WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘economia’

AMEAÇA DE GREVE NA TRIFIL E NA PENALTY

Vinculados ao mesmo sindicato – o Sintratec -, os trabalhadores das indústrias Trifil e Penalty, em Itabuna, ameaçam entrar em greve. Nas duas empresas, a justificativa para a insatisfação é a mesma: a resistência dos patrões em conceder um reajuste salarial que os operários considerem “digno”.

A Penalty, onde a pauta de reivindicações é extensa – incluindo até mesmo  fim do assédio moral e a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais -, segurou o pé na hora de definir a reposição salarial. A oferta é de um piso de R$ 532,40 de março a junho e de R$ 535,00 de julho a dezembro.

A empresa também ofereceu reajustes diferenciados: de 8% para quem ganha acima de R$ 600,00 e 4,11% para os demais funcionários. O valor estabelecido a título de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) é de somente R$ 60,00.

Na Trifil, as condições não são muito diferentes e a direção do Sintratec afirma que o caminho poderá mesmo ser a greve. Nesta quinta-feira (04), cerca de 100 trabalhadores da Penalty fizeram duas horas de protesto no interior da fábrica.

E OS FUNCIONÁRIOS E CLIENTES, COMO FICAM?

Luís Sena

.

O Banco do Brasil registrou em 2009 um lucro contábil de R$ 10,148 bilhões. Isso dá aos números da instituição financeira uma alta de 15,3% na comparação com igual período do ano anterior. Segundo dados da consultoria Economática, o resultado é o maior da história bancária do Brasil, superando o ganho Itaú/Unibanco, que lucrou R$ 10,06 bilhões em 2009.

Até aí, tudo certo. Isso significa que, na visão empresarial do BB, está indo muito bem. Contudo, do ponto de vista daqueles que são até citados pelos dirigentes como seu maior patrimônio e principal responsável pelo sucesso, os funcionários, a situação é outra.

Nós funcionários convivemos com o assédio moral, desrespeito à legislação, pendências de negociações e, principalmente, um clima de falta de perspectiva. Sem falar que o lucro chama atenção, mas na hora da divisão com os funcionários, através da participação nos lucros e resultados, a partilha do bolo é totalmente desproporcional.

Quanto ao atendimento aos clientes, a situação é gravíssima. O Banco do Brasil apresenta o maior lucro da historia, mas impõe aos clientes e usuários um atendimento que deixa a desejar: filas enormes, falta de funcionários e a imposição de uma filosofia empresarial bradescalizada.

No momento dessa comemoração eufórica, é necessário repensar este modelo. A sociedade brasileira quer bancos oficiais fortes e lucrativos, porém, que cumpram sua função social e respeitem seu corpo funcional, clientes e usuários.

Luís Sena é funcionário do BB e diretor do Sindicato dos Bancários de Itabuna.

CESTA BÁSICA MAIS CARA EM ITABUNA E ILHÉUS

A cesta básica teve elevação de custo tanto em Ilhéus como em Itabuna em fevereiro, aponta pesquisa mensal do departamento de Economia da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). A elevação em Ilhéus foi de 5,45% e em Itabuna alcançou 2,61% na comparação de fevereiro com janeiro deste ano.

O tomate foi quem puxou a alta em Ilhéus. O produto está 26,19% mais caro. A carne apresentou alta de 14,97% e foi o produto que mais influenciou a elevação do custo da cesta básica. Segundo a pesquisa, a cesta em Ilhéus subiu de R$ 158,44 em janeiro para R$ 167,07 em fevereiro. Em Itabuna, saiu de R$ 162,32  para R$ 166,56.

FÉLIX DEFENDE REFORMULAÇÃO DO PAC DO CACAU

Félix: reformulação do PAC do Cacau.

O deputado federal Félix Mendonça (DEM-BA) defendeu, em discurso na Câmara, a reformulação do PAC do Cacau, lançado pelo presidente Lula em maio de 2008 e que até agora não deslanchou – ou desempacou. “Precisamos estar imbuídos do espírito federativo para dar celeridade e eficácia, reformulando os programas de recuperação em andamento, como o PAC do Cacau”.

Félix conclama a área econômica do governo a redobrar esforços para debelar o “grave problema socioeconômico” e “reparar os que sofreram e ainda sofrem” com a crise que se abateu sobre a economia cacaueira baiana após a vassoura-de-bruxa.

O parlamentar defendeu a reformulação do programa ao relembrar o drama vivido no sul da Bahia desde os fins da década de 80, quando aproximadamente 250 mil trabalhadores ficaram desempregados.

“[Os trabalhadores rurais não ouviam o estalar do chicote, mas sentiram no estômago a dor da fome. Suas famílias desgarradas, com baixa escolaridade, foram acomodadas como empregados domésticos, nos subempregos degradantes ou até nos prostíbulos”.

Na outra ponta, enfatizou o deputado, muitos dos produtores de cacau “foram do desespero ao suicídio”, devido à crise causada pela vassoura-de-bruxa. “Ainda é tempo de convocar os trabalhadores para os seus postos de trabalho, os produtores para cuidar de suas fazendas”.

ALVARÁS PELA HORA DA MORTE

Comerciantes de Itabuna tiveram surpresa mais do que desagradável na renovação de alvará de funcionamento. A prefeitura procedeu revisão de valores e há quem reclame da “puxada” da viúva.

Existem casos de pequenos estabelecimentos que pagavam pouco mais de R$ 30,00 para obter a licença de funcionamento. Com a revisão, saltou para R$ 151,00. Quem tem salão de beleza, por exemplo, reclama que antes pagava, em média, R$ 50,00. Agora, pulou para mais de… R$ 250,00.

O prefeito Capitão Azevedo (DEM) teria como explicar a ‘tungada’?

LUZ PARA TODOS OFERECE 550 EMPREGO NA BA

Do Correio

O Programa Luz para Todos, do Governo Federal, está abrindo um total de 550 empregos nas regiões de Valença e Itamaraju, localizados no sul da Bahia. Os candidatos podem procurar o Sine-Bahia para inscrição.

Praticamente todas as oportunidades estão ligadas à área técnica, com destaque para as funções de eletricista NR10 e auxiliar de elétrica, que juntas estão disponibilizando 370 vagas. Os requisitos são comuns às duas ocupações: ensino médio, curso técnico na área, vivencia anterior na função e disponibilidade de viagem.

Para motoristas de guincho-munk, com experiência na carteira e habilitação categoria E, ainda existem outras 85 ofertas. Devido ao grande volume de vagas com um perfil muito específico, na área elétrica, a empresa terceirizada responsável pela execução do projeto está flexibilizando a exigência da experiência em carteira. Os candidatos mais aptos, que não possuir essa comprovação, receberão treinamento oferecido pela Coelba.

:: LEIA MAIS »

AÇAÍ MADE IN PARAGUAI

Golpe novo na praça contra o seu paladar, bolso e, talvez, a sua saúde. Carrinhos circulam pelas ruas centrais de Itabuna vendendo açaí prontinho para ser consumido.

A propaganda é atrativa e anuncia produto 100% natural – puríssimo, portanto. Uma ova!, diriam as vítimas sabedoras do golpe.

Se você já consumiu o produto comercializado em carrinhos de sorvete e desconfiou que ali ‘foi’ uma pastinha, saiba que gente desonesta adiciona banana – processadíssima – para fazer o negócio render, daí o tom meio gelatinoso.

PETROBRAS ANTECIPA DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL EM ITABUNA

Foster anuncia a Geraldo ação da Petrobras (Foto Pê Lima).

Foster anuncia a Geraldo ação da Petrobras (Foto Pê Lima).

A base de distribuição de gás natural em Itabuna entrará em operação antes do previsto, segundo informou a diretora de gás e energia da Petrobras, Graça Foster. A distribuição começa a ser feita pela Petrobras até que a estatal baiana Bahiagás conclua a sua instalação no município.

Graça Foster esteve neste final de semana no sul do estado para vistoriar as obras de conclusão do Gasoduto Cacimbas-Catu (Gascac) e também conversou com o deputado federal Geraldo Simões.

O contrato que antecipará o fornecimento de gás natural no município vai beneficiar os segmentos industrial e comercial de Itabuna e será assinado em fevereiro pela direção da Petrobras e o governador Jaques Wagner.

Geraldo diz que o gasoduto da Petrobras dará importante “contribuição no processo de desenvolvimento regional, “que passa também pelo complexo Porto Sul e a Ferrovia Oeste-Leste”.

O parlamentar lembra que o projeto do gasoduto começou em 2004. Itabuna não seria contemplada com uma base de distribuição (city-gate). À época, prefeito do município, Geraldo articulou reuniões e audiências com governo federal e Petrobras e expôs a condição sócio-econômica da principal cidade sul-baiana a fim de atrair uma base do Gascac. A proposta acabou aprovada.

CAPITALSAT ANUNCIA 450 EMPREGOS EM ILHÉUS

Do Política Etc

A empresa Capitalsat, que atua no ramo de telecomunicações, está prestes a iniciar as atividades de sua planta industrial em Ilhéus. A fábrica, que irá produzir inclusive PCs e notebooks, está sendo instalada no Distrito Industrial, na zona norte da cidade.

A expectativa é de que a produção seja iniciada em junho e a capacidade é de geração de 450 empregos diretos.

EMPREGO: ITABUNA FECHA DEZEMBRO NO VERMELHO

Itabuna registra queda no emprego em dezembro.

Itabuna registra queda no emprego em dezembro.

A indústria puxou para baixo os indicadores do emprego em Itabuna no último mês de 2009. Levantamento do Pimenta no site do Ministério do Trabalho e Emprego revela que o setor cortou 266 vagas em dezembro, quando contratou 43 trabalhadores e demitiu 314.

Setor que liderou as contratações até meados de 2009, a construção civil fechou o mês de dezembro no vermelho, quando contratou 18 operários e demitiu 59. Quem ‘salvou’ o mês foram os setores de serviços e comércio. Ambos, geraram 41 novas vagas, juntos.

Quando computados todos os setores da economia, o saldo de empregos em dezembro foi negativo, com o corte de 266 postos de trabalho. Apesar do mês “vermelho”, o município fechou 2009 com um saldo de 1.079 novos empregos, puxados pelos setores de serviço e construção civil.

ILHÉUS GERA 255 EMPREGOS

A vizinha Ilhéus caminhou em ritmo contrário ao de Itabuna e registrou abertura de 225 novas vagas no mercado de trabalho no mês passado. Em 2009, a cidade abriu 513 novos postos.

O bom resultado em dezembro teve como principais responsáveis os setores de comércio, serviços e construção civil. Juntos, geraram 259 novos empregos.

Apenas a agropecuária ‘cortou cabeças’, cepando 26 vagas. Quando avaliados todos os setores da economia, foram contratados 734 trabalhadores e demitidos 479 trabalhadores no mês passado.

CARREFOUR ATRAI MAIS INVESTIMENTOS

A área de 70 mil metros quadrados onde será construída a loja do Atacadão, do grupo Carrefour, também abrigará dois outros investimentos: um condomínio residencial e posto de combustível.

O condomínio terá 90 apartamentos, de acordo com técnicos que trabalham na obra, no quilômetro 24 da rodovia Ilhéus-Itabuna. Quando estiver pronta, a loja do Atacadão vai gerar aproximadamente 300 empregos diretos.

BANCO DO POVO QUER ATINGIR R$ 1,3 MILHÃO EM EMPRÉSTIMOS

Criado no início dos anos 2000, o Banco do Povo de Itabuna é das marcas de sucesso do crédito solidário na Bahia. O diretor-executivo da instituição, Omar Costa, comemora a marca de R$ 933 mil emprestados em 2009. O volume é 20% superior ao registrado no ano anterior.

A instituição quer alcançar a marca de R$ 1,3 milhão concedidos em empréstimos em 2010. Para isso, vai expandir sua atuação para além de Itabuna e Buerarema. A instituição espera captar R$ 300 mil para reforçar a sua carteira de empréstimos. As conversas são mantidas com o Desenbahia e o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A instituição também possui consultoria do Sebrae.

Herlon integra a carteira de clientes do Banco do Povo.

Herlon, ex-Titon, obteve empréstimo para a sua sorveteria e lanchonete.

EXPLICA ESSA, MARCELINO!

Na última sexta-feira, 8, o secretário de Agricultura de Itabuna, Marcelino Oliveira, deu ultimato ao comerciante Jeferson Dourado: ele teria 72 horas para desocupar dois boxes alugados no condomínio Centro Comercial, apesar de pagar religiosamente em dia pelo uso dos imóveis.

A história começa em meados de agosto. Jeferson alugou os boxes 38 e 39, na rua D do centro comercial, a central de abastecimento de Itabuna. O plano era fazer do local o supermercado da família, aproveitando a estrutura mais ampla que a utilizada até hoje em outro ponto do condomínio (o que não foi possível devido ao impasse).

Os dois imóveis eram antes utilizados como posto da Polícia Militar, lembra Jeferson. “É a primeira vez que recebo notificação, por escrito”, diz. O comerciante acrescenta que “o secretário ameaçou retirar tudo e jogar na rua”.

A situação gerou diversos tipos de comentários no centro comercial. Alguns deles dizem respeito à arbitrariedade do secretário e aos interesses que estariam por trás da ação intempestiva. Marcelino teria dito ao próprio Jeferson que poderia entrar com ação contra o comerciante por “ocupação indevida”. O espaço está aberto para esclarecimentos.

INDÚSTRIA BAIANA CRESCE 3,9% EM NOVEMBRO

Em novembro de 2009, a produção industrial da Bahia avançou 3,9% em relação a outubro do mesmo ano, registrando a quarta taxa positiva consecutiva. Em relação a novembro de 2008, a taxa é de 4%.

O resultado da Pesquisa Industrial Mensal do IBGE, analisada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento, sinaliza claramente um processo de recuperação da atividade industrial. Informações do Política Livre.

CADÊ A LOURA?

Falta cerveja no sul da Bahia (Foto Boteco).

Falta cerveja no sul da Bahia (Foto Boteco).

Era sábado, 26, quando um grupo de turistas sentou-se à mesa no tradicional Panela de Moranga, restaurante do Banco da Vitória, bairro ilheense conhecido por sua gastronomia.

Em meio a moquecas de peixe e camarão, parte dos turistas pediu a velha gelosa. O garçom trouxe duas marcas diferentes da “loura”. No terceiro pedido, o aviso: – a cerveja acabou.

Alguns até se perguntavam como faltar cerveja num local como aquele. A resposta é da própria Ambev, que concentra 70% do mercado de cerveja do Brasil.

A empresa não esperava aumento de até 8% no consumo da loura em 2009. É sempre assim. A “boa” promete investimentos de mais de R$ 1,5 bilhão para não deixar o brasileiro com sede…. em 2010.

Amantes da loura.. gelada, espeeerem!

JOVENS EMPREENDEDORES

Com os negócios da família no segmento autoescola consolidados em Itabuna e nas regiões sul e sudoeste, Mariana Alcântara decidiu atuar também em outra área. Ontem, ela inaugurou a matriz da Scarpe, uma loja de calçados e acessórios com marcas exclusivas, na praça Santo Antônio, no centro de Itabuna. O empreendimento será tocado por Mariana e Peri. É sempre bom divulgar ótimas iniciativas, ainda mais quando se fala de jovens empreendedores da terrinha.

Peri e Mariana comandam a equipe da Scarpe.

Peri e Mariana comandam a equipe da Scarpe.

COMÉRCIO ABRE NESTE DOMINGO

As lojas do comércio de Itabuna abrem neste domingo, 20, das 14 às 20h, segundo acordo entre sindicatos patronal e de empregados.

Às vésperas do Natal, elas também funcionam em horário especial durante a semana: das 9h às 22h de 21 a 23. No dia 24, o comércio abre das 9h às 18h.

Já o Jequitibá Plaza Shopping funcionará das 10h às 22h neste domingo. O centro de compras abrirá das 10h à meia-noite nos dias 21, 22 e 23. No dia 24, será das 9h às 19h.

GOVERNADOR SE COMPROMETE A REATIVAR AEROPORTO

O governador Jaques Wagner assegurou a revitalização do aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho, de Itabuna, numa entrevista concedida ao programa Alerta Total (TV Cabrália/Record News), apresentado por Tom Ribeiro.

O petista considerou um crime a construção de casas populares em cima da pista do terminal. Após contatos com a Infraero, para verificar a sua viabilidade, o petista sustentou que o aeroporto será revitalizado.

Desativado há quase 10 anos, o aeroporto é utilizado como base para o Corpo de Bombeiros e sede da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito. A pista vem sendo usada por autoescolas.

Um dos mais empolgados com a notícia é o serventuário Olívio Borges, do Aeroclube Itabuna. “O aeroporto não é espaço só para ricos, como se costuma pensar”, observa.

A utilização do espaço para jatos executivos e UTI aérea são alguns dos exemplos de utilização. “Há empresário que reclama da falta de estrutura para voos no município”.

Para Olívio, a cidade não pode perder a chance oferecida com a expansão da economia regional através de grandes projetos que vão do Gasoduto (que atrairá novas indústrias e executivos) a investimentos do Complexo Intermodal Porto Sul.

A ideia de reativação do terminal tem o apoio da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (Acei), presidida pelo empresário Eduardo Fontes. Olívio está exultante. “Esta é uma luta de mais de três anos”. E começou quando a prefeitura decidiu construir casas em cima da pista do Tertuliano Guedes de Pinho. As obras foram embargadas e o Tribunal de Contas da União (TCU) as julgou ilegais, suspendendo novos repasses de recursos.

SHOW DA M21

A propaganda sul-baiana está fazendo bonito também lá fora. Veja o caso da M21. A agência ilheense do publicitário Marco Lessa atende a conta do Jequitibá Plaza e disputou com outras agências a campanha natalina de dois outros shoppings da rede, localizados em Feira de Santana (BA) e Campina Grande (PB).

Venceu.

A campanha estrelada pelo ator itabunense Jackson Costa para o Jequitibá também será veiculada pelos shoppings da rede em Feira e na cidade paraibana, alterando-se as marcas.

A agência criou, além de VTs para televisão, outdoors, spots de rádio e impressos e peças para a internet tendo como gancho não apenas o fato de dar presente, mas estar presente na vida das pessoas.

Marco Lessa, que tem uma prateleira lotada de prêmios do Bahia Recall, da Rede Bahia, diz que a conquista revela a força do que é produzido pelas agências do eixo Ilhéus-Itabuna.

O publicitário foi o diretor de criação e o redator da campanha natalina para os três shoppings, tendo ainda a direção de arte de Vinicius Trindade, produção de Luana Lessa e atendimento de Ângela Muniz.

Campanha vencedora, criada pela M21, de Ilhéus.

Uma das peças da campanha vencedora, criada pela M21, de Ilhéus.

ISTO É UM ASSALTO!

A cartelização do gás de cozinha, o GLP, propicia um cenário inquietante em Itabuna.

O gás de 13 quilos sai a R$ 38,00 no município.

Ali perto, no Salobrinho (Ilhéus), o produto não custa mais que R$ 31,00.

Lembra o leitor Sérgio Oliveira, que o produto sai ainda mais barato em Jequié: R$ 30,00.

E aí, nobre internauta, o que você acha disso?

SÓ SE FOR À VISTA

Do Política Etc

Em sua coluna de política, o jornal Agora, de Itabuna, refere-se a um boato de que o deputado federal Geraldo Simões teria adquirido o controle da publicação.

A nota afirma que o proprietário do Agora,  José Adervan de Oliveira, ficou surpreso com a informação, mas deixa a entender que a possibilidade de vender o jornal realmente existe.

“Se Geraldo Simões quiser comprar a empresa é só fazer a proposta e pagar à vista o preço real”, teria dito Adervan, segundo a nota.

Leia mais em www.politicaetc.com.br








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia