cidadelle



abril 2014
D S T Q Q S S
« mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


itao

:: ‘frequência escolar’

95% DOS ALUNOS DO BOLSA FAMÍLIA FREQUENTAM ESCOLA REGULARMENTE

O índice de frequência escolar dos meses de abril e maio deste ano exigido pelo Bolsa Família foi atingido por cerca de 95% dos alunos beneficiados pelo programa. Dados do Ministério da Educação mostram que dos 15,4 milhões de crianças e adolescentes acompanhados, 14,7 milhões cumpriram a frequência mínima exigida pelo governo para o programa de transferência de renda.

Este ano, entre os 14,7 milhões alunos que cumpriram a exigência do Programa Bolsa Família, 86,3% das crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos frequentam a escola regularmente. Em 2010, o índice foi 82,9% e, no ano passado, 85,9%, apresentando um acréscimo de 3,4 pontos percentuais em dois anos.

O estado com melhor resultado de frequência foi o Pará, com 98,7%, seguido do Acre, de Pernambuco e de Tocantins, que registraram 97,9% de participação dos alunos. Já Sergipe, foi o estado que apresentou o pior índice, com 73,5% dos alunos assistindo o mínimo de aulas exigidas. As capitais que se destacaram foram Goiânia (GO) e Boa Vista (RR), com 98%, seguidas por Porto Alegre (RS) com 95%.

A frequência escolar mensal mínima para crianças e adolescentes entre 6 e 15 anos deve ser 85% da carga horária e, para os alunos de 16 e 17 anos, 75%. A baixa frequência pode levar ao bloqueio, suspensão e até ao cancelamento do benefício, caso as faltas sejam reincidentes. Informações da Agência Brasil.

EM CONQUISTA, UNIFORME INTELIGENTE “DEDURA” ESTUDANTE QUE FILA AULA

Criança com uniforme inteligente numa das escolas de Conquista (Foto Divulgação).

Vitória da Conquista é o primeiro município brasileiro a adotar tecnologia que “entrega” o aluno que falta às aulas. O “Uniforme Escolar Inteligente”, baseado em rádio frequência, informa ao responsável se o aluno está na escola ou “filou” aula.

A prefeitura investiu R$ 1 milhão para implantar o sistema que funcionará, inicialmente, em 25 escolas e atenderá a cerca de 20 mil estudantes. Um chip é colocado no uniforme escolar. Quando o aluno entra na escola, este sensor então avisa ao pai da criança ou adolescente.

Cada uniforme vem com etiqueta que usa número universal. No chip, são cadastrados dados do aluno e número do celular do pai ou responsável para o qual será enviada mensagem informando se o estudante tá na escola ou deu uma “fugidinha”.

O prefeito Guilherme Menezes diz que o projeto cria condição para aliar “educação, segurança e possibilita parcerias com o Ministério Público, Conselho Tutelar, Polícia Militar, sempre defendendo a comunidade escolar, os alunos e a própria família”. A engenhoca tem o apoio da justiça local.

Mãe de três alunas do Caic Paulo Freire, Miraildes do Prado diz que uniforme “vai ser ótimo, por se tratar de “uma segurança a mais para os alunos”. “Eu sempre me preocupo com as minhas três filhas que estudam aqui no Caic e, agora, irei ficar mais tranquila”.