WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba

unesul bahia

uniftc






janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias


:: ‘Feira de Santana’

UNISA SUSPENDE AULAS

Os polos da Universidade de Santo Amaro (Unisa), em Itabuna, Feira de Santana e Salvador não retornarão às aulas nesta segunda-feira, 6, como estava previsto. De acordo com a instituição de ensino, que funciona no sistema EaD (Educação a Distância), o motivo do adiamento é a greve da Polícia Militar. A coordenação do polo de Itabuna explica que muitos alunos vêm de bairros da periferia e não há garantia de segurança para esse deslocamento.

A Unisa não definiu a nova data para o início das aulas e informa que a confirmação só ocorrerá quando a situação da segurança estiver normalizada.

Em Itabuna, a FTC e a Unime também adiaram a retomada do ano letivo.

TAXA DE HOMICÍDIOS SOBE 6,8% EM ITABUNA

Itabuna registra aumento de homicídios em 2011 (Foto Geraldo Borges).

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) divulgou nesta quinta (26) os dados oficiais da criminalidade na Bahia. A estatística da SSP revela o que todo itabunense constata facilmente no noticiário: cresceu o número de homicídios dolosos em Itabuna.

O município registrou 147 homicídios em 2010 ante 157 mortes violentas em 2011, crescimento de 6,8%.

Com estes números, sobe para 76,21 o percentual de homicídios por 100 mil habitantes em Itabuna. O percentual considerado “aceitável” pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é menos de 10 mortes violentas para cada grupo de 100 mil habitantes.

O percentual itabunense é superior até o de Feira de Santana, que registrou 379 homicídios no ano passado e atingiu percentual de 67,67 mortes violentas por 100 mil habitantes.

De acordo com a SSP, o número de homicídios caiu 5.5% em 2011. A queda da taxa de homicídios ocorre pela primeira vez nos últimos dez anos.

BRIGA POLÍTICA ACABA NA DELEGACIA EM FEIRA

Luiz Tito

Lulinha (DEM) saiu do plenário da Câmara para depor na delegacia (Foto Luiz Tito).

A um ano das eleições municipais, o meio político em Feira de Santana foi sacudido por entrevistas e discursos que se transformaram em caso de polícia. No ringue, ou na delegacia, o vereador Luiz Augusto de Jesus, o Lulinha (DEM), e o deputado federal e ex-companheiro de partido, Fernando Torres (PSD).

Lulinha afirma ter sido ameaçado de morte pelo deputado. A ameaça ocorreu em ligação logo após o vereador se pronunciar em plenário e responder a ofensas postadas em um blog em que Fernando Torres, agora no PSD, o chama de “pau mandado”.

De acordo com o blog, o desabafo do deputado se deve as declarações de Lulinha a respeito dos políticos que trocaram recentemente o DEM pelo PSD. Após a fala na plenária, o telefone do vereador tocou e, de imediato, recebeu uma ameaça de morte, por parte do deputado Fernando Torres.

“O deputado estava muito nervoso. Primeiro, disse que me daria uns socos e depois acrescentou que atiraria em minha boca e quebraria os meus dentes. Ele repetiu isso umas três vezes. Meu pronunciamento buscava apenas fazer a minha defesa, não tenho nada contra o deputado”, disse.

Logo após a sessão, o presidente da Câmara Antônio Francisco Neto (PDT), disponibilizou assessoria jurídica da Casa para orientar o vereador. O procurador da Câmara, Rui Lemi Padilha, o acompanhou até a 2ª Delegacia, onde foi registrada uma queixa crime contra o deputado.

Lulinha disse que a queixa se deve ao fato de todos conhecerem a postura de Fernando Torres na cidade. “Ele já agrediu um servidor público em plena repartição municipal e também a um blogueiro e jornalista. Estou apreensivo com a situação e preciso de segurança. Minha esposa acabou de dar à luz uma criança e tenho outro filho de três anos. Espero que a justiça tome as medidas cabíveis”, falou. O vereador está no segundo mandato e disse que recebeu muitas ligações de solidariedade de vereadores, amigos e lideranças políticas.

Conforme plantonistas da Câmara Municipal, o vereador José Carneiro se pronunciou a favor de Fernando Torres. Segundo ele,  o deputado jamais  ameaçou Lulinha  de morte com um tiro. Mas encerrou a fala dizendo: “o vereador merece uma surra”.

O deputado Fernando Torres em contatos com alguns programas de rádios de Feira de Santana, disse que o vereador está querendo “mídia”. E mandou recado, novamente: “Darei um soco nele e tiros, se preciso for, em legítima defesa. Na minha família, nunca teve assaltante de bancos nem invasores de terras”, disse. Procurado para se pronunciar sobre o assunto, o delegado Nadson Sampaio, titular da 2ª Delegacia de Policia, não foi encontrado.

ITABUNA GERA 8 NOVOS EMPREGOS EM AGOSTO

Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que Itabuna gerou apenas oito novos empregos com carteira assinada em agosto. Setores importantes na geração de emprego na cidade apresentaram resultados decepcionantes.

A construção civil abriu apenas sete novos postos de trabalho. O comércio cortou 19 postos de trabalho e o setor de serviços eliminou 12 vagas. Áreas como agropecuária e indústria inverteram tendência e saíram do vermelho em agosto. O saldo de novos empregos nos oito primeiros meses de 2011 em Itabuna é baixo: apenas 331 novas vagas. Nos últimos 12 meses, o saldo é de 1.124.

Ilhéus contratou mais que Itabuna no mês passado. Gerou 49 novos empregos puxado pelo setor de industrial, que abriu 87 novas vagas, e o comércio, 23. Duas áreas de peso cortaram vagas: serviços (-24) e construção civil (-19). Outro número negativo veio da agropecuária, que eliminou18 vagas. A cidade abriu 208 novas vagas em 2011 e 879 em 12 meses.

BAHIA

Os números no estado revelam que a Bahia criou 7.143 empregos com carteira assinada em agosto, puxado pelos municípios de Salvador  (4.118), Feira de Santana (751) e Juazeiro (245). Cidades como Vitória da Conquista (-15) e Camaçari (-17) foram destaques negativos.

DESAGRAVO A COLBERT MARTINS

O ex-deputado federal Colbert Martins voltou a Feira de Santana pela primeira vez desde a prisão na Operação Voucher, da Polícia Federal. E foi recebido por uma multidão como uma espécie de desagravo. Na semana passada, a prisão de Colbert por suspeita de corrupção deixou até mesmo opositores comovidos e sem crer nas acusações de participação no esquema que desviou cerca de R$ 3 milhões do Ministério do Turismo via uma organização, a Ibrasi. Em Feira, Colbert é reconhecido pelo estilo durão e que prefere perder um voto a comprá-lo. Confira vídeo da Rede Bahia.

INSPIRAÇÃO PARA AZEVEDO

Tarcízio Pimenta dá tchau ao DEM

A anunciada saída do prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Pimenta, do DEM, resultou em pulos de alegria numa cidade situada a mais de 300 quilômetros da “Princesinha do Sertão”. O gestor de Itabuna, José Nilton Azevedo, vê na atitude de Pimenta um possível precedente favorável e um exemplo a seguir.

Azevedo, tal qual o colega feirense, não se sente confortável no DEM. Ele busca nova legenda para se filiar, mas teme uma possível ação em virtude de infidelidade partidária. Caso o DEM deixe Pimenta seguir livre o seu caminho, provavelmente o político itabunense seja o próximo da fila.

Como o Democratas anda em baixa, ninguém se espante se vier em seguida uma debandada.

VINTE CIDADES BAIANAS CONCENTRAM 80% DOS HOMICÍDIOS

Do Correio

Autoridades lançam programa Pacto pela Vida (Foto Manu Dias).

De todos os homicídios que acontecem na Bahia, 80% são registrados em apenas 20 dos 417 municípios baianos. Estes e outros dados foram citados nesta segunda-feira (6) durante o lançamento oficial do Programa Pacto Pela Vida, do governo do estado, no Centro de Convenções. O programa visa diminuir a violência, especialmente os homicídios, em toda Bahia.

Os dados são da pesquisa “Mapa da Violência 2011”, divulgada este ano pelo Instituto Sangari, e serviram de base para a criação do Pacto. A pesquisa é a mesma que apontou que Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, é a segunda cidade mais violenta do país. Itabuna é a campeão em homicídios na faixa dos 15 aos 24 anos na Bahia.

As cidades que concentram a violência no estado são Salvador, Feira de Santana, Camaçari, Itabuna, Lauro de Freitas, Vitória da Conquista, Simões Filho, Juazeiro, Dias D’Ávila, Porto Seguro Eunápolis, Barreiras, Candeias, Ilhéus, Paulo Afonso, Valença, Jequié, Casa Nova, Alagoinhas e Itaparica.

Durante o lançamento, também foi destacada a violência contra a mulher – a Bahia é o estado do Nordeste que mais registra agressão contra a mulher, com 30% dos casos. Em Salvador, são 25 queixas do tipo por dia.

O Pacto pela vida prevê mais investimentos na prevenção e combate à violência. Entre as ações, estão previstas a compra de 500 novas viaturas, contratação de 150 policiais civis, concurso para a polícia técnica e a convocação de policiais militares aprovados no último concurso.

UM CHOQUE DE AUTO-ESTIMA

Daniel Thame | www.danielthame.blogspot.com

Quem visita Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas e Santo Antônio de Jesus, encontra cidades que tem problemas sim, mas respiram desenvolvimento.

Durante décadas, Itabuna foi uma das cidades mais importantes da Bahia e chegou a ocupar o posto de terceira maior economia do Estado, superada apenas por Feira de Santana e por Salvador, a capital.

Sem ser necessariamente uma grande produtora de cacau, por conta de sua modesta extensão territorial, Itabuna converteu-se no pólo de comércio e prestação serviços de uma região com cerca de 100 municípios, impulsionados, todos eles, por um único (e, à época, altamente rentável) produto.

A cidade, vigorosa em sua economia, atraiu uma leva de empreendimentos que a modernizaram e lhe deram ares de metrópole.

Era a Capital do Cacau, como diziam seus moradores, rumo a seu futuro dourado.

A vassoura-de-bruxa, em duas décadas, interrompeu a marcha e reduziu o crescimento da cidade. Ainda assim, fruto do espírito empreendedor de sua gente, uma característica marcante, Itabuna ampliou o setor de serviços e viu nascer pólos de ensino superior e de saúde privada.

A crise, entretanto, revelou aquilo que os momentos de fartura mascaravam: os imensos problemas estruturais de uma cidade sem planejamento, que cresceu de forma desordenada e que não consegue atender demandas básicas de seus moradores, como saúde pública, educação, saneamento e inclusão social.

O preço de ser a “Capital do Cacau” (agora, entre aspas) foi altíssimo: milhares de pessoas, despejadas das propriedades rurais por conta da crise do cacau, migraram para Itabuna, formando grandes bolsões de miséria na periferia, gente quase sempre sem qualificação profissional e, por conta dessa mesma crise, sem mercado de trabalho.

Itabuna ainda é uma grande cidade, mas estagnou-se. Foi superada, com folga, por Vitória da Conquista e, se não houver mudanças drásticas, corre o risco de, em menos de uma década, ser ultrapassada por Barreiras, Santo Antônio de Jesus, Eunápolis e Teixeira de Freitas, que vêm ostentado saltos significativos em suas economias.

Quem visita Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas e Santo Antonio de Jesus, encontra cidades que tem problemas sim, mas respiram desenvolvimento.

Parece simplório, mas o itabunense ao entrar nessas cidades, com acessos bem cuidados, ruas e avenidas limpas e prédios comerciais bem conservados, não consegue deixar de traçar um paralelo com Itabuna e seus acessos, seja os da BR 101, seja os da BR 415 tomados pelo mato e pela sujeira, com as ruas esburacadas logo nas entradas da cidade.

Para quem aprendeu a amar essa cidade, caso deste escriba, é de se lamentar ver Itabuna ficando para trás, como se alguma bruxa amarrasse os ponteiros do relógio do tempo e do progresso.

Lamentações? Bruxarias?

Nada disso! O que Itabuna precisa mesmo é de um choque de auto-estima, daqueles que envolvem o poder público e a sociedade organizada.

Que os governantes efetivamente governem, que nossas entidades representativas deixem de ser apenas bajuladoras do governante de plantão e que os itabunenses rompam esse comodismo que está fazendo a cidade perder espaço para outros municípios.

Sejamos condutores do destino da nossa cidade e não apenas passageiros de um bonde sem freio e, nessa longa estrada da vida, sem motorista.

Daniel Thame é jornalista, blogueiro e autor de Vassoura.

BA-VI NA SEMI E CAPITAL X INTERIOR NA FINAL

O interior do estado tem novamente a chance de, repetindo 2006, fazer o campeão do Baianão de Futebol. Há cinco anos, o Colo-Colo, de Ilhéus, baixava a bola do Vitória, batendo o rubro-negro em pleno Barradão. Ficou com o título.

Desta vez, Serrano (Vitória da Conquista) e Bahia de Feira de Santana estão no páreo pela vaga na final. Do lado oposto, brigam os soteropolitanos Bahia e Vitória.

A definição sobre quais serão os finalistas do Estadual 2011 começa neste domingo, às 16h, quando Bahia e Vitória se enfrentam no estádio de Pituaçu, em Salvador, e Serrano e Bahia de Feira jogam no Lomantão, em Vitória da Conquista.

Vitória e Bahia de Feira vão para os respectivos confrontos com a vantagem de dois empates para chegar à final. Donos das melhores campanhas na fase de classificação, eles decidem vaga em casa. O rubro-negro no Barradão, no dia 1º. E o time feirense, no Joia da Princesa.

Na fase de classificação, o Vitória somou 26 pontos em oito vitórias, dois empates e duas derrotas, conforme estatística da Federação Baiana de Futebol (FBF). O Bahia de Feira foi o segundo melhor time da primeira fase. Somou 23 pontos ao vencer seis partidas, empatar cinco e perder uma.

Semifinalista do Baianão, o Serrano guarda uma curiosidade. Ainda na primeira fase, o time somou apenas 15 pontos. Para se ter uma ideia, o Colo Colo somou 18. Os dois times, porém, eram de grupos diferentes. O campeão de 2006 era do Grupo 1 e o Serrano, do 2.

FEIRA E CAMAÇARI A SALVO

O relatório do emprego em março, na Bahia, registra números negativos em cidades sul-baianas (confira abaixo) e desempenho crítico em Salvador, que cortou 2.756 empregos com carteira assinada em março, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego.

Mas pelo menos duas cidades baianas se diferenciam das demais: Feira de Santana e Camaçari. Feira abriu 300 novas vagas no mês passado e 2.313 no trimestre. Camaçari criou 1.673 novos empregos no mês passado.

ELIANA: 29 ANOS, 220 QUILOS

Do G1:

Uma dona de casa de Feira de Santana sofre de obesidade mórbida e vive sem poder sair de casa. Ela precisa de uma cirurgia e de acompanhamento médico para voltar a ter uma vida normal.

Aos 29 anos, Eliana Santos pesa 220 quilos, ela tem 1,80 de altura e está 140 quilos acima do peso ideal, que deveria ser 80 quilos. As coisas não andam nada bem. ‘Sinto dor de cabeça, nas costas, nas pernas. Para dormir, coloco o colchão no chão’, conta Eliana.

A situação está afetando toda família. ‘Quando tem reunião na escola do meu filho, vou com dificuldade. Os coleguinhas ficam falando que a mãe dele é gorda e ele fica triste’, diz.

‘Quero ver minha mãe magra’, diz o filho entre lágrimas.

Leia o texto completo e assista matéria sobre o caso

PAULO SOUTO DEIXA PRESIDÊNCIA DO DEM

Do Acorda Cidade

O ex-governador Paulo Souto está deixando a presidência dos Democratas na Bahia. A informação foi passada pelo ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho. “Paulo Souto não quer continuar mais na presidência do partido”, destacou Ronaldo durante entrevista ao repórter Paulo José – do Acorda Cidade.

Sem indicar possíveis motivos para a decisão de Paulo Souto, o ex-prefeito de Feira limitou-se a informar que “alguns encontros em nível estadual vão acontecer”, para que seja discutido entre os afiliados do DEM quem será o novo presidente na Bahia.

Ao avaliar a situação da sigla, José Ronaldo disse que o partido continua “em atividade”, embora esteja “passando por algumas mudanças”. A escolha do novo presidente estadual acontecerá nos próximos dias.

HOMEM QUE ARROMBOU ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA TAMBÉM FEZ “LIMPA” EM CONQUISTA

Ezequiel, camisa branca, deixa o Módulo Center após "limpar" escritório do advogado Cosme Reis.

O homem que arrombou um escritório de advocacia no edifício Módulo Center, em Itabuna, fez uma “limpa” em edifícios comerciais em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano.

De prenome Ezequiel, o ladrão roubou nove escritórios de advocacia no centro de Conquista na segunda-feira da semana passada. Acabou preso no último sábado (19), mas misteriosamente conseguiu escapulir no mesmo dia.

Ezequiel é de Feira de Santana, onde acumula nove passagens por estelionato e furto. Uma das vítimas de Ezequiel disse ao PIMENTA que o ladrão costuma ficar por volta de cinco dias, uma semana na cidade onde pretende aplicar os golpes – e se hospeda em hotéis.

Os locais preferidos para roubar são escritórios de advocacia e os “objetos de desejo” são notebooks. Preso em Vitória da Conquista, Ezequiel confessou que vende notebooks por até R$ 100,00.

Uma pessoa que participou do “flagra” em Ezequiel ainda em Vitória da Conquista diz que o ladrão finge ter problemas mentais (“ele se faz de doido”) e aproveita para estudar a movimentação tanto do escritório como do prédio onde vai atacar. “A bolsa que ele sempre carrega traz ferramentas para abrir as portas. É profissional nisso”, diz.

O PIMENTA também entrou em contato com um dos policiais que prenderam “Ezequiel” em Conquista. O soldado William Muniz  diz que várias viaturas foram acionadas para prender o ladrão, que se hospedou no Hotel Fênix, no centro de Conquista. “Ele não se intimida com as câmeras e aqui em Conquista tinha pessoal certo para vender o que roubava”.

Um dos receptadores foi encaminhado para a delegacia. Detalhe: tanto Ezequiel quanto o receptador foram liberados, apesar das provas dos crimes.

Atualizado às 21h13min

QUE POLÍCIA É ESSA?

Cenas chocantes da agressão de dois policiais contra um adolescente, em Feira de Santana. O fato ocorreu nesta quinta-feira, 10, e os dois marginais (digo, policiais) foram afastados das atividades de rua.

PROCON DE FEIRA “BOTA POCANDO” NA OI

O Procon de Feira de Santana ingressou na justiça com uma ação contra a operadora de telefonia OI, em função dos problemas causados à população baiana a partir do incêndio ocorrido na central da empresa em Salvador, no dia 21 de dezembro.

No processo, o Procon  requer indenização no valor de R$ 14.021.432,00, que cobririam danos morais sofridos pela população baiana. Foi utilizada como parâmetro a quantia de R$ 1,00 para cada habitante do Estado. Os recursos, caso a OI seja condenada, serão revertidos ao Fundo Nacional de Defesa do Consumidor.

O órgão municipal reclama ainda R$ 3 milhões relativos à multa administrativa.

TODO ENFIADO

Responda rápido, caríssimo leitor: o que estaria fazendo aquele felicíssimo barbudinho atrás do deputado feirense Colbert Martins (PMDB)?

(Foto Blog do Velame - Feira).

NÉLIS SERÁ APRESENTADO AINDA HOJE

O delegado Nélis Araújo, ex-coordenador regional da Polícia Civil em Itabuna, deverá ser apresentado ainda nesta tarde no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, pela cúpula da Segurança Pública baiana. O delegado foi preso nesta manhã de quarta-feira, 18, em uma operação comandada pelo secretário César Nunes e o chefe da Polícia Civil, Joselito Bispo. A operação foi realizada nos Barris, onde Nélis mora, em Salvador, Ubatã, Ubaitaba e Maraú.

Nélis, que atualmente respondia pela 2ª Delegacia de Feira de Santana, é acusado de mandar matar o colega e algoz André Serra, em outubro do ano passado, em Ipiaú. O assassinato ocorreu a menos de um quilômetro da delegacia da cidade. Além desse crime, o delegado preso teria ligações com o tráfico de drogas.

Atualizado às 22h20min



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia