WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
alba





abril 2018
D S T Q Q S S
« mar    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Fernando Gomes’

FERNANDO DÁ POSSE A 3º SECRETÁRIO DE SAÚDE EM UM ANO E 4 MESES

O novo secretário de Saúde de Itabuna, Deivis Guimarães, tomará posse nesta segunda-feira (16). A solenidade será no gabinete do prefeito Fernando Gomes, no Centro Administrativo Firmino Alves, no São Caetano. Deivis tomará posse cerca de um mês depois da exoneração de Lísias Miranda.

Além de presidente da Associação Brasileira de Fornecedores de Medicamentos (Abfmed), Deivis foi secretário de Saúde de dois pequenos municípios do Espírito Santo (Anchieta – 2015 a 2016 – e Presidente Kennedy – 2013 a 2014) e consultor das secretarias estaduais de Saúde da Bahia e do Espírito Santo.

Deivis Guimarães será o terceiro nome da Pasta da Saúde em um ano e quatro meses do Governo Fernando Gomes. O primeiro a comandar a secretaria foi Vitor Lavinsky, substituído por Lísias Miranda. Os três foram nomes importados pelo prefeito.

JUSTIÇA SUSPENDE DIREITOS POLÍTICOS DE FERNANDO

Fernando tem direitos políticos suspensos

A Justiça suspendeu os direitos políticos do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, por três anos e proibiu de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais e creditícios por igual período ao ser condenado por improbidade administrativa. O prefeito foi denunciado pelo Ministério Público estadual por realizar contratação de servidor sem concurso durante seu terceiro mandato no município, em 1997.

A decisão é um dos destaques da Coluna Satélite, do Correio. A ação tramitava na 1ª Vara da Fazenda Pública de Itabuna há mais de 13 anos e foi assinada pelo então promotor da cidade Márcio Fahel, que recentemente comandou o MP baiano. Fernando pode recorrer da decisão em primeira instância.

FERNANDO, RUI E O “DATACUMA”

Fernando e Rui na contenção da J. Magalhães || Foto Paula Fróes/GovBA

Durante a solenidade de assinatura da ordem de serviço para conclusão do Teatro Municipal de Itabuna, o prefeito Fernando Gomes derretia-se em elogios ao governador Rui Costa, do PT. Falava à plateia de uma “pesquisa” dele sobre as intenções de voto para o governo do Estado:

– Fui em Salvador. Peguei quatro táxis e conversei com 18 pessoas. Não vi um voto para ACM Neto. Todos disseram que vão votar em Rui. Ele é o melhor. Só tem um defeito: a segurança pública no Estado.

E foi assim que surgiu o DataCuma…

Em tempo: Fernando afirmava reconhecer que a segurança é um problema em todo o país. Rui tratou de responder à crítica apontada pelo “DataCuma”. Disse que pouco pode ser feito diante de uma triste realidade: na Bahia, falou Rui, 68% dos presos pela polícia são liberados pela Justiça já nas audiências de custódia. 

TRANSPORTE PÚBLICO EM ITABUNA: A SERVIÇO DE QUE LÓGICA ESTÁ A CIDADE?

Davidson Brito | davidson_brito@yahoo.com.br

 

A surpresa mesmo, para alguns, existe quando a notícia de que o Conselho Municipal de Transporte, órgão representativo que é responsável por fiscalizar e nortear questões relativas ao transporte, assuma determinada posição sem levar em consideração elementos fundamentais para a tomada de uma decisão democrática, legal e transparente. Pior, ainda, é quando a prefeitura, que deveria ser a porta voz da maioria, vai justamente na contramão disso.

O colapso no transporte público deixou de ser uma ameaça há algum tempo e já é uma dura realidade para maioria da população itabunense. Ao passar dos anos, reclamações se acumulam e nada ou muito pouco tem acontecido. Certo mesmo tem sido ao início de cada novo ano a notícia do aumento na tarifa do transporte coletivo urbano e rural.

Não é preciso ser nenhum especialista para ver o óbvio: o transporte público em nossa cidade beira o caos. Tarifa cara, ônibus cheios e passageiros amontoados, desesperados para chegar ao trabalho ou em casa. Número de ônibus insuficientes e horas e horas a fio desperdiçadas diariamente nos pontos. Isso sem mencionar a sujeira acumulada nos veículos, além, é claro, do cotidiano desrespeito ao Estatuto do Idoso. E as principais vítimas, como não poderiam deixar de ser, são os trabalhadores e jovens da periferia que dependem do serviço e são obrigados a viver um inferno diário dentro dos coletivos.

Enquanto isso, o governo municipal de Fernando Gomes, por sua vez, insiste em fazer de conta que tal realidade não existe. E, quando fala sobre o assunto, foge dos reais problemas e tenta a todo custo criminalizar aqueles que buscam denunciar o atual estado do transporte. Longe de discutirem as reais causas para termos chegado a esse ponto, o governo parece tratar o assunto como mera obra do acaso, sem causas ou culpados. A população, por sua vez, é condicionada a se conformar e achar que esse problema não tem solução.

TRANSPORTE PÚBLICO, LÓGICA PRIVADA

Muitas pessoas em algum momento da vida se perguntaram: como o transporte é público se o serviço é restrito devido à cobrança da tarifa? A resposta para tal pergunta é muito simples e tem previsão legal no art. 175º da Constituição Federal, que incumbe ao Poder Público a prestação de serviços públicos, podendo ser de forma direta ou sob regime de permissão ou concessão, sempre através de licitação, como é o caso da situação do transporte em nossa cidade. E é justamente na maneira de como se dá essa concessão que começam nossos problemas.

As companhias públicas de transporte que existiam foram privatizadas nas últimas décadas. Esse processo seguiu o modus operandi das privatizações: primeiro, precariza-se o serviço para, então, passá-lo à iniciativa privada. Os resultados disso os usuários do serviço conhecem bem: tarifas mais caras, serviços piores e redução de direitos e salários dos funcionários.

A opção pelo transporte rodoviário em nosso país se deu devido à pressão e influência do setor privado, através das grandes multinacionais da indústria automobilística, como a Ford. A esse modelo, caro e ineficiente, imposto pelas multinacionais, soma-se o baixo investimento realizado pelos mais diferentes governos. Em Itabuna, a situação não é diferente, onde, segundo os dados do Portal da Transparência da Prefeitura, no ano de 2017 o município sequer chegou a investir o equivalente a 0,3% do PIB local.

Ao mesmo tempo, entregam a cada dia mais a cidade na mão do capital privado, deixando o controle total do serviço de transporte coletivo na mão das grandes empresas, verdadeiras máfias que, junto com os governos de plantão, assaltam o bolso da população e em troca oferecem um serviço precarizado, ineficaz e com tarifas em valores absurdos, que, diga-se de passagem, contam com o respaldo de todo o processo de licitação, que nos tempos atuais mais se parece com um grande acordo político contra o povo. :: LEIA MAIS »

CÂMARA ABRE TRABALHOS DE 2018 EM ATRITO COM FERNANDO

Fernando é aguardado por Chico Reis (à dir) para leitura de mensagem || Foto Pedro Augusto

A Câmara de Vereadores de Itabuna abrirá o período legislativo ordinário de 2018 nesta quinta (15), às 14h, no Plenário Raymundo Lima. A expectativa é grande quanto à presença do prefeito Fernando Gomes.

Pela tradição, o prefeito lê a mensagem do Executivo, mas, além dos atritos na relação com os vereadores, Fernando está de licença por 10 dias. O vice-prefeito Fernando Vita comanda o município desde a semana passada. Ainda não foi confirmada nem mesmo a presença do prefeito em exercício.

Os atritos entre vereadores e Fernando levaram o Legislativo a anunciar autoconvocação na qual foi derrubado o aumento da tarifa de ônibus, no último dia 5. Fernando Gomes decretou tarifa a R$ 3,30 a partir do dia 8 de fevereiro.

As empresas começaram a cobrar o valor, mas o aumento foi suspenso no meio da tarde da última quinta. O prefeito em exercício, Fernando Vita, disse que a suspensão se daria não por causa da decisão da Câmara, mas pelos distúrbios nas ruas, com ruas interditadas e ônibus retidos nas principais vias do Centro.

MANUELA BERBERT ASSUME A COMUNICAÇAO DA PREFEITURA DE ITABUNA

Manuela assume a Ascom

A publicitária e jornalista Manuela Berbert assumiu, nesta manhã de quarta (7), a Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Itabuna.

A posse de Manuela Berbert ocorreu na sala de reuniões, com a presença do vice-prefeito Fernando Gomes Vita e dos secretários Maria Alice Pereira (Governo) e Son Gomes (Administração).

Manu substitui o jornalista Kleber Torres, que agora cuidará de projetos pessoais. A jornalista e publicitária assume a Ascom tendo o desafio de implantar uma nova comunicação institucional e de imagem do prefeito Fernando Gomes.

Formada em Publicidade e Propaganda, colunista e influenciadora digital, Manuela respondia pelo marketing da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna e comandava projetos nas áreas de eventos e internet, além de assessoria de comunicação e relações públicas.

DURVAL LELYS E BABADO NOVO ABREM CARNAVAL DE ITABUNA

Durval Lelys abre a folia no circuito da Beira-Rio, na sexta (19)

Durval Lelys, Babado Novo e Duas Medidas vão abrir a primeira noite do carnaval antecipado de Itabuna no circuito das Avenidas Aziz Maron e Mário Padre, na próxima sexta (19). A festa começará na quinta (18), com a Lavagem do Beco do Fuxico, na Travessa Adolfo Leite, animado pelo tradicional banho de cheiro das baianas e blocos tradicionais.

Grade da programação foi anunciada por Fernando nesta segunda

Na sexta, além de Durval, Babado e Duas Medidas, Denis (ex-Timbalada) e Neto LX também agitarão o circuito na Beira-Rio. Ainda de acordo com a programação anunciada pelo prefeito Fernando Gomes em coletiva nesta segunda (15), Saulo Fernandes, Trio da Huanna, Patrulha do Samba e Marcos e Pablo são as atrações do sábado (20). A grade não traz as atrações regionais.

A folia será encerrada na noite de domingo (21) com Cláudia Leitte, Daniel Vieira, Vingadora e Samba no Beco. As atrações se apresentarão em seis trios elétricos. A folia será realizada pelo município e Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), com patrocínio do Governo do Estado, que bancou as maiores atrações, segundo o prefeito. A folia custará R$ 1,6 milhão aos cofres públicos. O estado investirá R$ 1 milhão na contratação das oito principais atrações.

_________

PROGRAMAÇÃO DO CARNAVAL DE ITABUNA SERÁ DIVULGADA NESTA SEGUNDA

Carnaval de Itabuna começa na próxima quinta (18) || Foto Pedro Augusto/Arquivo

A programação oficial do carnaval antecipado de Itabuna será divulgada amanhã (15), às 10h, durante coletiva concedida pelo prefeito Fernando Gomes, no Centro Administrativo Firmino Alves. Governos municipal e baiano divulgaram como atrações já confirmadas Saulo Fernandes, Durval Lelys, Duas Medidas, Vingadora e Cláudia Leitte, além de cantores e bandas regionais.

Serão mais de 20 bandas e seis trios elétricos na folia que começa na quinta (18) e vai até domingo (21), nas avenidas Aziz Maron e Mário Padre (Beira-Rio). O circuito da festa terá, além do camarote oficial, outros três, dentre os quais o Glamour, que terá entre as atrações as bandas Vingadora e Duas Medidas.

ESTADO BANCARÁ FOLIA EM ITABUNA

Carnaval de Itabuna será bancado pelo Estado || Foto Pedro Augusto

A duas semanas do início do carnaval antecipado de Itabuna, a prefeitura ainda não divulgou as atrações para a folia. O prefeito Fernando Gomes tem audiência marcada para hoje (4) com o governador Rui Costa para tratar de temas como retomada das obras do Centro de Convenções e Teatro e as atrações para o antecipado, que começa dia 18.

O governo baiano deverá ser, novamente, o maior patrocinador do carnaval, assim como em 2017. Pelo menos quatro grandes atrações para a folia estão asseguradas pelo governo estadual. Os nomes deverão ser anunciados até amanhã.

OBRAS DO TEATRO RETOMADAS EM FEVEREIRO

Fernando: obras em fevereiro

As obras do centro de convenções e do Teatro Municipal de Itabuna podem ser retomadas ainda em fevereiro, na avaliação do prefeito Fernando Gomes. O governo municipal trabalha com previsão de que as obras sejam concluídas em agosto do próximo ano, de acordo com o gestor.

A conclusão do centro de convenções e do teatro será tocada pelo município por meio de convênio com o Governo do Estado. O governador Rui Costa assegurou cerca de R$ 14 milhões para a conclusão das obras. A licitação deverá ser lançada, no máximo, no início de janeiro.

GERALDO PARA FERNANDO: “O QUE ESTAVA RUIM, FICOU PIOR”

Geraldo (à direita) diz que Governo de Fernando é pior do que o do antecessor, Vane do Renascer

O ex-prefeito Geraldo Simões havia imposto a si mesmo um prazo de um ano para, só então, se pronunciar em relação ao governo de Fernando Gomes. Respeitou-o. Hoje, o petista utilizou uma rede social para avaliar o primeiro ano de Fernando à frente da Prefeitura de Itabuna. E assim resumiu: “O que estava ruim, ficou pior”.

Para Geraldo, o governo de Fernando conseguiu piorar “a saúde, a educação, segurança e o desemprego” e, acrescentou, abandonou os bairros. Ainda segundo o petista, “nenhuma obra importante foi realizada em toda cidade, quando temos tantas carências. E não temos nenhuma expectativa de melhorias para o próximo ano”.

Segundo o ex-prefeito, os eleitores de Fernando agora “dizem que foram vítimas de propaganda enganosa”. Para alfinetar ainda mais, acrescenta que os mesmos que elegeram Fernando “esperam uma oportunidade” para devolvê-lo pra Vitória da Conquista, onde o agora prefeito ficou por cerca de oito anos. Feita um dia após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmar Fernando Gomes no cargo, a crítica de Geraldo é ilustrada por uma grande fila da Unidade de Saúde Alberto Teixeira Barreto, da Califórnia, imagem mostrada em 1º de novembro em reportagem da TV Santa Cruz.

SINDSERV CHAMA FERNANDO DE “AUTORITÁRIO” POR MUDAR REGIME JURÍDICO SEM DEBATE

Wilmaci Oliveira preside o Sindicato dos Servidores de Itabuna || Foto Divulgação

A diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv) emitiu nota na qual informa ter sido surpreendida pela decisão do prefeito Fernando Gomes de enviar à Câmara de Vereadores projeto que altera o regime jurídico dos servidores e servidoras municipais de Itabuna. “A surpresa se justifica na medida em que o Sindserv, representante legítimo dos trabalhadores, não foi convidado para nenhuma reunião que tivesse a referida alteração como pauta”, informa a nota da entidade presidida por Wilmaci Oliveira.

Para a direção do Sindserv, “tal postura reforça o caráter autoritário do governo. Cabe lembrar que o prefeito cancelou, por decreto, a nomeação da comissão que discutiria a criação do Plano de Cargos e Salários da categoria. E eis que, no final do ano, na calada da noite, por assim dizer, envia para a Câmara algo tão sério como um projeto de mudança de regime jurídico sem nenhuma discussão prévia com o sindicato e/ou com a categoria, maiores interessados no tema”.

O Sindserv encerra a nota informando de solicitação à presidência da Câmara de Vereadores para que “somente aprecie a matéria após profundo debate com o sindicato e com os trabalhadores do serviço público municipal”.

COMPANHEIRO FERNANDO…

Fernando Gomes durante encontro do Lide, em Itabuna

O prefeito Fernando Gomes participava de reunião do Fórum de Líderes Empresarias (Lide), na semana passada, no Restaurante Empório.

Falava de saúde num encontro em que Fábio Vilas-Boas (titular da Sesab) e Jadelson Andrade, cardiologista renomado e diretor do Hospital da Bahia, eram as principais atrações.

De todo o discurso do prefeito, o que mais chamou a atenção foi o finalzinho, quando tascou uma palavra de ordem bem à esquerda:

A luta continua!

Provocou risos e até houve quem pensasse em entregar uma ficha de filiação do PT ao ex-DEM…

DEM DE OLHO NO PROCESSO DE FERNANDO NO TSE

Fernando ainda será julgado pelo TSE || Foto Pimenta/Arquivo

O médico e candidato derrotado à prefeitura de Itabuna em 2016, Antônio Mangabeira, não é o único interessado direito na queda do adversário e prefeito Fernando Gomes, que será julgado em dezembro ou no primeiro semestre de 2018 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nos bastidores de Brasília e em Salvador, não se comenta outra coisa relacionada a Itabuna que não seja o interesse – e a movimentação, também – do deputado federal Elmar Nascimento (DEM) pela queda de Fernando. Não se sabe se o interesse tem a ver com alguma ordem superior – não na altura, mas no grau hierárquico. O site não conseguiu contato com o parlamentar.

Dentro do DEM, outro interessado direito na queda de FG é o prefeito de Salvador, ACM Neto, com quem Fernando brigou antes de deixar o partido. A expectativa é de que o julgamento do processo de Fernando só ocorra no primeiro semestre do ano que vem, mas, os astros podem conspirar contra e o julgamento ocorrer ainda neste mês. O recesso forense começa dia 20 próximo.

PRESIDENTE DA CÂMARA SOFRE ATAQUE; PREFEITO DE ITABUNA TEM CARGO AMEAÇADO

Fernando e Chico Reis não estão se bicando

Fernando e Chico Reis não estão se bicando

Ameaçadas veladas de deposição do prefeito Fernando Gomes pela via Legislativa fizeram ferver a política itabunense no Feriadão dos Comerciários. Aliados do presidente da Câmara de Vereadores, Chico Reis (PSDB), se ouriçaram com a possibilidade de queda do prefeito com o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), trazendo à baila – de novo – a Lei da Ficha Limpa.

Técnicos competentes começaram a ser sondados, desde a semana passada, para a montagem de um governo-tampão, caso Fernando seja defenestrado e Chico Reis assuma o poder. E veio o final de semana, com articulações intensificadas. Surgiu até ameaça de constituir uma Comissão Processante contra o prefeito. A fundamentação para abertura de uma CP estaria em contratos tidos como suspeitos e superfaturados.

A guerra era surda. Até que… Microfone aberto e o profissional de uma emissora de rádio ligada ao prefeito bateu forte no presidente da Câmara. E, também, no deputado estadual Augusto Castro (PSDB), apelidado pela emissora de “Deputado-Ambulância”.

O clima ficou ainda mais pesado. Chico, que já havia sinalizado rompimento com Fernando, não gostou do ataque sofrido na emissora, a Nacional. Não externa publicamente se fará uso do cargo para responder a Fernando. Chico foi, até, acusado de estar a serviço do deputado Augusto Castro, que passou à condição de inimigo político do prefeito.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

DE PROTAGONISTA A FIGURANTE

claudio_rodriguesCláudio Rodrigues | aclaudiors@gmail.com

 

A missão de Geraldo é deixar o papel de figurante e ao menos ganhar o papel de coadjuvante nas eleições do próximo ano.

 

Todos que acompanham filmes, séries e novelas sabem que existe o artista principal. Era assim que minha avó chamava os protagonistas das tramas. Mas, no mundo do entretenimento dos filmes e novelas, não existe apenas o protagonista. Há, também, os atores coadjuvantes. E os figurantes, aqueles que fazem parte da cena apenas na figuração, entram mudos e saem calados. Ou seja, o papagaio de pirata.

Na política, também existem os protagonistas e os figurantes. Isso ficou registrado na última segunda-feira (9), quando o governador Rui Costa esteve em Itabuna para assinar o contrato para a construção da duplicação da Rodovia Jorge Amado (BR 415), que liga as duas principais cidades do sul do Estado, a Rodovia Ilhéus/Itabuna. A imagem do prefeito Fernando Gomes, neoaliado do governador Rui Costa e, consequentemente do PT, o prefeito de Itabuna era o protagonista da solenidade, recebendo todos os afagos dos políticos “capas-pretas” presentes.

No mesmo evento, o ex-prefeito e ex-deputado Gerado Simões não passava de um mero figurante no palanque armado na avenida Juracy Magalhães. Sentado nas fileiras ao fundo, Simões era apenas mais um, na cena onde Gomes, ao lado de Rui, era o artista principal, o protagonista.

Ceplaqueano e líder sindical, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores em Itabuna, Geraldo surgiu para a política da Bahia como o novo e viveu seus momentos de protagonista. Nas eleições municipais de 1988, foi o candidato a vereador mais votado, porém não assumiu o mandato em função do coeficiente eleitoral. Na eleição seguinte, assume o mandato de deputado estadual.

Eis que, em 1992, contrariando todos os prognósticos, Simões vence a eleição para prefeito de Itabuna, numa verdadeira “zebra”. De uma tacada, derrota o então imbatível Fernando Gomes, seu candidato Oduque Teixeira e, de quebra, o ex-prefeito e também candidato Ubaldo Dantas.

Durante sua gestão, Geraldo e seu grupo político sofrem perseguição implacável por parte do todo-poderoso ACM. Mesmo com todo tipo de boicote, faz uma boa administração, o que lhe garante o primeiro mandato para a Câmara Federal nas eleições de 1998. As portas estavam abertas para a volta ao comando do município no ano 2000.

Em sua segunda passagem no comando do município, Geraldo estava no ápice do sucesso político. Coordenou a campanha vitoriosa de Lula à presidência da República, em 2002, e nos bastidores era cotado para compor uma chapa majoritária ao Senado ou ao Governo da Bahia.

Derrotado na campanha pela reeleição, dois anos depois, em 2006, consegue um novo mandato de deputado federal e é convidado a assumir a Secretaria de Agricultura da Bahia, pelo então governador Jaques Wagner. Em 2008, contrariando a tudo e a todos, lança a esposa como candidata a prefeita, é derrotado. Tempos depois, não consegue renovar o mandato de deputado federal e no último pleito municipal como candidato a prefeito sofre uma derrota acachapante, obtendo pouco mais que oito mil votos.

Hoje, Geraldo Simões está sem grupo político, sem credibilidade com profissionais do mercado de comunicação e, acima de tudo, sem carisma e prestígio junto à cúpula de seu partido. A missão de Geraldo é deixar o papel de figurante e ao menos ganhar o papel de coadjuvante nas eleições do próximo ano. Uma missão quase impossível.

Cláudio Rodrigues é consultor.

MANGABEIRA FECHA COM ACM NETO E JUSTIFICA: “RUI PREFERIU O FICHA SUJA”

Mangabeira fecha apoio a ACM Neto em 2018

Mangabeira fecha apoio a ACM Neto em 2018

O médico Antônio Mangabeira (PDT) confirmou que apoiará o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), na disputa ao Palácio de Ondina em 2018. O argumento para não marchar com Rui Costa é visceral: quando concorreu à Prefeitura de Itabuna, ano passado, Mangabeira acabou preterido.

O governo estadual foi para a disputa dividido entre Fernando Gomes (DEM) e Capitão Azevedo (PTB). A 30 dias do pleito, fechou de vez com Fernando. E selou no momento em que o pedetista mais crescia. Magoado, Mangabeira assim justificou a sua decisão ao jornalista Luan Santos, da Coluna Satélite, do Correio24h.

– Rui preferiu o ficha suja e sua imensa rejeição – disse, sem citar o nome de Fernando, que vem recebendo todos os paparicos e atenção do governador Rui Costa – o petista estará em Itabuna logo mais, a convite do prefeito, para participar da Expoita 2017.

Quando esteve em Itabuna e Buerarema, há dez dias, ACM Neto reservou espaço na agenda para conversar, pessoalmente, com o preterido. Acompanhado do empresário Samuca Franco e do vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, ACM Neto foi à casa do médico.

Do encontro, o pré-candidato do DEM saiu com a quase garantia de apoio de Mangabeira. E a garantia veio depois de reuniões ao longo dos últimos dias, sendo selada na sexta (22). “Neto, inclusive, me ofereceu o comando do DEM de Itabuna”.

Mangabeira deverá ser candidato a deputado federal em 2018. Pode levar, consigo, outros apoios, como o do ex-vereador e candidato à Prefeitura de Ilhéus Cosme Araújo, também pedetista. O ex-candidato a prefeito quer se consolidar como principal nome de oposição a Fernando no município.

ACM NETO PARA FERNANDO: “O TEMPO NÃO É BOM PARA QUEM NÃO SABE ESPERAR”

Neto alfineta Fernando e nega que esteja em campanha pelo interior

Neto alfineta Fernando e nega que esteja em campanha pelo interior

ACM Neto almoçou com aliados em Itabuna e participou da festa de aniversário de Buerarema neste domingo (17). Aproveitou o intervalo entre um compromisso e outro para dar estocadas em um ex-aliado e, agora, inimigo político.

“O tempo só não é bom para quem não sabe esperar”, filosofou o neto do falecido ACM em entrevista exclusiva ao repórter Wadson Santos. Era, claro, uma referência ao ex-aliado Fernando Gomes, prefeito de Itabuna e ex-DEM. “Na minha vida, aprendi a reconhecer o tempo das coisas”, completou.

Neto e Fernando romperam relações políticas – e pessoais – em 2016, quando o líder do DEM quis impor a Fernando a candidatura do deputado estadual Augusto Castro (PSDB) na disputa pelo gabinete mais vistoso do Centro Administrativo Firmino Alves. O episódio azedou a relação do agora prefeito com o deputado.

Ainda na entrevista, Neto enfatizou sua relação “histórica” com Itabuna e disse que preferia não comentar sobre o rompimento. “Eu prefiro, neste momento, não fazer comentários sobre questões locais. Tudo na hora certa, no momento adequado”.

PRÉ-CAMPANHA

O prefeito de Salvador veio ao sul da Bahia acompanhado de deputados, dentre eles os tucanos Jutahy Jr. e Augusto Castro, e o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM). Em Buerarema, reuniu-se com políticos e lideranças regionais em um evento no Rotary Club.

Neto tentou tirar a conotação eleitoral de sua visita. “Campanha só ano que vem”, observou, afirmando ter agido com cautela. “Sequer temos feito pré-campanha. Não adianta querer antecipar o processo eleitoral. Temos que avaliar as coisas, a vontade dos baianos”. Redação Pimenta.

DISPUTANDO O APOIO DO FERNANDISMO

marco wense1Marco Wense

 

O ponto em comum de Sérgio e Moreira, pelo menos aqui em Itabuna, é que vão fazer suas campanhas sem pedir votos para a reeleição do governador Rui Costa (PT).

 

A disputa entre Sérgio Gomes e Rafael Moreira, ambos pré-candidatos a deputado estadual, tende a ficar mais intensa com a proximidade da eleição.

Moreira, toda vez que é questionado sobre sua legítima pretensão, sempre deixa nas entrelinhas que o prefeito Fernando Gomes vai apoiá-lo em detrimento de Sérgio Gomes.

Essa insinuação – ou impressão, se o leitor preferir – faz Sérgio ficar irritado a cada entrevista de Rafael, que precisa entender que seu concorrente é filho do alcaide.

É natural que Rafael procure mais espaços no governo e a simpatia do pessoal do primeiro e segundo escalões. Mas soa como provocação o desafio em relação ao apoio de Fernando Gomes.

Fica parecendo que Moreira sabe de alguma coisa, que Sérgio não vai ser candidato em virtude de um acerto que tem com o chefe do Executivo.

Moreira pretende se filar a um partido da base aliada do petismo, mas descartou qualquer possibilidade de ir para o PT e o PCdoB. Seu candidato a deputado federal é Josias Gomes, secretário estadual de Relações Institucionais.

O ponto em comum de Sérgio e Moreira, pelo menos aqui em Itabuna, é que vão fazer suas campanhas sem pedir votos para a reeleição do governador Rui Costa (PT).

Muitos eleitores de Rafael e Sérgio vão votar em ACM Neto (DEM) na sucessão ao Palácio de Ondina. Tem gente graúda na prefeitura condicionando o apoio a uma neutralidade diante do segundo mandato do governador.

Tem também os antipetistas radicais, que andam dizendo que não vão votar em Rafael Moreira em decorrência dessa sua dobradinha com Josias Gomes.

O que se espera é que Rafael Moreira e Sérgio Gomes percorram o caminho da paz e da civilidade. O sol nasceu para todos.

Marco Wense é editor d´O Busílis.

E AGORA, PT?

marco wense1Marco Wense

 

O PT vai ser solidário com Wagner ou ficar do lado de Fernando Gomes, que não quer saber de PT, PT, PT de jeito nenhum?

 

Esse Fernando Gomes não é fácil. Esperou o resultado final do julgamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para dizer que não tem compromisso nenhum com o PT.

Cozinhou o PT em banho-maria. Usou, usou e agora descartou. E para mostrar sua independência, ainda disse, com todas as letras maiúsculas, que não vai votar em Jaques Wagner para o Senado.

“Eu apoio Rui Costa, não tenho compromisso com Wagner e nem com o PT”, verberou o prefeito de Itabuna, deixando claro que o ex-governador é adversário político.

E mais: em conversas reservadas, no chamado núcleo duro do fernandismo, já há uma decisão de não apoiar uma eventual candidatura de Lula – ou de qualquer outro petista – na eleição presidencial de 2018.

E agora? Como é que o comando estadual do PT, sob a batuta de Everaldo Anunciação, vai se comportar diante da “rebeldia” do alcaide?

O PT vai ser solidário com Wagner ou ficar do lado de Fernando Gomes, que não quer saber de PT, PT, PT de jeito nenhum?

Fernando Gomes pode até usar a expressão da ex-presidente Dilma Rousseff: Nem que a vaca tussa eu apoio Lula, Wagner e nem deputado do PT.

Que coisa, hein! Coisas da política. Do movediço e traiçoeiro mundo político.

Marco Wense é o editor d´O Busílis.

FERNANDO LAMENTA A MORTE DA MÃE DO EX-PREFEITO UBALDO DANTAS

Hercília era conhecida pelo vigor e amor ao próximo

Hercília era conhecida pelo vigor e amor ao próximo

Há pouco, o governo municipal emitiu nota na qual o prefeito Fernando Gomes lamenta a morte de Hercília Porto Dantas, de 101 anos, mãe do ex-prefeito Ubaldo Dantas e do ex-diretor da Emasa Geraldo Dantas. Hercília morreu ontem e o corpo foi enterrado nesta manhã de segunda (14).

A nota observa a atuação de Hercília na área social, como já destacada aqui no PIMENTA. Ela fundou e dirigiu, por muitos anos, a Associação das Senhoras de Caridade de Itabuna, além de comandar o Abrigo São Francisco de Assis.

Além dos filhos Ubaldo e Geraldo, ela deixa netos e bisnetos, dentre eles o publicitário Afonso Dantas, que assim anunciou, ontem, a morte da avó:

– Minha vó Hercília, minha segunda mãe, se foi, deixando um legado de amor e carinho por onde passou. Fica a saudade, mas fica a certeza que já era a hora da partida. Hora de virar estrela. E teve seus últimos momentos cercada do nosso amor, em casa, junto à família. Te amo, Vó. Muito!

DECRETO REVOGA MUDANÇAS NA ZONA AZUL

Decreto revogando mudanças foi publicado nesta noite de sexta.

Decreto revogando mudanças foi publicado nesta noite de sexta.

Fernando revogou decreto após chiadeira geral.

Fernando revogou decreto após chiadeira geral.

Decreto revogando as mudanças no sistema de estacionamento rotativo Zona Azul de Itabuna foi publicado no Diário Oficial na noite desta sexta (11). Assim, o prefeito Fernando Gomes recua da decisão tomada por ele, em julho, de cobrar dobrado de motorista que estaciona e não paga a tarifa na hora e de multar por motivos como tempo excedido ou sem identificação em casos como pessoa com deficiência, irregularidades que resultavam, conforme o decreto anterior, em perda de ar cinco pontos na carteira de habilitação.

As mudanças nas regras tornaram-se polêmicas e geraram reações de vários setores da economia local e dos vereadores. Na quinta, o prefeito recebeu os edis e bateu martelo quanto às mudanças. O sistema passa a fazer cobrança como antes, sem multa nem perda de ponto na carteira. A incógnita é se o prefeito manterá a Dom Parking à frente da administração da Zona Azul. Para isso, Fernando afirmou que iria formar comissão para analisar números da empresa à frente do sistema de estacionamento no município.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia