WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

editorias






:: ‘Evy Paternostro’

PEDIDA INTERDIÇÃO DE PRÉDIO DA 7ª COORPIN; REFORMA ESTÁ SENDO PROVIDENCIADA, AFIRMA EVY

Sede da 7ª Coorpin em Ilhéus pode sofrer interdição

Após relatório técnico da Secretaria Municipal de Saúde, foi pedida a interdição da sede da 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior, em Ilhéus, devido a problemas estruturais e ambiente considerado insalubre para o trabalho. A interdição é solicitada pelo Sindicato dos Policiais Civis (Sindpoc), fundamentada em laudo. O Sindpoc chegou a informar coparticipação do Ministério Público do Trabalho (MPT) no pedido de interdição, mas foi desmentido pela Procuradoria no Estado.

De acordo com a direção do Sindpoc, a visita técnica constatou “rachaduras, infiltrações, fiações expostas, mofos nas paredes e nos tetos, acúmulo de poeira e ácaros, ar-condicionados com vazamentos, mesas e cadeiras quebradas, extintores fora do prazo de validade, copas e banheiros interditados”.

Outros problemas são o acúmulo de lixo, superlotação carcerária e ataques de animais peçonhentos. Uma funcionária foi atacada por um rato no alojamento, segundo a direção sindical. Outros riscos, aponta, são oferecidos pelo armazenamento inadequado de armas, dinamites e drogas, oferecendo risco de explosão.

Os funcionários, além de local insalubre, também não têm água e alimentação adequada. “A Secretaria de Saúde constata que o prédio da 7ª COORPIN representa um risco à saúde dos trabalhadores e aos cidadãos que precisam dos serviços prestados pela instituição.

Evy: levantamento para reforma da sede da 7ª Coorpin

REFORMA PROVIDENCIADA

O coordenador da 7ª Coorpin, delegado regional Evy Paternostro, disse que a reforma do prédio está sendo providenciada. Segundo ele, o governo iniciou levantamento de todas as necessidades do complexo e a elaboração de um novo projeto de readequação das instalações. O levantamento, afirma, é feito pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

Conforme o delegado, o Centro de Controle de Zoonoses de Ilhéus foi contatado para que os responsáveis por galpões fechados próximos à 7ª Coorpin façam a limpeza dos imóveis vizinhos. Obras em rede de esgoto na região da Regional também elevaram risco de infestação de ratos na sede da Polícia Civil em Ilhéus.

A sede da Coorpin passou por serviço de desratização e higienização, segundo a autoridade policial. Evy também falou que a superlotação carcerária ocorre em Ilhéus principalmente devido à interdição do Minipresídio Ariston Cardoso. “Está havendo um atraso na inserção dos custodiados no sistema prisional”, explicou. Já os objetos apreendidos, reforça, “tiveram seu devido encaminhamento jurídico”. Atualizada às 9h de 7.12.18.

ILHÉUS: DELEGADO EVY PATERNOSTRO RECEBE A MEDALHA BRASÃO DA POLÍCIA CIVIL

Delegado regional de Ilhéus, Evy Paternostro recebe medalha brasão da PC-BA

O coordenador regional da Polícia Civil em Ilhéus, Evy Paternostro, foi condecorado com a Medalha do Brasão da Polícia Civil em cerimônia na manhã desta segunda-feira (22), em Salvador. Instituída em 1978, é a primeira vez que a honraria é concedida a um coordenador regional. A medalha foi entregue pelo delegado-geral da Polícia Civil da Bahia, Bernardino Brito Filho, em evento que reuniu a cúpula da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

A medalha é outorgada a servidores ou pessoas que contribuem com o engrandecimento institucional da Polícia Civil baiana. Evy trabalhou na regional da Polícia Civil em Eunápolis, no período de 2008 a 2013, quando foi transferido para Itabuna. Em 2016 passou a comandar a regional de Ilhéus (7ª Coorpin).

Evy ao lado do delegado-geral, Bernadino Brito Filho, e coordenadores regionais

Outros quatro delegados regionais também receberam a Medalha do Brasão da Polícia Civil, dentre eles Valéria Chaves, que já atuou em Itabuna e em delegacias do sul da Bahia e hoje comanda a 8ª Coorpin, em Teixeira de Freitas, no extremo-sul do Estado.

BARRA GRANDE: GERENTE DE POUSADA É PRESO EM OPERAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL CONTRA O TRÁFICO

Prisões por tráfico ocorreram nesta manhã em Barra Grande, em Maraú || Foto Google

Uma operação da polícia civil em Barra Grande, no município de Maraú, resultou na prisão de um dono de pousada e na apreensão de drogas e munições, no início da manhã desta quinta (28). O empresário Ícaro Melo Malaquia, gerente da Pousada da Barra, foi preso com 1,658 quilo de maconha prensa e in natura.

Ainda de acordo com o delegado regional em Ilhéus, Evy Paternostro, durante a Operação Carapitangui foram apreendidos com Ícaro, 28 gramas de haxixe, 25 micropontos de da droga sintética LSD, 3 porções de MD, além de munições de calibres 12 e 38, balança de precisão e 3 aparelhos celulares. O empresário foi levado para a carceragem da 7ª Coorpin, em Ilhéus, e está à disposição da Justiça.

Drogas e materias apreendidos durante operação em Barra Grande || Foto PC-BA

A operação também levou para a cadeia Rodrigo Santos Maciel, preso com 238 gramas de maconha. Ele foi preso na Rua da Vitória, em Barra Grande. Outro preso na operação, mas ainda não identificado, é dono de um bar usado como casa de prostituição e tráfico de drogas.

QUATRO PRISÕES

A propriedade, segundo o delegado, está localizada em Mangue Verde, em Barra Grande. A polícia efetuou um total de quatro prisões, sendo a última delas Elias de Oliveira Dias, suspeito de cometer vários crimes em Barra Grande. Duas pessoas foram conduzidas para a delegacia em Maraú, acusadas de fazer ameaças.

As investigações que resultaram nas prisões de quatro pessoas e apreensão de drogas, munições e celulares foram feitas pela delegacia da Polícia Civil em Maraú. Para cumprir as ordens judiciais, a delegacia local contou com o apoio de efetivo da 7ª Coorpin, por meio do Núcleo de Homicídios, das delegacias de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), do Turista (Deltur) e, ainda, Delegacia de Polícia Civil em Itacaré.

POLÍCIA MANTÉM OPERAÇÕES PARA PRENDER SEQUESTRADORES E RESGATAR CIGANO

Polícia ainda tenta localizar homem sequestrado em Ilhéus

Polícia ainda tenta localizar homem sequestrado em Ilhéus

O chefe da 7ª Coordenadoria da Polícia Civil em Ilhéus, delegado Evy Paternostro, confirmou há pouco ao PIMENTA que equipes formadas por policiais civis e militares seguem com as buscas, na Península de Maraú, na tentativa de prender os homens que sequestraram o cigano Iranildo Gama Queiroz, conhecido como Ira.

De acordo com testemunhas, a vítima foi sequestrada por volta das 15h30min de terça-feira (8), por pelo menos sete homens fortemente armados, quando deixava um restaurante na zona norte de Ilhéus. Os bandidos chegaram a ser perseguidos por equipes das polícias Militar e Civil de Ilhéus, Itacaré e Maraú.

Durante a perseguição policial, houve troca de tiros no município de Maraú, mas os sequestradores conseguiram fugir. Os bandidos deixaram para trás dois veículos usados no sequestro. O Ecosport, placa OUX-8835, e o Toro Freedom, placa QGG-2836, foram resgatados na manhã de quarta-feira (9), perto da BR-030, cujo trecho em Maraú não é asfaltado.

Há informações de que no mês passado o cigano conseguiu escapar de uma tentativa de sequestro em Buerarema. O delegado Evy Paternostro não confirmou a tentativa de sequestro e disse que a prioridade no momento é encontrar a vítima.

AVANÇO DA CRIMINALIDADE FAZ VANE DECRETAR SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM ITABUNA

Autoridades em segurança discutem medidas para combate à violência (Foto Divulgação).

Autoridades em segurança discutem medidas para combate à violência (Foto Divulgação).

O avanço da criminalidade em Itabuna levou o prefeito Claudevane Leite a convidar autoridades em segurança pública para debater soluções e, ainda ontem (26), decretar situação de emergência no município. O decreto deverá ser publicado hoje. A reunião ocorreu no gabinete do prefeito e contou com comandantes locais das polícias civil, militar e Rodoviária Federal e representantes de clubes de serviço, além do juiz da Vara da Infância e Adolescência, Marcos Bandeira, e do promotor público estadual Alan Góis.

O município comprometeu-se a reformar a Custódia do Adolescente Infrator no Complexo Policial e um imóvel onde funcionou a unidade de internação e semiliberdade pela prefeitura. O grupo de trabalho também decidiu por propor um projeto de lei à Assembleia Legislativa para criação de Delegacia Especializada do Adolescente Infrator (DAI) no município. Outra prioridade do grupo é a criação do Fórum Permanente de Segurança Pública, com representantes governamentais e da sociedade civil.

As sugestões ao governo estadual, para combater a violência, incluem elevação do efetivo policial e aparelhamento da polícia, implantação do Centro de Detenção Provisória (CDP) e melhoria das condições do Conjunto Penal de Itabuna. Hoje, o presídio tem cerca de 1.200 dos internos, quase três vezes sua capacidade instalada.

FLAGELO DAS DROGAS

A maioria dos homicídios e crimes cometidos em Itabuna tem relação direta com o consumo e tráfico de drogas, de acordo com a polícia. O coordenador regional da Polícia Civil, Evy Paternostro, aponta para aumento do número de apreensões de drogas no município. Segundo ele, foram apreendidos 47 quilos em 2013 ante 107 em 2014.

De acordo com o delegado, na maioria dos casos, há envolvimento de adolescentes ou de presos que não deveriam ter sido levados para o Conjunto Penal, mas para um Centro de Detenção Provisória (CDP), até que fossem julgados. Ao serem encaminhados para o presídio, acabam entrando no que se convencionou chamar de “faculdade do crime”.

As estatísticas de envolvimento de menores com o crime também foram abordadas pelo juiz da Vara da Infância e Adolescência, Marcos Bandeira. Conforme o magistrado, mais de 2 mil adolescentes em conflito com a lei passaram por processos judiciais, parte deles ganhando nova chance. “Há uma luta gigantesca, mas os depoimentos de entusiasmos e fé de pais, familiares e dos adolescentes ao final das oficinas nos fazem vencer as adversidades”.

Ubiraci Barbosa, comandante do 15º Batalhão da PM, citou a redução do número de homicídios em Itabuna neste ano, na comparação com dezembro. No último mês de 2014, ocorreram 18 homicídios no município contra 16 em janeiro e, até agora, 10 em fevereiro, sete dos quais no período de carnaval, quando houve forte redução do efetivo policial em Itabuna.

CASO NADSON: PM OUVE TESTEMUNHAS AMANHÃ

Familiares e representantes da OAB visitaram comando da PM em fevereiro.

Familiares e representantes da OAB visitaram comando da PM em fevereiro.

(Foto Álbum Familiar).

(Foto Álbum Familiar).

Testemunhas do Caso Nadson Almeida serão ouvidas amanhã (21) no inquérito policial militar (IPM) que investiga a responsabilidade de policiais na morte do adolescente de 14 anos.

Os depoimentos serão colhidos na sede do comando regional da Polícia Militar, na Rua Almirante Barroso, centro de Itabuna, pelo Major Danilo, que preside o inquérito.

Nadson foi perseguido por uma viatura da PM, após não atender a uma ordem para estacionar a moto. A perseguição ocorreu no Bairro Lomanto, no dia 16 de fevereiro.

Conforme quatro testemunhas em depoimento à Polícia Civil, a viatura do Ceto tocou no fundo da moto que Nadson pilotava. O adolescente foi lançado ao chão e, em seguida, atropelado pela viatura.

Os cinco policiais negam que tenha havido atropelamento. Na versão deles, Nadson perdeu o equilíbrio em um quebra-molas e, metros depois, chocou-se no fundo de um GM Astra, na Rua Jorge Amado. Abaixo, vídeo registra perseguição ao menor.

PROMOTORA DETERMINA NOVAS DILIGÊNCIAS

O caso também é investigado pelos delegados de Polícia Civil Sione Porto e Evy Paternostro. Na terça (18), o inquérito foi enviado para o Ministério Público Estadual (MP-BA). A promotora Thais Monte Santo Passos Polo autorizou novas diligências pela polícia civil, incluindo a coleta de mais dados periciais e depoimentos de mais testemunhas, segundo o advogado Davi Pedreira.

Também presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-Itabuna, Pedreira é advogado da família de Nadson Almeida. “A farta prova documental já presente nos autos, aliado ao que já se tem em termos de perícia, é consistente para caracterizar e provar que Nadson realmente foi morto atropelado pela viatura policial”.

SSP ANUNCIA QUEDA DE 26% NO NÚMERO DE HOMICÍDIOS EM ITABUNA

Município apresenta redução de 26% no número de homicídios. (Foto José Nazal).

Município apresenta redução de 26% no número de homicídios. (Foto José Nazal).

Itabuna registrou queda de 25% no número de homicídios nos sete primeiros meses de 2013 quando comparado a igual período do ano passado. Segundo o coordenador regional da Polícia Civil, Evy Paternostro, o município registrou 77 assassinatos entre 1º de janeiro e 31 de julho deste ano ante 104 em 2012.

Os números da Secretaria de Segurança Pública revelam que julho foi o mês que apresentou maior redução de mortes violentas no comparativo com igual período do ano passado. Foram 4 em 2013 contra 14 em 2012. Além de destacar a criação de uma delegacia especializada para tratar de homicídios, Paternostro também reforça as megaoperações realizadas no combate ao tráfico de drogas.

– A transferência de líderes do tráfico de drogas, já presos, para presídios de Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) e o encaminhamento, de alguns deles, para outros estados também colaboraram para a redução dos crimes de homicídio no município – disse Paternostro.

MUDANÇAS NA POLÍCIA CIVIL EM ITABUNA

Damasceno deixa coordenadoria para assumir o Depin (Foto Oziel Aragão).

Damasceno deixa coordenadoria para assumir o Depin (Foto Oziel Aragão).

O delegado Moisés Damasceno deixou a coordenadoria regional da Polícia Civil em Itabuna e assumirá a direção do Departamento de Polícia do Interior (Depin). A mudança está publicada na edição de hoje, 22, do Diário Oficial do Estado (DOE).

O delegado itabunense Evy Paternostro, que respondia pela Coorpin em Eunápolis, será o substituto de Damasceno.

O delegado Edenir Macedo, que estava no Depin, assumirá a Superintendência de Prevenção à Violência, da Secretaria da Segurança Pública.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia