WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





junho 2018
D S T Q Q S S
« maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: ‘FICC’

CACHÊ DE ATRAÇÕES DO CARNAVAL DE ITABUNA AINDA NÃO FOI PAGO; ARTISTAS COBRAM A FICC

Músicos que tocaram no carnaval de Itabuna voltam a cobrar pagamento do cachê

Artistas que tocaram no Carnaval Antecipado de Itabuna voltaram a reclamar de atraso no pagamento de cachê por parte da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC). Bandas e cantores locais deram prazo de três meses ao município para quitar o cachê, parcelado em duas vezes. A primeira parcela venceu em abril e já foi paga com atraso. E a de maio até agora não foi paga.

A informação repassada aos artistas, na FICC, é de que o pagamento depende de repasse a ser feito pela Prefeitura e que depende de autorização do prefeito Fernando Gomes. Mas não há previsão de quando este pagamento irá ocorrer. Em abril, os artistas tiveram que aguardar a nomeação de diretor financeiro e de chefe da contabilidade para ordenar os pagamentos.

Artistas lamentam o que consideram falta de compromisso da FICC, já que, atendendo a apelo do prefeito Fernando Gomes, os músicos aceitaram parcelar o cachê e recebê-lo três meses depois, mas o prazo não foi respeitado. “É um desrespeito conosco”, reclama um dos músicos que ainda não receberam o cachê integral.

FICC PROMETE PAGAR A PRIMEIRA PARCELA DE CACHÊ DE MÚSICOS NA SEGUNDA

Músicos que tocaram no carnaval de Itabuna deve começar a receber cachê na segunda

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) deve, finalmente, iniciar o pagamento do cachê dos músicos e bandas locais e regionais que tocaram no carnaval antecipado de Itabuna. A folia foi realizada no período de 18 a 21 de janeiro. A primeira parcela do dinheiro foi prometida para segunda-feira (30), mas os artistas devem apresentar documentação novamente na sede fundação.

Para quitar a dívida, a FICC está exigindo que os artistas apresentem certidões de regularidade fiscal e tributária, certidão municipal, além dos documentos pessoais do contratado. Em caso de pessoa jurídica serão necessárias as certidões e a declaração de representação como empresário exclusivo da banda ou músico.

De acordo com a FICC, “os documentos são os mesmos solicitados no ato da contratação, visto que essa documentação encontra-se retida com o Ministério Público da Bahia, desde 7 de fevereiro de 2018”. O MP-BA investiga indícios de fraude e superfaturamento em contratos assinados pela fundação.

ITABUNA: ARTISTAS COBRAM PAGAMENTO DO CACHÊ DO CARNAVAL

Carnaval de Itabuna teve mais de 20 atrações locais em 2018 || Foto Pedro Augusto

Bandas e artistas locais que se apresentaram no Carnaval Antecipado de Itabuna estão cobrando pagamento dos cachês. A folia em Itabuna foi realizada no período de 18 a 21 de janeiro, nas avenidas Aziz Maron e Mário Padre.

Ao contrário das atrações nacionais – que foram pagas pelo Governo da Bahia, as bandas e cantores locais parcelaram cachês em duas vezes, com o primeiro pagamento para o início de abril e o segundo previsto para maio.

“Tivemos na FICC [Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania] e disseram que nem há previsão de pagamento”, afirmou um artista, mas pedindo anonimato para não sofrer retaliações.

Mais de 20 bandas e cantores se apresentaram na folia itabunense. Funcionários teriam informado que o pagamento ainda dependeria da nomeação de um contador para a FICC. A folia é investigada pelo Ministério Público Estadual (MP-BA).

OUTRO LADO

O presidente da FICC, Daniel Leão, atribuiu o atraso no pagamento da primeira parcela à substituição da diretora financeira da entidade. Segundo ele, o novo titular já foi nomeado e o pagamento às bandas e artistas deverá ocorrer, “no mais tardar”, na próxima segunda-feira (23). De acordo com o presidente, os recursos já foram liberados pelo prefeito Fernando Gomes para o pagamento. Atualizado às 17h29min.

DEZ MIL PESSOAS DEVEM ASSISTIR À ENCENAÇÃO DA PAIXÃO DE CRISTO EM ITABUNA

Paixão de Cristo será encenada em Itabuna na sexta || Foto Eric Souza/Ficc

A Fundação Itabunense de Cultura (FICC), apresentará nesta sexta-feira (30), o espetáculo teatral A Paixão de Cristo. A encenação, que mostra uma perspectiva marcante da Via Crúcis e a ascensão de Jesus Cristo, será no Estádio Luiz Viana Filho, às 19 horas.

Segundo o presidente da FICC, Daniel Leão, a expectativa é atrair um público de 10 mil pessoas. “Assim como o ano passado, esperamos receber um número expressivo de espectadores”, pontuou. Em 2017, cerca de 6 mil pessoas compareceram ao estádio.

Ele revelou, ainda, que esta edição será marcada pela “filantropia”. “Como forma de demonstrar amor ao próximo, e ajudar aos mais carentes, decidimos pedir ao público 1 quilo de alimento não perecível”, ressaltou, enfatizando que a doação é opcional.

De acordo com o produtor cultural e diretor da peça, André Sena, entre os 120 integrantes do elenco, estão atores de vários municípios do sul da Bahia, dentre elas, Barro Preto, Buerarema e Itajuípe. Sena informou que a cenografia está sob responsabilidade de Diovane Tavares. O texto é de Équio Reis (ator e diretor importante na história do teatro de Itabuna e região, já falecido), adaptado por André Sena.

O espetáculo A Paixão de Cristo é uma realização da FICC, Prefeitura de Itabuna e Grupo Arte Encena. O evento conta com o apoio da Diocese de Itabuna e da Secretaria de Assistência Social, que será responsável pela arrecadação e distribuição do donativos às entidades carentes e filantrópicas de Itabuna.

ITABUNA SELECIONA PATROCÍNIOS PARA O CARNAVAL 2018

Sede da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC)

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) lançou editais de seleção de patrocinadores do Carnaval 2018. A folia está prevista para o período de 18 a 21 de janeiro, nas avenidas Aziz Maron e Mário Padre. A fundação espera obter patrocínio de, pelo menos, R$ 100 mil no segmento bebidas (cerveja e refrigerante). O vencedor obterá exclusividade de comercialização da marca no circuito da festa.

As propostas das cervejarias deverão ser apresentadas nesta terça (12), às 9h, na sede da FICC, na Praça Laura Conceição, no Centro. Os envelopes com a documentação e propostas deverão ser entregues na sala da Comissão Permanecente de Licitação. Leva a empresa que apresentar o melhor lance, de acordo com a assessoria da entidade.

Já o processo seletivo para patrocinador em outros segmentos, exceto bebidas, está programado para 20 de dezembro, também da sede da FICC. A sessão pública está prevista para começar também às 9 horas. Informações podem ser obtidas por email (ficclicita@gmail.com e licitaficc@gmail.com) ou pelo telefone 73-3613.4915.

COMPLÔ CONTRA O PRESIDENTE DA FICC

Leão é alvo de membros do governo

Leão é alvo de membros do governo

A edição desta semana do jornal A Região cita complô no governo municipal contra o presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), Daniel Leão. Na coluna Malha Fina, a publicação reforça o já escrito por este blog.

Ainda de acordo com o jornal, o “castigo” contra Leão foi deflagrado porque ele colocou “um freio nos super contratos e pagamentos”. A freada levou o alto escalão do governo fernandista, cita o jornal, a “se aborrecer e começar a fritura, deixando Leão com a cuia na mão”.

Por causa da ação nefasta contra o dirigente, reforça o jornal, a Ficc acabou atrasando pagamento a fornecedores e, algo inédito, a árbitros do Campeonato Interbairros.

Leão já abriu o olho…

POLÍCIA DEFINE ESQUEMA DE SEGURANÇA DO “FORRÓ DO POVO”

Reunião Segurança FICC PMA polícia militar definiu efetivo de 90 homens, a cada noite, para a segurança do Forró do Povo, a festa de São Pedro de Itabuna. O efetivo foi anunciado, nesta quarta (28), durante reunião do comando da PM com o presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) para os últimos ajustes do esquema de segurança do evento, na Beira-Rio.

A expectativa é de reunir até 70 mil pessoas em três noites de festa, na Praça Rio Cachoeira, na Beira-Rio, em Itabuna, de acordo com o comando da PM. “Além da população itabunense, o município receberá um público considerável vindo de cidades circunvizinhas. Portanto, teremos um efetivo de 90 homens, por noite, para garantir a segurança das famílias”, ressaltou o comandante do 15º Batalhão da PM, Daniel Riccio.

O Forró do Povo começará às 17 horas desta quinta (29). Promovido pela Prefeitura de Itabuna, por meio da FICC, com o patrocínio do Governo da Bahia. Serão 18 atrações em três noites, incluindo Aviões do Forró, Dorgival Dantas, Adelmário Coelho e Estakazero.

FICC ABRE INSCRIÇÕES PARA OFICINAS DE ARTE E DANÇA

Denise Tavares: 23 modalidades de cursos.

Denise Tavares: 23 modalidades de cursos.

As matrículas para as oficinas do Programa de Arte e Cultura em Áreas de Interesse Social (Pacais) da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) já estão abertas. Os cursos oferecidos são os de violão, teatro, desenho e pintura, futebol, percussão, zumba, yoga, ballet, bateria, dança de rua, dança afro, muay thai E contação de histórias.

As inscrições deverão ser feitas nas Unidades das Casas das Artes, das 8hs às 12hs e das 14hs às 16hs. No ato da inscrição o aluno deverá comparecer com a carteira de identidade e comprovante de residência. Menor de idade deve ir acompanhado dos pais ou responsáveis.

Segundo a coordenadora pedagógica do Pacais, Denise Tavares, são 23 modalidades de cursos distribuídos em 39 oficinas. O projeto contempla crianças, jovens e adultos de vários bairros de Itabuna. Mais informações através do telefone (73) 3613-4915.

“LETRAS DE ABRIL” NO CENTRO DE CULTURA

Genny Xavier coordenada o Letras que Voam, da FICC.

Genny Xavier coordenada o Letras que Voam.

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) e a Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA) promovem, na próxima terça (18), o “Letras de Abril”, que busca incentivar a leitura entre o público infantil. A programação ocorrerá das 8h às 11h30min e das 13h30min às 16h30min, voltada para crianças matriculadas em escolas municipais ou atendidas por projetos sociais.

Segundo a coordenadora do projeto, Genny Xavier, a programação da sessão especial terá atividades lúdicas de contação de histórias, com a educadora Edna Serpa; Teatro de Bonecos, com direção de Diovane Tavares; e participações musicais do cantor Nonato Teles e da cantora Jullia Ewelyn; além de exibição de filme e espaço de leitura.

O evento é parte do projeto Letras que Voam, da Ficc. O projeto visa estimular a prática de leitura por meio do acesso ao livro e da promoção de atividades lúdicas. Para agendamento de visita do projeto, com oficinas de leitura, basta entrar em contato com a FICC através do telefone (73) 3613 4915 ou enviar ofício de solicitação para o e-mailletrasquevoam@gmail.com. Interessados também podem procurar informações na Sala de Apoiodo projeto, situada na sede da FICC, na Praça Laura Conceição, 339 – Centro.

COM APOIO DA FICC, ATLETAS ITABUNENSES VENCEM COPA SÃO PAULO DE JUDÔ

João, Daniel Leão e Viviane Izidro após conquista em SP.

João, Daniel Leão e Viviane Izidro após conquista em SP.

Dois atletas itabunenses ganharam destaque nacional no último dia 2 de abril. Viviane Izidro Santos e João Victor, de 16 e 19 anos, respectivamente, foram campeões da Copa São Paulo de Judô de 2017 na modalidade Kata. Ambos integram a equipe da Associação Ipon de Judô em Itabuna, que tem como coordenador, o professor Roni Montenegro.

Morador do bairro Conceição, João Vitor, que pratica judô desde os 14 anos, acumula diversos títulos regionais; além de ter sido campeão brasileiro em 2016. O atleta iniciou a carreira praticando capoeira, logo depois, descobriu a paixão pelo judô. Viviane, residente no São Pedro, começou o esporte com 9 anos de idade. A atleta revelou que o principal incentivo surgiu da mãe, que já praticou a modalidade quando mais jovem.

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), junto com a Diretoria de Esporte, patrocinaram a viagem da dupla para São Bernardo do Campo, onde foi realizada a Copa. O presidente da FICC, Daniel Leão, ressaltou que o objetivo da entidade é incentivar novos valores e revelar atletas que possam se destacar nas diversas modalidades esportivas.

FICC OFERECE 60 VAGAS E ATÉ R$ 2 MIL DE SALÁRIO EM SELEÇÃO PÚBLICA

Sede da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).

Sede da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).

As inscrições para o Programa de Arte e Cultura em Áreas de Interesse Social (Pacais) ficam abertas até a próxima segunda (3). São oferecidas 42 vagas para oficineiros de Arte e 18 para assistentes artísticos, de acordo com edital da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc). O programa tem por objetivo difundir a cultura através de oficinas de iniciação artística. Salário varia de R$ 1 mil a R$ 2 mil.

CONFIRA EDITAL

Do total de vagas ofertadas para os cargos descritos no Edital, duas serão reservadas a pessoas com deficiência, desde que haja compatibilidade com as atividades do cargo pretendido. Segundo a coordenadora pedagógica do programa, Denise Tavares, ao longo da sua execução o Pacais já contemplou mais de 5 mil pessoas no município.

:: LEIA MAIS »

LOJA PÕE LIXO NA ARTE. E A ARTE, NO LIXO!

Painel de Genaro sofre ataque da Ricardo Eletro (Foto Pimenta).

Painel de Genaro sofre ataque da Ricardo Eletro (Foto Pimenta).

O painel A civilização do cacau (Saga do cacau), de Genaro de Carvalho, no encontro da Praça Adami com a Avenida do Cinquentenário, em Itabuna, é um dos mais ricos retratos da cultura cacaueira sul-baiana. A obra foi fixada ali, no Edifício Comendador Firmino Alves, em 1953, encomendada pelo Banco Econômico. Sofreu a ação do homem até ser, finalmente, restaurada em 2011 pelo artista Richard Wagner, contratado pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), então presidida pelo escritor grapiúna Cyro de Mattos.

Para resistir à ação predatória em uma das regiões mais movimentadas do centro da cidade, um gradeado protege o painel em azulejo. Nem sempre o bicho homem respeita este limite. Nem sempre o gradeado significa proteção. Camelôs utilizam o espaço para guardar produtos ou até mesmo cadeiras. Não há repressão por parte do município.

A permissividade abriu espaço para que não só os informais cuidassem de, novamente, ameaçar o patrimônio artístico e histórico. De domingo para segunda, homens contratados pela Ricardo Eletro tiveram a “brilhante” ideia de usar o espaço para descartar o resto de letreiro da finada Insinuante.

Questionada pelo PIMENTA, a gerência da loja explicou que a decisão de usar aquele espaço como descarte de lixo teria sido tomada, desavisadamente, por operários contratados para mudar a cara do estabelecimento, trocando o letreiro da finada rede de móveis e eletros. “A gente vai tirar [o lixo] amanhã”, disse a tranquila gerente.

O blog procurou a presidente da Ficc, Nilmecy Gonçalves, mas a sua assessoria informou que ela estava fora da cidade.

CEI FINGE QUE MIRA EM ROBERTO JOSÉ

Aldenes e Jairo colhem assinaturas para instalar CEI

Aldenes e Jairo colhem assinaturas para instalar CEI

A dupla de vereadores comunistas na Câmara de Itabuna – Aldenes Meira e Jairo Araújo – coletava assinaturas na tarde de hoje (24) para abrir uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) com o objetivo de apurar supostas irregularidades na gestão de Roberto José na Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).

Comenta-se que o ex-presidente da fundação possa ter exagerado nos gastos e tais suspeitas deverão ser apuradas pela CEI, que já teria assinaturas suficientes para ser instalada. Nos bastidores, também se diz que os comunistas jogam por tabela e o verdadeiro alvo não seria Roberto José, ou pelo menos não somente ele.

No Centro Administrativo Firmino Alves, tem gente que vai precisar tomar cuidado para não perder o controle.

ITABUNA TERÁ PROGRAMAÇÃO CULTURAL NA PASSAGEM DA TOCHA OLÍMPICA

Tocha Olímpica chegará a Itabuna exatamente um mês após ter sido acesa na Grécia

Tocha Olímpica chegará a Itabuna exatamente um mês após ter sido acesa na Grécia

Como uma das cidades contempladas com a passagem da Tocha Olímpica, Itabuna prepara um pacote de atividades culturais para marcar a presença do símbolo dos jogos. A festa está programada para o dia 21 de maio, a partir das 16 horas.

A Tocha Olímpica percorrerá as principais avenidas de Itabuna. Nesse percurso, haverá apresentações diversas, promovidas pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc). Está prevista exibição de rodas de capoeira, grupos de percussão, fanfarra, violinos e balé. Parte dessa programação está reservada para o momento final da passagem, em cerimônia na Praça Rio Cachoeira.

Na praça,onde a Tocha Olímpica ficará exposta, haverá apresentação da Fanfarra Falcões e de balé grego com alunas do projeto Viv-à-rte. Segundo a Prefeitura, por determinação do Comitê de Organização Local, não será permitida a instalação de barracas para venda de bebidas e alimentos na praça.

FICC CONTESTA NOTA DO PIMENTA

A assessoria da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) enviou nota ao PIMENTA, contestando postagem na qual o blog se refere a queixas de monitores de programas desenvolvidos pela instituição, devido ao atraso de salários.

A Ficc não nega o atraso, mas afirma que seria falsa a afirmação de que os trabalhadores  reclamaram do problema.  Os pagamentos deveriam ter ocorrido no dia 11, mas, de acordo com a Ficc, começariam a sair somente ontem (19).

Diz a nota que “é ZERO o número de colaboradores que oficialmente se pronunciaram com a presidência da FICC ou  mesmo com os setores de Coordenação dos referidos programas no sentido de registrar quaisquer sentimentos de insatisfação”.

O PIMENTA observa que em nenhum momento se referiu a reclamações ou pronunciamentos oficiais dos funcionários, mas tão somente que o atraso gerou queixas, ainda que não manifestadas “oficialmente”.

Ainda segundo a nota da Ficc, “a reclamação parte, na verdade, de um elemento pontual que, por algum motivo, distanciado da maneira austera e transparente com que a FICC se relaciona com todos os seus colaboradores, emerge-se num esforço de desconstruir o bom andamento das políticas públicas que vêm sendo implementadas pela FICC ”.

O PIMENTA desconhece qual seria esse “elemento pontual”, mas o fato é que recebeu manifestações de funcionários descontentes. Por algum motivo, que compete somente aos mesmos ponderar, eles optaram por não revelar suas identidades.

Ainda na mesma nota, a Ficc contesta suposta informação do blog sobre gastos de R$ 50 mil na compra de “copos descartáveis”, ressaltando que a despesa com esse material foi, na verdade, de 5.320,00.

Em nenhum momento o PIMENTA se referiu à compra de “copos descartáveis”, sendo claro que houve confusão da assessoria da Ficc neste item. Na verdade, o blog comentou sobre a compra de copos de água mineral e de fato cometeu equívoco no valor informado, o que merece o devido reparo.

Conforme a ata de registro de preço número 006/2016, referente ao processo licitatório 003/2016, a Ficc desembolsou R$ 48.680,00 em contrato que envolveu o fornecimento, por um período de 12 meses, de água mineral (em copos, garrafas de 500 ml e garrafões de 20 litros) e 3 mil refeições acondicionadas em quentinhas.

Fica feito o esclarecimento.

FICC EXPLICA ATRASO DE PAGAMENTO

Ficc esbanja nas compras, mas se aperta para pagar salários

Ficc esbanja nas compras, mas se aperta para pagar salários

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) iniciou ontem, com atraso de oito dias, o pagamento aos monitores do Programa de Arte e Cultura em Áreas de Interesse Social e do Projeto Viv-à-rte. Em nota, a entidade atribuiu a demora a “questões burocráticas de natureza bancária, concernentes à transição entre presidências”.

O atraso gerou muitas queixas dos monitores e comentários anônimos enviados ao PIMENTA (possivelmente por funcionários contratados pela Ficc). Em comentário à nota publicada pelo blog sobre os gastos da fundação com estrutura para eventos (palco e cobertura), um leitor observou: “sobra dinheiro na Ficc, mas falta no bolso dos educadores sociais”.

A nota  do blog informara que, no primeiro trimestre de 2016, a fundação pagou R$ 480 mil em despesas com palco e toldo, sendo R$ 260 mil apenas em março. Na Prefeitura, o comentário é de que a Ficc vive uma situação privilegiada e um exemplo curioso foi a licitação para a compra de copinhos de água mineral, no valor de R$ 50 mil, também no primeiro trimestre.

Nem o gabinete do prefeito Claudevane Leite é tão bem abastecido, tanto que é normal o gestor mandar pedir água à fundação de cultura.

SOBRA DINHEIRO NA FICC, MAS FALTA PARA TAPA-BURACOS

Ficc pagou R$ 480 mil em despesas com som e palco nos três primeiros meses de 2016

Ficc pagou R$ 480 mil em despesas com som e palco nos três primeiros meses de 2016

A crise felizmente não bateu às portas da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc). Se por aí muitos reclamam da falta de dinheiro, esse problema não existe no órgão municipal responsável pelo desenvolvimento de projetos culturais, o que pode ser verificado por meio de alguns números recentes.

Para se ter uma ideia da fartura, nos três primeiros meses deste ano, a Ficc pagou R$ 480 mil somente em despesas com palco e cobertura (toldo). Mais da metade desse valor (cerca de R$ 260 mil) foi liberada no mês de março, o último da gestão do ex-presidente Roberto José, que se desligou da fundação para entrar na disputa eleitoral.

Em compensação, se dinheiro não é motivo de dor de cabeça na Ficc, o mesmo não pode ser dito com relação à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). O órgão se encontra impossibilitado de realizar operação tapa-buracos na cidade porque o governo não pagou um débito de R$ 220 mil com a empresa que fornece material para a produção do asfalto. E os motoristas bem sabem como se encontram as ruas da cidade…

Longe de questionar a importância da cultura e das ações da Ficc. Porém, a mais singela noção de prioridade indica que há algo de errado nessa divisão dos recursos públicos.

atualizada às 12h48

HOJE TEM ENCENAÇÃO DA PAIXÃO DE CRISTO EM ITABUNA

Encenação terá maior elenco e novos efeitos especiais  (Foto Eric Souza/Ficc).

Encenação terá maior elenco e novos efeitos especiais (Foto Eric Souza/Ficc).

Os itabunenses poderão reviver nesta Sexta-Feira Santa um dos momentos mais dramáticos e impactantes da história da humanidade: a Paixão de Cristo. A encenação, que tem entrada franca, acontece a partir das 19 horas, no Estádio Luiz Viana Filho (Itabunão).

De acordo com a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), o espetáculo traz inovações este ano, como maior elenco, novos efeitos especiais e cenário projetado em telão com tecnologia 3D.

O diretor da encenação, Marquinhos Nô, promete muita emoção aos espectadores. “Temos algumas surpresas para o público que a gente não pode revelar, mas que com certeza o deixarão ainda mais próximo de tudo o que vai acontecer. Quem for ao espetáculo se sentirá ainda mais emocionado”, garante Marquinhos.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia