WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba








outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘Geraldo Simões’

GERALDO SIMÕES TEM MANIA DE UBALDO DANTAS!

“À sombra de Geraldo, ninguém cresce”, dizem os mais ligados a ele, muitos deles já na condição de… “ex-ligados”. É que o deputado itabunense tem o viés ubaldista de transformar amigos leais em rancorosos inimigos.

O “anti-cientista político” Agulhão Filho (conforme ele mesmo se define), fez a seguinte interpretação desse fato sociológico (fechando a série “Torre de Babel partidária”):

Fundador, petista puro,
impôs ao PT seu gosto:
ninguém que tenha futuro
ganha sombra nem encosto!…
.
Eu me refiro a Geraldo,
do PT proprietário,
que igualzinho a Ubaldo
faz de amigo… adversário!

GRUPO VAI CUIDAR DA REELEIÇÃO DE WAGNER

Geraldo integra grupo eleitoral do PT.

Geraldo integra grupo eleitoral do PT.

O prefeito de Camaçari, Luís Caetano (PT), vai coordenar o grupo que estará à frente das ações e articulações político-partidárias para o pleito de 2010. Por isso, é o nome natural para assumir, depois, a coordenação oficial da campanha eleitoral com vistas à reeleição do governador Jaques Wagner (PT), no ano que vem.

O chamado Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) do PT foi anunciado pelo recém-reeleito presidente do partido, Jonas Paulo, em entrevista coletiva para a imprensa, nesta quinta, na sede do PT, logo após a divulgação dos resultados oficiais do PED (processo de eleição direta), na quarta-feira.

O GTE também congrega o próprio Jonas, mais cinco representantes do Diretório estadual; o deputado estadual Professor Valdeci, a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, e o deputado Geraldo Simões no âmbito federal – que ocupou a pasta de Agricultura até o  Partido Progressista (PP)  fechar com o governo, este ano, cedendo espaço para Roberto Muniz (PP).

Leia mais

ENIGMA

Uma multidão acompanhou a inauguração e as declarações do deputado

Uma multidão acompanhou a inauguração e as declarações do deputado

Algumas pessoas que apostam na candidatura de Juçara para deputada estadual devem ter ficado intrigadas com uma pequena fala de seu marido, o deputado federal Geraldo Simões. Foi durante a inauguração de seu escritório político, na sexta-feira (13).

Pegando no braço do Capitão Fábio, Geraldo discursou: “(…) E temos também aqui, ao nosso lado, o deputado estadual Capitão Fábio. Desde a eleição de 2008, quando ficou do nosso lado, ele passou a ser também um deputado da base do governo Wagner. E agora nós vamos também votar para reeleger o Capitão Fábio”.

Juçara, que fazia as vezes de mestra de cerimônia, estava juntinho do maridão. E não mudou a expressão. Daí que…

A propósito, o eventou reuniu mais de 500 pessoas, entre militantes, simpatizantes e políticos da região. Superou as expectativas até dos organizadores.

JOTA CARLOS “É O CARA”!

O deputado Jota Carlos

Jota Carlos: cotação em alta

O deputado estadual Jota Carlos (PT) virou uma espécie de peça-chave para os candidatos a deputado federal em 2010. Entre candidatos do PT, o que se ouve com freqüência é que com Jota Carlos, “dá pra ir a tantos mil votos”, ou: “Jota Carlos vai me apoiar em tantas cidades. Tá ótimo!”.

Entre os candidatos ‘grapiúnas’ do PT (Geraldo Simões e Josias Gomes), como não poderia deixar de ser, o homem está cotadíssimo. Geraldo quer repetir – e ampliar – a parceria com Jota, enquanto Josias anuncia o apoio do deputado estadual em diversas cidades-chave.

Não há dúvidas. Em 2010, para os candidatos a federal do PT, Jota Carlos é cara.

PLANALTO CONVOCA GS PARA COMPOR CPI DO MST

.

O deputado federal itabunense Geraldo Simões (PT), recebeu missão do Palácio do Planalto: será um dos três representantes do Partido dos Trabalhadores na CPI do MST.

Embora confesse que não lhe agrada ‘posar de delegado’, o petista não reclamou da missão. O petista é vice-líder do PT na Câmara dos Deputados.

Nessa terça-feira, em Brasília, Simões deve começar a se familiarizar com a estratégia do governo em relação à Comissão Parlamentar de Inquérito que vai apurar as cabeçadas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra.

NAS CONTAS DE GS, PT FARÁ 120 DEPUTADOS FEDERAIS

Geraldo: PT fará 120 federais.

Geraldo: PT fará 120 federais.

Logicamente incluindo o “próprio si” na conta, o deputado Geraldo Simões diz que o PT trabalha para aumentar em mais da metade a sua bancada na Câmara Federal, hoje com 77 parlamentares. Através de sua assessoria, ele afirmou em Ibicaraí, ontem, que os prognósticos apontam a legenda com 120 deputados ao fim da apuração das urnas em outubro do ano que vem.

Para o vice-líder do PT na Câmara Federal, o que colabora no prognóstico é a falta de projetos da oposição e os avanços conquistados nos quase sete anos de governo Lula. O deputado ainda fez troça de José Serra a comparar os estilos do tucano e da petista Dilma Roussef (PT): “Tem alguém mais enfezado do que Serra?”.

CUMA É, PEDINHA?

O deputado Geraldo Simões (PT) recebeu convite daqueeele grupo, o Grupo de Ação Comunitária (GAC), para participar de um almoço, ontem. Conselhos não faltaram para que o parlamentar federal não fosse ao encontro do tipo prestação de contas do mandato. “É campo minado”, asseverou um conselheiro.

O parlamentar foi preparado. E deu-se o previsto. À saraivada de ‘balas’, assumiu um estilo diplomático, vaselina mesmo.

Em um campo majoritariamente fernandista (ou seria azevedista?), Geraldo disse até ser a favor da conclusão do teatro e do mini-centro de convenções de Itabuna, obras (polêmicas!) executadas em terras do ex-prefeito Fernando Gomes. Fez até cálculos: “daria uns R$ 4 milhões [concluí-los]“.

Para ele, no entanto, esses não seriam presentes dignos para o centenário do município. Bons presentes? A duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna e a instalação, aqui, do polo têxtil. Disse o que queriam ouvir os membros do GAC e amoleceu resistentes.

É a tal Vaselina GS.

APESAR DOS ESFORÇOS, DIRETOR DA BIOFÁBRICA NÃO VOLTA

.

Parece que não tem volta a demissão de Moacir Smith Lima da direção do Instituto Biofábrica de Cacau. Até agora não renderam resultados positivos os esforços de lideranças políticas da região em favor do retorno do ex-diretor. Com isso, já tem quem acredite numa ação deliberada do governo Wagner, no sentido de promover uma poda nos cargos ligados ao deputado Geraldo Simões.

Os defensores dessa tese afirmam que o ‘rebaixamento de copa’ começou com a exoneração do próprio Geraldo, da Secretaria da Agricultura, continuou com a demissão do titular da Educação, Adeum Sauer, e já chegou às empresas ligadas ao deputado, caso de Moacir.

Mas essa explicação carece de fundamentos. Se forem observados os postos que Geraldo ainda mantém na estrutura do governo e o recomeço das indicações – a Sudic é um exemplo – deduz-se que os que saíram, caíram pelos seus próprios méritos.

Claro que nisso tiveram uma ‘ajudinha’ do próprio governo, que passou pelo maior perrengue nos últimos meses, sacrificando investimentos nas diversas áreas. As vítimas mais recentes e notórias dessa complicada relação foram, justamente, Adeum e Moacir. Ambos se viram tolhidos em seus projetos mas, ainda assim, pagaram o pato e saíram como maus administradores.

GERALDO ACUSA ACM NETO DE ‘TORCER CONTRA’ A BAHIA

O deputado federal Geraldo Simões (PT) discursou no plenário da Câmara e voltou a fustigar o colega ACM Neto (DEM). Neto havia feito um discurso sobre a violência na Bahia, responsabilizando o governo pela onda de ataques em Salvador e acusando Jaques Wagner de negligenciar a segurança pública.

Simões disse que os ataques dos bandidos são reação a uma atitude do governo Wagner de desarticular o crime no estado e que a iniciativa deveria ser apoiada pela oposição.

O deputado petista acusou a oposição de desmantelar a segurança pública da Bahia em governos anteriores e de “torcer para que tenha problema”. Segundo o petista, a prática do democrata revela a “velha maneira de fazer oposição”. Com informaçoes do Bahia Notícias.

CIÚMES

Alguns empresários de Itabuna ficaram enciumados com a indicação do ilheense Nilton Cruz para o comando da Sudic. A escolha coube ao deputado federal Geraldo Simões (PT), que é amigo do indicado.

Jabes Ribeiro, do PP, e a deputada estadual Ângela Sousa, do PSC, disputavam o “Q.I.” Eles, por certo, sacariam alguém de Ilhéus…

Para os conterrâneos de Geraldo, ele perdeu uma boa oportunidade de lembrar de um itabunense.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia