WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘empresas de ônibus’

FERNANDO ADMITE QUE PASSAGEM DE ÔNIBUS EM ITABUNA DEVE AUMENTAR PARA R$ 3,50

O prefeito admitiu o aumento na coletiva para anunciar a festa de São Pedro|| Foto Waldir Gomes

O prefeito Fernando Gomes admitiu, nesta segunda-feira (10), que o preço da passagem de ônibus em Itabuna será reajustado. Ao responder perguntas da jornalista Celina Santos, do Diário Bahia, o gestor municipal afirmou que faz três anos que os veículos estão rodando a R$ 3,00.

Fernando Gomes também citou três municípios baianos onde a tarifa no transporte coletivo custa mais caro que em Itabuna.Ele apontou Vitória da Conquista (R$ 3,80), Ilhéus  (R$ 3,80) e  Feira de Santana (R$ 4,00). Na verdade, em Feira a tarifa é R$ 3,95. Além do congelamento da tarifa, o prefeito reclamou da grande quantidade de gratuidade, que chega a 360 mil por mês, segundo ele.

GREVE

Os rodoviários de Itabuna estão em greve desde o dia 3 deste mês. Os trabalhadores querem reajuste salarial de 5% e aumento de 9% no tíquete alimentação. As empresas alegam que não têm dinheiro para atender as revindicações e cobram reajuste da tarifa pelo município.Os ônibus estão sem circular.

Na tarde desta segunda-feira (10), os representantes das duas empresas que operam o transporte coletivo e do Sindicato dos Rodoviários de Itabuna participaram de uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT-5), em Salvador, mas não houve acordo. Na próxima  quinta-feira (13) trabalhadores e empresários têm mais uma audiência.Desta vez será na sede da Justiça do Trabalho, em Itabuna.

ROTA E CIDADE SOL ABREM 25 VAGAS PARA MOTORISTA DE ÔNIBUS

Empresas abrem vagas para motoristas no sul da Bahia

As empresas de ônibus rodoviário Rota Transportes e Viação Cidade Sol, ambas do Grupo Brasileiro, abriram seleção para motorista que possuem carteira de habilitação Categoria D.

São 25 vagas abertas pelas duas empresas. A seleção será feita na sede do grupo, na Avenida Amélia Amado, Santo Antônio, em Itabuna, nesta terça e na quarta-feira (30 e 31), a partir das 8h.

Os profissionais precisam ter experiência comprovada, segundo afirmou ao PIMENTA a coordenadora de RH e Qualidade do Grupo Brasileiro, Jaciara Santos. Os interessados devem possuir Curso de Transporte de Passageiros. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 73 3214-6834.

 


PUBLICADO DECRETO QUE SUSPENDE AUMENTO DA PASSAGEM EM ITABUNA

Protestos e retenção de ônibus levaram a Prefeitura a recuar

O decreto que suspende o aumento da passagem de ônibus em Itabuna foi publicado, na noite de ontem (8), no Diário Oficial do Município. O ato é assinado pelo prefeito em exercício, Fernando Gomes Vita, e cita “os últimos acontecimentos” no município “acerca do reajuste do valor” da tarifa de transporte.

Ontem (8), o dia começou com protestos e bloqueio de vias na Ponte do Marabá e Avenida Amélia Amado, ambos no centro, o que levou empresas a recolher ônibus. Na Amélia Amado, um dos principais corredores de urbanos de Itabuna, houve interdição de via e manifestantes atearam fogo em pneus.

Decreto suspendeu reajuste da passagem até “ulterior decisão”

Além das manifestações e retenções de ônibus, também houve batalha jurídica. Na segunda, a Câmara de Vereadores derrubou o Decreto  12.760, que aumentava a passagem de R$ 2,85 para R$ 3,30. Com as empresas anunciando que cobrariam R$ 3,30, os vereadores entraram com mandado de segurança e se reuniram com o Ministério Público Estadual.

Com a pressão forte nas ruas e nos gabinetes, Fernando Vita anunciou a suspensão do reajuste por volta das 15h40min, momentos depois da defesa do reajuste e anunciar que ele seria mantido. Mas faltava a oficialização da suspensão do aumento, o que ocorreu com a publicação do Decreto 12.784.

Leia também

PREFEITURA RECUA E SUSPENDE REAJUSTE DE PASSAGEM DE ÔNIBUS EM ITABUNA

CÂMARA ORIENTA USUÁRIOS A ENTRAR NA JUSTIÇA CONTRA EMPRESAS DE ÔNIBUS

Empresas circulam nesta quinta (8) cobrando passagem a R$ 3,30

Numa nota de esclarecimento, a presidência da Câmara de Vereadores de Itabuna orientou os usuários de ônibus a entrar na justiça contra as empresas, que ignoraram decreto do Legislativo e estão cobrando tarifa de R$ 3,30 nesta quinta (8). A nota esclarece que a decisão de segunda-feira (5) é soberana e suspendeu o reajuste decretado em janeiro pelo prefeito Fernando Gomes. “O Poder Legislativo esclarece que a tarifa do transporte coletivo em Itabuna custa R$ 2,85”, informa a nota.

Mais adiante, a nota do Legislativo reforça que a passagem continua R$ 2,85 “até que a Prefeitura reformule o decreto sustado pelos vereadores e apresente um novo valor para a tarifa”. “Cabe recordar que, conforme a Lei Orgânica do Município (LOMI), o descumprimento de legislação promulgada pela Câmara Municipal configura-se crime de responsabilidade. Por força constitucional, a violação de leis municipais por concessionárias de serviços públicos (como empresas de ônibus) pode gerar anulação do contrato com a administração”.

TARIFA DE ÔNIBUS A R$ 3,20 EM ITABUNA

Empresas de ônibus já se mobilizam por tarifa a R$ 3,20 || Foto Pimenta/Arquivo

Empresas de ônibus já se mobilizam por tarifa a R$ 3,20 || Foto Pimenta/Arquivo

As empresas de ônibus já pressionam o governo por um novo reajuste de passagem. De acordo com fonte do setor, a pedida de agora é para que, no próximo reajuste, a tarifa seja fixada em R$ 3,20.

O contrato de concessão, assinado pela prefeitura e empresas em novembro do ano passado, prevê reajustes anuais. O último ocorreu em dezembro.

DECRETO PERMITE CANCELAR CRÉDITO DE VALE-TRANSPORTE EM ITABUNA

Um decreto assinado pelo prefeito Claudevane Leite, em abril do ano passado, permite à Associação das Empresas de Transporte Urbano (AETU) cancelar os créditos em cartão de vale-transporte. O crédito expira em até 90 dias após reajuste de passagem, caso tenha sido adquirido antes da nova tarifa entrar em vigor. Neste caso, o crédito expira em agosto.

O cancelamento do crédito, autorizado pelo prefeito, gerou protestos de usuários do transporte coletivo em Itabuna, vários deles leitores do blog. Alguns, consideram-se lesados, outros uma “garfada”. Mas a associação, por meio de assessores de comunicação e de marketing, citou o decreto assinado pelo prefeito. O decreto é o 10.843, de 2014.

Há, ainda, uma lei, da década de 80, que cita o vale-transporte do tempo do papel. Naquela época, quando não existiam os smart cards, a validade era de 90 dias se adquirido antes do reajuste. Hoje, embora o cartão seja eletrônico, os créditos não são revalidados com o novo valor. A AETU disponibiliza o telefone (73) 3215-1655 para reclamações ou tirar dúvidas. O horário de atendimento é das 7h às 17h.

PRESSIONADO POR EMPRESAS DE ÔNIBUS, VANE REAGE: “EU NÃO VOU DAR AUMENTO”

Vane: sem acordo.

Vane: sem acordo.

Da Redação

O governo não concederá o reajuste pleiteado pelas empresas de ônibus de Itabuna, segundo reafirmou hoje o prefeito Claudevane Leite. “Não tem acordo com eles. Eu não vou dar aumento”, disse Vane em entrevista ao Balanço Geral (TV Cabrália/Record).

De acordo com o prefeito, há possibilidade de greve dos rodoviários. “Espero que os empresários não criem esse caos na cidade”, completou. O gestor repetiu que não há como conceder o reajuste sem que as empresas tenham cumprido acordo de melhorar o serviço prestado.

As empresas querem reajuste de 13,64%. A tarifa saltaria de R$ 2,20 para R$ 2,50. Os donos das empresas São Miguel e Expresso Rio Cachoeira alegam que a tarifa não é reajustada desde o final de 2011. O prefeito espera realizar a licitação do transporte público até agosto, quando poderá ser concedido reajuste.

HBLEM E POLICLÍNICA ELOGIADOS

Durante a entrevista feita pelo apresentador Tom Ribeiro, Vane ainda abordou um dos assuntos mais delicados do governo, a possível exoneração do secretário da Saúde, Plínio Adry. O prefeito procurou sair pela tangente. Preferiu elogiar os avanços conquistados pelo Hospital de Base e Políclinica.

Para ele, o hospital “melhorou muito” e disse que a Policlínica também contratou mais 11 médicos. Vane ainda enfatizou as reformas de unidades de saúde (“com recursos próprios”) e a licitação para compra de medicamentos. A citação foi uma resposta às investidas do PCdoB e do secretário Plínio Adry para derrubar os diretores da Policlínica e do Hospital de Base. Mas o secretário, por enquanto, está mantido.

Vane ainda disse que ele é quem manda no governo. “Qual foi o secretário que eu mandei fazer alguma coisa e não fez?”, questionou, afirmando que as mudanças ocorrerão quando for preciso. E citou a exoneração de Renan Araújo, que comandava a Saúde. O prefeito ainda lembrou do que sofre o vice-prefeito (“meu amigo”) com as especulações dando conta de ser o PCdoB quem manda no governo.

VEREADORES COMPROMETIDOS (COM AS EMPRESAS DE ÔNIBUS)

Ilhéus assiste a uma das ações políticas genuínas (não confundir com politicalha) mais interessantes e ricas de sua história. Puxada por adolescentes secundaristas e universitários, o Reúne Ilhéus tem forçado o município a discutir política de transporte público.

Até a semana passada, sabia-se que enfrentava resistências do prefeito Jabes Ribeiro em promover mudanças e abrir a caixa-preta do sistema de transporte público.

Além do prefeito, o legislativo acabou comprometido ao rejeitar proposta de constituição de Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar as duas empresas que operam o sistema de transporte público – ViaMetro e São Miguel. A proposta de criação da CEI partiu justamente do Reúne Ilhéus.

Apenas seis vereadores foram favoráveis à criação da CEI. Outros dez se posicionaram contra numa atitude que levantou suspeitas, principalmente pelas relações sempre amigas que as empresas têm com políticos, notadamente em período eleitoral…

Abaixo, no cartaz de manifestante, o nome daqueles que votaram contra a investigação da caixa-preta das empresas. A foto é do jornalista Maurício Maron, do Jornal Bahia Online.

Manifestantes exibem cartaz com os nomes dos 10 vereadores amigos das empresas de ônibus.

Manifestantes exibem cartaz com os nomes dos 10 vereadores amigos das empresas de ônibus.

Agora, a esperança é que o cenário mude nesta semana, quando a oposição vai apresentar requerimento pela instalação da CEI dos Transportes. Resta saber se os 12 vereadores governistas, dentre ele o presidente da Casa, Dr. Jó, vão novamente barrar a investigação contra as empresas.

EMPRESAS DE ÔNIBUS ENCURTAM ITINERÁRIO E REVOLTAM PASSAGEIROS

Espera em ponto de ônibus pode ser longa (Foto Waldyr Gomes/Arquivo).

Espera em ponto de ônibus pode ser longa (Foto Waldyr Gomes/Arquivo).

Usuários de ônibus em Itabuna estão sofrendo dobrado. Com o afrouxamento na fiscalização, as empresas estão encurtando alguns itinerários. Dentre as vítimas, estão usuários que residem ou se deslocam para o Jaçanã.

A contadora Carolina Araújo chegou no ponto de ônibus do Jardim do Ó às 8h40min. O relógio marcava 9h25min e ela ainda estava no ponto esperando ônibus para o Jaçanã. “Eles saem do Shopping [Jequitibá] direto para o São Caetano”, denuncia. Ou seja, encurtam o itinerário utilizando a Rótula Tancredo Neves, deixando de passar pelo Jardim do Ó.

A demora tem ocorrido constantemente, segundo Carolina. “Não é só hoje, é todo dia”, afirma ela, que, quando pode, caminha mais de 500 metros para pegar o ônibus na Praça Camacã. “A passagem é cara [R$ 2,20] e o serviço é ruim. As pessoas têm que tomar atitude. Isso aqui parece terra de ninguém”, indigna-se.

Resta saber se a “encurtada” no itinerário é consentida pela Prefeitura de Itabuna. Certo é que a “aliviada” para as empresas está incomodando quem paga pelo serviço. E caro.

JABES PROMETE AUDITORIA NAS EMPRESAS DE ÔNIBUS

Prefeito (centro) e líderes do movimento em audiência hoje (Foto Gidelzo Silva).

Prefeito (centro) e líderes do movimento em audiência hoje (Foto Gidelzo Silva).

Numa audiência com representantes do Movimento Reúne Ilhéus, hoje (3), o prefeito Jabes Ribeiro anunciou a contratação de uma empresa independente para fazer auditoria nas empresas que operam o serviço de ônibus no município.

Durante a audiência, os líderes do Reúne Ilhéus solicitaram do prefeito a redução da tarifa de R$ 2,40 pra R$ 2,00. Jabes autorizou a entrega de documentos solicitados pelo movimento.

Segundo ele, a redução da tarifa dependerá dos dados apontados no estudo independente. Os dados, prometeu Jabes, poderão ser analisados por técnicos indicados pelo próprio Reúne Ilhéus. As empresas São Miguel e Viametro detêm a concessão do transporte urbano no município.

CPI DO BUSÃO EM ITABUNA

Câmara pode investigar o transporte urbano.

Câmara pode investigar o transporte urbano.

Zum-zum-zum na Câmara de Vereadores de Itabuna aponta para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as empresas de ônibus urbanos.

A intenção é escancarar os números do setor. A ideia seduziria, pelo menos, dois dos vereadores que andam denunciando as empresas: os vereadores Solon Pinheiro (DEM) e Nadson Monteiro (PPS).

Se não conta com a simpatia de boa parte dos edis, a investigação é defendida pelo Movimento Unificado que defende auditoria completa nas empresas São Miguel e Expresso Rio Cachoeira, que detêm concessão para explorar as linhas de ônibus.

Ontem, o Conselho de Transportes divulgou nota para anunciar a revogação de decisão tomada, no dia 3, quando permitia ao prefeito que reajustasse a tarifa local de R$ 2,20 para R$ 2,50.

A generosidade levou o conselho para o centro do debate. A desconfiança é de que a maioria dos membros estivesse mais favorável às empresas do que os usuários.

Para justificar a mudança de decisão, o conselho falava em decisões da presidência da República pela desoneração de impostos para empresas de ônibus. Detalhe: a desoneração foi anunciada na semana anterior à decisão do colegiado itabunense de permitir o reajuste da tarifa em 13,64%.

FUNCIONÁRIOS DA ROTA TRANSPORTES ENTRAM EM GREVE

A contraproposta de 6% de reajuste salarial por parte da Rota Transportes foi rejeitada e ao final desta manhã os funcionários da empresa entrarão em greve, segundo Joselito Paulo, presidente do Sindicato dos Rodoviários de Itabuna (Sindirod). A Rota detém o monopólio das linhas semiurbanas e intermunicipais no sul da Bahia.

A última rodada de negociações com a empresa aconteceu ontem à noite. Com isso, apenas 30% da frota da Rota estará em circulação, alcançando 50% em horários de picos, conforme determinação do Tribunal Regional do Trabalho. De acordo com Joselito Paulo, os 6% oferecidos pela empresa estão longe de recompor as perdas do período.

A Rota é aquela empresa acusada de corromper ex-dirigentes da Agerba na compra de linhas intermunicipais na região de Catu (relembre aqui).

A negociação com a Águia Branca avançou. A empresa ofereceu 10% de reajuste salarial e aumento do valor do tíquete-alimentação. Segundo Joselito Paulo, o Pé-de-Rato, as negociações das cláusulas sociais também avançaram, o que permitiu o acordo.

GREVE EM ITABUNA

Desde a quinta-feira, 13, os rodoviários que trabalham nas empresas urbanas de Itabuna cruzaram os braços. As empresas ofereceram R$ 36,00 de reajuste. Hoje, motoristas das empresas Viação São Miguel e Expresso Rio Cachoeira recebem R$ 900,00 de salário. Cobradores e fiscais, apenas R$ 510,00.

As empresas apresentaram contraproposta ao Ministério Público do Trabalho após iniciada a greve dos rodoviários, na quinta. O movimento grevista entrou hoje no sexto dia.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia