shopping jequitiba
setembro 2014
D S T Q Q S S
« ago    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  




:: ‘Feira de Santana’

FEIRA TERÁ NOVO SHOPPING

Feira de Santana ganhará um novo shopping com capacidade para gerar 5,5 mil empregos, conforme anúncio feito ontem (9). De acordo com o projeto, serão R$ 310 milhões em investimentos para o empreendimento que deverá contar com 150 lojas e oito salas de cinema, segundo o empresário Edson Piaggio.

A previsão é de que o segundo centro de compras feirense seja inaugurado no segundo semestre de 2016. O município já conta com o Boulevard (ex-Iguatemi).

CAMINHONEIRO É PRESO COM 122 QUILOS DE MACONHA

Adaylton e a droga apreendida em pneus de caminhão (Foto Divulgação).

Adaylton e a droga apreendida em pneus de caminhão (Foto Divulgação).

O caminhoneiro Adaylton Oliveira de Assis, de 35 anos, foi preso com 122 quilos de maconha, nesta segunda (26), na BR-116, em Feira de Santana, numa operação conjunto das polícias Civil e Federal. A droga estava escondida em pneus reservas do veículo. Oriunda de Luís Eduardo Magalhães, a maconha abasteceria bairros de Salvador.

A polícia conseguiu fazer a apreensão, após receber uma denúncia na tarde de ontem (25), segundo o delegado do Departamento de Narcóticos (Denarc), Maurício Moradillo. Os policiais montaram campana e apreenderam o veículo, que estava sendo rebocado por um caminhão guincho. Adaylton alegou problemas mecânicos, o que será checado pela polícia técnica.

O caminhoneiro disse que embolsaria R$ 700,00 pelo serviço. A polícia não revelou mais nomes, mas o delegado Moradillo adiantou que tanto o proprietário do caminhão como o nome da pessoa que receberia a carga de maconha já foram identificados.

MPF DENUNCIA SECRETÁRIA DE SAÚDE DE FEIRA E MÉDICO POR ESTELIONATO

Denise Mascarenhas é denunciada em ação do MPF (Blog do Velame).

Denise é denunciada em ação do MPF (Blog do Velame).

Do Blog do Velame

O Ministério Público Federal (MPF) em Feira de Santana ajuizou, na última terça-feira (20), ação  de improbidade administrativa e ofereceu denúncia contra a secretária municipal de Saúde de Feira de Santana, Denise Mascarenhas, e o médico José Antônio da Silva Barbosa, dono do Ihef, por estelionato e falsidade ideológica.

O médico, que atuava no Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana, teria abandonado suas funções por mais de um ano, continuando a receber salários e sendo acobertado pela secretária, fato denunciado na época pelo então diretor do hospital, Eduardo Leite.

A conduta dos dois gerou prejuízo de mais de 40 mil reais ao erário, pelas contas do Ministério Público. De acordo com inquérito instaurado pelo MPF, Barbosa, que é servidor público federal vinculado ao Ministério da Saúde, e cedido, na época, à Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana, não compareceu ao trabalho entre janeiro de 2007 e fevereiro de 2008.

Durante as investigações, Denise encaminhou ao Ministério da Saúde falsas fichas de frequência do servidor, a fim de comprovar que ele estava trabalhando normalmente. A conduta dos dois implicou em enriquecimento ilícito, causando dano ao erário.

Segundo a procuradora da República Vanessa Previtera, autora da ação e da denúncia, “o fato de o réu ter recebido regularmente seus vencimentos, sem contudo, prestar as correlatas atividades laborais importaram em enriquecimento ilício correspondente ao valor recebido nos período de janeiro de 2007 a fevereiro de 2008”.

Leia a íntegra

FEIRA DE SANTANA: BEBÊ É ENCONTRADO EM LIXEIRA PRÓXIMO A ESTÁDIO

Um bebê do sexo masculino foi encontrado no lixo, enrolado em um cobertor, nesta segunda-feira, 11, nas proximidades do estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (a 109 quilômetros de Salvador).

Recém-nascido, o bebê foi encontrado por um homem (de nome não divulgado ainda). A criança ainda estava com o cordão umbilical. O menino foi encaminhado pelo Conselho Tutelar para o Hospital Estadual da Criança, em Feira.

Segundo a assessoria do hospital, o bebê passa bem e no momento se encontra no berçário da unidade. A família ainda não foi localizada. Informações d´A Tarde.

ITABUNA GANHA QUASE 14 MIL HABITANTES EM 3 ANOS

Vista aérea de Itabuna, quinto município mais populoso da Bahia (Foto Tarso Soares).

Vista aérea de Itabuna, quinto município mais populoso da Bahia (Foto Tarso Soares).

Itabuna é o quinto município mais populoso da Bahia e chega a 218.124 habitantes, de acordo com os critérios de estimativa populacional do IBGE. Os números divulgados ontem (29) servem para definir repasses constitucionais federais e estaduais aos municípios. O mesmo levantamento revelou que o Brasil tem hoje mais de 201 milhões de habitantes.

Pelas estimativas do IBGE, o número de habitantes do principal município sul-baiano cresceu mais de 6% entre 2010 e 2013. Há três anos, conforme o censo, Itabuna possuía 204.667 moradores.

Ilhéus cresceu em contingente populacional no mesmo período, mas muito pouco. Saltou de 184.236 para 184.616 habitantes. O município mais populoso do estado é Salvador (2.883.672), tendo Feira de Santana (606.139) e Vitória da Conquista (336.987) na sequência.

OS 10 MAIORES EM POPULAÇÃO NA BAHIA

1º Salvador 2.883.672
2º Feira de Santana 606.139
3º Vitória da Conquista 336.987
4º Camaçari 275.575
5º Itabuna 218.124
6º Juazeiro 214.748
7º Ilhéus 184.616
8º Lauro de Freitas 184.383
9º Jequié 161.391
10º Teixeira de Freitas 153.385

 

PASSAGEM MAIS BARATA EM FEIRA

Linhas de ônibus são exploradas por duas empresas em Itabuna  (Foto Luiz Tito/A Tarde).

Linhas de ônibus são exploradas por duas empresas em Itabuna (Foto Luiz Tito/A Tarde).

A onda de protestos de movimentos estudantis pela redução de tarifa de tarifa de ônibus em toda a Bahia já deu resultado, pelo menos, em Feira de Santana. A passagem no segundo maior município baiano teve redução de 6%. A tarifa caiu de R$ 2,50 para R$ 2,35.

Por enquanto, movimentos ainda cobram dos governos a redução de tarifa em Ilhéus e Itabuna. O movimento ilheense é mais persistente. Completou 21 dias acampado em frente ao Palácio Paranaguá e já identificou distorção nas informações que as empresas repassaram para pedir reajuste de tarifa de R$ 2,40 para R$ 3,05, a exemplo da gratuidade. As empresas dizem que representa em torno de R$ 700 mil/mês, mas as planilhas indicam menos de R$ 264,4 mil.

Já em Itabuna, o Comando Popular recebeu do governo a promessa de auditoria no sistema de transporte e a criação de comissão para avaliar o sistema. Temendo que a proposta seja uma tentativa de adiar decisão em torno do assunto, o Comando ainda vai decidir se participa da comissão.

EM NOTA, NESTLÉ DIZ QUE NEGOCIA COM TRANSPARÊNCIA

Funcionários da Nestlé em Itabuna na paralisação de duas horas, ontem.

Funcionários da Nestlé em Itabuna na paralisação de duas horas, ontem.

A Nestlé Brasil emitiu nota em resposta à postagem em que o diretor do SindAlimentação, Eduardo Sodré, questiona a tentativa da empresa de impor piso e percentuais salariais diferenciados para as unidades em Feira de Santana e Itabuna, na Bahia. Os 1.500 trabalhadores ameaçam cruzar os braços nas duas unidades.

As negociações com representantes do Sindicato “ainda estão abertas e dentro do calendário previsto pela categoria”, diz a nota. A empresa informa, ainda, que ocorreram três rodadas de negociação em Feira e uma em Itabuna.

“Novas reuniões estão agendadas para os próximos dias para que seja dada continuidade à negociação das propostas. As empresas reiteram que estão abertas ao diálogo com os representantes do sindicato e reafirmam sua disposição em colaborar com o processo de negociação”, reforça.

A empresa reforça que possui política transparente de negociação e que respeita a legislação trabalhista. Para conferir a íntegra da nota, clique em “leia mais”.

:: LEIA MAIS »

FEIRA: HOMEM-ARANHA ESCAPA DE PRESÍDIO

Homem escalou muro de mais de três metros de altura e fugiu (Foto Acorda Cidade).

Gival escalou muro de 3 metros de altura e fugiu (Foto Acorda Cidade).

O detento Gival da Paixão dos Santos conseguiu escalar um muro de três metros de altura e fugiu do Conjunto Penal de Feira de Santana, ontem (9). Segundo o site Acorda Cidade, Gival estava preso, há quase dois meses, por ter cometido homicídio em Ipecaetá.

Gival aproveitou a distração de um agente penitenciário e, com o auxílio de material da reforma do presídio, conseguiu escalar o muro. A polícia ainda não conseguiu recapturou o homicida

NA BAHIA, 1,5 MIL FUNCIONÁRIOS DA NESTLÉ AMEAÇAM ENTRAR EM GREVE

 

Funcionários da Nestlé fazem protesto debaixo de chuva em Feira.

Funcionários da Nestlé fazem protesto debaixo de chuva em Feira.

Funcionários das unidades da Nestlé em Itabuna e Feira de Santana cruzaram os braços nesta segunda (10), por duas horas, para forçar a multinacional a negociar reajuste salarial, além de conceder percentual de reajuste igual para as duas fábricas na Bahia. Eles aprovaram indicativo de greve em Itabuna e Feira.

A indústria em Feira tem 1.100 funcionários que acamparam em frente à unidade, mesmo debaixo de chuva. De acordo com Eduardo Sodré, do Sindalimentação-BA, a proposta dos trabalhadores é de reajuste de 13,16% para todos os cargos e piso de admissão de R$ 1.240,00 tanto para Itabuna como Feira.

A Nestlé quer conceder reajuste real de 7,3% para Feira de Santana e apenas 6,58% para Itabuna e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de R$ 3,9 mil para funcionários de Itabuna e R$ 4 mil para Ilhéus. O sindicato quer R$ 5.800,00 para as duas unidades. Sodré lamenta a “política excludente” praticada pela multinacional de alimentos.

Funcionários da Nestlé em Itabuna na paralisação de duas horas.

Funcionários da Nestlé em Itabuna na paralisação de duas horas.

UEFS ABRE INSCRIÇÕES PARA VESTIBULAR

Encerra-se em 3 de maio o prazo para inscrição no vestibular da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). A taxa cobrada é de R$ 90,00 e a inscrição deve ser feita somente pela internet, no site www.uefs.br.

São oferecidas 920 vagas em 25 cursos de graduação.  A previsão é de que as provas do vestibular de meio de ano sejam aplicadas no período de 14 a 16 de julho.

POLÍCIA PRENDE TRAFICANTES COM 3 MIL PEDRAS DE CRACK EM FEIRA

Traficantes de 19 e 20 anos foram apreendidos com 3 mil pedras de crack (Foto PC).

Traficantes de 19 e 20 anos foram apreendidos com 3 mil pedras de crack (Foto PC).

Uma operação das polícias Civil e Militar apreendeu mais de três mil pedras de crack, hoje, 28, no Bairro George Américo, em Feira de Santana. Os traficantes Bruno Wesley Souza Santana, Daniel Carvalho dos Santos e Franklin de Jesus Lima, de 19 anos, e Jossimar Araújo Santos, de 20, foram presos.

A polícia prendeu os traficantes após denúncia anônima. A droga era vendida em dois pontos de tráfico no George Américo, localizados nas ruas D1 e U1. Segundo o delegado Mateus Souza Lima, da Tóxicos e Entorpecentes, também foi apreendida pequena quantidade de maconha.

POLÍCIA APREENDE 1 TONELADA DE MACONHA QUE IRIA ABASTECER MICARETA DE FEIRA

Ontem, a Polícia Civil apreendeu uma tonelada de maconha em operação na BR-116, em Santo Estevão. A droga, oriunda de Foz do Iguaçu (PR), iria abastecer “consumidores” durante a Micareta de Feira de Santana, programada para 25 a 28 de abril. Além da maconha, foram apreendidos 8 quilos de crack, 50 quilos de bicarbonato de sódio, 12 mil comprimidos de “rebite” e quatro veículos.

Na operação, foram presos os traficantes Ronaldo Silva Vicente, Marcone dos Santos Gomes, Agnaldo Oliveira Pereira, Oziel Santos Rios, Evandro Oliveira Pereira, Júlio César de Jesus Silva, Lara Maria de AraújoVieira e Maria Rosângela de Lima Santos. O material apreendido e os traficantes serão apresentados às 10 horas de hoje, no Centro de Operações Especiais (COE), em Salvador.

ZÉ AVISA: CHICLETE COM BANANA SÓ SE FOR SEM DINHEIRO PÚBLICO

Do Blog do Velame

A lamentação reinou na reabertura da Câmara de Feira de Santana. Encarregado de fazer o discurso de reabertura, o prefeito José Ronaldo (DEM), usou a maioria do seu tempo para falar sobre as dívidas da prefeitura deixadas pelo seu antecessor Tarcízio Pimenta (PDT).

Dentre outros assuntos, Ronaldo reclamou da dívida da previdência, do sucateamento da frota e da falta de dinheiro em caixa, mas foi sobre a Micareta a reclamação mais aguda. O democrata criticou o alto cachê que o prefeito anterior pagava a bandas e avisou. “Por mais que eu goste de assistir ou ouvir não pagarei com dinheiro público a banda Chiclete com Pimenta, como é? Chiclete com Banana!”, disse atrapalhando o nome da banda com o nome do ex-prefeito.

Ronaldo disse que torce para que a banda se apresente na Micareta de Feira, mas paga com dinheiro da iniciativa privada. “Estou buscando a parceria com a iniciativa privada. Sonhamos que ela toque, mas não com o dinheiro da prefeitura”, advertiu.

Leia mais

BEBÊ É TRANSFERIDO PARA HOSPITAL EM FEIRA

A assessoria do Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, informou que o recém-nascido A.S.B, “Kadu”, foi transferido, ontem, para o Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana (entenda aqui). O recém-nascido necessitava de vaga em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) pediátrica e não neonatal, como divulgado. O Manoel Novaes dispunha de vaga em UTI neonatal.

“O Hospital Manoel Novaes aproveita para informar que todas as ações assistenciais e administrativas realizadas foram tomadas com base em protocolos médicos e resoluções gerenciais da regulação do Sistema Único de Saúde. Informamos ainda que, durante o tempo de internamento da RN, a família permaneceu recebendo total assistência e orientação por parte da equipe médica e de técnicos assistenciais desta Unidade Hospitalar”, diz a nota.

CONCURSOS PÚBLICOS OFERECEM 27 MIL VAGAS

A Prefeitura de Feira de Santana abriu processo seletivo para contratar 110 profissionais para o Samu 192. O salário varia de R$ 622,00, para assistente administrativo, a R$ 1.085,06 (médico). O prazo de inscrição se encerra no dia 28 e o edital pode ser acessado cliando no link “leia mais”, abaixo.

Além do processo seletivo do Samu 192 em Feira, outras 27 mil vagas estão sendo oferecidas em seleções ou concursos públicos em todo o país. Itarana e Ouriçangas, também na Bahia, oferecem vagas com salários de até R$ 5 mil.

Existem concursos em que os salários pagos chegam a R$ 21.766,15, exemplos do Superior Tribunal Militar (STM) e no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo). Confira no :: LEIA MAIS »

BAHIA REGISTRA 4,2 MIL CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

A Bahia já registrou 4.278 casos de violência doméstica e sexual neste ano. Em Salvador foram 1.844 ocorrências entre janeiro e este mês. No interior, os municípios com maior quantidade de notificações de violência doméstica e sexual são Feira de Santana, Vitória da Conquista e Barreiras.

Foram foram 503 ocorrências em Feira, 245 em Conquista e 224 em Barreiras. No sul da Bahia, os municípios que fizeram notificações foram Arataca, Buerarema, Gandu, Gongogi e Ibicaraí, além de Ilhéus, Itabuna, Iguaí, Pau Brasil, Mascote, Santa Luzia e Una.

Foram registrados mais de 160 casos de violência doméstica e sexual nesses municípios. Somente em Ilhéus e Itabuna, foram 110 notificações. Informações d´A Região.

WAGNER FALA DE GOVERNO, ELEIÇÕES E MENSALÃO E DIZ QUE A “VEJA VIROU PARTIDO POLÍTICO”

Governador durante inauguração de base comunitária em Itabuna (Foto Pimenta).

O governador Jaques Wagner esteve no final de semana em Itabuna, onde inaugurou a primeira Base Comunitária de Segurança no interior da Bahia. A base de segurança é aposta para redução dos índices de criminalidade em áreas onde há domínio do crime.

Após a inauguração no Monte Cristo e entrevista ao Alerta Total, da TV Cabrália, o governador concedeu entrevista ao PIMENTA. O mandatário baiano falou de greves no funcionalismo, gestão pública, eleições e reflexos eleitorais do julgamento do Mensalão, no Supremo Tribunal Federal (STF). Wagner fez crítica à Revista Veja pela postura de “partido político” assumida pela publicação da Editora Abril.

O governador também abordou o processo eleitoral na Bahia e ainda vê a disputa embolada em Itabuna. Ele afirmou que, na reta final, poderá vir a Itabuna apoiar o candidato da base aliada que estiver melhor posicionado – Vane do Renascer (PRB) ou Juçara Feitosa (PT).

PIMENTA – Quais os resultados já obtidos com as Bases Comunitárias nas áreas onde foram instaladas?

JAQUES WAGNER - A depender do tempo de instaladas, os índices de criminalidade apresentam redução de 40% a 50%. Na área do Calabar [Salvador], tivemos período longo com zero homicídio e as bases têm se mostrado a melhor política, mas é óbvio que não vamos colocar bases em todos os bairros, todo interior, mas as colocamos em cidades com índices elevados, como é o caso de Itabuna. Semana que vem estou indo a Feira de Santana, tem uma projetada para Porto Seguro, é uma política de instalar em bairros onde existe o tráfico conflagrado.

O governo fez opção de instalar a Base Comunitária numa área de quadra poliesportiva. Não há uma incoerência governamental entre discurso e combate ao crime?

Na verdade, foi demandado à prefeitura o oferecimento de um terreno. Também acho que é ruim suprimir uma quadra de esporte para colocar uma base comunitária, que é bem-vinda. A unidade nossa é provisória, mas o terreno ao lado [da quadra] é que será usado.

Existem demandas no sul da Bahia, como a duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna . Quando esta obra vai sair?

A duplicação ficou a cargo do governo federal . O Derba [órgão estadual] já entregou o projeto ao Dnit e está sendo adequado pelo Ministério dos Transportes. O dinheiro está reservado dentro do PAC II. É o Dnit terminar o projeto, sair a licença ambiental e fazer a obra. Eu tenho convicção de que a gente consegue começar essa obra no primeiro semestre de 2013.

______________

Com a aproximação da eleição, se um candidato da base estiver disputando com o adversário, no caso de Itabuna é com o DEM, a gente pode vir para reforçar.

______________

Falando de eleições, como se posicionará em Itabuna, onde a base tem dois candidatos?

Para não ser desleal, a minha postura é sempre ficar equidistante onde temos dois candidatos e estes participaram da minha campanha [em 2010]. Com a aproximação da eleição, se um candidato da base estiver disputando com o adversário, no caso de Itabuna é com o DEM, a gente pode vir para reforçar. Por enquanto, há a informação de que a disputa está embolada e eu estou me mantendo distante não só aqui como em todos os lugares. Sou do PT, mas sou de uma coligação. Então, se existem dois candidatos da base, a gente mantém essa distância.

Qual o mapa eleitoral que o governo projeta para este ano?

A projeção que temos é de que, dos 417 municípios, faremos 320. Gente mais otimista fala em 330. Eu boto 320, o que já seria um número bastante representativo, ficando perto de 100 com a oposição, mas ressalvando alguns municípios, pois o PMDB é parte do governo da presidenta Dilma e oposição ao governo estadual, mas não há “interdição” de alianças. Tem prefeitura que vai ser ganha pelo PMDB, mas com o apoio de gente nossa e do PT. E tem lugares onde o PT deve ganhar com o apoio do PMDB. Mas eu diria que, na minha base, estaremos acima de 320 prefeituras.

______________

Nelson Pelegrino tem crescido bastante e o candidato do DEM, na minha opinião, vem perdendo fôlego.

______________

E Salvador?

Nelson Pelegrino tem crescido bastante e o candidato do DEM, na minha opinião, vem perdendo fôlego. Em Feira, a eleição é dura, mas a reação de [Zé] Neto é muito boa. Já em Vitória da Conquista, Guilherme Menezes está bem. Aqui em Itabuna, como já disse, está embolado e em Ilhéus nós temos dois candidatos da base, assim como em Barreiras. Então, acho que o resultado vai ser bastante positivo.

Nacionalmente, qual será o impacto do Mensalão para o projeto eleitoral do PT?

Eu estava dizendo que houve julgamento do povo. O episódio do Mensalão já foi público. Em 2005, 2006, teve gente cassada ou que renunciou para não perder o mandato… Na minha opinião, o impacto maior se deu naquela época. Nós já tivemos as eleições de 2006, 2008 e 2010. Algumas pessoas se desestimularam em relação ao PT, mas, pelo desempenho nas eleições, eu diria que não foi um golpe como a oposição gostaria que fosse. Até porque, se o PT tem erros, e seguramente tem, os outros não estão isentos.

Os reflexos hoje seriam menores?

A população não é mais ingênua. Sabe que fazer o discurso da moralidade é fácil, mas teve, por exemplo, o episódio do Mensalão do DEM, com gente filmada colocando o dinheiro no bolso e por aí vai. E o PSDB, também [Minas Gerais]. Então, eu não gosto de generalizar. Seguramente, não somos um partido dos santos, mas de homens e mulheres, como todos são, com erros e acertos. Agora, alguém tentar posar de partido dos santos, de partido detentor da moralidade absoluta acaba soando como mentira para a população. Então, algum impacto acho que tem, mas não estou sentindo, pelo menos por onde tenho andado.

E na Bahia?

É óbvio que não tenho andado por outros estados, mas não estou sentindo isso.

______________

Eu digo sempre que com o pecado do pecador o povo já se acostumou. O pecado do pregador assusta muito mais. Quando acontece alguma coisa com alguém do PT, vira escândalo.

______________

O senhor esteve em São Paulo em apoio a Fernando Haddad. Lá, o senhor não sentiu?

Algum reflexo tem, é óbvio. Eu digo sempre que com o pecado do pecador o povo já se acostumou. O pecado do pregador assusta muito mais. Como nós sempre pregamos a moralidade e o bom uso do dinheiro público, quando acontece alguma coisa com alguém do PT vira um escândalo. Por quê? Porque somos pregadores do bom uso do dinheiro público. O episódio foi em 2005, há o julgamento e a postura de condenação. Agora, não acredito que isso vá ser… Vamos ver em São Paulo, onde o Haddad está crescendo, o Russomano está consolidado na primeira posição. Espero que [no segundo turno] dê Russomano e o Haddad, mas vamos esperar mais um pouquinho.

E o que muda com o envolvimento do nome do ex-presidente Lula, segunda a Veja?

Olha, a Revista Veja, ultimamente, tem se transformado quase que num partido político, como já aconteceu em outros países democráticos como Inglaterra, Estados Unidos. Alguns órgãos de imprensa esquecem de que a imprensa tem direito a ter sua opinião – e nós defendemos a liberdade de imprensa, mas tem momentos que ela assume uma posição e se contamina até diante da sociedade. A tentativa, na minha opinião, é absurda. Eu fui ministro que cuidava de toda aquela questão à época do Mensalão. Eu era o articulador político do presidente Lula… No dia que estive em São Paulo, estava saindo a revista e eu disse “posso garantir que o presidente nunca se encontrou com Marcos Valério nem no Palácio do Planalto nem no Alvorada ou na Granja do Torto”.

Mas a pressão é grande.

Essa tentativa [de envolver o ex-presidente Lula] já foi rechaçada no começo pelo Supremo. É tentativa de contaminar uma pessoa que, para tristeza das oposições, continua morando no coração de 80% dos brasileiros, pelo trabalho que ele fez. Mas não acho que isso vá prosperar. Insisto que é falta de argumento da oposição e aí tenta bater só nessa tecla. O povo ouve a palavra, mas julga pela ação. Creio que a ação do PT ao longo desses anos, seguramente, não é perfeita, mas a gente tem feito processo de prosperidade bastante grande no Brasil e na Bahia.

O senhor sempre foi visto como homem do diálogo e oriundo da base sindical. Por que se enfrentou duas greves duras só neste ano, principalmente a dos professores, que foi a mais desgastante e longa?

A greve da Polícia Militar, na verdade, tinha uma agenda nacional, que era a PEC 300. Então, iniciou-se um processo de greves em outros estados e chegou na Bahia e tomou contornos inaceitáveis e violentos. Graças a Deus, superamos aquela fase. Fizemos uma oferta salarial à Polícia Militar que começa a ser cumprida agora em novembro.

______________

Os negociadores do meu lado e do lado dos professores não exercitaram bem o que é sagrado – a mesa de negociação e o diálogo – e a greve acabou adentrando por uma conotação de politização.

______________

E na greve dos professores?

No caso dos professores, considero que houve erro de parte a parte na mesa de negociação. Os negociadores do meu lado e do lado dos professores não exercitaram bem o que é sagrado – a mesa de negociação e o diálogo – e a greve acabou adentrando por uma conotação de politização. Só lembrar que, seguramente, não sou governador da Bahia duas vezes, deputado três vezes e ex-ministro do presidente Lula por que seja burro. É óbvio que se num ano eleitoral eu pudesse alargar os proventos do funcionalismo público para estar em cada canto com gente satisfeita… Eu tenho limite e tenho que governar dentro da responsabilidade fiscal. Eu só quero lembrar, sem voltar a esse debate, que nós fizemos e vamos completar em março 53% de ganho real sobre a reposição da inflação. Houve desgaste, mas ele vai sendo superado. O governo não é julgado só por esse episódio. É julgado pelo conjunto da obra de cinco anos e meio. Graças a Deus, a gente tem avaliação bastante positiva da população.

Só que as pesquisas ainda apontam desgaste.

Não, você está falando da pesquisa de Salvador. É que o povo tem a mania de pegar pesquisa de Salvador.

Nos maiores centros, como Itabuna, também ainda há reflexo.

Em Feira de Santana virou completamente. Pode não ser igual às outras cidades do interior, mas a avaliação é positiva. Inclusive, em Salvador a regressão da desaprovação já é bastante grande e a gente já tem aprovação superior a não-aprovação. Salvador foi o grande foco da greve dos professores. Mas em época de eleição as coisas são… (pausa)

Mais acirradas?

(…) Mais acirradas e ninguém [da oposição] vai falar das bondades. Mas sou pessoa tranquila. Vou dar o exemplo de Salvador [em relação a pesquisa]: tinha gente comemorando antes da hora e me parece que a festa não vai ser como eles estavam imaginando. Vamos aguardar porque, pelas pesquisas, eu não iria nem para o segundo turno em 2006 e acabei ganhando no primeiro. Achava impossível ganhar do primeiro turno em 2010… Não falo isso com arrogância, mas como recomendação porque pesquisa é fotografia do momento. Eu acabei de ouvir do diretor da própria rede aqui [Marcelo Almeida, da TV Cabrália] que as coisas mudam com muita rapidez em Itabuna. Em São Paulo, todo mundo achava que Celso Russomano (PRB) ia cair [nas pesquisas]  com duas semanas de televisão. Consolidou em 35% e está todo mundo agora batendo perna, não entendendo o que está acontecendo. Então, vou continuar com minha humildade. Evidente que eu sei os problemas que o governo tem, mas também eu sei das entregas que a gente fez e não são poucas, e o povo julga pelo conjunto da obra.

LULA EM FEIRA DE SANTANA

O ex-presidente Lula estará em Feira de Santana no próximo sábado, dia 15, quando participa de evento de apoio à campanha do também petista Zé Neto, às 9 horas, na Estação da Música.

Lula tentará dar uma forcinha a Zé Neto, que tem tarefa inglória de bater o ex-prefeito José Ronaldo (DEM). O democrata aparece com intenções de voto superiores a 70%. Pesquisa Ibope de 10 a 12 de agosto traz Ronaldo com 76% e Neto com apenas 8%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral, sob protocolo 00061/2012.

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA REÚNE 20 ANOS DE TRABALHO DE LUIZ TITO

Imagem captada pelas lentes de Luiz Tito em Barreiras, no oeste baiano, integra exposição.

Tito reúne trabalho de 20 anos em exposição.

O cotidiano de cidades baianas como Feira de Santana e Itabuna será retratado na exposição do fotógrafo Luiz Tito, do jornal A Tarde, no Museu Parque do Saber, Bairro São João, em Feira de Santana.

“Luiz Tito: 20 anos escrevendo com a luz” traz uma coleção de alguns dos melhores trabalhos do profissional nas mais de duas décadas de trabalho. São 60 fotografias em tamanho 50×60, “expondo a verdade nua e crua, sem abdicar da poesia”.

Tito trabalhou por quase dois anos na sucursal d´A Tarde em Itabuna. Ele destaca a qualidade das imagens e o espontâneo presente nas fotos jornalísticas. “Não são frutos de ensaios, mas da apresentação de pequenos fragmentos do cotidiano”, diz.

“As imagens tanto falam, quanto gritam, como sussurram, sorriem e choram, numa mistura formidável de emoções”, diz, confirmando a proposta de não abdicar do poético na exposição em Feira.

PALESTRAS NA ABERTURA

A exposição também reunirá grandes figuras do jornalismo baiano, como o feirense e mestre da fotografia Reginaldo Pereira, que terá a companhia de outro palestrante, o editor de fotografia do Grupo A Tarde, José Carlos Casaes, que falará sobre “Fotojornalismo na era digital”. A programação desta sexta também trará o editor da coluna Tempo Presente, d´A Tarde, Levi Vasconcelos.

Foto de Tito traz usuária de crack, adolescente, dormindo na calçada da Cinquentenário, em Itabuna.

A VERDADE SOBRE O ADOLESCENTE EM CONFLITO COM A LEI EM ITABUNA

Marcos Bandeira 

Sou obrigado a concordar com o articulista que Itabuna, em face da violência exacerbada, principalmente a violência juvenil, está necessitando de uma infraestrutura melhor

O artigo intitulado “Projetos inovadores para combater a violência em Itabuna“, de autoria de Elton Oliveira, embora impregnado de bons propósitos, peca por premissas falsas e pelo desconhecimento do autor sobre o funcionamento do sistema socioeducativo – pelo menos é o que fica demonstrado pela leitura do texto.

Em primeiro lugar, não é de competência do legislativo municipal criar unidades de internamento e semi-liberdade. Esta responsabilidade , de conformidade com a lei do Sinase, é do Estado. O município é responsável pela criação e manutenção de unidades de medidas socioeducativas em meio aberto (liberdade assistida e prestação de serviços às comunidades) e essas unidades funcionam muito bem em Itabuna, sendo referência para o Estado da Bahia, já tendo passado por elas mais de 1.500 adolescentes em conflito com a Lei.

Existem uma excelente equipe interdisciplinar e várias oficinas, inclusive estação digital, que já permitiram a muitos adolescentes saírem do ciclo de marginalidade e das drogas e estarem trabalhando, inseridos no sistema de garantias de Direito. Infelizmente, alguns se evadiram, reiteraram na prática delituosa e outros morreram.

Não é verdade que os “menores são liberados pelas autoridades competentes, sem cumprir a medida socioeducativa”. Os adolescentes que cometem atos infracionais com violência e grave ameaça cumprem medidas de internamento em Salvador e Feira de Santana, enquanto a medida socioeducativa de semi-liberdade é cumprida em Vitória da Conquista. Não existe, portanto, essa ideia de “passar a mão na cabeça do adolescente”.

A Vara da Infância e Juventude de Itabuna realiza por semana cerca de 20 a 25 audiências envolvendo somente adolescentes infratores, e em determinados períodos são realizados mutirões, cada um com cerca de 50 audiências, somente com adolescentes infratores. O adolescente, quando é julgado e condenado, sempre é responsabilizado de conformidade com a gravidade do ato infracional que cometeu e com o seu respectivo perfil.

Existem adolescentes com o perfil para cumprir medidas socioeducativas em meio aberto, e eles cumprem a medida em Itabuna. Outros, com perfil diferenciado e que cometeram atos infracionais graves com violência ou grave ameaça, cumprem a medida de internamento em Salvador ou Feira de Santana, em sistema de internamento.  Atualmente devem existir em Salvador e Feira de Santana mais de trinta e cinco adolescentes que estão privados da liberdade, cumprindo medidas de internamento. Itabuna e Ilhéus são as comarcas que mais encaminham adolescentes para Salvador.

Desta forma, achei oportuno o esclarecimento, muito embora sou obrigado a concordar com o articulista que Itabuna, em face da violência exacerbada, principalmente a violência juvenil, está necessitando de uma infraestrutura melhor. Necessitamos não somente de unidades de internamento e semiliberdade (que é atribuição do Estado da Bahia), mas também de uma delegacia especializada para adolescentes em conflito com a lei (que também é responsabilidade do Estado da Bahia), de uma comunidade terapêuticas para adolescentes drogados (que pode ser de responsabilidade do município), além da implantação efetiva do programa Começar de Novo, para adolescentes infratores (que é uma parceria entre o município e o Estado).

Também necessitamos de muitos projetos sociais capazes de prevenir e retirar a criança e o adolescente do ciclo de marginalidade, como os que estamos tentando implementar com a criação das “Casas Lares”  no Lar Fabiano de Cristo, transferindo as crianças atualmente abrigadas no SOS Canto da Criança, e o projeto “Famílias acolhedoras”, para acolher crianças abandonadas e em situação de vulnerabilidade.

Marcos Bandeira é juiz titular da Vara da Infância e Juventude de Itabuna (BA). 

GOVERNO “BAIXA” EM FEIRA EM APOIO A ZÉ NETO

Convenção atraiu cúpulas do PT e do Governo a Feira de Santana (Franklin Dórea).

Se as condições para a disputa em Feira de Santana são adversas, o deputado e prefeiturável petista Zé Neto pode comemorar o prestígio no seu partido, o PT, e no governo do qual foi líder na Assembleia Legislativa.

Além de Jaques Wagner, oito secretários estaduais “baixaram” em Feira, afora o senador Walter Pinheiro e deputados estaduais e federais. Eles participaram, na Estação da Música, da convenção que homologou o nome de Neto e de Eliana Boaventura, respectivamente, como candidatos a prefeito e vice-prefeito da Princesinha do Sertão.

Wagner, que anda chamuscado pelos 80 dias de greve dos professores, encontrou plateia amiga. E, por lá, declarou-se apaixonado pela campanha de Zé Neto. Paixão que, aliás, vai gerar ciúmes bem ali: o prefeito Tarcízio Pimenta – ex-DEM, hoje PDT – é da base governista.

TEIXEIRA DE FREITAS ENTRE 50 MAIORES GERADORES DE EMPREGO NO PAÍS

Três municípios baianos estão entre os 50 maiores geradores de emprego com carteira assinada do País em maio. Pela ordem, Feira de Santana, Casa Nova (de triste lembrança para um certo deputado federal!) e Teixeira de Freitas. O trio gerou mais de dois mil novos empregos no mês passado.

Feira abriu 721 novos empregos, Casa Nova, 702; e Teixeira de Freitas apresentou saldo positivo de 616 novas vagas formais.

O presidente do Sindicato do Comércio de Teixeira de Freitas, Flávio Guimarães, comemorou o resultado. Ele assinala que o comércio e a construção civil foram os setores que mais contribuíram para o saldo positivo. Como comparativo, Ihéus e Itabuna fecharam maio no “vermelho” (veja aqui).