WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba








outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘estelionatários’

PRF PRENDE QUADRILHA DE ESTELIONATÁRIOS

Corolla e Duster apreendidos com uma quadrilha eram de locadora (Foto PRF-BA).

Corolla e Duster apreendidos com uma quadrilha eram de locadora (Foto PRF-BA).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve, neste final de semana, uma quadrilha suspeita de estelionato. O esquema foi desvendado a partir de denúncia de que pessoas suspeitas e armadas estavam circulando em dois veículos em Ipiaú. Um Renault Duster e um Toyota Corolla foram abordados no quilômetro 746 da BR-330, em Jequié.

O Renault Duster estava com quatro ocupantes e, durante a fiscalização, foram encontrados uma pistola, marca Taurus, calibre 380, com 28 munições intactas, e dois revolveres da mesma marca, calibre 38, carregados com seis munições cada, além de 09 munições soltas.

Questionado pelos policias sobre o Toyota/Corolla, os três homens e uma mulher que foram detidos com as armas, informaram que ele se encontrava em uma casa em Ipiaú.

Equipes da PRF foram até o local e encontraram o veículo, o qual havia sido repassado para uma vítima dos estelionatários. Após verificação, constatou-se que as placas usadas eram clonadas e os outros elementos de identificação estavam adulterados, com informações que pertenciam a outro de mesmas características, sendo que o carro original possuía ocorrência de roubo desde janeiro deste ano, em Salvador.

Mais dois envolvidos, que estavam hospedados em uma pousada em Ipiaú, foram detidos, com apoio da Polícia Civil e Polícia Militar, por participação no esquema criminoso. O veículo Duster pertence a uma locadora de veículo, a qual informou, após contato, que o carro havia sido alugado para o período de 25/08/2015 a 19/09/2015, porém encontrava-se apropriado pelos indivíduos a quase sete meses.

Todos os seis envolvidos foram encaminhados junto com os materiais dos crimes para a Delegacia da Polícia Civil de Jequié, onde poderão responder pelos crimes de receptação, estelionato/fraude, porte ilegal de armas de fogo e apropriação indébita.

“CASAL 171” EMITIA CARTÕES DE CRÉDITO EM NOME DE EMPRESÁRIOS

Priscila e Lindson lesaram cerca de 100 empresários e executivos, segundo polícia.

Priscila e Lindson lesaram cerca de 100 empresários e executivos, segundo polícia.

Investigadores da Polícia Civil prenderam um casal especialista em roubar dados de empresários e executivos para emitir cartões de crédito. Os estelionatários Lindson Cardoso Lins, de 34 anos, e Priscila dos Santos Moreno, 30, foram presos no Bairro do Tomba, em Feira de Santana.

Os investigadores do Grupo Especializado de Repressão aos Crimes por Meios Eletrônicos (GME) da Civil encontraram com os estelionatários cartões de crédito com limites entre R$ 50 mil e R$ 100 mil.

Segundo o delegado Charles Leão, os cartões eram utilizados em compras pela internet e em estabelecimentos comerciais em Feira, Senhor do Bonfim e Juazeiro. “Entre as vítimas estão profissionais de empresas do ramo alimentício, companhias aéreas, varejo e agronegócios”, explicou o delegado.

Lindson criou uma empresa chamada Lindson Cardoso Lins Ayala Eletrons (CNPJ 19.197.531/0001-44), habilitando-se a ter acesso ao banco de dados de instituições de regulação de crédito. Era a chave para ter acesso aos dados de terceiros. Mais que isso, pesquisava pessoas com poderio financeiro na internet e em revistas, descobrindo, em seguida, dados das vítimas, como números de documentos pessoais, endereços e filiação.

CARTÃO ADICIONAL

Cartões apreendidos com o "Casal 171".

Cartões apreendidos com o “Casal 171”.

O falsário solicitava cartões de crédito em nome das vítimas e em seu nome, como adicional, para ser entregue no endereço onde ele residia, no Tomba. O crédito era utilizado para comprar, principalmente, eletroeletrônicos e celulares, pela facilidade de revenda desses produtos.

Segundo Charles Leão, uma denúncia foi encaminhada aquela unidade, informando que o casal recebia dezenas de cartões de crédito por semana, no endereço ocupado por eles. No momento da prisão, Priscila havia acabado de receber dois envelopes contendo cartões em nome de terceiros.

Na casa deles, estavam ainda fichas de consultas de dados cadastrais e anotações com números de documentos de vítimas. O casal vai responder por estelionato, falsidade ideológica e falsificação de documentos. A polícia acredita que o casal lesou mais de 100 vítimas nos últimos meses.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia