WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Fátima Nunes’

SAIBA QUEM SÃO OS DEPUTADOS MAIS FALTOSOS DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA EM 2018

Tucano e petista são os mais faltosos na AL-BA || Foto Divulgação

Luan Santos

Os deputados estaduais Augusto Castro (PSDB) e Fátima Nunes (PT) foram os mais faltosos na Assembleia Legislativa (Alba) desde fevereiro, quando os trabalhos em 2018 foram iniciados. O tucano não marcou presença em 11 das 33 sessões ordinárias realizadas no período, enquanto a petista se ausentou em 10 delas. Em seguida, com oito faltas cada, aparecem Jurandy Oliveira (PRP) e Robinho (PP).

Outros quatro parlamentares vêm logo atrás com sete ausências: Angela Sousa (PSD), Gika Lopes (PT), Jânio Natal (Pode) e Soldado Prisco (PSC). O levantamento foi realizado pela Satélite com base em dados disponíveis no site da Alba. O deputado Paulo Câmera – que tem 20 faltas – não foi considerado por estar em processo de recuperação de um grave problema de saúde.

Nenhuma das sessões teve a presença dos 63 deputados baianos. O dia de plenário mais cheio foi 3 de abril, quando só um parlamentar faltou. Já o mais vazio foi registrado em 12 de abril, quando 32 deles se ausentaram.

OS MAIS ASSÍDUOS

Cinco deputados marcaram presença em todas as sessões e são os mais assíduos: Carlos Geilson (PSDB), David Rios (PSDB), Eduardo Salles (PP), Zé Neto (PT), além do presidente da Casa, Angelo Coronel (PSD). Com apenas uma falta estão Bobô (PCdoB), Carlos Ubaldino (PSD), Euclides Fernandes (PDT), Fábio Souto (DEM), Hildécio Meireles (PSC), Joseildo Ramos (PT), Rosemberg Pinto (PT) e Targino Machado (DEM).

Da Coluna Satélite, Correio24h

MP-BA INVESTIGA FARRA DE BOLSAS ILEGAIS PARA ESTUDANTES POR DEPUTADOS

Augusto Castro foi um dos denunciados pela Folha de São Paulo por destinar auxílio a filho de assessor e receber do mesmo contribuição de R$ 15 mil para a sua campanha política.

Augusto Castro foi um dos denunciados pela Folha de São Paulo por destinar auxílio a filho de assessor e receber do mesmo contribuição de R$ 15 mil para a sua campanha política.

O Grupo de Atuação Especial de Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa (Gepam) do Ministério Público da Bahia está analisando se instaura ação de improbidade administrativa contra deputados estaduais e beneficiados com o “auxílio estudantil” concedido pela Assembleia Legislativo do Estado a pessoas “carentes”. A ação visaria responsabilizar autores de eventuais fraudes e o ressarcimento ao erário de recursos desviados.

Em 2013, o presidente da Assembleia, Marcelo Nilo (PDT), havia assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Gepam se comprometendo a extinguir a bolsa a partir de 2015, (o que efetivamente ocorreu) pois o benefício era considerado inconstitucional.

No entanto, o Gepam decidiu investigar o caso após a publicação de matéria, no domingo, pelo jornal Folha de São Paulo, mostrando que muitos dos  beneficiados pela bolsa não são carentes, alguns são parentes ou assessores dos parlamentares   e vários usaram parte dos recursos do auxílio para fazer doações de campanha aos próprios deputados estaduais.

A farra ilegal foi denunciada na edição de final de semana da Folha de São Paulo (leia matéria completa aqui). A matéria elenca deputados que usufruíram do auxílio para estudantes “carentes”, muitos deles filhos de assessores, parentes de políticos e até empresários.

Dentre os deputados denunciados, estão Augusto Castro (PSDB), Fátima Nunes (PT) e Carlos Geílson (PTN). Castro se defendeu, na Folha, dizendo não saber que o funcionário de seu gabinete que recebeu auxílio doou para campanha. O assessor recebe R$ 7 mil por mês e o beneficiado mora em Ibicaraí.

Leia mais n´A Tarde

QUATRO FALTOSOS NA BERLINDA

Carletto está entre os mais ausentes na Assembleia

Da coluna Tempo Presente (A Tarde)

Há quem esteja de olho bem aberto para a lista de faltosos na Assembleia Legislativa, por um detalhe: quem perder um terço das sessões, dança.

Veja o que diz a Constituição da Bahia:

Art. 86 – Perderá o mandato:

Inciso III – Quem deixar de comparecer à terça parte das reuniões ordinárias realizadas em cada período de sessão legislativa, salvo por licença ou desempenho de missão autorizada pela Assembleia.

Fátima Nunes (PT), Rogério Andrade (PSD), Ângelo Coronel (PSD) e Ronaldo Carletto (PP) que se cuidem. Os quatro integram a lista dos que passaram de um terço.

No mínimo, vão ter que se explicar.

O PT E A DISPUTA PELA DIREC 6 EM ILHÉUS

Ednei não toca no assunto da mudança na Direc 6

A pretensão do deputado estadual Rosemberg Pinto de indicar o próximo gestor da Direc 6 em Ilhéus, hoje coordenada pelo professor Ednei Mendonça, é abordada em matéria do site Jornal Bahia Online. Ednei está no cargo por indicação do deputado federal Josias Gomes, mas pelo atual critério de divisão de postos do governo baiano (o do maior número de votos no território), Rosemberg, juntamente com o deputado federal Geraldo Simões, é quem teria a prerrogativa de indicar o novo titular da Direc 6.

A possibilidade de mudança desagrada petistas locais, a exemplo do presidente do diretório municipal do partido, Mário Amorim. Ele elogiou a atuação de Ednei, disse que o gestor tem excelente relacionamento com os educadores e sugeriu que o mérito seja levado em conta como critério para resolver a pendenga. Os “companheiros” ilheenses também acreditam que poderá ser considerado o número de votos obtidos na área de atuação da Direc 6, o que daria o direito de indicar o novo diretor aos deputados Josias Gomes e Fátima Nunes.

O diretório do PT de Ilhéus também critica o que vê como concentração de poderes em mãos do deputado federal Geraldo Simões e do estadual Rosemberg, que já têm sob o seu comando as Direc de Itabuna, Valença e Itapetinga. Amorim ainda fez uma crítica velada à gestão da Direc em Itabuna, afirmando que “aqui muito próximo”existem indicações de Geraldo e Rosemberg que, se comparadas a Ednei, estão muito aquém do trabalho competente e agregador realizado aqui”.

O petista não citou o nome da “companheira” Miralva Motinho, presidente da Direc 7, mas para bom entendedor…

PT FAZ HOMENAGEM A JOSIAS E FÁTIMA NUNES

O PT de Ilhéus fez festa nesta terça-feira, 12, em homenagem ao deputado federal eleito, Josias Gomes, e a estadual reeleita Fátima Nunes. Na concorrida feijoada, oferecida no clube Satélite (Baía do Pontal), estavam presentes não apenas os integrantes do petismo na Terra da Gabriela, mas também alguns dos principais nomes da legenda na Bahia.

Destaque para o deputado federal Walter Pinheiro, senador eleito, e o presidente da legenda, Jonas Paulo, que desembarcaram pela manhã em Ilhéus, exclusivamente para participar da comemoração de Josias e Fátima Nunes.

Militantes, profissionais de imprensa e muitos amigos de Josias se avolumavam no evento, onde o intrépido jornalista “Gogó de Ouro”, como de praxe, roubou a cena…

JOSIAS E FÁTIMA NUNES

A parceria firmada entre o candidato a deputado federal Josias Gomes e a deputada estadual Fátima Nunes, que disputa a reeleição, os dois do PT, deverá render bons frutos para ambos. Aliás, os casamentos só dão certo quando são bons para as duas partes.

No enlace em questão, Josias tem apresentado Fátima como sua candidata em diversas regiões da Bahia, nas diversas reuniões, caminhadas e plenárias que realiza, num ritmo alucinante. Em contrapartida, a deputada, cuja principal base está na região nordeste do estado, tem potencial para descolar uns 30 mil votos para o parceiro.

Sem dúvida, uma aliança de ouro.

GABAN ESCLARECE EPISÓDIO DO “BERÇO”

Em telefonema ao Pimenta, o deputado estadual Carlos Gaban (DEM) falou sobre a discussão que teve ontem (14) com a colega de Assembleia, Fátima Nunes (PT). No calor do debate, o democrata chamou a petista de mal-educada e disse que ela, diferentemente dele, não tem “berço”. A seguir, um resumo de nossa conversa com Gaban:

Pimenta – Como vai, deputado?
Gaban –
Não muito bem. Estou com uma virose e bastante febril, 39 graus…

Pimenta – Essa temperatura alta é resultado da discussão de ontem?
Gaban –
Não, não… Começou antes. É realmente uma virose.

Pimenta – Deputado, por que o senhor disse que a petista Fátima Nunes não tem berço?
Gaban –
Olha, quando eu disse isso eu não estava me referindo à origem social da deputada. Não sei qual é a origem dela, mas imagino que seja tão humilde quanto a minha. Meu pai era tintureiro e quando morreu há dois anos, aos 83 de idade, ainda passava roupas.

Pimenta – Então em que sentido foi?
Gaban –
Quando eu disse que ela não tinha berço, referia-me à falta de educação da deputada. Eu estava discursando e ela gritava fora do microfone, tentando impedir minha fala. Nesse momento, sugeri que ela pedisse um aparte, mas a deputada continuou gritando.

Pimenta – A deputada acusou uma manobra regimental para impedir a votação de projetos, quando havia um acordo com o governo…
Gaban –
Eu pedi que ela fosse educada, porque ela estava tentando interromper o meu discurso enquanto eu explicava ao deputado Álvaro Gomes (do PCdoB, autor de um dos projetos que seriam votados ontem, o que põe fim à assinatura nas contas de telefone) que não sou contra a proposta dele. Ocorre que não pode haver acordo com o governo, quando este mesmo governo vem descumprindo tudo o que acerta com a Casa.

O ARGUMENTO ESTÚPIDO DE GABAN

Há certos níveis de discussão que muita gente não imagina ser possível ocorrer em ambientes como uma Assembleia Legislativa. Ledo engano!

Na tarde desta quarta-feira, 14, o democrata Carlos Gaban discutiu com a petista Fátima Nunes e usou um argumento estúpido para destratar a colega.

A certa altura da discussão, Gaban quis usar sua suposta origem na “casa grande” para ofender a deputada do PT. Palavras dele: “Você é mal-educada. Não discuto com você porque tenho berço. Você não”.

Em tempo, o bate-boca na Câmara começou porque havia um acordo entre as bancadas para votar a LDO e o fim da cobrança da assinatura telefônica, mas Gaban pediu verificação de quorum para derrubar os trabalhos. A deputada cobrou postura e ouviu o argumento do senhor de engenho.

Lamentável!

PLENÁRIA EM ILHÉUS

Josias se atrasou e Jonas Paulo abriu os trabalhos

O pré-candidato a deputado federal pelo PT, Josias Gomes, realizou neste sábado, 19, mais uma de suas plenárias. Ao lado da deputada estadual Fátima Nunes, do mesmo partido e candidata à reeleição, Josias se apresentou aos eleitores ilheenses. Houve participação do presidente do PT na Bahia, Jonas Paulo, além do pré-candidato ao Senado Walter Pinheiro.

Josias e Fátima Nunes chegaram bem atrasados ao evento, em virtude de problemas com um voo que saiu de Senhor do Bomfim, norte do Estado. Por isso, os pronunciamentos tiveram que ser iniciados antes da aparição dos personagens principais, a fim de não dispersar o público.

Os pré-candidatos a vice-governador, Otto Alencar, e a senadora, Lídice da Mata, eram esperados, mas não puderam comparecer em virtude de compromissos na capital.

REUNIÃO DE “MAJORITÁRIOS” EM ILHÉUS

Quase toda a chapa majoritária de Jaques Wagner estará em Ilhéus neste sábado, prestigiando uma das plenárias do pré-candidato a deputado federal Josias Gomes (PT). O encontro político, no Clube Social, terá as presenças do “pré-vice”  Otto Alencar (PP)  dos pré-candidatos ao Senado, Lídice da Mata (PSB) e Walter Pinheiro (PT).

Também deverão comparecer o prefeito de Camaçari, Luiz Caetano, coordenador da campanha petista, e a deputada estadual Fátima Nunes.

ESTIAGEM PREOCUPA NO NORDESTE BAIANO

O Pimenta conversou há pouco com a deputada estadual Fátima Nunes (PT), que se revela bastante preocupada com a falta de chuvas na região nordeste da Bahia. Em municípios como Adustina, Paripiranga, Coronel João Sá e Jeremoabo,  já estão comprometidas as plantações de milho, principal cultura nesta época do ano.

Segundo a deputada, os produtores terão necessidade de socorro do governo para amenizar as perdas.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia