jardim das hortensias
djavan festival do chocolate


junho 2016
D S T Q Q S S
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

editorias


:: ‘Expresso Rio Cachoeira’

LADRÕES FAZEM ARRASTÃO EM ÔNIBUS NA JURACY MAGALHÃES

Passageiros estavam em ônibus que seguia para o Jardim América.

Passageiros estavam em ônibus que seguia para o Jardim América (Foto Pimenta).

Dois assaltantes roubaram vários passageiros de um ônibus da Expresso Rio Cachoeira que fazia a linha São Caetano-Jardim América, por volta das 20h20min desta segunda-feira (30). A dupla rendeu passageiros e tomou relógios e celulares.

De acordo com vítimas, os assaltantes pularam a catraca e, em seguida, com faca na mão, começaram a agir nas proximidades da Avenida Amélia Amado. Após o arrastão, os dois desceram no ponto de ônibus próximo ao Meira Supermercados, na Avenida Juracy Magalhães, no Alto Mirante. Depois, fugiram, sorridentes e a pé, em direção à Avenida do Cinquentenário.

Segundo informações obtidas pelo Pimenta, a dupla tem praticado vários assaltos a ônibus. Um dos assaltos ocorreu na semana passada. Após o pânico vivido dentro do ônibus, os passageiros preferiram ir para casa. Apenas um deles seguiu com motorista e cobrador para dar queixa no Complexo Policial de Itabuna.

APÓS REAJUSTE DE TARIFA, EMPRESAS QUEBRAM ACORDO DE RENOVAÇÃO DE FROTA DE ÔNIBUS

Cachoeira roda com veículos mais velhos  (Foto Waldyr Gomes/Arquivo).

Cachoeira roda com veículos mais velhos (Foto Waldyr Gomes/Arquivo).

As duas empresas de ônibus de Itabuna quebraram acordo de renovação da frota até o aniversário da cidade, dia 28 de julho. Para obterem reajuste da tarifa de R$ 2,20 para R$ 2,50, as empresas concordaram em renovar a frota com 15 ônibus com, no máximo, cinco anos de uso e outros 15 zero quilômetro.

Logo após o acordo, a São Miguel colocou em circulação veículos com seis anos de uso. Na semana passada, a Expresso Rio Cachoeira foi além. A empresa adquiriu três veículos com sete anos de uso, segundo informações do sistema do Denatran.

Com número de ordem 38601, 38602 e 38604, os veículos da Cachoeira são Volkswagen, carroceria Comil, modelo 2008. Os veículos mais velhos que o acordo para aumento de tarifa chamaram a atenção de fiscais. Ainda há outro porém: além de trazer ônibus mais velhos do que o acordado, a Expresso Rio Cachoeira circula com veículos emplacados em Uberlândia (MG).

Ao ser contatada pelo PIMENTA, a assessoria da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settran) informou que repassaria a informação à Ouvidoria para fiscalização e adoção de providências.

EM ITABUNA, A MÃO (NADA BOBA) DAS EMPRESAS DE ÔNIBUS

aetu2Empresas de ônibus de Itabuna deixaram cidadãos irritados com a informação de que os créditos no cartão de transporte obtidos antes do reajuste da passagem serão válidos somente até 10 de agosto. Se não for usado antes, o cidadão perderá dinheiro.

“Isso é roubo”, indignou-se uma leitora do PIMENTA, revoltada com a imposição das empresas Expresso Rio Cachoeira e São Miguel.

A leitora disse já estar acostumada com serviço de péssima qualidade, poucas linhas para alguns bairros, frota reduzida em alguns horários e sucatas, mas as empresas se superaram com esta novidade.

– Quando vamos fazer recarga dos cartões de passe, fazemos em dinheiro, pagamos em real, moeda corrente no país. Como vamos perder o dinheiro se não utilizar os créditos? O dinheiro que pagamos é convertido em vale transporte, ou seja, se recarregamos R$ 110,00, temos direito a 50 passagens que custa 2,20. Logo, se houve reajuste de tarifa para 2,50, esse valor deve ser convertido em 44 passagens. Isso, sim, é justo! Não existe validade para dinheiro. Qual a explicação para roubarem nosso dinheiro? – questiona a cidadã.

Usuária do transporte público em Itabuna, a cidadã lembra que as empresas têm lucros exorbitantes e conclama Prefeitura de Itabuna, Ministério Público e cidadãos a reagir contra esta mão nada boba das empresas de ônibus.

CACHOEIRA ANUNCIA CONTRATAÇÕES DEPOIS DE PARALISAÇÃO DE RODOVIÁRIOS

Após duas paralisações de uma hora ontem (17) e sob a ameaça de ser punida, a Expresso Rio Cachoeira anunciou a contratação de 24 motoristas e 16 cobradores. A empresa vinha desrespeitando a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) com horas extras diárias e além das duas horas por dia.

A paralisação ontem tem a ver com decisão da Justiça do Trabalho que obrigou a Rio Cachoeira a suspender horas extras diárias rotineiras.

O secretário municipal de Transportes e Trânsito, Roberto José da Silva, acredita que, após a contratação de 40 profissionais, a concessionária de transporte urbano terá nova escala que não ultrapasse a carga de 7 horas e 20 minutos por dia para cada rodoviário. Ele espera que o sindicato da categoria suspenda a paralisação de ônibus prevista para os próximos dias.

CAMINHÃO DESGOVERNADO BATE EM ÔNIBUS NA BEIRA-RIO

Caminhão descontrolado bateu em ônibus e por pouco não caiu na quadra (Foto Pimenta).

Caminhão descontrolado bateu em ônibus e por pouco não caiu na quadra (Foto Pimenta).

Pouco menos de vinte minutos após o acidente que matou o motociclista Diego Souza, um caminhão Mercedes-Benz colidiu contra um ônibus da Expresso Rio Cachoeira na Avenida Fernando Cordier (Beira-Rio). De acordo com funcionários e mecânicos da empresa de ônibus, provavelmente a barra de direção do caminhão quebrou.

O Mercedes-Benz atravessou a pista e parou a poucos centímetros da quadra poliesportiva da cabeceira da Ponte do São Caetano. Jovens jogavam bola na quadra no momento do acidente. O acidente não foi mais grave porque o ônibus estava parado. “Foi tudo rápido”, disse o motorista do caminhão, que preferiu não se identificar.

Caminhão teria quebrado a barra de direção, segundo mecânicos (Foto Pimenta).

Caminhão teria quebrado a barra de direção, segundo mecânicos (Foto Pimenta).

BANDIDOS INCENDEIAM ÔNIBUS EM ITABUNA. EMPRESAS RECOLHEM VEÍCULOS

Bandidos atearam fogo em ônibus da Expresso Cachoeira (Reprodução Silmara Sousa/TV Cabrália).

Bandidos atearam fogo em ônibus da Expresso Cachoeira (Reprodução Silmara Sousa/TV Cabrália).

Um ônibus da Expresso Rio Cachoeira que fazia a linha Bananeira-Hospital de Base foi incendiado por ordem de bandidos, por volta das 21h50min, na Bananeira.

De acordo com a Secretaria de Transporte e Trânsito, o veículo fazia a última viagem de hoje, quando houve o ataque dos bandidos. Cinco bandidos armados deram a ordem para que todos descessem. Na sequência, atearam fogo no veículo. Ninguém ficou ferido.

A ordem para incendiar o ônibus partiu de bandidos das “Casinhas” da Mangabinha e pode ter relação com o confronto contra policiais no Santa Clara.

Ontem, Murilo Sena, de 18 anos, e Gabriel Bispo dos Santos, de 19, enfrentaram a polícia e foram mortos no Santa Clara, vizinho à Bananeira. Murilo é acusado de envolvimento na morte do engenheiro Wallace Machado, na BR-101, ano passado. Hoje, Warlei Guimarães também tombou em confronto após tentar matar um policial no Santo Antônio. Ele residia na região da Bananeira.

ÔNIBUS RECOLHIDOS
Após o ataque ao ônibus na Bananeira, a ordem das empresas Rio Cachoeira e São Miguel foi recolher todos os veículos que ainda estavam na rua. A ação teve apoio da Secretaria de Transporte e Trânsito, conforme fonte, e teve a finalidade de preservar os rodoviários.

ITABUNA FARÁ LICITAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO

Empresas de ônibus podem mudar (Foto Waldy Gomes/Arquivo).

Empresas de ônibus podem mudar (Foto Waldyr Gomes/Arquivo).

O prefeito Claudevane Leite instalará hoje uma comissão especial de licitação do transporte público itabunense. O ato está programado para as 15h30min, no gabinete do prefeito, no Centro Administrativo Firmino Alves.

O município lançará concorrência pública para definir as duas novas empresas de ônibus. Hoje, o sistema é operado pelas empresas São Miguel e Expresso Rio Cachoeira.

A licitação do busão foi anunciada pelo prefeito ainda no primeiro semestre, quando as duas empresas solicitaram reajuste da tarifa de ônibus.

 

EMPRESAS QUEREM PASSAGEM A R$ 2,50, MAS PREFEITO DIZ NÃO – POR ENQUANTO

Vane e secretário Clodovil Soares (camisa mais escura) recebem empresários (Foto Wilson Moreira).

Vane e secretário Clodovil Soares (camisa mais escura) recebem empresários (Foto Wilson Moreira).

Representantes das duas empresas que detêm a concessão do transporte público em Itabuna foram ao prefeito Claudevane Leite. A São Miguel e a Expresso Rio Cachoeira querem reajuste da tarifa. Pela proposta apresentada, e divulgada pelo governo, a tarifa saltaria de R$ 2,20 para R$ 2,50.

O prefeito Claudevane Leite diz que reajuste só no segundo semestre, após a licitação das linhas municipais. Vane espera atrair empresas que possam melhorar a qualidade do serviço prestado aos itabunenses. Ele também afirma que as empresas não responderam satisfatoriamente a acordos definidos no ano passado, no calor das manifestações populares de junho último.

– A meta é atrair empresas que ofereçam ônibus novos, com mais segurança e conforto, além de dotar a cidade de uma estação de transbordo que permita a criação do sistema integrado e possibilite a criação do bilhete único, em que o usuário poderá pagar apenas uma passagem quando fizer duas viagens, em determinado espaço de tempo – diz em nota.

A mudança, porém é vista com ceticismo pelo mercado. E aí vem a explicação: os negócios em transporte rodoviário são bastante concentrados em mãos de poucos empresários. Estes dividem as regiões em mãos de acionistas minoritários. A prática ocorre tanto no transporte municipal como intermunicipal e interestadual.

ITABUNENSE AMANHECE SEM ÔNIBUS

Greve mantém 100% da frota de ônibus na garagem em Itabuna (Foto Pimenta).

Os mais de 40 mil itabunenses que utilizam ônibus diariamente tiveram que recorrer a transporte alternativo ou bater perna para chegar ao trabalho ou se deslocar para outras atividades. A greve dos rodoviários paralisou todas as linhas urbanas. Motoristas e cobradores cruzaram os braços e as frotas das empresas São Miguel e Expresso Cachoeira não deixaram as respectivas garagens nesta terça, 29.

Os rodoviários exigem reajuste de 16,5%, tíquete refeição, aumento de 60% para 70% do valor da hora extra e passe livre. Até ontem, a categoria dizia que não havia obtido retorno da Associação das Empresas de Transporte Urbano (Aetu). As negociações começaram com duas das empresas de transporte intermunicipal (Rota e Águia Branca), mas rodoviários ligados às duas empresas também deflagraram greve.

RIO CACHOEIRA INVESTE R$ 4,8 MI NA RENOVAÇÃO DA FROTA

Elvis: renovação de frota.

A Expresso Rio Cachoeira investiu R$ 1,8 milhão na aquisição de seis novos ônibus que integrarão a frota do transporte urbano em Itabuna. Elvis Souza, diretor da empresa, anunciou que mais R$ 3 milhões serão investidos na compra de mais dez ônibus novos.

Os novos veículos são equipados com elevador para cadeirante, possuem quatro câmeras de segurança cada e têm capacidade para transportar 80 passageiros.

Das duas empresas que possuem concessão do sistema de transporte em Itabuna (há ainda a São Miguel), a Cachoeira é a que mais tem modernizado a frota. O secretário de Transporte e Trânsito, Wesley Melo, afirma que 60% da frota de ônibus foi renovada nos últimos três anos.

Cachoeira investe R$ 4,8 milhões em renovação da frota em 2012 (Foto Pedro Augusto).

A “DUREZA” DA AGERBA

A Agerba enviou ofício à Secretaria de Transporte e Trânsito de Itabuna solicitando que a pasta dê um conselhinho às empresas de ônibus urbanos do município:  respeitem os limites da cidade e, assim, não façam transporte de passageiros na área do Atacadão e Makro.

O secretário Wesley Melo recebeu o recado e já passou adiante.

Notemos que a Expresso Rio Cachoeira e a São Miguel, que operam as linhas urbanas em Itabuna, não têm a mesma sorte da Rota Transportes, que goza de uma aparente displicência da Agerba.

A agência determinou reajuste de 7,86% da tarifa na rentável linha Itabuna-Salobrinho, mas a empresa aplicou aumento superior a 11%. A atitude irritou universitários da Uesc e moradores do Salobrinho.

ITABUNA NÃO FAZ LICITAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO. E O CIDADÃO, Ó!

Linhas de ônibus em Itabuna são exploradas por duas empresas (Foto Luiz Tito/A Tarde).

O sistema de transporte público em Itabuna nunca passou por licitação e duas empresas exploram o serviço lastreadas em concessão precária por parte do município. E se o Ministério Público estadual não liga para essa aberração, o usuário do sistema é quem sofre. Ônibus sujos, mal-conservados, sempre lotados e boa parte acima dos dez anos de uso… Lata velha, mesmo.

O cenário é facilitado pela falta de fiscalização por parte da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Settran). Basta andar pelos principais pontos de ônibus para ver que praticamente não há fiscais nas ruas.

Se o Ministério Público estadual acordar e exigir uma nova licitação, talvez as cenas impostas aos cidadãos nos dias que correm acabem por se tornar raridade. Hoje, andar como sardinha em lata no buzu é o mais comum. Exigir do município uma licitação para o setor é o mínimo que se pode fazer para garantir mais qualidade ao serviço.

E não é preciso ir tão longe para ver exemplos de como a concessão faz bem nessas horas.

Ilhéus apresentava cenário tão duro e ruim como o de Itabuna, na década de 90. Fez-se uma licitação que resultou em melhoria do serviço – claro que ainda não é o melhor dos mundos! – e é comum ver circulando ônibus urbano com ar-condicionado pela Terra de Gabriela. E se quiser um sistema próximo do perfeito, basta um pulinho a Curitiba (PR).

Por aqui, o sistema é explorado pelas empresas São Miguel e Expresso Rio Cachoeira. Recuemos alguns anos e vamos lembrar que a Expresso Rio Cachoeira era Fátima e já mudou de controle por duas vezes. A São Miguel, mineira, comprou as linhas da Viação Itabuna, que explorou parte dos itinerários antes nas mãos das empresas Fátima, São José e Viação Grapiúna.

Todas essas mudanças ocorreram sem que se fizesse uma licitação sequer, abrindo espaço para toda sorte de “negócios” entre empresas e, claro, o poder público. Que tal a promotoria pública se posicionar sobre o caso? E o Conselho Municipal de Transportes, o que diz? A cidadania agradecerá. E muito!

Alguém já se perguntou por que o bilhete único não passa de ilusão em Itabuna?



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia