WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘festas juninas’

ELEIÇÕES, COPA E FESTAS JUNINAS REDUZEM RITMO DE VOTAÇÕES NO CONGRESSO

Congresso reduz ritmo de votações com a Copa, eleições e São João || Foto Fábio Rodrigues Pozzebom/AB

A proximidade das eleições, o início da Copa do Mundo da Rússia e as festas juninas no país podem enfraquecer ainda mais o ritmo de votações no Congresso Nacional nas próximas semanas. Dessa forma, temas polêmicos e pautas do governo, como os compromissos assumidos com a greve dos caminhoneiros, podem ser afetados e ficar sem a definição de deputados e senadores.

Na Câmara, o presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), já negou que decretará recesso no período dos jogos da Copa do Mundo, mas lembrou que as festas juninas podem impactar no quórum das votações.

“Só vamos ter problema na última semana [de junho], que junta com a semana de São João, no Nordeste. Então, temos três semanas para trabalhar, há projetos na pauta. A Copa do Mundo, para nossa felicidade, só tem um jogo durante a semana. A gente precisa continuar trabalhando e torcendo para que os jogos do Brasil na segunda fase sejam segunda, sexta e no fim de semana”, acrescentou.

CAMINHONEIROS

Apesar da expectativa em apreciar o projeto de lei que regulamenta o transporte rodoviário de cargas no país (PL4860/16), a medida ainda não foi discuta em plenário pelos deputados, onde tramita atualmente. O projeto estabelece regras para parte das reivindicações dos caminhoneiros que paralisaram em todo o país.

No texto do deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), aprovado pela comissão especial sobre o tema, são estabelecidas formas de contratação dos transportadores autônomos, de cooperativas ou empresas, regras para segurança nas estradas e normas para contratação de seguros em caso de acidentes, perda de mercadoria e até furtos e assaltos.

Marquezelli propõe ainda a criação do vale-pedágio, mecanismo de pagamento automatizado que será obrigatório. Além disso, torna obrigatória a inspeção de segurança veicular de todos os veículos de carga, com maior frequência quanto mais velho o veículo. Inicialmente, o deputado propôs a anistia das multas aplicadas durante a greve dos caminhoneiros, mas um acordo entre líderes partidários retirou o trecho do projeto.

MEDIDAS PROVISÓRIAS

Deputados e senadores devem começar a discussão das três medidas provisórias negociadas pelo governo e representantes de caminhoneiros. As comissões mistas já foram criadas e reúnem 13 deputados e 13 senadores para discutir o assunto.

Entre as medidas estão a determinação da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a reservar até 30% de sua demanda para a contratação de transportadores autônomos e a criação de um preço sobre cada quilômetro de frete – uma das principais reivindicações da greve. Além disso, há a isenção do pagamento de pedágio para os caminhões e carretas que transitarem com eixos suspensos em estradas estaduais que foram concedidas à iniciativa privada.

Como se tratam de medidas provisórias, as matérias já têm força de lei, mas precisam ser referendadas pela Câmara e Senado nos próximos 60 dias, prorrogáveis uma vez por igual período. No entanto, se não forem aprovadas pelas duas Casas em até 120 dias correm o risco de perderem a validade.

CADASTRO POSITIVO

Outro tema previsto para entrar na agenda de discussões da semana é chamado o cadastro positivo. O Projeto de Lei Complementar (PLP 441/17), de origem do Senado, já teve o seu texto-base aprovado no início de maio, mas os deputados ainda precisam analisar os destaques que podem alterar trechos da medida.

A proposta permite que instituições financeiras incluam informações no sistema sem autorização específica dos clientes. O banco de dados deve substituir o cadastro que já existe, mas, por ser optativo, não funciona na prática. Atualmente, o sistema reúne seis milhões de consumidores.

Com a obrigatoriedade proposta pelo projeto, os gestores de bancos de dados terão acesso a todas as informações sobre empréstimos quitados e obrigações de pagamento que estão em dia de pessoas físicas e jurídicas para formação do histórico de crédito.

Esses dados poderão ser usados por instituições financeiras para a criação de uma espécie de ranking de bons pagadores. O projeto estabelece que o banco comunique o cliente sobre a inclusão no cadastro, além de informar os canais disponíveis para o cancelamento desse cadastro no banco de dados. Da Agência Brasil.

BREGA LIGHT E TICOMIA SÃO PROIBIDAS DE TOCAR MÚSICA POR CAUSA DE DÍVIDA COM O ECAD

Festas particulares são proibidas de tocar música por causa de dívida milionária

Três das grandes festas juninas promovidas pela iniciativa privada na Bahia, Brega Light e Ticomia – em Ibicuí – e São João do Allanbick – em Barreiras – estão proibidos, judicialmente, de tocar músicas. Segundo o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), as empresas promotoras destas festas devem quase R$ 3 milhões por não pagamento de direitos autorais.

A dívida foi revelada pelo Ecad ao Bocão News. “Existe uma decisão judicial a favor do pagamento dos direitos autorais aos compositores”, segundo o Ecad, que acusa as empresas de não cumprirem a decisão.

Segundo a reportagem do Bocão News, são R$ 1,6 milhão devidos pelo Brega Light, R$ 700 mil do Ticomia e R$ 690 mil do São João do Allanbick.  As empresas que promovem o Ticomia e o Brega Light não pagam direitos autorais desde 2012 e a festa de Barreiras desde 2005, segundo o Ecad.

FESTAS CONFIRMADAS

As festas estão confirmadas, apesar dos débitos. O Forró Ticomia anunciou, para 23 de junho, Dorgival Dantas, Gabriel Diniz, Mano Walter, Luan Estilizado, Lordão, Calcinha Preta e Mastruz com Leite.

Já o Brega Light, anunciado para os dias 22 e 24 de junho, terá shows de Aviões, Safadão, Gusttavo Lima, Parangolé, Trio da Huanna,  Donas do Bar, Jorge e Mateus, Léo Santna, Marcia Felipe, Jonas Esticado, Solange Almeida e Zé Neto e Cristiano. O Allanbick deve reunir Solange Almeida, Gusttavo Lima, Isaias Estilizado e Toinho & Cia.

COARACI TEM 4 DIAS DE FORRÓ

Josefina: São João da cidadania.

Josefina: São João da cidadania.

Coaraci terá quatro dias de Forró da Cidadania neste ano. O arrasta-pé começou no último sábado (20) à noite e só terminará na madrugada de São João (24), reunindo quase 20 atrações no Arraiá Cultural da Cidadania.

Os primeiros dias foram marcados por muita animação e atrações como Forró Caxangá, Xote Apimentado, Mistura Light e Forró Quebra Barraco.

Nesta segunda (22), quem sobe ao palco da Cidadania é Neto Azevedo, além de Bete Balanço, Turbulência e Amigos da Prosa. De acordo com a prefeita Josefina Castro, o município resgata a alegria do São João do interior com atrações regionais.

Sob o calor junino, a última noite da festa promovida pela Prefeitura de Coaraci, na terça (23), terá Maurício Bahia, Forró 4 Estações, Forroziada, Tony Fernandes e Capitão Forró.

SÃO JOÃO É JEQUIÉ

Informe publicitário

ALCEU VALENÇA NO SÃO JOÃO NO PELÔ

Alceu Valença é atração de hoje no Pelô.

Alceu Valença é atração de hoje no Pelô.

O tradicional Trio Nordestino abriu ontem (20) o São João no Terreiro de Jesus, no Pelourinho, em Salvador. A programação vai até o próximo dia 29, no Terreiro e em ruas do Pelô.

Nesta sexta (21), destaque para o pernambucano Alceu Valença, além de Sarajane com banda Flor de Canela e Jurandy Ferreira.

A programação junina inclui Gilberto Gil, que se apresenta no dia 24 (segunda-feira), Adelmário Coelho, Genival Lacerda, Zelito Miranda, Carlos Pitta, Bruninho do Acordeon, Trio Virgulino e Val Macambira.

FESTAS JUNINAS NO NORDESTE E A CONTRIBUIÇÃO MARCANTE DE LUIZ GONZAGA

Marcos Bispo Santos | educadorpolitico@hotmail.com

Ele é a singularidade e a complexidade do sertanejo, este que, como afirmou Euclides “é antes de tudo, um forte”.

Junho é um mês muito especial para a Região Nordeste e seus nove estados. Desde o Rio Grande do Norte até a Bahia, há uma mística especial nos corações sertanejos e da grande maioria dos imigrantes e seus descendentes que hoje vivem nas capitais, ricas ou não.

As Festas Juninas, que vão desde o 13 de junho até o fim deste mês, têm para as pessoas distantes da capital, o mesmo valor que o Carnaval tem para os soteropolitanos da Bahia ou os habitantes de Olinda e Recife, em Pernambuco.

É uma Festa Belíssima. Sim, porque mesmo sendo várias, estão intrinsecamente ligadas, podendo, por isso mesmo, serem classificadas como uma só. É a festa da colheita, explicam os arquivos mais remotos. São as datas dedicadas a santos muito populares no Nordeste: 13 de junho, Santo Antônio, 23/24 de junho, São João e 29 de junho, São Pedro.

Como está registrado no Documentário Viva São João, de Andrucha Waddington (mesmo autor do filme Eu, Tu, Eles), apresentado pelo ex-ministro da cultura, o nordestino Gilberto Gil, e protagonizado por um time imortal, formado por Sivuca, Dominguinhos, Elba Ramalho, Alceu Valença, Chiquinha Gonzaga (irmã do Rei do Baião) e Targino Gondim, dentre outros, “O São João” é mais que uma festa, é uma redenção das dores e mazelas do povo nordestino.

Por isso e por todo o histórico destA Festa, ela será bem mais verdadeira se trouxer nas letras de suas músicas e na indumentária de seus artistas, a referência, o respeito e a tradução do ser nordestino. Aqui torna-se óbvio reafirmar que consegue isto o/a artista que bebe da fonte do Mestre da Música, do Genial, do Rei, O Rei do Baião (para nós, nordestinos, Rei, com um significado ainda maior do que tem Roberto Carlos para os sulistas), Luiz Gonzaga do Nascimento.

Personagem de várias biografias, dentre as quais destaca-se a da escritora francesa (que em sua infância morou na cidade natal do presidente Lula – Garanhuns – e foi vizinha de cidade deste nosso personagem central) Dominique Dreyfus, A Saga de Luiz Gonzaga, Seu Luiz, semi-analfabeto, estabeleceu-se no Rio de Janeiro e em parceria, sobretudo com um advogado e um médico, Humberto Teixeira e Zé Dantas, conseguiu traduzir em suas canções, o que em décadas as teses acadêmicas tentaram e tentam, sem a eficiência e a audiência por ele alcançadas.

Luiz (que teve o nome grafado com ‘z’ por ter nascido em 13 de dezembro de 2012, dia de Santa Luzia), está para a Música Nordestina como Pelé para o Futebol e Lula para a Política. Ele é a singularidade e a complexidade do sertanejo, este que, como afirmou Euclides “é antes de tudo, um forte”.

É impossível não enxergar Gonzaga e não ouvi-lo, quando vemos e ouvimos, Flávio José, Santana, Dominguinhos, mas também os jovens Targino Gondim (autor e intérprete de Esperando na janela), Estaka Zero, Fala Mansa, Forró do Karoá e Cacau com Leite, dentre tantos outros seus, legítimos seguidores. Estar vivendo este mês, encravado na região aonde ele viveu, em uma cidade e com várias outras vizinhas, por onde ele passou, é uma honra, é algo místico, encantador e poético.

:: LEIA MAIS »

ILHÉUS PODE APRENDER COM MUCUGÊ

Ricardo Ribeiro | ricardoribeiro@pimentanamuqueca.com.br

A praiana Ilhéus, no sul da Bahia, não tem muita coisa em comum com a montanhosa Mucugê, situada na Chapada Diamantina. A primeira possui a maior faixa litorânea entre os municípios baianos e construiu sua história e riqueza sobre a cultura do cacau; a segunda, fundada no século XVIII, foi o centro da exploração de ouro e diamante, um ciclo que se foi e deixou apenas lembranças.

Ilhéus e Mucugê, cada uma com suas características, são cidades extremamente bonitas e atrativas. Uma tem montanhas, vales, cachoeiras e um patrimônio histórico-arquitetônico preservadíssimo; a outra tem belas praias, matas, rios, a Lagoa Encantada e um patrimônio cultural apenas razoavelmente preservado.

Mas o que Mucugê, com seus cerca de 15 mil habitantes, tem a ensinar a Ilhéus, um dos maiores municípios da Bahia? Se o assunto for turismo, a resposta é “tudo”.

Bem distante do ciclo do ouro e do diamante, Mucugê tem hoje sua economia focada na agropecuária e no turismo. Vizinha a Lençóis, a cidade recebe visitantes durante todo o ano e é o tipo de lugar em que o turista se sente verdadeiramente acolhido. A impressão que se tem é de que cada morador é um amigo, um guia, alguém que entende a importância de quem chega para a economia da cidade.

Neste período de festejos juninos, TODAS as casas de Mucugê se enfeitaram, assim como os bares, restaurantes e pousadas. As praças, impecáveis, também receberam decoração especial e até os telefones públicos (pasmem, em Mucugê eles funcionam!) ganharam seu chapéu de palha. A cidade inteira no clima da festa e, o que é mais importante, limpa, bem-cuidada, organizada.

Ilhéus, que nesta terça-feira, 28, completa 477 anos de fundação e 130 de elevação a cidade, esbanja atrativos para se tornar um dos mais importantes polos turísticos do Brasil. Falta-lhe, no entanto, um poder público que proporcione pelo menos os serviços básicos, tais como limpeza das ruas e praias, cuidado com as praças e segurança; e uma população que entenda a importância do turista e o acolha bem, sem cometer “pecados” como o desleixo, a soberba e a exploração.

Pelas suas belezas naturais, está claro que Deus fez Ilhéus para ser uma cidade turística. Resta ao seu povo (governantes e governados) entenderem-na como tal. A pequena e acolhedora Mucugê, que provoca em cada visitante um irresistível desejo de voltar, não se limitou ao que recebeu do Criador. Nela, a fórmula do sucesso somente se completa porque cada um faz a sua parte.

Ricardo Ribeiro é um dos blogueiros responsáveis pelo PIMENTA.

 

Mucugê "se veste" para receber os visitantes nas festas juninas (imagens do Pimenta)

FORRÓ CRISTÃO

Acontece a partir das 20 horas deste sábado, 4, na AABB de Itabuna, o 11º Forró Cristão, evento que mistura a proposta de evangelizar com a valorização das tradições dos festejos juninos. A expectativa é de que cerca de mil pessoas caiam no arrastapé, dançando ao som das bandas Crescendo com Cristo, Ministério de Música Rainha da Paz, do cantor Góes e da Forroteca.

Os ingressos podem ser adquiridos no local e custam R$ 10,00 mais um quilo de alimento (a “casadinha” fica por R$ 15,00 mais a doação). Os alimentos recebidos serão destinados à creche Santa Maria Goretti.

HUGO PENA: “ESTAREI EM ITABUNA MESMO CONTRA A VONTADE DE CARLESSE”

Pena comenta separação da dupla e show em Itabuna.

A dupla Hugo Pena e Gabriel está se separando e desde o início da semana pairavam dúvidas sobre a presença de Hugo no Forró da Jacutinga, amanhã, no Espora de Ouro, em Itabuna. A dupla é uma das principais atrações da festa.

Hugo Pena faltou aos últimos quatro shows devido a divergências com o empresário da dupla, Marcos Carlesse. Durante a semana, ele assegurou a sua participação no Forró da Jacutinga, ao entrar em contato com a produção do evento.

O músico falou com exclusividade ao PIMENTA e disse que estará em Itabuna, amanhã (7), apesar da resistência do empresário. “Estarei em Itabuna, neste sábado, mesmo contra a vontade do meu empresário Marcos Carlesse”.

Mais diplomático, afirmou estar muito feliz por poder cantar em Itabuna. “Apesar da dificuldade, nada apagará o brilho desta festa maravilhosa”.

O músico evitou se aprofundar sobre as causas do litígio com o empresário Marcos Carlesse. Pena disse que “a dupla está se separando por motivos administrativos”.

Nos bastidores musicais, a versão do empresário Carlesse é que Hugo Pena estaria faltando a shows da dupla por interferência de Manoela Diniz, herdeira do Grupo Pão de Açúcar e casada com o músico, o que ele nega.

JOVEM BALEADO EM IPIAÚ

Encontra-se em estado grave o jovem Noelton Mendes Silva, que levou dois tiros na noite de ontem (04), no encerramento  da festa de São Pedro, em Ipiaú. Um elemento cuja identificação não foi revelada pela polícia disparou cinco tiros contra o rapaz, errando três.

Uma das balas atingiu Noelton na altura da coluna cervical, o que pode deixá-lo paraplégico. A vítima foi atendida inicialmente no Hospital Geral de Ipiaú, mas em função da gravidade de seu estado acabou sendo transferida para o Hospital Prado Valadares, em Jequié.

O fato foi considerado pela polícia como um acontecimento isolado no São Pedro em Ipiaú, onde foram registradas poucas ocorrências. Sessenta policiais militares trabalharam na festa.

As informações são do site Notícias de Ipiaú.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia