WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba










junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘eleições 2014’

TRE LIBERA CANDIDATURA DE DR. EDSON

Dr. Edson obtém registro de candidatura no TRE.

Dr. Edson obtém registro de candidatura no TRE.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) deferiu, hoje (4), o registro da candidatura de Edson Dantas (Dr. Edson Dantas-PSB), que concorre a uma das 63 vagas à Assembleia Legislativa.

Edson estava com pendência eleitoral devido a erros na prestação de contas da campanha de 2010. A candidatura foi deferida após nova prestação de contas, segundo Allah Góes, advogado de Dr. Edson.

DATAFOLHA: MARINA PARA DE CRESCER, MAS BATERIA DILMA NO SEGUNDO TURNO

Além do Ibope, o Datafolha divulgou ontem (3) levantamento que mostra empate técnico entre Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB) na corrida presidencial. A petista oscilou um ponto para cima 35%, enquanto a socialista repetiu os 34% da pesquisa feita nos dias 28 e 29 de agosto.

Aécio Neves (PSDB) aparece com 14%. Pastor Everaldo (PSC), José Maria (PSTU), Eduardo Jorge (PV) e Luciana Genro (PSOL) aparecem com 1% cada um. Votos em branco ou nulo representam 6% ante 7% de indecisos.

SEGUNDO TURNO

A vantagem de Marina Silva para Dilma Rousseff no segundo turno caiu de dez para sete pontos. Era 50% a 40% no levantamento anterior. Agora, Marina atinge 48% e Dilma, 41%.

No confronto Dilma x Aécio, deu 49% a 38%. Marina x Aécio dá 56% a 28% para a socialista.

A pesquisa ouviu 10.054 eleitores de segunda a quarta (1º a 3 de setembro) e tem margem de erro de 2 pontos percentuais.

LULA DEFENDE REELEIÇÃO DE DILMA E DIZ QUE VOLTA “DISPOSTO” E COM “FORÇA” EM 2018

Lula, que anuncia retorno em 2018, puxa voto para Rui Costa (Foto Vaner Casas/BApress).

Lula, que anunciou retorno em 2018, puxa voto para Rui Costa (Foto Vaner Casaes/BApress).

Marival Guedes, para o PIMENTA

Lula afirmou hoje à noite, em Salvador, que será candidato a presidente da República em 2018. É a primeira vez que o ex-presidente fala em disputar o comando do país, após governá-lo por dois mandatos, de 2003 a 2010.

– Aí eles vão falar “Dilma mais 4 anos e depois esse tal de Lula quer ficar mais 4”. Em 2018 eu vou estar com 72 anos e disposto [a disputar a presidência novamente] – frisou, reforçando que “enquanto estiver vivo e tiver força”, não vai permitir o retorno daqueles que, na sua concepção, atrasaram o país.

Diante de um público de mais de dez mil pessoas, o ex-presidente disse enxergar que o ódio contra o seu partido, o PT, é ideológico.

[Quando estava na presidência] Eu pensava que era porque era torneiro mecânico e gente do povo. Mas não. Dilma é formada e o ódio continua. O ódio [contra o PT] é ideológico. Eles não querem o pobre viajando de avião e comendo melhor.

VOTO PARA RUI E OTTO

Ainda no comício em Salvador, Lula saiu em defesa de Rui Costa e Otto Alencar. “O povo não pode permitir que a Bahia volte a ser governada pelo atraso”. O ex-presidente fez um paralelo ao dizer que, antigamente, o coronel tinha fazenda e chicote.

– Hoje ele tem um canal de televisão e um jornal. Com isso, eles vão tentando fazer a cabeça das pessoas e nós não podemos permitir. A gente não quer mais senhor de engenho não. A gente quer fazer parte do bolo”.

O ex-presidente voltou a sair em defesa de Dilma ao falar do enfrentamento da crise econômica. “Dilma enfrentou a crise sem demitir”, observou, sem esquecer que a receita defendida pelos opositores pregava “demissões”.

Ele ainda citou números como a geração de 11 milhões de emprego em pouco mais de uma década e que hoje a inflação anual fica em torno de 6%, enquanto em 1986, citou, chegava a 86% ao mês.

COMÍCIO DE RUI E OTTO COM LULA ATRAI MAIS DE 10 MIL PESSOAS EM SALVADOR

Rui, Lula, Wagner e Otto Alencar em comício há pouco em Salvador.

Rui, Lula, Wagner e Otto Alencar em comício há pouco em Salvador.

O ex-presidente Lula foi a principal estrela do comício do candidato ao governo baiano pelo PT, Rui Costa, e ao Senado, Otto Alencar (PSD), hoje à noite em Salvador. O evento atraiu cerca de dez mil pessoas à Praça da Revolução, em Periperi, no Subúrbio Ferroviário.

Lula defendeu a eleição de Rui Costa e Otto Alencar, além da reeleição da presidente da República, Dilma Rousseff, em evento em que foi ovacionado. Além dos candidatos Rui Costa e Otto Alencar e do vice na chapa petista, João Leão (PP), também participaram o governador Jaques Wagner e candidatos a deputado, além de lideranças estaduais.

Ao lado do ex-presidente, Rui Costa disse que o estado avançou com Wagner e o novo projeto é para avançar ainda mais: – Um projeto que, com Lula e Dilma, já fez a maior transformação social e econômica nesse país. E que, na Bahia, com Wagner, tirou milhões da miséria, deu acesso à água e à luz a mais de 6 milhões de baianos – disse, lembrando que visitou mais de 120 municípios desde o início da campanha e o que viu lhe dá a certeza da vitória.

Ainda no palanque, Rui informou que a transformação no país também chega ao subúrbio da capital baiana. A região do Subúrbio Ferroviário, segundo ele,  receberá R$ 600 milhões em obras, que incluem a revitalização da orla marítima. A autorização de liberação da verba já foi assinada pela presidente Dilma Rousseff, segundo ele.

OTTO: HOMENAGEM A WALDIR

O candidato ao Senado pelo PSD, Otto Alencar, criticou “pesquisas encomendas” (alfinetada no Ibope) em que tanto ele como Rui Costa aparecem em segundo lugar, mas opositores ligados à Família Magalhães (dona da Rede Bahia) lideram com boa margem ao Senado e ao governo baiano.

Otto prometeu, se eleito, dedicar a sua vitória a Waldir Pires, no que foi interpretado também como outra cutucada nos carlistas, acusados de fraude eleitoral que custou o mandato de Waldir.

IBOPE: DILMA VAI A 37% E MARINA, 33%. AÉCIO CAI A 15%

Dilma recupera 3 pontos, Marina sobe 4 e Aécio cai.

Dilma recupera 3 pontos, Marina sobe 4 e Aécio cai.

Pesquisa Ibope divulgada há pouco pelo jornal O Estado de S. Paulo mostra que a presidente Dilma Rousseff (PT) recuperou três pontos e Marina Silva (PSB-Rede) subiu quatro.

Dilma aparece com 37% e Marina com 33%.

Marina, porém, venceria no segundo turno, com sete pontos percentuais de vantagem, por 46% a 39%. Na pesquisa divulgada na semana passada, a vantagem era maior: 45% a 36%. Em cenário Dilma contra Aécio, a presidente vai a 47%, enquanto Aécio cai para 34%.

A pesquisa Ibope de hoje ainda revela que Aécio Neves (PSDB) caiu quatro pontos e agora está com 15%. Pastor Everaldo (PSC) tem 1%. Os demais presidenciáveis não chegam a 1%, segundo o Ibope.

O percentual de brancos e nulos atinge 7% e de indecisos, 5%. A pesquisa foi feita de 31 de agosto a 2 de setembro. Foram consultados 2.506 eleitores em 175 municípios. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00514/2014.

O CONSERVADORISMO E A ELEIÇÃO DE 2014

professor júlio c gomesJulio Cezar de Oliveira Gomes | advjuliogomes@ig.com.br

Pressionada, entre outros, pelo poderoso pastor Silas Malafaia, Marina recuou na proposta de reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo, restringindo-se a apoiar o que, simplesmente, já existe: a legalidade da união civil homoafetiva com base em decisões do STF.

Definitivamente, a agenda e as propostas conservadoras tomaram conta das eleições de 2014, sobretudo no que toca à disputa pela Presidência da República.

Após a morte de Eduardo Campos e a ascensão de Marina Silva à cabeça da chapa de sua coligação e ao topo da disputa, o que se passou a ver, de forma cada vez mais explícita, foi a disputa pelo voto mais conservador, por meio das negociações com os líderes desses setores, traduzindo-se em compromissos políticos e programáticos cada vez mais próximos daquilo que desejam os chamados setores da direita.

Foi assim que, pressionada, entre outros, pelo poderoso pastor Silas Malafaia, Marina recuou na proposta de reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo, restringindo-se a apoiar o que, simplesmente, já existe: a legalidade da união civil homoafetiva com base em decisões do STF.

Estes mesmos setores exigem de Marina uma posição formal quanto à não legalização do aborto e das drogas, solidamente calcados nos milhões de votos que possuem.

Para não ficar para trás, e tentando recolocar-se no centro da disputa presidencial Aécio Neves incluiu formalmente em suas propostas a revisão da legislação que trata de pessoas com 16 e 17 anos que cometem crimes graves, tais como homicídio.

Esta corrida ao conservadorismo deixa a presidente e candidata Dilma em uma situação muito difícil. Ceder a este tipo de programa político seria, em princípio, romper com as expectativas daqueles que historicamente votam nela; e não fazê-lo significa deixar a bola da vez e as demandas sociais nas mãos de seus adversários, sobretudo de Marina Silva, que muda suas propostas de governo com rapidez e facilidade de causar inveja até às mais velhas e ferinas raposas da política brasileira.

Em parte, é preciso dizer, os brasileiros se sentem contemplados por esta agenda conservadora, sobretudo no que toca à segurança pública. Não podemos mais dar tanta atenção aos direitos das chamadas minorias sociais em um país onde ocorreram, em 2012, 56 mil homicídios, segundo números do próprio Governo Federal; onde não se tem mais tranquilidade para trabalhar ou sair às ruas, e onde o Estado parece curvar-se cada vez mais diante do crime.

Quanto à sexualidade, me coloco entre aqueles que entendem que a vida privada e afetiva é problema de cada um, desde que guardem o devido respeito às demais pessoas. Mas não sei se a maior parte da população brasileira pensa deste mesmo jeito, ou se só diz isto para parecer “moderninho”, uma atitude muito ao gosto do brasileiro.

:: LEIA MAIS »

PESQUISA SAINDO DO FORNO NA BAHIA

Da Luz, Rui Costa, Renata Mallet, Marcos Mendes, Lídice da Mata e Paulo Souto.

Da Luz, Rui Costa, Renata Mallet, Marcos Mendes, Lídice da Mata e Paulo Souto.

O Instituto Sensus concluiu pesquisa sobre a sucessão eleitoral na Bahia. O resultado deverá ser divulgado nesta quinta (4) pelo jornal A Tarde, Rádio Metrópole e TV Aratu, que encomendaram o levantamento.

A pesquisa afere intenções de voto para o governo baiano, Senado Federal e presidência da República. Ela também mede a importância dos apoios na sucessão ao Palácio de Ondina e na disputa pela vaga baiana ao Senado.

Será o primeiro levantamento divulgado pelo projeto Vota Bahia, que reúne os três veículos de comunicação. Outro levantamento chegou a ser registrado pelo Sensus, em agosto, mas foi cancelado.

“SÓ DILMA E RUI COSTA SÃO GARANTIA DE CONSTRUÇÃO DA FIOL E DO PORTO SUL”, DIZ GS

Geraldo defende reeleição de Dilma, e Rui em Ondina.

Geraldo defende reeleição de Dilma, e Rui em Ondina.

Após comemorar o registro de sua candidatura, o deputado Geraldo Simões afirmou que agora é mostrar ao eleitorado propostas que se tornaram realidade, como a Universidade Federal do Sul da Bahia (“quando falávamos desse projeto, as pessoas duvidavam”), e trabalhar pela reeleição da presidente Dilma Rousseff e do candidato ao governo da Bahia pelo PT, Rui Costa.

– A reeleição da presidente Dilma e a eleição de Rui Costa ao governo baiano são a única garantia da conclusão das obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e a implantação do Porto Sul – defende.

O parlamentar sul-baiano vê riscos para os dois maiores projetos de infraestrutura logística da Bahia, caso sejam eleitos Marina Silva (PSB) para presidente e Paulo Souto (DEM) para o governo estadual.

E justifica:

– Marina tem entre seus principais colaboradores o empresários Guilherme Leal, dono da Natura e de empreendimentos imobiliários no Sul da Bahia. Guilherme sempre se  manifestou contrário ao Porto Sul e sempre esteve entre os principais financiadores da campanha de Marina – diz.

Geraldo afirmou que, “durante seus mandatos como governador, Paulo Souto não fez nenhuma obra de infraestrutura na região  e permitiu o sucateamento do Porto do Malhado, em Ilhéus”. Já Dilma e Rui, afirma Geraldo, “estão comprometidos com a implantação da Ferrovia Oeste-Leste e do Porto Sul, que são fundamentais para a retomada do desenvolvimento regional”, afirma.

A Ferrovia Oeste-Leste, em fase de construção, e o Porto Sul, em fase de licenciamento pelo Ibama, são uma parceria entre o Governo Federal e o Governo da Bahia e  fazem parte do Complexo Intermodal Porto Sul, que prevê investimentos de cerca de R$ 6,5 bilhões. A ferrovia já tem mais de 30% da obra concluída.

TRE LIBERA CANDIDATURA DE GERALDO

TRE libera candidatura de Geraldo.

TRE libera candidatura de Geraldo.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) deferiu hoje pela manhã (2) o registro de candidatura do deputado federal Geraldo Simões (PT). O nome do deputado constava na lista do Tribunal de Contas da União (TCU), devido a pendências do seu primeiro mandato como prefeito de Itabuna (1993-1996). O registrou foi deferido por unanimidade.

LULA PARTICIPA DE COMÍCIO DE RUI E OTTO

Lula participa de comício com Rui na quarta.

Lula participa de comício com Rui na quarta.

O ex-presidente Lula participará de comício do candidato ao governo baiano pelo PT, Rui Costa, e ao Senado, Otto Alencar (PSD), nesta quarta-feira (3). O local escolhido para o evento foi a Praça da Revolução, no Subúrbio Ferroviário, em Salvador.

O comício será o primeiro com a participação do ex-presidente Lula na campanha de Rui Costa. O ex-presidente esteve na Bahia em junho, na convenção do PT, quando a chapa majoritária com Rui, o vice João Leão (PP) e Otto foi oficializada.

O governador Jaques Wagner também participará do comício, que também reunirá candidatos a deputado e lideranças em todo o estado.

CAMINHADA EM APOIO A RUI E DILMA REÚNE MAIS DE 4 MIL EM URUÇUCA

Caminhada reuniu cerca de 4 mil pessoas em Uruçuca (Foto Divulgação).

Caminhada reuniu cerca de 4 mil pessoas em Uruçuca (Foto Divulgação).

Cerca de quatro mil pessoas participaram, neste final de semana, de passeata de apoio às campanhas de Dilma Rousseff (presidente), Rui Costa (governador) e Otto Alencar (Senado), em Uruçuca, no Sul da Bahia.

Everaldo Anunciação, presidente do diretório do PT baiano, disse que esta “tem sido a realidade na maioria das cidades”. Para ele, a participação popular revela o “querer”a continuidade. “É continuar com quem fez a vida da maioria [das pessoas] melhorar”, assinala.

A caminhada no município sul-baiano foi puxada por dirigentes do diretório estadual – Ivan Alex, secretário de Finanças do PT baiano, e Elio Santana, secretário de Organização do partido – e pela prefeita Fernanda Silva.

Na passagem por Uruçuca, Everaldo ainda comentou o debate na Band Bahia, que reuniu os candidatos ao governo do Estado. Para ele, Rui Costa foi o vencedor, pela clareza nas propostas. O dirigente do partido não comentou, no entanto, o tom incisivo da ex-aliada Lídice da Mata (PSB).

Everaldo espera ter Lídice apoiando Rui em um eventual segundo turno. O dirigente petista comentou o crescimento do candidato governista nas pesquisas.  No Ibope, Rui aparece com sete pontos a mais em relação à pesquisa de julho. No levantamento da Babesp, Rui ganhou cinco pontos em 13 dias. “Agora, vamos avançar e vencer as eleições”, disse.

SOUTO PROMETE INDÚSTRIAS EM ITAPETINGA

Souto prometeu atrair indústrias para a região calçadista em Itapetinga (Foto Valter Pontes).

Souto prometeu atrair indústrias para a região calçadista em Itapetinga (Foto Valter Pontes).

A atração de novas indústrias para municípios da região de Itapetinga, caso eleito, foi prometida pelo candidato ao governo baiano pelo DEM, Paulo Souto, durante visita ao município do sudoeste neste final de semana. O ex-governador reuniu em seu palanque os ex-prefeitos José Otávio (DEM) e Michel Hage (PMDB) em seu palanque.

Souto criticou o Governo Wagner por causa da crise das indústrias calçadistas no país e que provocou a redução de empregos no entorno de Itapetinga. Para ele, a união de adversários históricos no município onde está instalada a Azaleia “engrandece a política”.

– A política se faz pelo embate de ideias, mas também pela união em prol de interesses maiores, que são o futuro de Itapetinga e da Bahia – citou.

ARTIGO – A AVENTURA MARINA

claudio_rodriguesCláudio Rodrigues | aclaudiors@gmail.com

Sem uma reforma política que mude esse atual processo, essa “Nova Política” do discurso da ex-ministra de Lula nada mais é que uma peça de seus marqueteiros.

A trágica morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos alçou à cabeça de chapa na disputa pela presidência da República a sua candidata a vice, a ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva. Todos sabem que Marina ingressou no PSB aos 48 minutos do segundo tempo, após ter o registro do seu partido, o Rede, negado pelo TSE.

A candidatura da ex-senadora despertou no eleitorado brasileiro o desejo de mudança que o falecido Eduardo Campos e o senador Aécio Neves não conseguiram despertar. Mas algumas posições da candidata do PSB/Rede devem ser questionadas e precisam de respostas para que o desejo de mudança não se torne um salto no escuro. Marina defende uma “Nova Política” e, caso chegue ao Planalto, afirma que irá governar com os bons políticos que estão no banco de reserva.

A Constituição de 1988 transformou o Poder Executivo em refém dos partidos e institucionalizou a política do “toma lá, dá cá”. Como administrar o País sem a tão afamada “governabilidade”, que nada mais é que a troca de cargos pelo apoio dos partidos no Congresso, em que cada ministério vira feudo de partidos e dutos de desvios de recursos? Quem não se lembra da famosa limpeza no início do governo Dilma, que trocava o ministro, mas não o partido? Foi assim com FHC, com Lula e Dilma e assim será com qualquer outro que assumir a presidência.

Sem uma reforma política que mude esse atual processo, essa “Nova Política” do discurso da ex-ministra de Lula nada mais é que uma peça de seus marqueteiros. Outro ponto que caracteriza a candidata do PSB/Rede é sua intransigência religiosa. Ela é radicalmente contra as pesquisas com células-tronco, que é esperança de milhares de pessoas portadoras de necessidades especiais e que sofrem com algum tipo de doença degenerativa. Vale lembrar que o Brasil é um dos países líderes no processo de pesquisa com células-tronco. Suas posições contrárias às de setores do agronegócio, carro-chefe da balança comercial brasileira, também merecem ser esclarecidas.

Com relação à união homoafetiva, qual a real posição da ex-senadora? Suas convicções religiosas permitirão a união entre pessoas do mesmo sexo? De quem a candidata Marina irá se cercar caso chegue a presidência do Brasil?

Sabemos que a única experiência administrativa de Marina foi quando ocupou a pasta do Ministério do Meio Ambiente na gestão do ex-presidente Lula. Por lá, travou uma série de divergência com os colegas das demais pastas por inviabilizar licenças ambientais para a realização de obras essenciais para o desenvolvimento do País. É inegável a sua história na luta pela preservação do meio ambiente, mas isso não é certificação de experiência administrativa.

A eleição da ex-senadora Marina Silva é aventurar, é a incerteza, uma grande interrogação, e aventura é para os super-heróis da ficção, não para um presidente do Brasil.

Cláudio Rodrigues é empresário.

HORÁRIO ELEITORAL É IGNORADO POR 46%, SEGUNDO DATAFOLHA

horário eleitoral tvA pesquisa Datafolha que apontou Marina Silva (PSB-Rede) empatada com Dilma Rousseff (PT) em 34% no primeiro turno e dez pontos à frente no segundo turno também revela o grau de despolitização do brasileiro – ou desinteresse pelo palanque eletrônico. De acordo com o levantamento, 46% dos entrevistados afirmaram não ter interesse em assistir ao horário eleitoral.

Apenas 33% dizem que têm um pouco de interesse e, mais baixo ainda, 20% dizem estar muito interessados no palanque eletrônico. Para 36%, o programa eleitoral não possui relevância para definição do voto. O Datafolha ainda traz outro dado interessante: 60% que ainda não sabem em quem votar não despertaram (ou são atraídos) pelo horário eleitoral. A pesquisa foi feita na quinta e sexta-feiras (28 e 29).

MARINA EMPATA COM DILMA NO 1º TURNO. AÉCIO CAI A 15%

Marina empata com Dilma e Aécio cai ainda mais.

Marina empata com Dilma e Aécio cai ainda mais.

Pesquisa Datafolha divulgada hoje (29) mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) e a candidata Marina Silva (PSB) empatadas no primeiro turno das eleições presidenciais. Cada uma aparece com 34% das intenções de voto. A seguir, Aécio Neves (PSDB) aparece com 15% das intenções.  A pesquisa foi encomendada pela Rede Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo.

Na pesquisa anterior, divulgada no dia 18, Dilma tinha 36% das intenções de voto, Marina, 21%; e Aécio, 20%.

O candidato Pastor Everaldo (PSC) aparece com 2% das intenções na sondagem divulgada hoje. Os demais candidatos: Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV), Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) têm juntos 1%. Votos nulos ou brancos somam 7% e são também 7% os indecisos.

SEGUNDO TURNO

De acordo com a pesquisa, na simulação de um segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PSB alcançaria 50%, contra 40% da atual presidenta. Na pesquisa anterior, Marina tinha 47% e Dilma 43%. Já em um confronto entre Dilma e Aécio, o tucano perderia por 48% a 40%. O Datafolha não realizou simulação de segundo turno entre Marina e Aécio.

Em pesquisa espontânea, quando se pergunta a intenção de voto do eleitor sem mostrar a lista com os nomes dos candidatos, Dilma tem 27% das intenções de voto, Marina chega a 22% e Aécio tem 10%. O número de eleitores indecisos chega a 32% e os que votariam branco ou nulo são 3%.

Dilma tem 35% de rejeição, Pastor Everaldo, 23%; Aécio, 22%; Zé Maria, 18%; Eymael, 17%; Levy Fidelix, 17%; Rui Costa Pimenta, 16%; Luciana Genro, 15%; Marina Silva, 15%; Eduardo Jorge, 14%; e Mauro Iasi, 14%.

AVALIAÇÃO DE GOVERNO

A avaliação do governo Dilma foi considerada ótima ou boa por 35% dos entrevistados. Os que responderam regular somam 39%. Já os que consideram o governo ruim ou péssimo foram 26%. E 1% não souberam responder.

O nível de confiança da pesquisa é 95%, com margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Foram feitas 2.874 entrevistas, ontem (28) e hoje, em 178 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-00438/2014. Informações da Agência Brasil.

SEGUNDO TURNO À VISTA?

Da Coluna Raio Laser, da Tribuna

Petistas estão convencidos de que o segundo turno eleitoral está assegurado na Bahia, quando somam a perspectiva de votos de Rui Costa (PT) e Lídice da Mata (PSB) nestas eleições. Para eles, o petista vai bater 30% das intenções de votos até setembro, enquanto a socialista vai se consolidar em terceiro lugar, com 15% de preferência eleitoral, assegurando a disputa em dois turnos. Para o deputado federal Valmir Assunção (PT), as consultas feitas pelo Ibope e Babesp (DataNilo) identificaram o crescimento da chapa majoritária do PT.

DILMA VISITA CIMATEC E SERÁ HOMENAGEADA EM SALVADOR

Everaldo anuncia visita de Dilma e homenagens.

O presidente do PT baiano, Everaldo Anunciação, anuncia visita de Dilma e homenagens.

Salvador é o destino da presidente Dilma Rousseff nesta sexta (29). Ela será homenageada na Casa do Olodum, no Pelourinho, por grupos ligados à cultura afro, às 16h, e fará visita à Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

Dilma será homenageada pela sanção da lei 12.391, que inclui os nomes dos principais líderes da Revolta dos Búzios no Livro de Aço dos Heróis Nacionais.

A lei foi iniciativa do deputado federal Luiz Alberto, do PT baiano, em reconhecimento a João de Deus do Nascimento, Lucas Dantas de Amorim Torres, Manuel Faustino Santos Lira e Luís Gonzaga das Virgens e Veiga.

Everaldo Anunciação, presidente do diretório do PT da Bahia, diz que os nomes inscritos no Livro dos Heróis Nacionais ““são símbolos do movimento que reviu os ideais de liberdade e igualdade no País”.

CIMATEC

A agenda da presidente inclui visita ao Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia (Cimatec), unidade do Senai-Fieb, na Avenida Orlando Gomes, em Piatã. Este compromisso abre a agenda de Dilma em Salvador, amanhã, às 14h.

BAND PROMOVE DEBATE COM CANDIDATOS AO GOVERNO BAIANO

Estúdio da Band Bahia onde será realizado debate hoje.

Estúdio da Band Bahia onde será realizado debate hoje.

A Band promove nesta quinta (28) o primeiro debate entre os candidatos a governador da Bahia. Da Luz (PRTB), Lídice da Mata (PSB), Marcos Mendes (PSOL), Paulo Souto (DEM) e Rui Costa (PT) confirmaram participação no confronto. Renata Mallet não participa porque seu partido não possui representatividade na Câmara.

O debate começará às 22h05min e será mediado pela jornalista Carolina Rosa (ex-TV Santa Cruz/Itabuna). Hoje, os candidatos vão reservar boa parte da agenda para treinamento de olho no debate. Até aqui, este é o primeiro confronto anunciado. Atualizado às 16h40min.

 

RUI E LÍDICE CRITICAM PESQUISA IBOPE. SOUTO COMEMORA

Rui aparece fora de simulação, Souto lidera e Lídice ironiza.

Rui aparece fora de simulação, Souto lidera e Lídice ironiza pesquisa Ibope.

Aparecendo em segundo e terceiro lugares na pesquisa Ibope/Rede Bahia, Rui Costa (PT) e Lídice da Mata (PSB) ironizaram o levantamento que dá 44% das intenções de voto a Paulo Souto (DEM). Rui aparece com 15% e Lídice, 9%.

Para Lídice, a pesquisa tenta induzir o eleitor a uma “falsa polarização”. Outro ponto destacado por ela é a subida de Souto, dentro da margem de erro, de 42% para 44% entre julho e agosto. “Não acredito nisso nem os eleitores com os quais tenho conversado”.

Rui Costa ironizou o fato de ficar de fora da simulação de segundo turno, embora esteja em segundo lugar nas pesquisas (saltou de 8% para 15%), o que acabou “criando um fato histórico inédito”.

– Alvoroçados com a aberração que produziram, fizeram a divulgação no telejornal do meio dia para conseguir incluir os dados no horário gratuito da noite.

Souto comemorou. “Estamos confiantes e continuaremos com humildade e determinação a apresentar aos baianos a nossa proposta de um novo futuro para a Bahia”.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia