básica”.

REDE DADALTO INVESTE NA ABERTURA DE LOJAS EM ILHÉUS E ITABUNA

miltom amorimMaior rede varejista do Espírito Santos, o grupo capixaba Dadalto investirá R$ 6 milhões na abertura de duas lojas de material de construção em Itabuna e Ilhéus, a D&D Home Center, e R$ 1 milhão na central de distribuição em Itabuna. As lojas serão inauguradas no próximo dia 18.

O sul da Bahia será a porta de entrada do grupo na área de construção civil na região Nordeste. Ainda em 2013, o grupo vai abrir lojas em Teixeira de Freitas, Eunápolis e Porto Seguro.

A expansão também contempla a região sudoeste baiana, com abertura de unidade em Vitória da Conquista, segundo o diretor comercial de varejo do grupo, Milton Amorim. Ele antecipa que a rede planeja abrir lojas do segmento magazine na região já em 2014.

Confira trechos da entrevista exclusiva.

BLOG PIMENTA – Qual o volume de investimento do grupo nas duas lojas no sul da Bahia?

MILTON AMORIM – Investimento de R$ 6 milhões nas 2 lojas do sul da Bahia. Também há o investimento de R$ 1 milhão no Centro de Distribuição.

BP – O centro de distribuição será em Itabuna. Dentro da política de expansão do grupo, quais serão os próximos focos do Grupo Dadalto no sul da Bahia e no estado?

MA – Este centro de distribuição em Itabuna servirá como um “pulmão” para armazenagem e distribuição de mercadorias. Nossa estratégia é consolidar o D&D com a presença nas maiores cidades do sul da Bahia no ano de 2013 (Ilhéus, Itabuna, Teixeira de Freitas, Eunápolis e Porto Seguro) e Vitoria de Conquista, no sudoeste.

BP – O sul da Bahia terá filial do magazine Dadalto ou o grupo se concentrará em mix relacionado à construção?

MA – A estratégia inicial é chegar com o material de construção do D&D. Precisamos conhecer esse mercado e analisar seu comportamento.

BP – Há previsão de abertura de loja Dadalto Magazine na região?

MA – Sim. Nossa estratégia, após consolidação do D&D na região, é trazer para a Bahia as lojas da Dadalto. A previsão é para 2014.

BP – A escolha da região sul, especificamente os municípios de  Itabuna e Ilhéus, para entrar na Bahia em outro segmento que não o financeiro ocorre por estratégia da empresa ou é reflexo do mercado em crescimento?

MA – Nossa estratégia é dominar nas regiões que já atuamos: Espírito Santo, Minas Gerais e Bahia. O varejo ainda não estava presente na Bahia, mas nossa financeira (DaCasa) já atua na região há 8 anos. Os negócios do varejo e financeira, apesar de serem independentes, possuem uma relação muito forte. Cerca de 40% da venda do varejo (Dadalto e D&D) são feitas através do cartão próprio (bandeira Dacasa) e CDC via Dacasa.

BRASIL TEM MENOR ÍNDICE DE DESEMPREGO EM DEZ ANOS

desemprego

Da Agência Brasil

A taxa de desemprego do país ficou em 4,6% em dezembro e fechou o ano de 2012 em 5,5%, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados foram divulgados hoje (31) e mostram que o índice anual é o mais baixo da série história iniciada em março de 2002. Antes disso, a taxa de 2011 havia sido a menor da série, ao ficar em 6%.

O resultado de dezembro do ano passado também é o menor da série histórica. O recorde anterior havia sido registrado em dezembro de 2011 (4,7%). Em novembro de 2012, o índice ficou em 4,9%.

O IBGE iniciou a série histórica da pesquisa em março de 2002, por isso não há dado consolidado para aquele ano.

Leia mais

SECRETARIA REDUZ DESPESAS COM ALUGUEL

Com “a corda no pescoço”, o governo ilheense tem recomendado que as secretarias municipais enxuguem ao máximo suas despesas e otimizem os recursos disponíveis. Um exemplo de obediência a essa diretriz está na Secretaria da Assistência Social, que reduziu em 75% seus gastos com aluguéis de imóveis.

De acordo com o secretário Jamil Ocké, havia trinta imóveis particulares ocupados por unidades vinculadas à SAS. Depois de algumas reacomodações, aperta aqui, divide ali, o número caiu para apenas cinco. Alguns serviços foram instalados em prédios já pertencentes ao município. Resultado: a despesa mensal despencou de R$ 20 mil para R$ 5 mil.

Permanecem em imóveis alugados o Conselho Municipal de Assistência Social, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) dos bairros Teotônio Vilela e Barra, bem como a Casa Lar Feminina.

REGIÃO SUDOESTE EM BUSCA DE ALTERNATIVAS

Fechamento de fábricas deixou 4 mil sem emprego

Fechamento de fábricas deixou 4 mil sem emprego

Prefeituras, Governo do Estado e parlamentares, como o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), discutem propostas para iniciar uma reestruturação da economia de municípios atingidos no final de 2012 com o fechamento de dez fábricas da Vulcabras|azaleia, o que levou a cerca de 4 mil demissões. As unidades absorviam grande parte da mão-de-obra das cidades de Caatiba, Firmino Alves, Itambé, Itororó e Macarani.

A situação foi discutida nesta quarta-feira, 23, na Secretaria de Planejamento do Estado. O secretário José Sérgio Gabrielli estimula a construção do plano de reestruturação, discutindo-se alternativas como a atração de novas indústrias calçadistas para aproveitar a mão-de-obra existente e já capacitada. Também se aponta como saída o fortalecimento de outras vocações produtivas do Território de Identidade do Médio Sudoeste.

Além de Rosemberg Pinto, de prefeitos e do titular da Secretaria do Planejamento, participaram da reunião desta quarta-feira representantes das secretarias da Agricultura e de Indústria, Comércio e Mineração. Durante o encontro, foi informado que técnicos do governo iniciaram uma série de contatos com dirigentes sindicais e empresariais da região. Um calendário de visitas aos prefeitos também será definido.

WAGNER ESPERA OS FRUTOS DE VIAGEM À CHINA

wagner na china

O programa de rádio semanal produzido pela Secretaria da Comunicação do Governo da Bahia (Secom) destaca a visita do governador Jaques Wagner à China. Em Pequim, o gestor baiano declarou que as negociações apontam para a consolidação de investimentos no Estado.

“Eu percebi que há um grande interesse dos chineses em investir no Brasil. Sobre as duas missões centrais, a PetroChina e a Foton, eu digo que saímos daqui com elas consolidadas, além de todos os outros contatos que fizemos”, disse Wagner.

O governador aguarda a vinda de empresários chineses à Bahia em março.

Clique aqui para ouvir o programa.

EXPORTAÇÕES BAIANAS CRESCERAM EM 2012

A Bahia registrou crescimento de 2,3% de suas exportações em 2012 na comparação com o ano anterior. De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEC), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Planejamento, o Estado já responde por 60% das vendas externas realizadas pelo Nordeste.

O valor das exportações baianas no ano passado chegou a US$ 11,27 bilhões, um recorde histórico de acordo com o governo. Os setores que tiveram os melhores desempenhos foram os de petróleo e derivados (crescimento de 9%), soja e derivados (11,6%), algodão (7,2%) e o de metais preciosos (4,3%).

A China é o país que mais importa produtos made in Bahia, respondendo por 13,6% das vendas realizadas pelo Estado. Em segundo lugar, vêm os Estados Unidos,com 12,3% do valor exportado, mesmo com queda de 5,1% na participação americana ante 2011.

Entre os estados brasileiros, a Bahia também melhorou sua posição. Ficou com 4,64% das exportações em 2012, enquanto no ano anterior havia ficado com 4,28%.

FABRICANTES PREVEEM AUMENTO NO MERCADO DE AUTOMÓVEIS

carros

Da Agência Brasil

Apesar de ter fechado o ano com a produção em baixa, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) prevê aumento de 3,5% a 4,5% no mercado de veículos em 2013. De acordo com dados divulgados hoje (7), na capital paulista, a produção de automóveis caiu 1,9%, com 3.342.617 novas unidades saindo das montadoras, enquanto em 2011 esse número chegou a 3.407.861.

Segundo o vice-presidente da Anfavea, Luiz Moan Yabiku Júnior, a queda na produção está ligada ao fato de que os cinco primeiros meses do ano foram muito desfavoráveis para o setor, com queda de quase 5% na comparação com o mesmo período do ano anterior. “Mas, com as medidas de redução do IPI [Imposto sobre Produtos Industrializados], conseguimos recuperar. Não só compensamos a queda de quase 5%, mas crescemos 5%”.

Leia mais

SÓ 30% DAS LOJAS ABREM EM ITABUNA

As lojas fecharam as portas no último dia do ano na Avenida do Cinquentenário (Foto Pimenta).

Lojas fecharam as portas no último dia do ano na Avenida do Cinquentenário (Foto Pimenta).

Movimento fraco no centro de Itabuna no último dia de 2012. Na Avenida do Cinquentenário, principal artéria do comércio local, aproximadamente 30% das lojas abriram nesta segunda-feira, 31.

O percentual de lojas abertas é ainda menor em outras vias tradicionais do comércio central de Itabuna, como a Paulino Vieira e o Calçadão Ruy Barbosa. Até mesmo nas lotéricas, o movimento era normal, apesar da expectativa em torno da Mega da Virada e prêmio estimado em R$ 230 milhões.

ACORDO ENTRE PATRÕES E COMERCIÁRIOS

Já na sexta-feira passada, 28, o Sindicato dos Comerciários local anunciava que praticamente 80% das lojas não abririam nesta segunda, prevendo pouco movimento devido à não abertura das agências bancárias no último dia do ano. Com o acordo, os comerciários trabalharam até as 18h do sábado, 29.

Outra preocupação era a segurança. A previsão é de que as lojas fechem por volta das 17h, assim como os estabelecimentos do Shopping Jequitibá, na Beira-Rio.

No Calçadão da Ruy Barbosa, paradeiro foi ainda maior (Foto Pimenta).

No Calçadão da Ruy Barbosa, paradeiro foi ainda maior (Foto Pimenta).

NATAL: VENDAS EM SHOPPINGS FICAM ABAIXO DA EXPECTATIVA

As vendas nos shopping centers devem fechar o ano com crescimento de 10% em relação a 2011, segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop). O setor deve faturar R$ 123 bilhões no ano, considerando a abertura de 33 novos empreendimentos no país, em linha com a estimativa da entidade no começo do ano. No Natal, as vendas foram 6% maiores do que em 2011, resultado abaixo da expectativa inicial, que era de 7%.

O segmento de perfumaria e cosméticos apresentou maior crescimento nas vendas de Natal, de 14%, seguido por “joias e relógios”, com avanço de 13%. A venda de calçados subiu 8%, a de eletroeletrônicos, 6%, e a de vestuário, 5%. A comercialização de brinquedos, por sua vez, saltou 7% — o Natal é a segunda data mais importante para o segmento, concentrando 30% das vendas, atrás apenas do Dia das Crianças, que costuma representar 35% do volume anual.

Leia mais no Valor

DILMA CONVOCA EMPRESÁRIOS A INVESTIR

dilmaDa Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (23), em rede nacional de rádio e televisão, que 2013 será o ano de ampliar o diálogo com todos os setores da sociedade, acelerar obras, melhorar a qualidade dos serviços públicos e continuar defendendo o emprego e o salário. Ela pediu que os brasileiros mantenham a confiança e que os empresários invistam no país. “Este é um governo que confia no seu povo, no seu empresariado, que respeita contratos e está empenhado na construção de novas parcerias entre os setores público e privado”.

A presidenta garantiu que a redução das tarifas de energia, anunciada em setembro, será mantida. A queda será possível por causa da redução de encargos e acordos com as concessionárias, que irão praticar tarifas mais baixas em troca da renovação de seus contratos. “No início de 2013, a sua conta de luz e a das empresas vão ficar menores. O corte será o que anunciei. A redução na conta de luz é fundamental para que as indústrias brasileiras possam produzir a custos mais baixos, ganhar mercado e continuar gerando empregos”.

Leia mais

 

HORÁRIO ESPECIAL NO COMÉRCIO

Comércio terá horário especial para as vendas natalinas (Foto Divulgação).

Comércio terá horário especial para as vendas natalinas (Foto Divulgação).

O comércio de Itabuna ficará aberto das 9h às 22h nesta quinta e sexta, dias 20 e 21. O consumidor também terá mais tempo para as compras natalinas no sábado, 22, quando o comércio funcionará até as 18 horas.

O atendimento no comércio no próximo domingo, 23,  quando fica aberto à tarde e fecha as portas às 20 horas. O horário será normal na véspera do Natal, segunda, 24.

Já o shopping da cidade, funcionará das 10 horas à meia-noite de sexta a domingo (21 a 23), e das 9h às 17h na véspera do Natal.

IPI MENOR ATÉ JUNHO

Da Agência Brasil

Até junho de 2013, os consumidores continuarão a comprar automóveis, eletrodomésticos da linha branca (fogões, tanquinhos, máquinas de lavar e geladeiras) e móveis com desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). O ministro da Fazenda, Guido Mantega, prorrogou a desoneração para esses produtos por mais seis meses.

A partir de janeiro, as alíquotas serão recompostas gradualmente, até voltarem aos níveis normais em julho. A exceção são os caminhões, cujo IPI será zerado permanentemente, as máquinas de lavar e os papéis de parede, cuja alíquota permanecerá em 10% por tempo indeterminado.

Leia mais

INDÚSTRIA E COMÉRCIO CONTRATAM MAIS E ITABUNA GERA 291 EMPREGOS EM NOVEMBRO

Itabuna gerou 291 empregos com carteira assinada em novembro.

Itabuna gerou 291 empregos em novembro.

A indústria e o comércio foram os setores que mais contrataram em novembro em Itabuna e puxaram para cima a geração de empregos com carteira assinada, conforme o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O município sul-baiano abriu 291 novas vagas no mês passado. Foi o melhor resultado obtido em um mês nos últimos anos.

A indústria de transformação contratou 337 trabalhadores em novembro e registrou 195 desligamentos no mesmo mês, o que resultou em abertura de 142 novas vagas.

O comércio abriu 101 novos postos de trabalho (381 contratações ante 280 desligamentos). O setor de serviços apresentou saldo positivo de 78 vagas no período.

Apesar dos grandes investimentos imobiliários em Itabuna neste semestre, a construção civil manteve tendência negativa e cortou 18 postos de trabalho.

No acumulado dos 11 primeiros meses deste ano, o município gerou apenas 806 novos empregos. Já quando considerado o período de 12 meses, o saldo ainda é positivo, mas cai para 624 vagas.

ILHÉUS GERA MENOS EMPREGOS

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do MTE, revelam que o município de Ilhéus abriu somente 65 novas vagas em novembro. A indústria abriu 16 vagas e o comércio apresentou saldo positivo de 43 empregos.

O município abriu 523 vagas nos 11 primeiros meses de 2012. Ainda de acordo com o Ministério do Trabalho, Ilhéus abriu 655 vagas nos últimos 12 meses, ligeiramente superior ao registrado por Itabuna (624).






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia