WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘eleições 2014’

SETE CANDIDATOS A PRESIDENTE PARTICIPAM DO DEBATE NA BAND HOJE

Debate terá presença de sete dos candidatos à presidência.

Debate terá presença de sete dos candidatos à presidência.

Sete candidatos à presidência da República participam nesta terça (26), a partir das 22 horas, de debate promovido pela TV Bandeirantes. De acordo com a emissora, participam do confronto Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB), Aécio Neves (PSDB), Pastor Everaldo (PSC), Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV) e Levy Fidelix (PRTB), no estúdio no Morumbi, em São Paulo.

O debate será mediado pelo jornalista e apresentador Ricardo Boechat. Será o primeiro dos debates presidenciais. Dilma Rousseff, candidata à reeleição, disse que pretende participar de, pelo menos, quatro confrontos, um deles é o da Globo.

A noite é cercada de expectativa não apenas pelo debate. Ainda hoje será divulgada pesquisa Ibope, encomendada pelo Estadão e Globo, sobre a corrida presidencial. Os comentários apontam para Marina Silva (PSB) superando Aécio Neves (PSDB) com boa folga e mais próxima de Dilma.

JUSTIÇA PROÍBE PT DE USAR IMAGEM DE SOUTO NA TELEVISÃO

Souto no BA-TV na semana passada.

Souto no BA-TV na semana passada.

O PT foi proibido de usar a imagem de Paulo Souto em seus programas de televisão no horário eleitoral, conforme decisão do juiz Mário Reinaldo Miranda Braga em atenção a liminar impetrada pela coligação do candidato do DEM.

Na última semana e também ontem à tarde, o programa do petista Rui Costa usou imagens de uma entrevista do ex-governador para mostrar que Paulo Souto mentiu ao dizer que construiu novos hospitais em Alagoinhas e em Ribeira do Pombal.

O trecho é de uma entrevista concedida por Souto ao BA-TV (TV Bahia) na terça (19). Nela, o ex-governador disse que construiu vários hospitais quando governou a Bahia numa resposta aos apresentadores Kátia Guzzo e Jefferson Beltrão, dentre eles um em Alagoinhas e outro em Ribeira do Pombal. Porém, os hospitais já existem há mais de 30 anos.

A decisão do juiz Mário Reinaldo Braga determina multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento da ordem. A legislação eleitoral impede o uso de imagem.

MARINA PROMETE EXPLICAR USO DE AVIÃO

Marina: explicações sobre suspeita de caixa 2 em uso de avião.

Marina: explicações sobre suspeita de caixa 2 em uso de avião.

Da Agência Brasil

A candidata à Presidência da República Marina Silva (PSB) e o candidato a vice-presidente na chapa, Beto Albuquerque, disseram que o partido está investigando denúncia de que o jato usado por Eduardo Campos no acidente ocorrido no último dia 13, em Santos (SP) foi comprado com o uso de recursos não contabilizados. O jatinho é o mesmo do voo que matou o ex-governador pernambucano e mais seis pessoas.

De acordo com informações publicadas ontem (24) pelo jornal Folha de S.Paulo, a Polícia Federal investiga se o jato Cessna Citation PR-AFA foi comprado com dinheiro de caixa 2 do partido. Além disso, há denúncias de que o partido não declarou nenhuma informação sobre o jatinho à Justiça Eleitoral.

Marina destacou que tem a preocupação de que todos os esclarecimentos sejam dados. “Tanto quanto as razões do acidente, quanto do ponto de vista legal. Esse é um esforço que o partido está fazendo com o senso de responsabilidade que temos que ter com uma questão como essa. Nós queremos que sejam dadas explicações de acordo com a materialidade dos fatos, e para isso é preciso que tenhamos o tempo necessário para que essas explicações tenham a devida base legal”.

“Espero que, entre hoje e amanhã, através do escritório de advocacia que contratamos, possamos dar ao Brasil todos os esclarecimentos. Estamos juntando as informações para que isso não deixe qualquer dúvida para ninguém. Não devemos passar dessa semana sem dar as explicações e esclarecimentos devidos”, disse Albuquerque, após visita à 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, na capital paulista, ao lado da sua candidata à Presidência, Marina Silva.

:: LEIA MAIS »

PT DE ITAETÊ PEDE EXPULSÃO DE DEPUTADO

Muro "reforça" dobradinha de Gallo com Jutahy e aparece ao lado de oposicionistas (Jornal da Chapada).

Muro expõe dobradinha de Galo com Jutahy ao lado de oposicionistas (Jornal da Chapada).

A direção municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) do município de Itaetê, na Chapada Diamantina, vai pedir a expulsão do deputado estadual Marcelino Galo por participar de dobradinha com o federal Jutahy Jr. (PSDB), reforçando o apoio da prefeita Lenise Estrela (PSB) à chapa majoritária da oposição, liderada pelo ex-governador Paulo Souto (DEM).

De acordo com o Jornal da Chapada, o pedido de expulsão será apresentado na sede do PT em Salvador e encaminhado para análise com base nas diretrizes do regimento interno da sigla. Galo é ex-presidente do diretório estadual petista e uma das principais vozes do partido na Assembleia Legislativa.

O ‘SWELL’ MARINA

josé roberto toledoJosé Roberto de Toledo | Estadão.com

Mas é em momentos de insatisfação coletiva que personalidades disruptivas encontram a sua chance. A onda é de Marina, e os adversários não a enfrentarão de peito aberto.

Há data e hora marcados para todo mundo ficar sabendo o que a turma diferenciada já vislumbrou desde suas coberturas: a candidatura de Marina Silva (PSB) está surfando uma onda de opinião pública de proporções havaianas. Será nesta terça-feira, às 18h, quanto o Estadao.com divulgar a pesquisa Ibope que está em campo. O que ninguém sabe é quão longe a onda vai chegar.

Por força da legislação eleitoral, o eleitor indiferenciado só tem acesso às pesquisas registradas pelos institutos. A divulgação dos números de pesquisas não registradas e das sondagens telefônicas diárias é punível com multa alta pela Justiça eleitoral – para jornal, jornalista e instituto.

A lei provocou um oligopólio informativo dos mais excludentes. Uma quantidade anormal de pesquisas foi encomendada mas não divulgada desde a morte de Eduardo Campos e a assunção de Marina. Só candidatos, partidos e operadores do mercado financeiro já conhecem os resultados – e estão assombrados.

As mudanças são diárias e na mesma direção. Indicam uma tendência que vai além do impacto emocional provocado pela morte de Campos e de seus auxiliares. A tragédia foi o despertador do público para a eleição, mas não só. Também catalisou um sentimento difuso de insatisfação com a política, com a polarização PT x PSDB. Ambos correm risco de afogamento, mas os tucanos foram pegos primeiro, em local mais fundo.

O “swell” Marina tem origem na mesma tempestade que causou as turbulências de junho de 2013. Uma sensação coletiva de que é preciso mudar, mas não se sabe bem como nem o que. Ao se reconhecer no outro, a inquietude individual se espalha e se multiplica em muitas direções, com efeito potencialmente devastador quando chega à praia. A praia pode ser a urna.

Ou não. Em 2002, a onda Ciro Gomes quebrou antes do tempo e derrubou o presidenciável de sua prancha eleitoral. Dez anos depois, o fenômeno Celso Russomanno parecia irrefreável rumo à cadeira de prefeito paulistano, mas se desfez tão rapidamente quanto surgiu. Ambos se autoimolaram. O cearense destratou um ouvinte numa entrevista; o outro sinalizou que quem mora longe deveria pagar mais caro pelo transporte público.

Pelo histórico, Marina é também o pior inimigo de Marina. Saiu do governo Lula ao não conseguir fazer o que queria. Saiu do PT quando não viu o futuro que almejava para si. Saiu do PV ao não alcançar o controle que pretendia. Saiu do projeto da Rede sem criar um partido onde 32 outros conseguiram. Mal entrou no PSB, já provocou saídas. Não é exatamente uma agregadora.

Mas é em momentos de insatisfação coletiva que personalidades disruptivas encontram a sua chance. A onda é de Marina, e os adversários não a enfrentarão de peito aberto. Subirão onde der e, olimpicamente, torcerão para que faça espuma logo.

Dilma Rousseff (PT) tem mais chance de escapar à correnteza do que Aécio Neves (PSDB), mas não está a salvo. Ela se equilibra no saldo de popularidade que, segundo o Ibope, mantém em ao menos 15 estados, mas com grande variância: do pico de 51 pontos no Piauí a rasos 5 pontos em Santa Catarina.

O lugar mais difícil para a presidente se manter no seco é o Sudeste. A popularidade de Dilma está soçobrando nos maiores colégios eleitorais: tem saldo negativo de 19 pontos em São Paulo, de 11 no Rio de Janeiro e de 1 em Minas Gerais.

Pergunte aos acreanos. Lula diz que Marina foi candidata a presidente em 2010 porque não se reelegeria senadora no Acre. Presidenciável, ela acabou em 3º lugar no próprio Estado. José Serra teve lá o seu melhor desempenho no país. No Acre, seria eleito presidente no primeiro turno. Ninguém é governado há mais tempo por petistas do que os acreanos: 16 anos. Lá, Marina e PT têm mais em comum do que em qualquer outro lugar.

WAGNER APOSTA EM CONFRONTO MARINA E DILMA

Wagner aposta em Dilma contra Marina e eleição de Rui Costa no 1º turno  (Foto Pimenta).

Wagner aposta em Dilma contra Marina e eleição de Rui Costa no 1º turno (Foto Pimenta).

A Tarde

O governador Jaques Wagner ponderou nesta segunda-feira, 25, que ainda é cedo para avaliar o efeito da morte de Eduardo Campo, em acidente aéreo no último dia 13 de agosto, mas ressaltou o reflexo da comoção na candidatura de Marina Silva (PSB).

“Ela teve um desempenho em 2010 bastante significativo com quase 20 milhões de votos. É cedo para saber se esta comoção vai se sustentar, mas sem dúvida, se tivermos segundo turno, teremos duas mulheres disputando as eleições. Vamos aguardar as próximas pesquisas, até porque teremos mais programas de televisão. No segundo turno, a disputa é Dilma e Marina”, disse ele, em entrevista à rádio Metrópole.

Wagner disse que a situação preocupa ainda mais o presidenciável Aécio Neves (PSDB). “A temperatura e a preocupação no ninho tucano foram lá pra cima”, alfinetou.

Sobre a eleição estadual, o petista voltou a ressaltar que acredita na vitória de Rui Costa (PT), apesar das pesquisas de intenção de voto indicarem que Paulo Souto (DEM) vence no primeiro turno.

O petista defendeu que o clima nas ruas é de aceitação à candidatura de Rui Costa.

Confira mais n´A Tarde

ALMIR MELO REAFIRMA APOIO A RUI

Rui e Almir se cumprimentam em carreata.

Rui e Almir se cumprimentam em carreata.

O prefeito de Canavieiras, Almir Melo (PMDB), foi um dos destaques da carreata do candidato ao governo pelo PT, Rui Costa, no sul da Bahia, ontem (21). Apesar do PMDB estar na coligação de Paulo Souto (DEM), Almir reafirmou seu apoio à eleição de Rui.

– Devemos lembrar dos benefícios que o governo estadual já trouxe para nossa região, a exemplo do asfaltamento e recuperação de várias rodovias e a implantação da Universidade Federal do Sul da Bahia. Tive acesso ao plano de governo de Rui logo que foi formulado e consta um empenho específico para com a região cacaueira e, digo mais, com a nossa cidade – disse Almir.

Rui agradeceu o prefeito peemedebista pelo esforço para beneficiar Canavieiras com obras. Na próxima semana, segundo Almir, o governo estadual iniciará o asfaltamento das avenidas Assis Gonçalves, Enelzita Matos e Osmário Batista.

O ex-secretário da Casa Civil também informou a Almir que o Derba já autorizou o reinício das obras de recuperação da BA-270, que liga Canavieiras e Santa Luzia à BR-101. “A rodovia é de grande importância para a economia de Canavieiras, tanto no que se refere ao turismo, quanto à circulação de mercadorias produzidas na região”.

PSB OFICIALIZA CHAPA MARINA-BETO ALBUQUERQUE

Marina e Beto Albuquerque são oficializados (Foto Agência Brasil).

Marina e Beto Albuquerque são oficializados (Foto Agência Brasil).

Da Agência Brasil

O PSB oficializou na noite de hoje (20) a ex-senadora Marina Silva como candidata do partido à Presidência da República e o deputado federal Beto Albuquerque como candidato a vice. Marina, que antes era candidata a vice na chapa, irá substituir Eduardo Campos, morte em um acidente aéreo na quarta-feira passada (13), em Santos, no litoral paulista.

A decisão foi tomada após reunião do partido e com representantes da coligação Unidos pelo Brasil. O PSB tem agora até o dia 23 para registrar a nova chapa na Justiça Eleitoral.  Mais cedo, Beto Albuquerque disse que Marina e ele serão fiéis aos compromissos do PSB e aos projetos de Miguel Arraes, ex-governador de Pernambuco, ex-dirigente do partido e avô de Eduardo Campos.

“Marina vai cumprir os acordos firmados pelo ex-governador Eduardo Campos. Marina e Beto não vão fazer o que querem. Vão fazer o que Brasil exige e precisa, e o que o povo quer. Isso está expresso no nosso programa de governo. E este é o nosso compromisso”, afirmou o deputado.

SOUTO: “FIZ MAIS QUE O PT”

Souto diz que fez mais que o PT.

Souto: “Fiz mais que o PT”.

O ex-governador Paulo Souto (DEM) comandou a Bahia por oito anos e disse ontem em entrevista ao BA-TV (TV Bahia) que fez mais que o PT na área de saúde.

O democrata disse que construiu o Hospital de Oeste e deixou encaminhado o Hospital de Juazeiro, concluído e inaugurado em 2009 pelo governador Jaques Wagner.

Souto passou quase toda a entrevista fazendo críticas ao atual governo, principalmente nas áreas de segurança pública e saúde. Para ele, há um claro sentimento de rejeição ao PT na Bahia. O candidato não chegou a apresentar propostas de campanha.

RUI PROMOVE CARAVANA NO SUL DA BAHIA

Rui e Otto fazem caravana no Sul da Bahia amanhã (Foto Divulgação).

Rui e Otto fazem caravana no Sul da Bahia amanhã (Foto Divulgação).

O candidato ao governo baiano pelo PT, Rui Costa, promove a “Caravana 13” no sul da Bahia nesta quinta-feira (21). Junto com o candidato ao Senado, Otto Alencar (PSD), e o vice, João Leão (PP), Costa percorrerá os municípios de Coaraci, Itajuípe, Barro Preto, Itapé e Ibicaraí.

A caravana tem partida às 15h, em Coaraci, passando por Itajuípe, Barro Preto e Itapé. O encerramento, por volta das 19h, será em Ibicaraí.

De acordo com a coordenação regional da campanha de Rui, prefeitos e lideranças sul-baianas se mobilizam para reunir milhares de pessoas, em apoio a Dilma presidente,  Rui governador e Otto senador.

LÍDICE RETOMA AGENDA DE CAMPANHA NA QUINTA

Lídice retoma agenda de candidata na quinta.

Lídice retoma agenda de candidata na quinta.

A senadora Lídice da Mata (PSB) retomará somente na próxima quinta (21) a sua campanha ao governo baiano, segundo comunicou em nota.

A socialista segue para Brasília nesta segunda (18) para missa em homenagem ao ex-governador Eduardo Campos, morto no dia 13 em desastre aéreo.

De acordo com a assessoria da candidata, Lídice participará das conversas que definirão os rumos da campanha do PSB à presidência da República e aos governos estaduais. Ela ainda estará na reunião que definirá a nova chapa do PSB à presidência.

Marina Silva é a cabeça de chapa, mas ainda falta definir o (ou a) vice. Nomes como Renata Campos, Luiza Erundina e Beto Vasconcelos são cogitados. Após o anúncio, Lídice retornará para o estado e retoma a agenda de candidata na quinta. O compromisso ainda não foi informado.

DATAFOLHA: MARINA SILVA JOGARIA ELEIÇÃO PARA SEGUNDO TURNO

Dilma, Marina e Aécio: quem será o eleito?

Dilma, Marina e Aécio: quem será o eleito?

A nova pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda (18) revela que a eleição presidencial poderá ser decidida apenas no segundo turno no novo cenário com a entrada de Marina Silva (PSB-Rede) no papel de cabeça de chapa. Após a tragédia com a morte de Eduardo Campos (PSB), Marina deverá ser escolhida a candidata a presidente em lugar do ex-governador de Pernambuco.

Na pesquisa feita nos dias quinta e sexta-feiras (14 e 15), no calor da comoção pela morte de Campos, Marina Silva empata, tecnicamente, com Aécio Neves (PSDB) no primeiro turno e com Dilma Rousseff (PT) no segundo turno, mas numericamente à frente dos dois nestes cenários.

Os números do primeiro turno são os seguintes: Dilma Rousseff tem 36%, Marina Silva vai a 21% e Aécio Neves soma 20%. Pastor Everaldo (PSC) fica com 3% e Zé Maria (PSTU) e Eduardo Jorge aparecem com 1% cada um. Os demais candidatos não chegam a 1%.

Os percentuais de brancos e nulos e indecisos caem consideravelmente com a entrada de Marina em cena. Antes, somavam 27% (13% de brancos e nulos e 14% de indecisos). Agora, representam 17% (8% de brancos e nulos e 9% de indecisos).

O Datafolha aferiu, ainda, cenário sem Marina. Nele, Dilma sai de 36% para 41%; enquanto Aécio vai de 20% para 26%. Os demais candidatos juntos têm 8%.

SEGUNDO TURNO

A pesquisa Datafolha também apurou que Marina Silva é surpresa no segundo turno. Empatada com Dilma Rousseff dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais, Marina surge à frente da presidente: 47% a 43%.

Dilma, no entanto, ampliou a sua vantagem em relação a Aécio Neves em um hipotético segundo turno. Se antes a situação era de empate (44% a 40% em 15 e 16 de julho), agora a petista aparece oito pontos à frente do tucano: 47% a 39%.

A pesquisa não testou confronto entre Marina Silva x Aécio Neves em um segundo turno. Foram consultados 2.843 eleitores em 176 municípios brasileiros. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 386/2014.

MARINA SILVA ACEITA SUBSTITUIR CAMPOS

Marina Silva e Eduardo Campos (Foto Ed Ferreira/AE).

Marina Silva aceita ser candidata em lugar de Campos, morto na quarta (Foto Ed Ferreira/AE).

Da Agência Brasil

A ex-ministra do Meio Ambiente e candidata à Vice-Presidência da República Marina Silva aceitou ser cabeça de chapa da coligação Unidos para o Brasil, em substituição ao ex-governador de Pernambuco  Eduardo Campos (PSB), que morreu quarta-feira (13), em acidente aéreo em Santos, no litoral de São Paulo. Hoje (15), o presidente do PSB, Roberto Amaral, foi à casa de Marina para saber se ela autorizava uma consulta ao partido sobre a candidatura dela ao cargo.

Segundo o líder do PSB na Câmara dos Deputados, Beto Albuquerque (RS), a ex-ministra aceitou que seja feita a consulta para saber se o partido concorda com sua candidatura à Presidência da República em substituição a Campos. Beto Albuquerque confirmou que Marina disse sim à consulta e que aceita disputar a presidência pela coligação formada pelo PSB, PPS, PPL, PRP, PHS, além da Rede Sustentabilidade, que ainda não tem registro.

O deputado, que está em São Paulo acompanhando os trabalhos de identificação das vítimas do acidente aéreo de quarta-feira, informou que foi à casa de Marina Silva na noite de ontem (14), para lhe dar um abraço e conversar sobre a necessidade de uma releitura da campanha de Campos e de ela adotar também o discurso que vinha sendo feito pelo ex-governador.

Para Albuquerque, não haverá dificuldade para que os partidos da coligação aceitem a ex-ministra como cabeça de chapa.

O presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP), disse à Agência Brasil que seu partido foi o primeiro da coligação a aconselhar que Marina fosse a substituta de Campos na corrida eleitoral. “Marina Silva vai unir os partidos da coligação”, afirmou o parlamentar. Para ele, está havendo consenso em torno do nome dela para a disputa. Quanto a um nome para ser o companheiro de chapa de Marina, caso seja confirmada sua indicação, Freire acredita que “o PSB reivindique o cargo”. O mais importante agora “é consolidar a candidatura de Marina Silva à Presidência”, destacou.

A decisão final sobre quem substituirá Eduardo Campos na disputa deverá ser tomada quarta-feira (20), em Brasília, durante reunião do Diretório Nacional do PSB com deputados e senadores do partido e líderes da legenda. A coligação Unidos para o Brasil tem até o dia 23 deste mês para informar à Justiça Eleitoral o nome de seu novo candidato à Presidência da República.

BABESP: PARA ZÉ NETO, ELEIÇÃO ESTÁ EM ABERTO

Zé Neto: jogo em aberto.

Zé Neto: jogo em aberto.

O deputado estadual Zé Neto (PT) passou a lupa nos números da pesquisa Babesp e, com base no que viu, acredita que o jogo está mais que aberto. O levantamento revela que 79,6% dos eleitores consultados ainda não têm candidato. Para ele, este percentual joga a favor dos candidatos mais desconhecidos do eleitorado, a exemplo do companheiro de partido Rui Costa, nome escolhido por Jaques Wagner para concorrer ao governo baiano.

– Isto (o percentual de 79,6% sem candidatos na espontânea) mostra que a eleição está completamente em aberto e, com o crescimento que Rui vem tendo não há dúvida de que dentro de pouco tempo as novas pesquisas irão mostrar um quadro diferente, e o nosso candidato vencerá a pesquisa real, que é a das urnas – disse o líder do governo na Assembleia Legislativa.

Confira mais dados da pesquisa Babesp aqui.

APOIOS INFLACIONADO$

dinheiro

Três candidatos a deputado desistiram da peleja eleitoral alegando falta de recursos. Graça Pimenta, Sérgio Passos e Gaban reclamam, no geral, do encarecimento das campanhas na Bahia. Cabos eleitorais estão cobrando até R$ 600 mil por apoio, segundo disse Gaban em entrevistas.  A estimativa é de que a campanha para deputado estadual custe, por baixo, R$ 2,1 milhões na Bahia. É investir esse montante ou, dificilmente, será eleito (ou reeleito).






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia