WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe
prefeitura de ilheus





setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘estelionato’

SUSPEITOS DE ESTELIONATO SÃO PRESOS COM TRÊS CARROS EM FEIRA DE SANTANA

Wilias e Douglas foram presos com três carros || Foto PC-BA

Investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), de Feira de Santana, prenderam, na quarta-feira (29), os estelionatários Wilias da Rocha Lopes Filho e Douglas Veríssimo de Oliveira, flagrados com três veículos adquiridos de maneira ilícita.

A dupla usou cheques sem fundos para comprar os veículos. Eles depositaram os pagamentos em caixas eletrônicos, por meio de envelopes. O Siena, de cor branca, placa NTL 1241, o Palio, placa OZN 3508 e o Fiat Strada, da mesma cor, placa OUV 0323, foram adquiridos nos municípios de Santo Estevão, Conceição do Coité e Alagoinhas, respectivamente.

Wilias e Douglas foram autuados por estelionatos e encaminhados para o Complexo Policial de Sobradinho. Os veículos apreendidos seguiram para a perícia, no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

DEPUTADO CHAMA EMBASA DE “EMPRESA 171”

Targino Machado diz que Embasa é "171".

Targino Machado diz que Embasa é “171”.

O deputado estadual Targino Machado (PPS) detonou a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) pela qualidade dos serviços prestados em todo o estado. “É uma empresa “171”. Os recibos chegam todos os meses e tem localidades que, apesar dos recibos chegarem e serem pagos, a água só jorra na torneira a cada 3 ou 4 meses”, disse. O 171 é número de artigo do Código Penal brasileiro que se refere à prática de estelionato ou fraude.

Targino citou como exemplo de golpe da Embasa o município de Candeal, abastecido pela adutora de Ponto Novo. Segundo ele, os povoados de Belo Alto e São João registram cenário desolador. “As pessoas vivem à míngua, esperando ansiosamente a água cair, como se fosse favor. Na verdade, é obrigação do Estado levar água para o povo. Infelizmente, a água é difícil de cair e quando cai é de má qualidade. Esse é o governo da Bahia”, disse. Até agora, a empresa não se pronunciou quanto à acusação feita pelo parlamentar.

OPERAÇÃO PRENDE QUADRILHA QUE APLICAVA GOLPES NAS LOJAS AMERICANAS

Quadrilha foi presa por estelionato em Ilhéus (Foto Divulgação PC-BA).

Quadrilha foi presa por estelionato em Ilhéus (Foto Divulgação PC-BA).

Oito pessoas, de uma quadrilha de estelionatários residentes em Itabuna, foram presas, na quinta-feira (12), em Ilhéus, aplicando golpes no comércio da região central da cidade. Tratava-se da Operação Americana, deflagrada por policiais da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Ilhéus).

O líder da quadrilha, José Renato Nery da Silva, de 36 anos, foi capturado, por volta das 14 horas, na Avenida Soares Lopes, depois que a Coordenadoria da Polícia Civil recebeu a informação que um grupo de estelionatários havia acabado de cometer golpes numa unidade das Americanas, na Rua Bento Berilo, e que outros ainda estariam agindo no interior da loja.

Segundo o delegado Evy Parternostro, responsável pela Coorpin/Ilhéus, José Renato era o responsável por falsificar documentos de identidade com CPFs e arregimentar pessoas para efetuar compras de produtos diversos, especialmente aparelhos celulares, por meio de crédito. Para tanto, ele contava com uma comparsa, que residia em Ilhéus.

Mulheres também integravam quadrilha, uma delas funcionária da Americanas.

Mulheres também integravam quadrilha, uma delas funcionária da Americanas.

Tamara Lopes da Silva, 30, era funcionária do estabelecimento e facilitava a aprovação dos crediários, além de fornecer números de CPF para serem colocados nas identidades falsificadas. Como recompensa, recebia a quantia de R$ 100 por transação concretizada. Ela foi presa e autuada pelos crimes de associação criminosa e estelionato.

Duas pessoas foram presas em flagrantes fazendo compras na loja com documentos falsos: Enio da Silva Lisboa, 37, e Gleyce Silva Nascimento 27, ambos autuados por associação criminosa e estelionato. Outros quatro detidos foram autuados apenas por associação criminosa: Roseli Conceição Andrade, 27, Jailson Alvino Trigueiros, 40, George Lucas Nogueira Santos, 34, e Pablo Soares Goes, 34. Cada um recebia a quantia de R$ 200 por transação efetuada.

Em poder da quadrilha, a polícia apreendeu quatro smartphones de última geração, avaliados em R$ 6 mil e outros objetos. O chefe da quadrilha foi autuado pelos crimes de falsificação de documento, estelionato e associação criminosa.

ESTELIONATÁRIA VENDIA “PRESTÍGIO” E FALSAS VAGAS DE EMPREGO NA PETROBRAS

Olívia já foi presa outras vezes pelo golpe do falso emprego.

Olívia já foi presa outras vezes pelo golpe do falso emprego.

A estelionatária Olívia Santos de Souza foi presa, novamente, acusada de enganar centenas de pessoas oferecendo falsas vagas de emprego na Petrobras, em Salvador. Investigadores da Polícia Civil em Abrantes prenderam a falsa dona de agência de empregos. No escritório que ela usava para aplicar os golpes, localizado em Abrantes, foram apreendidas 600 fichas de inscrições de candidatos interessados nas supostas vagas.

Os policiais chegaram até ela ao apurar denúncias de mais de 100 vítimas, registradas na 26ª DT/Abrantes. Olívia costumava dizer às vítimas que tinha parentes influentes trabalhando na estatal. A mulher cobrava uma taxa de R$ 10,00 de cada candidato, valor que ela dizia ser referente aos custos com a parte burocrática.

Olívia já fora presa outras duas vezes por aplicar o mesmo golpe. Para não ser descoberta, ela usava documentos falsos. A criminosa também é acusada de colocar a venda brinquedos, eletrodomésticos e celulares, receber o dinheiro e não entregar os produtos aos compradores.

A delegada Danielle Monteiro, titular da 26ª Delegacia Territorial (Abrantes), informou ter conhecimento que Olívia lesou pessoas em Camaçari e também e outros municípios da Região Metropolitana de Salvador (RMS). Autuada em flagrante por estelionato, ela já foi encaminhada ao sistema prisional.

ESTELIONATÁRIOS USAM DADOS DE CLIENTES DA OI PARA APLICAR GOLPE

oi lupaO cliente pede a instalação de uma linha telefônica e dias depois recebe ligações oferecendo instalação de antivírus e informando sobre descontos na fatura desde que debitada em cartão de crédito ou débito. É o que vem ocorrendo com clientes da Oi ao solicitar serviços de telefonia fixa e internet banda larga (Velox).

Pelo menos três casos assim foram relatados ao blog em um intervalo de duas semanas. Os contatos dos golpistas são feitos na própria linha após instalada ou por meio de telefone usado pelo cliente para solicitação à operadora. A tentativa de golpe parte sempre de uma central ou de números de outros estados. Um dos últimos golpes ocorreu a partir de telefonema originado no Ceará.

O GOLPE: “ANTIVÍRUS E DÉBITO NO CARTÃO”

A cliente em Itabuna pediu a instalação de uma linha no sábado e, ontem, recebeu três ligações, sempre de Fortaleza. Na primeira e terceira ligações, o golpista informava que estava ligando da “Central de Soluções em Internet”. Eram vozes masculinas, oferecendo antivírus do UOL, sendo que a própria Oi oferece o dispositivo contra vírus em internet Wi-Fi.

A segunda ligação, voz feminina, dizia ser funcionária da Oi. Apresentava os dados do cliente (pedido de instalação e até o CPF) e informava que a primeira fatura viria com desconto de 80%, desde que fosse fornecido um cartão de débito ou crédito para lançar o débito. A ligação foi interrompida, quando a cliente perguntou se a mulher ao telefone era mesmo da operadora de telefonia.

OI ORIENTA CLIENTE

A Oi informou que o modem Wi-Fi oferecido pela operadora já vem com antivírus, o que descarta a necessidade de contratação de serviço de outras empresas. Outra informação importante é que a empresa de telefonia não oferece o lançamento do valor da fatura em cartão de débito ou crédito. O pagamento deve ser feito sempre em agências bancárias, internet banking ou casas lotéricas com a fatura em mãos.

MULHER É PRESA ACUSADA DE DESVIAR R$ 214 MIL DE CONSTRUTORA

Natália é acusada de desviar dinheiro de empresa e furtar carimbos (Foto Divulgação).

Natália é acusada de desviar dinheiro de empresa e furtar carimbos de médicos (Foto Divulgação).

Uma mulher foi presa em um shopping, na Paralela, em Salvador, após ter desviado R$ 214 mil de uma empresa de construção civil. Natália Tereza Silva Sobral, de 29 anos, também é acusada de furtar carimbos com registros de médicos no Conselho Regional de Medicina (Cremeb). A prisão foi efetuada por uma equipe da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR).

Na casa da mulher, os policiais encontraram ainda um talão com cem folhas de receitas controladas, dois notebooks, duas maquinetas de cartões de crédito, uma capa para carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e dois talões de cheques em nome de outras pessoas.

Investigada há três meses por desviar R$ 214 mil da empresa onde trabalhou em 2014, Natália foi abordada pelos policiais. Em seguida, levou os policiais até sua residência, onde foi feita a apreensão. O material será encaminhado para exames periciais no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Segundo o delegado da DRFR, Luiz Cláudio Albuquerque, responsável pelas investigações, Natália subtraiu um dos carimbos do consultório de uma médica, localizado no Pituba Parque Center. O outro pertence a um médico que mora e trabalha na cidade de Barreiras. Um terceiro carimbo apresenta o nome de uma clínica localizada na Graça. Já os demais, pertencem ao setor de contabilidade da empresa onde ela trabalhou.

O delegado Luiz Cláudio autuou Natália em flagrante pelos crimes de estelionato e furto. Ela também foi indiciada por estelionato, em razão do uso dos carimbos com os nomes e registros dos dois médicos, que já convidados para depor na DRFR.  A mulher foi encaminhada ao Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF), na Mata Escura.

HOMEM É PRESO COM 31 CARTÕES DE CRÉDITO E DO BOLSA FAMÍLIA

A polícia prendeu ontem à tarde, no centro comercial, em Itabuna, Júlio César Silva dos Santos, com 31 cartões de crédito, Bolsa Família e de benefícios sociais. De acordo com o comando da polícia militar, Júlio César é acusado de aplicar golpes em Iguaí, no centro-sul do Estado.

O estelionatário ainda estava com extratos bancários com combinações de números e letras que a polícia desconfia serem de senhas de contas bancárias. Ele estava com R$ 421,00 na hora da prisão e um celular. Júlio César foi conduzido para o Complexo Policial.

ESTELIONATÁRIOS USAVAM NOMES DE MORTOS PARA FINANCIAR CARROS

Antônio e Ailton foram autuados em flagrante por estelionato (Foto Polícia Civil).

Antônio e Ailton foram autuados em flagrante por estelionato (Foto Polícia Civil).

A Tarde

Antônio Carlos Ferraz Rodrigues, de 52 anos, e Ailton Alves de França, 39, foram presos na quinta-feira, 13, na Avenida ACM, em Salvador, suspeitos de integrar uma quadrilha que utiliza documentos falsos com o nome de pessoas mortas para financiar veículos.

A dupla foi apresentada à imprensa, nesta sexta, 14, na 6ª Delegacia Territorial (DT/Brotas).

Eles foram capturados quando estavam dentro de uma concessionária e, de acordo com a Polícia Civil, foram flagrados quando buscavam um veículo financiado por meio do golpe.

Conforme a delegada Maria Dail Sá Barreto, este seria o sétimo golpe, em um ano, aplicado pela dupla. Eles vinham sendo investigados há um mês, depois que a viúva de um homem que teve o nome envolvido no esquema fraudulento, contatada pela empresa financiadora, registrou queixa na polícia.

Com eles, os policiais encontraram um documento com o nome do morto e a foto do estelionatário Antonio Carlos. Na delegacia, os dois disseram que o veículo seria entregue a um homem identificado pelo prenome Roberto, para ser revendido posteriormente.

Para isso, Antônio disse que receberia R$ 2 mil, enquanto Ailton levaria R$ 1 mil. Eles afirmaram, ainda, que Roberto é o líder do bando, sendo também o responsável por fornecer os documentos usados nos golpes.

POLÍCIA PRENDE UNIVERSITÁRIO ACUSADO DE MATAR MÉDICO

José Wilson, o Zezinho, é acusado de participar da morte de médico (Foto Divulgação).

José Wilson, o Zezinho, é acusado de participar da morte de médico (Foto Divulgação).

A polícia cumpriu mandado de prisão contra o estudante de Educação Física José Wilson Mendonça Messias de Figueiredo, o Zezinho, acusado de matar o médico Marcos Spínola Ramos, em fevereiro do ano passado, no carnaval de Salvador.

A vítima era de Juazeiro e foi morta ao tentar recuperar uma corrente roubada de um primo ao sair de um camarote. Instrutor de uma academia na capital baiana, Zezinho foi preso em casa, em Stella Maris, por investigadores do Grupo de Apreensão e Captura (Grac), na residência de seu pai.

De acordo com as investigações da polícia, Zezinho é usuário de drogas e comprava entorpecentes com a quadrilha de Arthur Barbosa Pacheco, o Arthurzinho. A quadrilha foi desarticulada em dezembro passado numa operação no Alto da Sereia, segundo a delegada Mariana Ouais.

Maria diz que Zezinho estava junto com o bando e foi um dos agressores e responsáveis pelo latrocínio. Ele teria dado um soco no médico, que já caiu desacordado e continuou sendo agredido por alguns integrantes da quadrilha. “Zezinho” já foi encaminhado ao sistema prisional.

ITABUNENSE PRESA COM PROCURAÇÃO FALSA PARA VENDER TERRENO DE R$ 1 MILHÃO

Ana Marta usava procuração falsa, segundo polícia (Reprodução Facebook).

Ana Marta usava procuração falsa, segundo polícia (Reprodução Facebook).

A polícia de Porto Seguro prendeu, na última sexta-feira (2), Ana Marta Pinto e Carlos Alberto Araujo, suspeitos de tentar vender um terreno em Arraial D´Ajuda , pertencente a outra pessoa, usando uma procuração falsa ao comprador.

O terreno seria vendido por R$ 1 milhão, segundo a polícia. Os suspeitos apresentavam muitas facilidades para o pagamento.

O comprador conseguiu entrar em contato com o proprietário do terreno, que disse desconhecer a procuração, informou o blog Políticos do Sul da Bahia.

Ana Marta Pinto é natural de Itabuna e bastante conhecida na cidade, frequentava a “sociedade” local.

Os suspeitos devem responder por estelionato e uso de documentos falsos. Se forem condenados, eles podem pegar até quatro anos de prisão.

FALSO PRODUTOR DO SBT APLICOU GOLPES USANDO A “GAGA DE ILHÉUS” NA BA E SE

Gaga de Ilhéus chora ao ser presa no Sertão Baiano (Reprodução TV Rio Real).

Gaga de Ilhéus chora ao ser presa no município baiano (Reprodução TV Rio Real).

Solange Damascena, a Gaga de Ilhéus, acabou presa junto com estelionatários que se passavam por produtores do Domingo Leal, do SBT. A prisão ocorreu no município de Rio Real (BA). Solange disse que foi enganada pelos estelionatários e chorou diante das câmeras da equipe do Rio Real TV.

Os estelionatários se passavam por funcionários do Domingo Leal e tentavam aplicar golpes no Nordeste. “Gaga” diz ter participado de eventos da quadrilha em Itapetinga e Aracaju. “Sou pessoa honesta”, disse ao negar que soubesse do esquema. O estelionatário teria dito a Solange que era “irmão de Sílvio Santos”. O nome do “esperto” é Gerson dos Santos, que deu golpes em empresas e prefeituras e foi preso com carro roubado de locadora, segundo a polícia.

A “Gaga de Ilhéus” tornou-se famosa após uma montagem de voz e imagens ser vista por mais de 1 milhão de pessoas no Youtube. De celebridade da internet, Solange passou a humorista, com participações em programas na Record e Rede TV.

As últimas aparições da “Gaga” ocorreram na campanha política de Ilhéus, ano passado. Antes, como mostrou matéria do PIMENTA, ela estava sobrevivendo do que obtinha com a venda de cocada no Bataclan (relembre aqui). Confira o vídeo com a prisão do bando e como Solange Damascena caiu no golpe.

POLÍCIA PRENDE VIGARISTA “BOMBRIL”

Moradillo: estelionatário com 1.001 utilidades (foto: Polícia Civil)

Moradillo: estelionatário com 1.001 utilidades (foto: Polícia Civil)

Cláudio Luiz Lima de Moradillo, 38 anos, é o verdadeiro “171”. Mas não um estelionatário qualquer. O sujeito, que a Polícia Civil apresentou nesta quinta-feira, 1º, em Salvador, fazia-se passar por empresário de cantores da “Axé Music”, policial civil, assessor de políticos baianos e até técnico da Receita Federal.

A toda essa versatilidade, Moradillo agora acrescentará mais um qualificativo: o de presidiário. Detido no bairro Jardim Cruzeiro, em Salvador, o vigarista será indiciado por usurpação da função pública, falsidade ideológica e porte ilegal de arma. No momento da prisão, ele estava com um revólver calibre 38 sem numeração, além de um distintivo e um brasão com o símbolo da Polícia Civil.

Em depoimento, Moradillo disse que revendia produtos eletroeletrônicos, provavelmente objeto de apreensões da Receita Federal, aos quais ele tinha acesso ilicitamente. Alguns clientes caíam na besteira de pagar antecipadamente pela encomenda. Mas aí, é claro, não recebiam.

O REI DO ESTELIONATO

Ailton, o rei do 171 (Foto PRF).

O estelionatário Ailton Reis Souza pode ser considerado um mestre na arte de ludibriar pessoas. De acordo com levantamento no sistema Infoseg, o “Rei do Estelionato” responde a quase 20 inquéritos policiais em toda a Bahia pelo crime de estelionato e tem contra si um mandado de prisão.

O último dos golpes foi aplicado numa revendedora de caminhões em Itabuna, gerando prejuízo de R$ 11.060,00 (confira aqui). A atuação do rei dos golpes no comércio é maior no sul e extremo-sul da Bahia.

Ailton chegou a ser preso, no início deste ano, após furar bloqueio da Polícia Rodoviária Federal no extremo-sul. Não demorou muito a ganhar a liberdade – e voltar a praticar o esporte preferido dele, “171”.

Ailton compra cheques roubados e usa os mesmos para dar golpes em outras praças.

ESTELIONATÁRIO SE PASSA POR DEFICIENTE PARA PEDIR ESMOLA

Motoristas que trafegam pelo cruzamento da avenida Amélia Amado com a Juracy Magalhães, no centro de Itabuna, são as vítimas preferenciais de um golpista que se passa por pessoa com deficiência física. Diariamente, “Val” ocupa as calçadas das duas avenidas, no sentido Juracy Magalhães-Amélia Amado, para pedir esmola.

De aproximadamente 35 anos e morador do bairro Santo Antônio, “Val” apresenta-se de joelhos, bermuda e blusa. Depois de algum tempo apenas ajoelhado em frente a agências bancárias e no mesmo cruzamento, desde ontem o estelionatário esconde o braço esquerdo dentro da blusa.

Quem passa apressado de carro pelo cruzamento, pode imaginar que o estelionatário tem mesmo o braço esquerdo amputado. Basta o sinal abrir para o motorista e a avenida esvaziar para o estelionatário começar a contar o dinheiro ganho com a farsa.

"Val" finge ter sofrido amputação no braço esquerdo para sensibilizar vítimas (Foto Pimenta).

Basta vítimas darem as costas para o estelionatário auferir os lucros (Foto Pimenta).

AS IMAGENS DA SEMANA

O “CARA-DE-PAU”: Estelionatário aplica golpe em idosa de 87 anos.


A APOSTA NO FUTURO:
Finalmente o sul da Bahia terá universidade federal

MARACUTAIA À VISTA (E A PRAZO)

Do Blog do Gusmão:

Há seis meses, um professor da UESC comprou um título do Ilhéus Iate Clube por R$ 3.500,00.

O pagamento foi realizado com cinco cheques pré-datados. O comprador não pegou o título quando firmou o negócio.

Ao quitar a última parcela, o professor foi até a direção do clube (renovada) e ouviu do comodoro, Marcelo Mendonça, que o seu nome não estava incluído na lista de sócios.

Após requerer as microfilmagens no Banco do Brasil, percebeu que os cheques foram descontados numa loja de factoring, por um membro da antiga diretoria.
Outras pessoas também passaram pelo mesmo problema. O rombo pode chegar a 100 mil reais e será discutido na justiça.

ESTELIONATÁRIA DÁ GOLPE EM 15 APOSENTADOS

Perla deu golpe em 15 aposentados.

Perla Sampaio dos Santos, a “distinta” senhora que aparece na foto aí ao lado é finíssima estelionatária. Ultimamente, estava “se dando de bem” em Várzea do Poço, no norte da Bahia. A mulher aplicava seus conhecimentos para dar o golpe do empréstimo em aposentados e pensionistas. E assim fez, pelo menos, 15 vítimas.

A larápia se passava por funcionária de instituição financeira e assim conseguia o cartão magnético e a senha bancária dos velhinhos incautos. Daí em diante, ela rapava o que havia na conta das vítimas. Perla ia a postos bancários, fazia empréstimo online, transferia os valores para contas de comparsas e efetuava o saque.

As vítimas só percebiam o golpe quando as parcelas do empréstimo começavam a ser descontadas. A Justiça decretou a preventiva da estelionatária, que foi encaminhada para o Complexo Policial de Jacobina.

ESTELIONATÁRIO PRESO EM ITABUNA

O espertalhão Joel Paixão Santos, 37 anos, foi preso nesta sexta-feira, 7, em Itabuna, por suspeita de envolvimento em crime de estelionato. Segundo três vítimas, Joel se fazia passar por funcionário da empresa Odebrecht e dizia estar realizando seleção de trabalhadores para a obra da Ferrovia da Integração Oeste-Leste.

Joel fazia a “seleção” há mais de nove meses e lesou diversas pessoas, às quais pedia dinheiro para a suposta realização de exames médicos. O valor cobrado de cada um era de R$ 200,00.

A armação foi identificada porque o estelionatário evitava conversar com os “candidatos ao emprego” após a entrega do dinheiro. Segundo as vítimas, há dois meses Joel não atendia mais ao telefone, mas ele acabou sendo encontrado por acaso por uma das vítimas, que acionou a polícia.

O bandido foi preso no bairro Banco Raso e por pouco não sofreu linchamento.

Informações e foto do Radar Notícias

“WAGUINHO” QUERIA FAZER FESTA PARA A ESPOSA DANDO “171” NO ATACADÃO

Waguinho preparava festa para a esposa (Fotos Radar).

Wagner Batista Lucena, o Waguinho, e Lucas Alves Costa, o Lucas King, se juntaram para organizar uma festinha de aniversário. Tudo no “0800”. Ou melhor, no 171! Waguinho e King acharam de fazer uma (nova) paradinha lá para as bandas do Atacadão, na rodovia Ilhéus-Itabuna.

Munida de documentos falsos e um checão em nome de um inexistente “Márcio Kina” e foto de King, a dupla pilhou 27 caixas de cerveja em vários carrinhos de compra. A surpresa veio na hora de “pagar” a conta.

A loja do Atacadão já havia caído em golpe semelhante aplicado por Lucas King, morador da Mangabinha. A foto do “trançado” não deixava dúvidas. A gerência, então, chamou a polícia.

Homens do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), da PRE, e do 15º BPM chegaram para presentear os estelionatários com dois pares de algemas. Descobriu-se que a dupla é “profissa” na arte do 171.

O "Rei" Lucas apresentou cheque com nome Marcos Kina.

Ao Diário Bahia, os dois negaram reincidência na prática de estelionato. Waguinho, por exemplo, disse que estava apenas de carona em um VW Gol (placas NTQ-4799). Mas policiais da delegacia de Repressão a Furtos e Roubos não acreditaram. A dupla, munida de documentos fasos, abre contas bancárias e dispara a comprar aparelhos eletrônicos, bebidas e o que mais aparece pela frente.

Conforme apurado, as 27 caixas da “loura” teriam como destino uma mansão de Waguinho, na Rua I, no Monte Cristo, em Itabuna. Hoje seria comemorado o aniversário da companheira do “bom de lábia”. Não deu. A polícia apareceu para jogar água no “chopp”. Literalmente.

unisa






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia