WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘educação’

UNA: PROFESSORA DESMAIA APÓS 24 HORAS ACORRENTADA

Professora ficou acorrentada por mais de quatro horas (Foto Atitude em Una).

Professora ficou acorrentada por mais de quatro horas (Foto Atitude em Una).

A professora Gilmária Alves Barbosa desmaiou nesta manhã ao completar um dia de protesto contra a redução de sua jornada de trabalho de 40 para 20 horas semanais. O corte na carga horária foi determinado pela prefeita de Una, Diane Rusciolelli (PSD). A professora foi levada para o Hospital Municipal Frei Silvério, em Una, onde está sob observação.

Gilmária pretendia ficar acorrentada em frente à prefeitura até que fosse recebida em audiência e tivesse suas 20 horas de volta. A educadora alega problemas de saúde decorrentes do exercício da profissão e diz que a “mordida” no seu contracheque foi um duro golpe no orçamento familiar. Colegas de profissão prometem dar sequência à manifestação. Também vão se acorrentar em frente ao centro administrativo. Com informações do site Atitude em Una.

A UNIVERSIDADE E A SIGLA

Subsiste a maior confusão em torno da sigla da Universidade Federal do Sul da Bahia, cuja lei de criação lhe deu no nascedouro o “apelido” de Ufesba. O reitor pro tempore, Naomar Almeida Filho, preferia Ufsba, mas ontem ele e outras autoridades chamavam a instituição de UFSB, e assim a maioria dos veículos publicou.

Deverá ser a sigla definitiva, ao que tudo indica, embora fontes oficiais, como o site do Governo Federal, ainda utilizem “Ufesba”.

Ufa!

Como já escreveu por aqui o Ousarme Citoaian, “que a sigla seja menor que a obra”.

PST LEVA CALOTE EM CANAVIEIRAS

caloteOs trabalhadores que prestam serviços em escolas da rede estadual sobre o regime de Prestação de Serviço Temporário (PST) são vítimas habituais de calote e desrespeito. Mas em Canavieiras, na área da Direc 6, a situação chega a ser absurda.

No Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, naquela cidade, os “PSTs” já estão há cinco meses sem receber salários, o que os levou a fazer um abaixo-assinado no qual denunciam a Secretaria Estadual da Educação pelo descalabro.

Os trabalhadores dizem que não recebem sequer uma justificativa para essa inadimplência e reclamam de que estão sofrendo dificuldades financeiras “e morais”, por não conseguirem honrar seus compromissos.

VANE: “É UMA DATA HISTÓRICA PARA ITABUNA”

Vane afirmou que Ufesba vai impulsionar desenvolvimento regional (foto Pimenta)

Vane afirmou que Ufesba vai impulsionar desenvolvimento regional (foto Pimenta)

Falando há pouco no ato de fundação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba), o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, definiu este dia 20 de setembro de 2013 como “data histórica” e a instalação da escola como “uma das mais importantes conquistas para Itabuna e região”.

Para o prefeito, a Ufesba vai impulsionar o desenvolvimento regional. Ele observou que a região ainda sofre os efeitos da crise da lavoura cacaueira e destacou a relevância dos investimentos de R$ 200 milhões para a implantação da universidade, lembrando que ela irá gerar 1.200 empregos diretos e terá uma oferta de 10.800 vagas para cursos de ensino superior.

Em seguida ao prefeito, falou o governador Jaques Wagner. Ele antecipou que a aula inaugural da Ufesba já tem data marcada: 9 de setembro de 2014.

O ATO DE FUNDAÇÃO DA UFESBA

Reitor preside a cerimônia (foto Pimenta)

Reitor preside a cerimônia (foto Pimenta)

O reitor pro tempore da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba), Naomar Almeida Filho, preside neste momento o ato de fundação da instituição de ensino no bairro de Ferradas, em Itabuna, onde está instalada a Reitoria. A cerimônia conta com a presença do governador Jaques Wagner, do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo, e do prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, entre outras autoridades.

No mesmo ato, Naomar Almeida dá posse a pró-reitores e diretores acadêmicos da Ufsba. Haverá também ainda nesta sexta-feira, 20, a nomeação e posse dos membros do Conselho Universitário.

NILO: “UFSBA DEMOCRATIZA CRESCIMENTO DO ESTADO”

marceloniloO deputado estadual Marcelo Nilo (PDT), presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, afirma estar entusiasmado com o projeto da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsba), que terá seu ato de fundação nesta sexta-feira, 20, às 15 horas, em Itabuna. A solenidade, que será presidida pelo reitor pro tempore da Ufsba, Naomar Almeida Filho, terá a presença do governador Jaques Wagner e do ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Para o parlamentar, “a instalação de universidades, institutos federais tecnológicos e escolas técnicas que possam dialogar com as características territoriais é fundamental para o desenvolvimento e a consolidação de um estado moderno”.

Ele destacou que a nova instituição permitirá que os jovens tenham menos necessidade de sair da região para fazer um curso superior, ao mesmo tempo em que contribui para atrair gente de outros municípios e estados. “Isso por si só já ajuda a desenvolver as cidades”, aposta o deputado.

 

EDUCAÇÃO, TECNOLOGIAS E LIMITES

Professora Maria EfigêniaMaria Efigênia Oliveira | ambiente_educar@hotmail.com

Estas confusões estão atrapalhando o processo ensino/aprendizagem e a aquisição da verdadeira autonomia do indivíduo que, por sua vez, confunde Independência e liberdade com licenciosidade, o que é muito perigoso.

Quem assina contra o projeto do deputado Bacelar (veja aqui), passa distante de imaginar o que é uma sala de aula. A situação é, no mínimo, surreal. De tal forma que quando nos ausentamos do ambiente, esquecemos o constrangimento pelo qual passa o docente interditado de exercer seu trabalho pelos constantes ruídos praticados pelos próprios destinatários.

A meninada hoje em dia, a maioria, tem experiências de adultos sem estar psicologicamente preparada para tal. Pelo celular recebem mensagens totalmente adversas ao que se passa no ambiente reservado ao desenvolvimento de atividades cognitivas. Essas experiências também conferem ao educando a falsa ideia de poder desautorizar o trabalho do professor, que para ele em nada contribui para suas preferências.

O celular será muito útil ao trabalho pedagógico quando todos possuírem maturidade e aparelhos com dispositivos adequados para o compartilhamento de atividades que o professor recomendar, de forma que todos interajam com objetivo comum.

Muita gente que recomenda o uso do celular livremente em sala de aula confunde habilidade da meninada em utilizá-lo para ouvir ruídos sonoros, passar e receber mensagens, fotografar e jogar na rede, inclusive sem a mínima responsabilidade com o conteúdo, tampouco respeito pelos colegas e professores.

Já virou moda alunos utilizarem fotos nas redes sociais para a prática do bullying com a intenção de denegrir e depreciar alguém que imaginam estar no caminho deles – inclusive professores que pedem licença para passar a aula com bom aproveitamento.

Isso demonstra a falta de competência para fazer uso das TIs (Tecnologias de Informação), uma vez que o ambiente escolar é destinado para vivenciar saberes que não se vivenciam em casa, pois professor (a) não dá aula de Português, Matemática ou outras disciplinas nas reuniões de família, portanto, o tempo que se passa na escola tem que ser bem utilizado.

O grande público precisa aderir urgentemente aos ideais de formação de nossos jovens, pois sem isso estamos formando gerações sem limites em casa e na escola, porque na rua e nas “tribos” ninguém suporta a arrogância e a ditadura que praticam na escola, pessoas que julgam a vida pelos próprios critérios, haja vista a insuportabilidade que provoca a matança dos jovens por eles próprios.

É interessante compreender o que significa habilidade e o que significa competência. A primeira pode ser a prática sem o devido critério e está relacionada à informação pura e simples; a segunda está relacionada ao fazer criterioso, tem a ver com conhecimento, o que, aliás, a maioria confunde e descarta, apenas por achar que já sabe o que viu aleatoriamente.

Estas confusões estão atrapalhando o processo ensino/aprendizagem e a aquisição da verdadeira autonomia do indivíduo que, por sua vez, confunde Independência e liberdade com licenciosidade, o que é muito perigoso.

Este é um dos fatores que dão origem à violência escolar, motivo pelo qual, o pelo vereador Júnior Brandão reservou a próxima terça-feira, 17/09, às 19 horas, para tratar do problema e encontrar soluções junto aos pais, professores e autoridades competentes que já foram devidamente convidadas para o evento na Câmara Municipal de Itabuna.

Vale lembrar que o momento não é para tratar de abusos da escola, mas para cuidar das feridas de nossa sociedade, para cuidar da autonomia de nossa numerosa prole atingida pelo que se supõe progresso. Se não apelarmos para nossa responsabilidade de “educar a criança, estaremos punindo o homem”, que é nada menos que uma enorme exclusão e injustiça social.

Maria Efigênia Oliveira é educadora.

WAGNER DEVERÁ ENFRENTAR PROTESTOS NA VISITA A ITABUNA

Wagner vem para evento de fundação da Ufesba (Foto José Nazal).

Wagner vem para evento de fundação da Ufesba (Foto José Nazal).

O governador Jaques Wagner estará em Itabuna na próxima sexta-feira (20) para participar da solenidade de fundação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba).

Wagner deverá receber pressão de produtores que tiveram suas terras desapropriadas na região da Barragem do Rio Colônia. Foram desapropriadas, mas dinheiro que é bom… “Necas”.

O prefeito de Itapé, Pedro Jackson Brandão, o Pedrão, já iniciou mobilização para cobrar de Wagner a retomada das obras da barragem, paralisadas por completo no início deste mês.

Pedrão disse ter conversado com engenheiros da empreiteira responsável pela obra. A informação é de que a construção da barragem somente será retomada em 2014, com novo orçamento estadual.

O mandatário baiano deverá ainda contar com recepção calorosa dos produtores dos municípios de Buerarema, Una e Ilhéus prejudicados pelo conflito com tupinambás. Outro protesto prometido é o de terceirizados da Educação, que se encontram há três meses sem salários.

PROFESSORES QUESTIONAM PROJETO QUE PROÍBE ELETRÔNICOS EM SALAS DE AULA

A invasão de smartphones, tablets e outros bibelôs eletrônicos às salas de aula é vista de forma diversa por educadores. Para uns, os brinquedinhos atrapalham as aulas e tiram a concentração dos alunos; para outros, os dispositivos são importantes auxiliares no processo pedagógico.

Apimentando a polêmica, tramita na Assembleia Legislativa da Bahia o projeto de lei 16.724/2007, do deputado João Carlos Bacelar (PTN), que proíbe o uso de eletrônicos nas escolas, a menos que seja para fins estritamente pedagógicos.

Alguém poderia imaginar que os professores diriam “ufa, Deus ouviu nossas preces!”, mas não foi isso que ocorreu. Na verdade, educadores baianos consideram a proposta de Bacelar equivocada e elaboraram uma carta aberta na qual condenam a iniciativa do parlamentar. O documento será encaminhado aos 63 membros da Assembleia.

A professora Lynn Alves, da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), participou da elaboração da carta. Segundo ela, é preciso esclarecer que “os dispositivos móveis representam espaços de aprendizagem”. A educadora diz que o projeto de Bacelar “representa uma restrição dos limites do que é pedagógico”.

Outro professor que também participou da construção do documento foi Marcos Paulo Pessoa, que atua em instituições privadas de ensino básico e superior. Ele acredita na possibilidade de se discutir uma limitação do uso dos eletrônicos em sala de aula, mas defende que isso seja estabelecido por meio do diálogo entre professores e alunos.

“A proibição é polêmica. Creio que vai na contramão das evoluções do ensino. Acredito que devemos sempre estabelecer o diálogo com nossos estudantes. Não é proibindo que vamos garantir que os aparelhos sejam usados para os devidos fins pedagógicos”, pondera Pessoa.

Os que concordam com os educadores podem assinar a petição eletrônica contra o projeto de Bacelar. O manifesto está disponível neste link.

MISTÉRIO COM VERBA FEDERAL EM IBICUÍ

Prefeita deve explicar aonde foi parar a verba da Educação de Jovens e Adultos

A população e principalmente os trabalhadores da educação estão intrigados em Ibicuí. Tudo por causa do mistério em torno da destinação dada a uma verba do Fundo Nacional de Desenvolvimento do Ensino (FNDE), que deveria bancar a formação de novas turmas do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Os recursos,  no montante de R$ 167 mil, chegaram a Ibicuí em dezembro de 2012, ainda no governo do prefeito Cláudio Dourado (PTB). Como não havia mais tempo para realizar o objeto do convênio, a execução ficou para a gestão seguinte, de Cornélio Morais (PDT).

O novo prefeito faleceu no dia 17 de junho, após firmar contrato com o Instituto Brasileiro de Cultura e Turismo Ltda. (Ibec), que tem sede em Ilhéus, para a capacitação de professores envolvidos no EJA. O valor do contrato foi de R$ 33.400,00.

O que despertou a atenção de educadores do município, no entanto, foi uma transferência de R$ 120 mil da conta específica do programa para a conta da Prefeitura. A movimentação se deu no dia 19 de junho, dois dias após a morte de Cornélio e já sob o governo da prefeita Gilnay Santana (PTN).

“Esses recursos deveriam ficar na conta específica do programa, para que haja controle de sua aplicação”, afirma uma professora que prefere não ser identificada. O receio é de que, na conta comum do município a verba seja destinada a outras ações, diferentes daquelas a que deve atender.

A preocupação aumenta ainda mais na medida em que, segundo educadores de Ibicuí, não foi criada nenhuma nova turma do EJA na cidade, apesar de o dinheiro ter sumido da conta do programa. A pergunta que mais se faz hoje à prefeita Gilnay Santana, à secretária municipal da Educação, Nilza Bidu, e ao tesoureiro do município, Ronaldo Moraes, é: “onde está o dinheiro?”.

TERCEIRIZADOS DA DIREC 7 RECLAMAM DE CALOTE DA WORLD SERVICE

dinheiroOs mais de 500 funcionários terceirizados da Secretaria Estadual de Educação da área da Direc 7 (Itabuna) reclamam de calote da World Service. A empresa de Lauro de Freitas teve contrato rompido unilateralmente pelo Governo Baiano e os funcionários que prestavam serviços administrativos à Educação estão sem receber o salário de julho e o aviso-prévio de agosto, além de auxílios transporte e alimentação.

A World Service foi substituída pela Pech Service, também de Lauro de Freitas, que já iniciou a contratação dos funcionários terceirizados que vão trabalhar na Educação. Além do calote, as vítimas da World Service estão temendo uma “peneira” da diretora da Direc 7, Rita Dantas, como retaliação às denúncias de precarização das relações trabalhistas.

UNISA INSCREVE PARA VESTIBULAR

O polo da Unisa Digital em Itabuna está com inscrições abertas para seu vestibular. Os interessados devem se inscrever pela internet, no site www.unisa.br, e a taxa é de R$20,00, com isenção para os estudantes que fizeram o último Enem. Além disso, quem fez o exame não precisa se submeter a nova prova.

A Unisa oferece em Itabuna os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Engenharia de Produção, Engenharia Ambiental, Pedagogia, Serviço Social, Tecnologia em RH, Financeira, Logística e Segurança do Trabalho. Todos na modalidade a distância (EaD).

No ato da inscrição, o candidato pode escolher entre três datas para fazer a prova: 24, 26 ou 29 de setembro. Mais informações, pelo telefone 2103-7945, de segunda a quinta-feira, das 15 às 22 horas.

DESENCANTO COM A DOCÊNCIA NA REDE PÚBLICA

Reportagem deste final de semana d´O Estadão revela que 3 mil professores deixam a rede estadual de ensino em São Paulo. Essa tem sido a média dos últimos cinco anos. A justificativa é uma suma de “salários baixos, pouca perspectiva e más condições de trabalho estão entre os motivos para o abandono de carreira”. Outros 782 deixam a rede municipal na capital do Estado.

Segundo a reportagem, “os docentes que abandonaram o Estado migraram para escolas particulares, redes municipais ou dão adeus às salas de aula”. Como reação às baixas anuais altas, o governo estadual planeja uma espécie de “Mais professores”. Confira clicando aqui.

 

IFBA INSCREVE PARA PROCESSO SELETIVO

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba) está com inscrições abertas para o processo seletivo 2014. Os interessados devem acessar o site www.selecao2014.ifba.edu.br.

As inscrições poderão ser feitas até o dia 13 de outubro, exigindo-se o pagamento de uma taxa de R$ 55,00 para os cursos de nível superior e de R$ 30,00 para os cursos técnicos.

São 6.450 vagas em 18 cursos superiores e 19 técnicos, distribuídas em 20 cidades. No sul do estado, o Ifba tem unidades em Ilhéus, Eunápolis e Porto Seguro.

MATRÍCULA DA 2ª CHAMADA DO SISUTEC

Estudantes selecionados na segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec) têm até a próxima terça-feira, 27, para fazer sua matrícula. O resultado foi divulgado ontem (22) no site do sistema.

Segundo a Agência Brasil, no mesmo endereço o interessado pode conferir a instituição de ensino para a qual foi aprovado, além de local, horário e procedimentos da matrícula.

A seleção realizada pelo Sisutec utiliza as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O sistema oferece vagas gratuitas em cursos técnicos, com prioridade para os estudantes que cursaram todo o ensino médio na rede pública ou como bolsista integral na rede privada.

MEC PRORROGA PRAZO PARA MATRÍCULA NO SISUTEC

sisutecDa Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou o prazo para a divulgação dos resultados da segunda chamada do processo seletivo e a matrícula dos candidatos convocados no Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec), que seria encerrada hoje (16). Portaria publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da União também fixa prazo para as inscrições online em vagas remanescentes.

O prazo da matrícula para os convocados na primeira chamada foi prorrogado para o próximo dia 20. Os resultados da segunda chamada serão divulgados no dia 22 e as matrículas dessa etapa poderão ser feitas entre os dias 23 e 27 deste mês.

As vagas remanescentes serão ocupadas em livre concorrência, por meio de inscrição na página do programa na internet, entre os dias 29 de agosto e 16 de setembro. As instituições de ensino credenciadas no Sisutec poderão alterar a data de início das aulas, observando como limite o dia 21 de outubro.

Leia mais

JABES: VITÓRIA NO TJ E CONDENAÇÃO DO TCU

Jabes e Valderico foram multados pelo TCU

Jabes e Valderico foram multados pelo TCU

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, comemorou nesta quarta-feira, 14, a decisão do Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia, que nega o direito de servidores nomeados no final da gestão Newton Lima, e exonerados no início do governo atual, de serem reintegrados aos cargos.

A decisão se deu no julgamento de agravo regimental impetrado pelos servidores concursados contra posicionamento do presidente do TJ-BA, Mário Alberto Hirs, que já havia suspendido liminares concedidas na primeira instância em favor dos demitidos.

À unanimidade, os desembargadores entenderam que o ex-prefeito Newton Lima agiu com imprudência, ao realizar nomeações quando o comprometimento das receitas do município com a folha já ultrapassava o limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Multados – Já do Tribunal de Contas da União (TCU), as notícias não são boas para Jabes Ribeiro. Em virtude da aplicação indevida de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) em seu mandato anterior, o gestor foi condenado a pagar uma multa de R$ 30 mil.

A mesma multa foi aplicada por igual motivo ao ex-prefeito Valderico Reis, que sucedeu Jabes Ribeiro em 2005. Juntos, os dois ainda terão que devolver R$ 612 mil aos cofres públicos.

PREFEITURA DE ITABUNA DIVULGA RESULTADO DE PROCESSO SELETIVO DA EDUCAÇÃO

O resultado do último processo seletivo da Secretaria de Educação de Itabuna foi divulgado nesta tarde. De acordo com a comissão, todas as vagas foram preenchidas. O prazo para apresentação de recursos será esta quarta (14), das 8h às 16h.

A homologação do resultado final será também amanhã, já que as contratações estão previstas para os dias 15 e 16. O dia 15 será reservado aos aprovados para vagas de professor Educação Infantil – 20 horas. Na sexta, será o dia dos aprovados para Educação Infantil 40 horas, Geografia, Libras, Letras, Matemática e História. Confira o resultado completo no “leia mais”, abaixo.

:: LEIA MAIS »

DIANTE DE SECRETÁRIA, PROFESSOR DESABAFA: “CHOQUE DE GESTÃO É NO CONTRACHEQUE”

O desabafo de um professor da rede municipal de ensino em Itabuna foi aplaudido por educadores durante encontro no auditório da FTC. Reinan Braga cobra projeto do atual governo para a educação, critica a situação das escolas e compara o vencimento da secretária de Educação, Dinalva Melo, com o de quem está em sala de aula. Secretários, diretores de agências e presidentes de empresas e fundações municipais recebem R$ 15 mil por mês em Itabuna.

Para Reinan, por enquanto, está “no contracheque o choque de gestão” prometido pelo prefeito Claudevane Leite. A alfinetada era referência a cortes nos salários dos educadores com a retirada de atividade de classe (AC) para quem não está em sala de aula. Confira o vídeo.

PREFEITURA DIVULGA APROVADOS EM SELEÇÕES DA EDUCAÇÃO E RESTAURANTE POPULAR

A Prefeitura de Itabuna divulgou há pouco o resultado da primeira fase dos processos seletivos das secretarias de Educação e de Assistência Social (Restaurante Popular). Na primeira etapa, foram avaliados os currículos dos candidatos.

São 61 vagas na Educação. O prazo para apresentação de recursos é esta terça-feira, dia 6. Para entrar com recurso, o candidato deve informar nome e número de inscrição, endereço completo, argumentação e assinatura, endereçado à Secretaria de Administração.

A segunda etapa dos processos seletivos da Educação e para o Restaurante Popular, a entrevista, será dias 8 e 9, das 8h às 12h e das 14h às 18h, na União dos Servidores Municipais de Itabuna (Usemi).

CONFIRA RESULTADO COMPLETO ABAIXO, clicando no “Leia mais”.

:: LEIA MAIS »

PROFESSORES BUSCAM TITULAÇÃO NA UESC

Quarenta e dois professores de escolas públicas sul-baianas iniciaram hoje, na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), suas atividades no Curso de Pedagogia IV, vinculado ao Programa Nacional de Formação de Professores. A iniciativa visa graduar profissionais que atuam na rede básica pública, sem titulação.

Em palestra de boas vindas, a reitora Adélia Pinheiro disse que, por meio da formação de professores, o programa tem como objetivo melhorar a qualidade do ensino. A Uesc está há duas décadas integrada à ação.

Além do curso de pedagogia, a universidade oferece, dentro do programa de formação, graduação em Ciências Sociais, Educação Física, Geografia, História, Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Matemática.

BRANDÃO QUER DEBATE SOBRE VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS

Brandão quer debate amplo sobre a violência nas escolas

Vereador quer debate amplo sobre a violência nas escolas

As agressões de que professores têm sido vítimas em escolas de Itabuna deverão ser tema de discussão na Câmara Municipal. A intenção é do vereador Júnior Brandão (PT), que a manifestou neste sábado, 3, ao PIMENTA.

Brandão pretende agendar sessão especial para o mês de setembro, reunindo Ministério Público, Conselho Tutelar, Poder Judiciário, OAB, pais, professores, estudantes e imprensa.

“Vamos debater ações práticas contra as agressões que profissionais da educação têm sofrido”, adianta o vereador. Ele afirma que defenderá a elaboração de uma carta de intenções, com a proposta de medidas concretas.

O petista é educador e filho do professor e ex-vereador Josué Brandão, que fundou o Centro de Integração Social (Ciso). Neste estabelecimento, funciona o Colégio Estadual Sesquicentenário, onde, na quarta-feira, 31, um aluno da 7ª série chutou a mão de uma monitora e agrediu verbalmente a diretora (leia aqui).

Não se trata de caso isolado, mas de uma situação que tem sido vivenciada com frequência cada vez maior em escolas públicas de Itabuna. Brandão defende que o problema seja debatido de maneira ampla. “São famílias desestruturadas, filhos que não obedecem os pais, poder público e privado que não oferecem oportunidades para esses adolescentes”, aponta o vereador.

ESCOLAS NA UTI

Governo anuncia melhorias em escolas (foto Wilson Oliveira)

Governo anuncia melhorias em escolas (foto Wilson Oliveira)

A Secretaria da Educação de Itabuna anunciou nesta sexta-feira, 2, reformas em 14 escolas da rede municipal. Nove delas, segundo o governo, encontram-se em situação de urgência; nas outras cinco, a necessidade das obras é “urgentíssima”.

Todos esses estabelecimentos situam-se em bairros pobres e atendem crianças que podem contar apenas com a educação para um dia mudar de vida. As condições das escolas, porém, denunciam uma crônica falta de planejamento, atenção e prioridade diante de um setor tão vital.

Claro que a notícia das melhorias é bem vinda, embora se evidencie a falta de zelo e bom senso quando a escola precisa chegar a uma situação “urgentíssima” para que se tome alguma providência. É por isso que não surpreende o relato desanimador de uma educadora, publicado hoje, aqui mesmo no PIMENTA.

PROFISSÃO DE ALTO RISCO

violência escolas

Reflexões de educadora itabunense revelam o estresse da docência

“Tenho tio promotor, posso fazer o que quiser que não acontece nada comigo. Professor pra mim não é nada. Na hora que eu quiser, arrebento professora que se acha e fica por isso mesmo”

As pessoas alegam logo que os jovens não tem perspectivas. Nunca a juventude contou com assistência tanto quanto agora. E não digam que é politicagem. As escolas de hoje, a maioria é ajardinada, arejada, arrumada, com professores interessados em ver o crescimento intelectual e moral dos alunos. É projeto de música, leitura, ciências; bolsa-auxílio, lanche, livro, provinha fácil para o menino não ficar ansioso, não se sentir inseguro, acolhimento de toda parte e os resultados são os mais pífios. Bolsa para estudo extra até os 29 anos; universidade sem estresse de vestibular; possibilidade de intercâmbio, de premiação em Festival de música, de jogos, oportunidades que as gerações anteriores jamais imaginaram.

Alunos arrogantes que não sabem ler, nem escrever, porque foram promovidos ano a ano pelas leis que os iludem; que quando são convidados à leitura em classe, respondem na lata: Quero ler não!!! Que armam briga, barraco na escola sem o menor constrangimento. Que chamem pai, mãe, o bispo, o papa, a diretora. E vejam que aluno que vai estudar não tem queixa de professores, somente os estúpidos.

Quem se sente confortável trabalhando num local onde as pessoas necessitadas do serviço que vai oferecer – por dever e direito – tem que passar por bullying de filhos da espécie humana? No mínimo constrangedor, pois ninguém estuda mais que professor, que para fazer jus a uma “merreca” tem que estar em constante formação. Muitos médicos não querem trabalhar em postos de saúde, por quê?

Certos alunos não precisam usar droga. Basta ser chamado a melhorar a letra, já fica com ódio. Dia desses um aluno convidado a refletir sobre sua agressividade saiu-se com essa: “Tenho tio promotor, posso fazer o que quiser que não acontece nada comigo. Professor pra mim não é nada. Na hora que eu quiser, arrebento professora que se acha e fica por isso mesmo”. As pedagogias “psi” aparecem logo com uma série de justificativas vãs cujo resultado é o embrutecimento social.

Será que alguém estuda, chega a ser promotor para ajudar parente a ser mais um vândalo, mais um estúpido social? A tentativa do aluno de intimidar as pessoas de sua convivência tem a mesma finalidade coronelista,/cangaceira: “Sabe com quem está falando? Se meta comigo, não!!!”

O ódio aumenta se a professora conta a história da menina paquistanesa que quer escola para todas as meninas, razão de quase ter morrido assassinada por uma instituição, perguntando: E vocês, o que fazem com a escola que têm? Com os professores e colegas que querem avançar nos estudos? A resposta é uma estrondosa vaia. A docência é uma profissão de alto risco, no mínimo estressante.

Precisamos agir rápido, porque nossas leis e nosso sistema educacional não educam o indivíduo. Se estivessem cumprindo o seu papel, as prisões não estariam abarrotadas de jovens que deveriam estar produzindo riquezas, formando suas famílias e uma sociedade mais justa e igualitária como todos querem, no lugar de estarem onerando a sociedade.

Educadora

UFESBA PODERÁ TER AULAS JÁ EM 2014

Cerimônia na qual foi assinado o termo de cessão do imóvel onde funcionará a reitoria da Ufesba (foto Pedro Augusto)

Cerimônia na qual foi assinado o termo de cessão do imóvel onde funcionará a reitoria da Ufesba (foto Pedro Augusto)

Com a assinatura do termo de cessão da área em Ferradas onde funcionará a reitoria da Universidade Federal do Sul da Bahia, em Itabuna, foi dado um passo importante para que as aulas da instituição de ensino superior sejam iniciadas já no próximo ano. A cerimônia aconteceu neste domingo (28).

Durante o ato, o prefeito Claudevane Leite, que assinou o termo juntamente com o reitor da universidade, Naomar Almeida Filho, disse que “a universidade é uma luta de muitos e uma conquista de todos”.  Com esta frase, o prefeito buscou minimizar a famosa disputa pela “paternidade” da Ufesba.

Naomar Almeida fez previsões otimistas para a instituição. “Esta universidade será responsável, com toda certeza, por uma grande transformação social, cultural e econômica”, afirmou o reitor.

Ainda segundo Naomar, a universidade terá uma rede presente em todos os municípios da região e não apenas campi em cidades estratégicas. Segundo ele, essa estrutura, com diversos colégios universitários, permitira uma “interiorização mais justa”.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia