WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

editorias






:: ‘educação’

ALEJANDRO E O OUTDOOR

Cláudio Rodrigues

 

Mas o que Alejandro e os 18 milhões de meninos e meninas desse Brasil desejam é não serem privados de direitos básicos como moradia digna, educação, informação, água, saneamento e proteção contra o trabalho infantil.

 

“O futuro de seu filho começa aqui!”. O outdoor com a chamada de uma escola para o início de matrículas para o próximo ano letivo é uma ironia para Alejandro, de 6 anos, e outras 13 crianças que há duas semanas montaram abrigo na Avenida Contorno, em Feira de Santana, tendo como base para a instalação de suas tendas, a placa de publicidade que vende a educação como futuro.

Alejandro e a placa de outdoor em Feira || Foto Reginaldo Tracajá Pereira

Futuro esse que Alejandro e as demais crianças que ali “habitam” sabem que é incerto. O espaço é dividido por oito famílias que saíram do interior da Paraíba, fugindo da fome e falta de emprego. As famílias ali instaladas ilustram os gráficos da pesquisa Síntese de Indicadores Sociais (SIS) 2017, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), segundo a qual 50 milhões de brasileiros – 25 por cento da população – vivem abaixo da linha de pobreza, com renda familiar de US$ 5,5 por dia, sendo que 43 por cento desse contingente está na região Nordeste.

No País em que seis em cada dez crianças vivem na pobreza, conforme estudo inédito do Fundo das nações Unidas para a Infância (Unicef), divulgado no último dia de novembro 14, a futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, pastora Damares Alves, em mais uma declaração ideológica sobre gênero, afirmou que vai tratar meninas como princesas e meninos como príncipes. Mas o que Alejandro e os 18 milhões de meninos e meninas desse Brasil desejam é não serem privados de direitos básicos como moradia digna, educação, informação, água, saneamento e proteção contra o trabalho infantil.

Na semana em que se comemora os 70 anos da proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), o que a família de Alejandro e tantas outras na mesma situação desejam é que o Brasil faça valer seu o Artigo 25:

I) Todo homem tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si mesmo e a sua família saúde e bem-estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez ou casos de perda de meios de subsistência em circunstâncias fora de seu controle.

II) A maternidade e a infância tem direito a cuidados e assistência especiais. Todas as crianças, nascidas dentro ou fora do matrimônio, gozarão da mesma proteção social.

A pastora e futura ministra – que durante uma pregação em um culto evangélico disse ter visto Jesus Cristo quando estava em cima de uma goiabeira e impediu que o mesmo subisse na árvore para não se machucar – talvez consiga, num milagre ou passe de mágica, tratar meninos como príncipes e meninas como princesas. Porém, se ela fizer valer o Artigo 25 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, os milhões de Alejandros desse país já se darão por satisfeitos.

Cláudio Rodrigues é consultor de empresas.

ESTUDANTES E PROFESSORES DE ITABUNA CONQUISTAM PRÊMIOS INÉDITOS DA FIOCRUZ

À direita a professora e estudante com Cristina Araripe, coordenadora nacional da Olimpíada e pesquisa da Fiocruz

O dia 28 de novembro não será esquecido pelos estudantes, professores, pais de alunos e pessoal da equipe de apoio do Centro Integrado Oscar Marinho Falcão (Ciomf), no bairro Santo Antônio, em Itabuna. Foi nesta data que a professora Gracileide Guimarães Sousa e a estudante Jhuly Borges Oliveira, do 7º ano, subiram ao palco do auditório do Museu da Vida da Fundação Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro, para a cerimônia de premiação da 9ª Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente da Fiocruz (Obsma).

Professora e aluna receberam a premiação pelo projeto “Homem x Água… Atitudes Negativas e Corretivas: CIOMF cuidando das águas”, desenvolvido pelos integrantes do Clube de Ciências do colégio. Com registro fotográfico sobre a falta de cuidado do itabunense com água potável, mostrando a precaridade na rede de esgoto nos bairros periféricos e indicando soluções para falta de infraestrutura no município, o projeto ficou em primeiro lugar na “Regional Nordeste II” e foi vencedor nacional na categoria Ciências. Essa foi a maior conquista na história de uma escola pública de Itabuna.

Jhuly e a professora Gracileide Guimarães comemoram a grande conquista|| Foto Pimenta

O trabalho “Homem x Água… Atitudes Negativas e Corretivas” venceu a batalha na categoria  Projeto de Ciências, na modalidade ensino fundamental, que teve 433 trabalhos inscritos de escolas de todo o país. “Essa conquista é o resultado de um trabalho sério que professores e estudantes vêm desenvolvendo há anos. Essa não é a primeira premiação da nossa escola, mas certamente a maior”, acredita a professora Gracileide Guimarães, que leciona no Ciomf há 20 anos. Gracileide e Jhuly relataram a experiência ao PIMENTA nesta semana.

O DEBATE VAI CONTINUAR 

A professora explica que o projeto terá continuidade no próximo ano. “O nosso plano é sentar com representantes da prefeitura, organizações não governamentais, instituições de ensino, principalmente a Universidade Estadual de Santa Cruz, Universidade Federal do Sul da Bahia e Instituto Federal de Educação, para que possamos aprofundar o debate em torno das questões envolvendo o meio ambiente no nosso município e na nossa região”.

Vencedoras passaram uma semana no Rio de Janeiro

Com relação à pesquisa de campo, a estudante Jhuly Borges, de 12 anos, conta que os problemas mais graves foram detectados principalmente nos bairros periféricos de Itabuna.  “Detectamos desperdícios de água, como canos estourados e pessoas lavando carro com mangueira, por exemplo”, conta acrescentando que é “muito bom ter um projeto da nossa escola ajudando a conscientizar muitas pessoas sobre os graves problemas ambientais que estamos vivendo”.

A estudante ressalta que o projeto não aborda somente sobre o mau uso da água, mas também sobre o lixo produzido pelo homem. “Porque o lixo deixado em locais impróprios contamina a água potável. A pessoa deve lembrar-se que o papel de caramelo jogado na rua vai parar em um bueiro, passa pelo rio, que deságua no oceano. Temos que destacar ainda que, quando a prefeitura não faz o descarte correto, o lixo contamina os lençóis freáticos e água suja pode acabar em poços artesianos”, alerta.

Alguns pais acompanharam de perto o trabalho dos filhos. Entre eles, está dona Lilian da Silva Borges, mãe de Jhuly. Ela conta que, nos momentos que antecederam o anúncio dos vencedores da 9ª Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente da Fiocruz, não conseguiu se desligar da internet, especificamente da página oficial do evento no facebook. ” Foi muito emocionante e gratificante para todos nós”, recorda-se. A Fiocruz transmitiu ao vivo.

COMO SURGIU?

A ideia do trabalho vencedor surgiu durante reunião de integrantes do Clube de Ciência do Ciomf, depois do município passar por uma das piores crises hídricas da história. Os estudantes receberam a tarefa de pesquisar a interferência humana sobre o meio ambiente, com observações sobre os aspectos negativos e corretivos.

Os alunos passaram a investigar (com flagra fotográfico) como ocorre o uso da água que chega a casa dos itabunenses e a ocorrência da poluição dos lençóis freáticos, ocasionado principalmente pela falta de tratamento de esgoto nos bairros periféricos de Itabuna.

A exposição fotográfica foi uma das fases do projeto vencedor

SEMANA CULTURAL NO RIO DE JANEIRO

O projeto foi inscrito na Obsma por sugestão da coordenadora do Clube de Ciências do Ciomf, a professora Thereza Angélica Matos. Além de placas, troféus, medalhas e certificados, a Fiocruz promoveu uma semana cultural no Rio de Janeiro para os mais de 70 estudantes e professores dos 36 projetos finalistas. Antes, o projeto havia sido inscrito na Conferência Infanto Juvenil do Meio Ambiente e vencido a etapa regional, mas não foi classificado na estadual.

A Obsma recebeu 1.228 trabalhos desenvolvidos pelos alunos do ensino e fundamental de escolas públicas e particulares de todos os estados brasileiros, sendo que 36 foram aprovados nas categorias Projeto de Ciências, Produção Audiovisual, Regional Nordeste I e II. A competição nacional contou com a participação de 4.270 professores e 67.1179 estudantes de todo o país.

“AFETIVIDADE AUMENTA O RENDIMENTO ESCOLAR”, AFIRMA DOUTORA EM EDUCAÇÃO

Cláudia reforça o poder da afetividade na aprendizagem || Foto Gilvan Rodrigues

A afetividade ajuda a aumentar o rendimento escolar e se constitui em base da aprendizagem, na opinião da doutora em Educação Cláudia Celeste Lima Costa de Menezes. “A afetividade no ambiente escolar deve ter como objetivo a construção do sujeito ativo, com pensamento crítico e desafiador e produtor do seu próprio conhecimento”, afirma.

Para a educadora, a escola não pode deixar de lado seu papel social, de integração e respeito. Precisa do carinho e atenção aos alunos junto com a família. “A escola pode ser o primeiro agente socializador depois do círculo familiar da criança”.

Cláudia proferiu palestra na Escola Curumim, em Itabuna, onde abordou a afetividade no ambiente escolar. A palestra faz parte do projeto Pacto, de acordo com Raquel Prudente, uma das diretoras da escola. Durante todo o ano, são promovidas palestras voltadas ao público interno e externo ao ambiente escolar.

Na opinião dela, a afetividade tem um papel crucial no processo de aprendizagem do ser humano. “A afetividade é a base da aprendizagem”, diz. “Educação neste novo cenário exige a interação família e escola. No diálogo, na escuta, no cuidado e no carinho e no amor, na afetividade. Na prática de valores como a solidariedade, respeito, honestidade, atenção, justiça, amor, igualdade e coerência”, aponta.

“CATIVAR É AMAR”

A afetividade é um dos sentimentos que mais gera autoestima, produz um hormônio a serotonina que mais gera bem estar do corpo. “Cativar é amar e o mundo esta perdendo o sentido do amor. Temos que abraçar nosso filho e dizer eu te amo, o poder da afetividade. Temos que potencializar o ser humano a revelar seus sentimentos em relação a outros seres e objetos”, diz.

GREVE DE PROFESSORES EM ITABUNA COMPLETA 70 DIAS; AUDIÊNCIA NO TRT SERÁ HOJE

Greve na rede municipal já dura 70 dias; Secretaria aponta queda na adesão a movimento

A greve dos professores da rede municipal de Itabuna completa 70 dias nesta quarta (14) e representantes dos grevistas e da Prefeitura devem participar de audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT 5) em Salvador, às 14h de hoje. A audiência será comandada pela desembargadora Maria de Lourdes Linhares de Oliveira, presidente do TRT 5.

A audiência deverá reunir a presidente do sindicato dos professores municipais, o Simpi, Carminha Oliveira, e o procurador-geral do Município, Luiz Guarnieri. A secretária de Educação, Nilmecy Gonçalves, poderá participar, a depender de ajustes no horário de evento do Ministério da Educação em Salvador.

Os professores entraram em greve em 3 de setembro com pauta de reivindicações que incluía desde pagamento de salários em dia a reajuste linear de 6,81% para os três níveis do magistério no município. Os educadores também protestavam contra a mudança do regime celetista para estatutário. Os professores também cobram o pagamento da parcela do 13º salário a todos os profissionais da Educação. Segundo o sindicato, apenas parte da categoria recebeu o décimo terceiro.

SECRETARIA: 64% EM SALA DE AULA

Há pouco, a Secretaria de Educação de Itabuna divulgou balanço da greve. Segundo a Pasta, caiu a adesão ao movimento grevista. Hoje, 70% dos educadores já teriam retornado a sala de aula. Cerca de dois terços das escolas, no levantamento da Secretaria, estariam funcionando normalmente. O site não conseguiu contato com o Simpi.

ITABUNA: DECISÃO DO GOVERNO BAIANO PODE LEVAR A FECHAMENTO DO COLÉGIO CISO

Colégio Ciso pode fechar as portas no momento em que completa 50 anos

O Ciso, uma das instituições de ensino mais tradicionais de Itabuna, pode fechar as portas ao final deste ano letivo de 2018, exatamente quando completa 50 anos. A Secretaria Estadual de Educação (SEC-BA) decidiu encerrar contrato de aluguel de salas com a instituição fundada pelo ex-vereador Josué Brandão, já falecido. 

O governo baiano alega que possui estruturas de escolas estaduais ociosas e poderá ocular estas salas com alunos da rede que hoje estão matriculados no Ciso. Os alunos seriam redistribuídos entre as escolas Inácio Tosta Filho (Fátima), Presidente Médici (Califórnia) e Luís Eduardo Magalhães (Parque Boa Vista).

Para manter o contrato com o colégio, a SEC-BA paga o equivalente a R$ 144 mil. A decisão do secretário estadual e senador licenciado Walter Pinheiro provocou onda de mobilização de alunos, ex-alunos, professores e da sociedade. Há cerca de 2 anos, o governo baiano tem fechado escolas da rede própria por causa do esvaziamento de salas de aula.

REAÇÃO 

Ex-alunos do colégio e líderes comunitários acionaram parlamentares baianos na tentativa de reverter a decisão. O Ciso é administrado por filhos do ex-vereador e fundador Josué Brandão. Um dos deles, Júnior Brandão, é vereador e membro do PT do governador Rui Costa.  Espera que o governo reavalie o encerramento do contrato. 

“O sonho do professor Josué Brandão em construir quadras, cobertas, para aulas de Educação Física, Esporte, Eventos e utilização da comunidade, de domingo a domingo, não pode parar”, escreveu Júnior Brandão em rede social. Ele pede que a mensagem seja compartilhada e que o governador seja marcado em postagens pela continuidade do Ciso. 

Os deputados estaduais Maria del Carmem e Rosemberg Pinto, ambos do PT, foram acionados por lideranças para que se unam à luta contra a decisão que pode significar o fechamento do Ciso. O contrato permite o funcionamento de 36 turmas dos ensinos Fundamental e Médio, que dispõem também de estrutura com quadras poliesportivas e piscina de natação. 

EM BATE-PAPO, DOUTORA EM EDUCAÇÃO ABORDA AFETIVIDADE NA ESCOLA E NA FAMÍLIA

Afetividade na escola e na família é tema de bate-papo

A afetividade nos contextos familiar e escolar será tema de bate-papo, nesta quinta-feira (8), a partir das 18h30min, na Escola Curumim, em Itabuna. O evento terá como convidada a professora doutora Cláudia Celeste.

Cláudia é vice-diretora do Departamento de Ciências da Educação da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). O bate-papo tem entrada gratuita. O interessado deve confirmar presença por telefone – (73) 3211-2525 ou 3613-2250.

MEC CRIA LINHA PARA CANDIDATOS DO ENEM DENUNCIAR FAKE NEWS

O ministro da Educação, Rossieli Soares, e a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini, fizeram um alerta para que os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não caiam em notícias falsas, as chamadas fake news, e para que estejam atentos ao horário de verão para não perderem a prova e chegarem após o fechamento dos portões.

Segundo Maria Inês, nos últimos dias, circulou um boato de que o Enem seria adiado, o que é mentira, o exame está mantido nos dias 4 e 11 de novembro. “A fake news é uma doença social e nesse período de exame em que os participantes estão no grau máximo de ansiedade, elas atrapalham e muito”, diz.

Para se proteger, os candidatos devem se informar pelos canais oficiais de comunicação.

Candidatos podem alertar o Inep sobre notícias falsas pela Página do Participante e pelo aplicativo do Enem, disponível para os sistemas Android e IOS. Os participantes podem também entrar em contato com o Inep pelo telefone 0800-616161. Maria Inês pede que os estudantes denunciem as fake news “para que a gente possa desmentir esse tipo de notícia que causa tanto transtorno aos participantes”.

HORÁRIO DE VERÃO

Outro alerta do MEC e do Inep foi para que os participantes estejam atentos ao horário de verão, que começa no primeiro dia de prova do Enem, neste domingo (4). “Temos diferença grande nos estados brasileiros em relação ao horário oficial que é o de Brasília. No estado do Amazonas temos alguns municípios que não seguem as demais cidades. É fundamental que os participantes estejam atentos e procurem se informar”, diz Maria Inês. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h, no horário da capital.

Até a manhã de hoje, cerca 1 milhão de candidatos ainda não tinham acessado o cartão de confirmação de inscrição e não sabiam o local de prova do Enem. O Inep vai enviar e-mail e mensagens SMS para esses candidatos. A orientação é que o participante faça o trajeto até o local de prova antes do dia da prova, para conhecer o caminho e evitar imprevistos. O cartão pode ser acessado pela Página do Participante e pelo aplicativo do Enem. :: LEIA MAIS »

MEC DESCREDENCIA FACULDADE MONTENEGRO, DE IBICARAÍ

Faculdade de Ibicaraí é descredenciada pelo Ministério da Educação

Portaria do Ministério da Educação (MEC) determinou o descredenciamento de uma das mais antigas faculdades particulares do interior da Bahia, a Montenegro, em Ibicaraí, na região sul. A Portaria 763 está publicada na edição desta segunda-feira (29) do Diário Oficial da União.

O MEC aponta várias irregularidades na instituição de ensino superior e decide, também, pela transferências dos alunos ainda matriculados na Montenegro.  Além do descredenciamento, o MEC determina a desativação de todos os cursos.

A Faculdade Montenegro oferece os cursos de Pedagogia, Educação Física, Secretariado Executivo e Turismo. Caso não haja possibilidade de transferência dos alunos destes cursos para outras faculdades, a Montenegro será autorizada a continuar em funcionamento até que estes alunos concluam as respectivas graduações.

A instituição terá 45 dias para envio da lista de alunos com a previsão de conclusão do curso. A Portaria 763 é assinada pelo secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Sílvio José Cecchi.

HISTÓRICO

A Faculdade Montenegro é alvo de investigações por irregularidades, desde o início desta década, tanto pelo MEC como pelo Ministério Público Federal (MPF), como em 2012. Já em janeiro do ano passado, o MEC abriu investigação de irregularidades por atuar sem recredenciamento (reveja aqui).

Oriunda da Academia de Educação Montenegro, a faculdade foi criada nos anos 1980 por Waldir Montenegro Matos, educadora falecida em 2011. A instituição formou milhares de profissionais, sendo referência na graduação em Secretariado Executivo e de professores de Educação Física.

Por cerca de 20 anos, a Montenegro foi a única faculdade a oferecer curso de Educação Física. Somente nos últimos anos, a oferta nesta área foi ampliada com os cursos da Unime, em Itabuna, e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), na Rodovia Ilhéus-Itabuna.

MINISTRO DA EDUCAÇÃO INAUGURA AMPLIAÇÃO DO CAMPUS DO IFBA EM UBAITABA

Campus avançado do IFBA em Ubaitaba, no sul da Bahia || Foto Aleiton Oliveira

O ministro da Educação, Rossieli Soares, inaugura nesta segunda-feira (22), às 16 horas, em Ubaitaba, as obras de ampliação do campus avançado do Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia da Bahia (IFBA), onde foram investidos cerca de R$ 1,4 milhão. A unidade funciona na Rua Juca Magalhães, Centro.

Ele será recebido pelo vice-governador João Leão, pelo reitor pro tempore do IFBA, Renato da Anunciação Filho, pelo diretor pro tempore do campus avançado de Ubaitaba, Esaú Francisco Sena Santos, e pela prefeita Suely Carneiro e outras autoridades.

O IFBA possui mais de 18,8 mil estudantes e conta com 21 campi no estado, um campus avançado em Ubaitaba, um núcleo avançado em Salinas da Margarida e um polo de inovação em Salvador. São oferecidos cursos técnicos profissionalizantes, superiores e pós-graduação. O Instituto conta ainda com programas de extensão como o ITCP (Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares), Mulheres Mil e Pronatec.

MANHÃ DE PRIMAVERA NA ALAMEDA DA JUVENTUDE

Manhã de Primavera leva música e arte à Beira-Rio em saudação à Primavera

Alunos da Escola Curumim, de Itabuna, promovem uma releitura de Domingo no Parque, um dos grandes sucessos do músico baiano Gilberto Gil, na Alameda da Juventude, na Beira-Rio, a partir das 8h deste domingo (30). A proposta da 28ª edição da Manhã de Primavera da Curumim é, por meio da música, falar de um setembro dourado e de amor à vida, segundo a direção da escola.

ESTUDANTES OCUPAM IF BAIANO EM URUÇUCA PARA COBRAR AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO

Estudantes ocupam campus do If Baiano|| Fotomontagem TV Santa Cruz

Estudantes do Instituto Federal Baiano (IF Baiano) ocupam o campus da instituição em Uruçuca desde a quarta-feira (12). Eles protestam contra o atraso no pagamento do auxílio alimentação e por causa da quantidade insuficiente da comida oferecida pela instituição.

Os estudantes alegam, ainda, que a algumas áreas do campus estão com a estrutura ruim para o desempenho das atividades recreativas. É o caso, segundo eles, da quadra de esportes, que tem ferros expostos. Apenas duas, das três disponíveis, são usadas. O estudantes reclamam, ainda, que os materiais usados para a prática de esportes são levados por eles.

:: LEIA MAIS »

QUALIDADE DO ENSINO PIOROU NO MUNICÍPIO DE ITABUNA EM 2017, APONTA MEC

Imeam é uma das escolas onde o ensino piorou.

Dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) confirmam queda na qualidade do ensino nas escolas municipais em Itabuna. De acordo com o levantamento, somente duas das 16 escolas da zona urbana alcançaram o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Os dados oficiais revelam também que mais de 80% registraram regressão na qualidade do ensino nos últimos anos, tanto nas séries iniciais quanto nas séries finais do Ensino Fundamental. O Ideb é feito a cada dois anos em todos os municípios brasileiros.

Um dos exemplos de educação ruim em Itabuna foi verificado no Colégio Sesquicentenário (Ciso), que estava com nota acima da meta há 10 anos e hoje capenga. Segundo o MEC, em 2007 a unidade situada no bairro de Fátima atingiu 5,1, quando a meta era de 4,4 para as séries finais do Ensino Fundamental (do 6º ao 9º ano). Uma década depois a nota baixou para 3,5, quase 2 pontos abaixo da meta prevista de 5,8. A nota de 2017 ficou abaixo dos 4,4 pontos de 2015.

O Ciso não teve número mínimo de alunos participantes nas séries iniciais (1º ao 5º ano do ensino fundamental) em 2017, mas os dados dos anos anteriores mostram quedas seguidas nas notas. Para 2015, a meta era 5,2, mas ficou em 4,7. Muito abaixo da nota de 2013, quando a escola conseguiu 5,2, superando a meta de 4,9.

IMEAM

Outra unidade escolar com resultado muito ruim no Ideb foi o Instituto Municipal de Educação Aziz Maron (Imeam), que em 2017 teve nota Ideb de 2,6, muito distante da meta de 4,9 estabelecida pelo MEC. No ano passado, a unidade instalada no centro de Itabuna registrou número insuficiente de participantes na avaliação para as séries finais.

A Escola Genival Correia de Almeida, localizada no bairro João Soares, também ficou longe de atingir o Ideb nas séries iniciais. O desafio era alcançar 5,8 em 2017, mas não passou do vergonhoso 2,7. A nota foi inferior à obtida em 2015, quando a unidade conseguiu 4,6. No ano passado, a escola não teve o número suficiente de alunos participantes para avaliação nas séries finais.

:: LEIA MAIS »

NENHUM ESTADO BRASILEIRO ATINGE A META DO IDEB NO ENSINO MÉDIO

Brasil não consegue melhorar a qualidade da educação|| Foto MEC

Nenhum estado brasileiro atingiu a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017, no ensino médio. Além disso, cinco estados apresentaram redução no valor do índice. Os dados foram apresentados nesta segunda-feira (3) pelo Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Após três edições consecutivas sem alteração, o Ideb do ensino médio avançou apenas 0,1 ponto no ano passado. Apesar do crescimento observado, o país está distante da meta projetada. De 3,7 em 2015, atingiu 3,8 em 2017. A meta estabelecida para 2017  foi de 4,7. “Foi um crescimento inexpressivo. Estamos muito distantes das metas propostas. É mais uma notícia trágica para o ensino médio do Brasil”, destacou o ministro da Educação, Rossieli Soares.

Até 2015, os resultados do ensino médio, diferentemente do ensino fundamental, eram obtidos a partir de uma amostra de escolas. A partir da edição de 2017, o levantamento  passou a ser aplicado a todas as escolas públicas e, por adesão, às escolas privadas. Pela primeira vez o Inep passou a calcular Ideb para as escolas de ensino médio. Apesar do crescimento observado, o país está distante da meta projetada. Neste cenário, cinco estados tiveram redução no valor do Ideb. O registro positivo vai para o Espírito Santo, estado com o melhor desempenho no país.

:: LEIA MAIS »

CÂMARA APROVA FUNDO DE EDUCAÇÃO EM ITABUNA

Criação de Fundo da Educação foi aprovada por 17 votos || Foto Pedro Augusto

A criação do Fundo Municipal de Educação de Itabuna foi aprovada pela Câmara de Vereadores em sessão plenária nesta quarta-feira (8). A proposta do Poder Executivo teve 17 votos favoráveis. A aprovação seguiu o parecer do vereador Babá Cearense (PHS), que teve relatório aprovado por unanimidade na semana passada.

A aprovação só foi concedida após análise e sugestões do Conselho Municipal de Educação que foram transformadas em emendas. O Fundo Municipal de Educação deve captar e aplicar recursos financeiros na política educacional pública e deve cumprir os objetivos do Conselho Municipal de Educação.

O projeto de lei aprovado determina a transparência, pela Lei de Responsabilidade Fiscal, a fim de facilitar o controle social e a avaliação de resultados e terá um Conselho de Acompanhamento que enviará parecer mensal à Comissão de Educação do Legislativo.

Nesta quinta (9), a Câmara realizará sessão das Comissões Técnicas, às 14h30min, na sala Filemon de Souza Brandão. Após isso, haverá sessão ordinária no Plenário Raymundo Lima.

IFBA PRORROGA PRAZO PARA PEDIDO DE ISENÇÃO DE TAXA EM PROCESSO SELETIVO

IFBA prorroga prazo para pedido de isenção de taxa

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) prorrogou para até o dia 9 deste mês o prazo para a solicitação de isenção parcial da inscrição no processo seletivo 2019 para cursos técnicos nas modalidades integrada e subsequente. Já as inscrições gerais podem ser feitas até o dia 16, na internet, clique aqui.

Para fazer a solicitação da taxa de inscrição é necessário que o candidato comprove que estudou os últimos cinco anos em escolas públicas (para os cursos do integrado) ou que cursou todas as séries do ensino médio em escolas públicas (para os cursos do subsequente). Os contemplados pagarão o valor de R$ 3,50, referente a 10% da taxa de inscrição. Quem não conseguir o benefício, pagará taxa total de R$ 35.

O IFBA oferece 5.185 vagas em todos os campi no estado. Para o campus de Ilhéus, as oportunidades são para os cursos de técnicos em edificações (30), informática (30) e segurança do trabalho (60), no período noturno, na modalidade subsequente; além de outras 150 vagas nesses mesmos cursos, no turno da manhã, na modalidade integrada.

VAGAS NAS OUTRAS UNIDADES

Em Eunápolis, as vagas são para os cursos técnicos em meio ambiente (40), segurança do trabalho (40) e informática (40) na modalidade subsequente, no turno da noite, e outras 180 no período da manhã, na modalidade integrada. Ainda no extremo sul, na unidade de Porto Seguro, são 90 vagas nos cursos técnicos em alimentos, biocombustíveis e informática, na modalidade integrada.

:: LEIA MAIS »

MATRÍCULA PARA MAIS DE 17 MIL VAGAS EM CURSOS TÉCNICOS COMEÇA NA TERÇA-FEIRA

Matrícula para o segundo semestre em curso técnico começa na terça-feira

A Secretaria da Educação da Bahia divulgou, nesta sexta-feira (20) no Diário Oficial, o período de matrícula dos cursos técnicos de nível médio para o segundo semestre letivo deste ano. São 17.310 vagas para 52 cursos em Centros Estaduais e Centros Territoriais de Educação Profissional, além de unidades compartilhadas da rede estadual de ensino, em 115 municípios, em todos os 27 Territórios de Identidade da Bahia.

A matrícula será realizada de 24 a 26 deste mês na unidade escolar escolhida pelo estudante. O início do período letivo será no dia 30 de julho. Do total de vagas, 9.335 são para a modalidade subsequente, destinadas a estudantes que concluíram o Ensino Médio e se inscreveram no Processo Seletivo encerrado na quarta-feira (18) e cuja lista com os classificados já está disponível no Portal da Educação.

As demais vagas são para as modalidades Proeja Médio, voltadas para quem concluiu o Ensino Fundamental ou tenha o Ensino Médio Incompleto, com 18 anos completos, e Concomitante ao Ensino Médio, direcionada para o aluno que está matriculado no 2º ano do Ensino Médio em qualquer escola da rede estadual de ensino.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia