WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





julho 2018
D S T Q Q S S
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘glaucoma’

VISÃO EMBAÇADA PODE SER SINTOMA DE DOENÇA GRAVE, ALERTA MÉDICO

Médicos fazem um alerta para quem apresenta visão embaçada. Embora pareça comum, a situação exige cuidados, pois pode ser sintoma grave de deslocamento de retina, olho seco, diabetes, catarata, glaucoma, inflamação do olho ou até mesmo crise hipertensiva.

A dica é procurar ajuda de profissional médico. “Quando falamos em saúde ocular, qualquer mínimo detalhe não pode passar em branco. O ideal é, ao menor sinal de anormalidade, investigar, porque se for algo mais sério, pode ser identificada em um estágio inicial e as chances de um tratamento mais efetivo é muito maior”, afirma o médico Antônio Nogueira Formiga, do Centro de Olhos Especializados (Cenoe).

De acordo com o médico, nem sempre a visão embaçada tem como agente causador um quadro oftalmológico. Ela pode ser causada por hipoglicemia, a enxaqueca e doenças hormonais, dentre outras. “Por isso, é importante procurar um oftalmologista e, se os problemas estiverem descartados, recorrer a outro especialista”.

GLAUCOMADAY PRESTOU MAIS DE 5 MIL ATENDIMENTOS EM ITABUNA

Mutirão do glaucoma prestou mais de 5 mil atendimentos.

Mutirão do glaucoma prestou mais de 5 mil atendimentos.

A maior edição já realizada do GlaucomaDay em Itabuna prestou mais de 5 mil atendimentos e foi marcado pela ampliação dos serviços, sem perder a agilidade no atendimento aos pacientes e eficiência. “Pela primeira vez em 57 anos, acordei cedo em um sábado para cuidar da minha saúde ocular. Tudo isso realizado com muita eficiência, organização e agilidade”, disse Jacyara Rocha Salles, que participou da ação de detecção precoce e tratamento do glaucoma, no DayHorc.

O mutirão atendeu pacientes de Itabuna e mais 20 municípios pactuados. O glaucoma é uma doença – muitas vezes assintomática, que causa um aumento rápido na pressão intraocular e afeta principalmente pacientes com idade acima dos 40 anos e portadores de doenças como diabetes, hipertensão e hipertireoidismo.

O glaucoma tambem é hereditário e pode ser diagnosticada em jovens, como foi o caso do Jovem Rodrigo Ferreira, de 29 anos. “Meu avô e meu pai tem glaucoma, quando vi o anúncio do mutirão na televisão eu resolvi participar, pois apesar de ser jovem tenho diagnostico na família. Durante a consulta minha pressão ocular estava alta, o médico avaliou e me encaminhou para marcação de consultas. Já sai do mutirão com uma consulta agendada para o próximo dia 6 de junho”, explicou Rodrigo, que saiu bastante satisfeito com o atendimento.

Além dos exames de tonometria e fundoscopia, na 5ª edição do GlaucomaDay os pacientes passaram por avaliação nutricional, realizada por profissionais e estudantes do curso de Nutrição da FTC, aferição de pressão arterial e glicemia realizados por técnicos das Drogarias Velanes, e manutenção de óculos, realizada pela Ótica Diniz.

Os participantes ainda tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho desenvolvido pela Fundação Regina Cunha de Oftalmologia e Prevenção a Cegueira – FURC. “A ação oferece à população uma assistência médica especializada nessa área. Assim, estamos favorecendo o acesso e incentivando o cuidado com a saúde”, disse o diretor médico do DayHORC, Ruy Cunha.

MARGARETH MENEZES APOIA GLAUCOMADAY

O Hospital de Olhos Ruy Cunha (DayHORC) realiza, no próximo sábado (20), um dia de ações preventivas contra uma das doenças que mais causam cegueira no mundo. Durante o GlaucomaDay, em Itabuna, pessoas a partir de 40 anos terão atendimento gratuito para detecção da doença. A cantora Margareth Menezes apoia a ação e convida para o evento, que começa às 8h, na Avenida Ruffo Galvão, centro, próximo à Catedral de São José.

MUTIRÃO IDENTIFICA 768 CASOS SUSPEITOS DE GLAUCOMA

Médica Francielle Viana atende paciente no mutirão contra glaucoma.

Médica Francielle Viana atende paciente no mutirão contra glaucoma.

O esforço conjunto de médicos e colaboradores na 4ª Edição do GlaucomaDay, realizado em Itabuna pelo Hospital de Olhos Ruy Cunha (DayHorc), no ultimo sábado (4), foi considerado “altamente positivo” e diagnosticou a suspeita da doença em 768 pacientes.

Um dos beneficiados, o aposentado Jedeon Rodrigues dos Santos, cujo exame de tonometria indicou pressão ocular bastante elevada, elogiou os serviços oferecidos. “Cheguei às 8h30min e às 9 horas já tinha sido atendido e saí com a consulta de acompanhamento agendada. Nunca imaginei que a pressão do meu olho estivesse alterada, nunca senti dor ou qualquer alteração na visão, mas graças ao atendimento no GlaucomaDay irei investigar a fundo a predisposição ao Glaucoma”, contou, bastante satisfeito.

Durante a ação, foram prestados 4.500 atendimentos à população, entre procedimentos de tonometria, fundoscopia, aferição de pressão arterial e glicemia, além de orientações médicas e distribuição de material informativo.

Pacientes durante cadastro do mutirão no último sábado.

Pacientes durante cadastro do mutirão no último sábado.


Aos pacientes que tiveram diagnóstico de glaucoma foi garantido o tratamento pelo SUS por meio de acompanhamento contínuo e até mesmo com recebimento de colírios. Segundo o oftalmologista Rogério Vidal, “O glaucoma não tem cura, mas pode ser controlado por meio de procedimentos médicos e medicação”, explicou.

Para a gerente da unidade do DayHorc de Itabuna, Rosemeire Correia, a satisfação transmitida aos pacientes demonstra o empenho e envolvimento da equipe. “O DayHORC tem um trabalho de orientação e prevenção a doenças oculares e a nossa preocupação é oferecer um atendimento humanizado e de excelência, seja em dias comuns ou até mesmo durante o alto fluxo de atendimento como esse. Nossa prioridade no mutirão é o diagnóstico precoce, pois assim podemos combater o Glaucoma trazendo melhor qualidade de vida para a população”, esclareceu.

Rosemeire agradeceu o empenho de toda a comunidade, colaboradores, corpo clínico, parceiros e patrocinadores: FURC, Óticas Carol, Jornal Agora, Diário Bahia, site Pimenta na Muqueca, Rádio Difusora, Drogaria Velanes, Prefeitura Municipal de Itabuna, Gráfica Cartonsul, Diságua, Gráfica Mesquita, Nestlé, Óticas Diniz, Morena FM, Tv Cabrália, Tv Santa Cruz, Rádio Jornal, Rádio Nacional, Rádio Tudo FM de Itajuípe, além de sites e blogs locais e regionais.

GLAUCOMA ATINGE 1 MILHÃO DE BRASILEIROS POR ANO E PODE CAUSAR CEGUEIRA

Diagnóstico precoce do glaucoma é vital para evitar cegueira (Reprodução).

Diagnóstico precoce do glaucoma é vital para evitar cegueira (Reprodução).

Doença que forçou o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, a pedir licença de 15 dias para tratamento, o glaucoma atinge mais de 60 milhões de brasileiros, segundo estimativa de autoridades da área de saúde, embora os dados não sejam tão confiáveis. Por ano, cerca de um milhão de pessoas são diagnosticadas, tardiamente, com a doença, que é apontada como principal causadora de cegueira irreversível no mundo.

A doença é caracterizada por dificuldades na leitura e provocar incômodos até mesmo ao assistir televisão, sendo mais comum depois dos 40 anos. De acordo com médicos, na sua fase inicial a doença raramente apresenta sintomas. Afeta principalmente os grupos de risco dos idosos, negros, diabéticos, portadores de pressão arterial alta ou muito baixa, portadores de apneia do sono, os que fazem uso prolongado de medicação a base corticoide.

De acordo com o médico oftalmologista Rogério Vidal, do Day Horc, o glaucoma é uma doença ocular hereditária, degenerativa e progressiva. “Nos casos agudos, os sinais e sintomas são evidentes e se apresentam em dor ocular intensa, baixa da visão, observação de halos coloridos em torno da luz, náusea e vômito”, afirma o médico.

Segundo ele, em 80% dos casos, o diagnóstico é tardio e só é confirmada quando  já ocasionou danos irreversíveis ao paciente. Um dos mais relevantes fatores de risco relacionado ao glaucoma é a pressão interna do olho alta”.

DIAGNÓSTICO PRECOCE

Vidal aponta outros fatores que contribuem para a evolução do glaucoma. “Algumas pessoas com pressão do olho alta não apresentarão glaucoma e, por outro lado, indivíduos com pressões consideradas normais podem apresentar lesão no nervo óptico característica da doença. Portanto, a avaliação cuidadosa do seu oftalmologista considerando o fundo de olho, campo visual e outros fatores de risco, é importante para o diagnóstico precoce e o tratamento da doença”.

O diagnóstico do glaucoma é feito por meio de exame, que determina a forma e o estágio da doença. “O controle da pressão intraocular é fundamental para estacionar a lesão do glaucoma”. De acordo com Rogério Vidal, “já foi observado que ela pode continuar progredindo em alguns indivíduos”. Quando não há tratamento, a doença pode levar a perda total da visão. O médico diz que é importante o diagnóstico precoce do glaucoma.

MUTIRÃO

A preocupação com o crescente número de casos da doença despertou para a realização de mutirões por todo o país. Em Itabuna, o Hospital Day Horc fará mais uma edição de mutirão anual para diagnóstico gratuito e tratamento do glaucoma. A previsão é atender até 3.500 pessoas durante o mutirão.

JABES PEDE LICENÇA PARA CUIDAR DA SAÚDE

Jabes Ribeiro (Foto Pimenta).

Jabes Ribeiro (Foto Pimenta).

O prefeito Jabes Ribeiro pediu licença de 15 dias para cuidar de problemas de saúde. Durante entrevista coletiva concedida hoje,  no Centro Administrativo, ele afirmou que o glaucoma ficou fora de controle, tendo que ser submetido a cinco cirurgias no olho esquerdo.

Segundo ele, deveria passar dois dias em Belo Horizonte, onde fez a cirurgia. As complicações levaram JR a ficar dez dias na capital mineira. Contra recomendação médica, Jabes retornou a Ilhéus na última segunda.

USO DE COLÍRIOS COM CORTICOIDE PODE ANTECIPAR OU AGRAVAR O GLAUCOMA

Rogério Vidal alerta para fatores de risco para o glaucoma.

Rogério Vidal alerta para fatores de risco para o glaucoma.

Comprar um colírio sem indicação médica é um hábito muito mais prejudicial do que se pensa, principalmente se este medicamento for à base de corticoide. Os colírios anti-inflamatórios hormonais, ou seja, à base de cortisona, podem aumentar a pressão intraocular, principal causa para o aparecimento do glaucoma. Nesta mesma linha os chamados colírios vasoconstritores, ou seja, aqueles colírios que contraem os vasos sanguíneos, só devem ser utilizados sob indicação e acompanhamento médico.

O alerta é feito pelo médico oftalmologista e especialista em glaucoma, Rogério Vidal, do DayHorc. Segundo ele, é mais comum do que se imagina a presença no consultório de pacientes com agravamento do glaucoma devido a um histórico de uso indiscriminado de colírios sem indicação médica. “Temos ainda casos de pessoas com predisposição genética para o glaucoma que tiveram antecipado o aparecimento da doença devido, principalmente, ao uso destes medicamentos“.

Segundo ele, existem marcas de colírio muito populares e de baixo custo, vendidos em farmácias sem receita médica e vistos como solução para sintomas geralmente simples, como olhos secos, prurido, irritação e sensação de ardência.

– No entanto, o prejuízo do uso destes medicamentos é considerável, pois estes colírios em específico elevam a Pressão Intraocular e contribuem para a degeneração do nervo óptico, ocasionando uma relação direta com o aparecimento ou agravamento do Glaucoma – disse Rogério.

De igual forma, o Conselho Brasileiro de Oftalmologia alerta para o uso indiscriminado de corticoide de uma forma geral, não somente via colírios. “Principalmente pacientes com quadros alérgicos, de artrites, asmas, que precisam fazer uso de medicamentos à base de cortisona por períodos prolongados, o prejuízo é muito grande para quem tem glaucoma ou predisposição para a doença”.

A cortisona em qualquer forma – spray, comprimidos ou injeção – pode se tornar fator de risco para o glaucoma ao entrar na corrente sanguínea. E pode ser via couro cabeludo, ingerido ou inalado, de acordo com o médico.

GLAUCOMADAY

Estas e outras orientações poderão ser acessadas durante o GlaucomaDay – Mutirão de Prevenção e Detecção Precoce do Glaucoma, que será realizado no sábado (13), das 7h às 14h, na Unidade do DayHorc, em Itabuna.

São público alvo e preferencial para atendimento pessoas acima de 40 anos, com histórico de cegueira na família, diabéticos, negros, com miopia acima de 6 graus e com traumas ou infecções oculares recentes.

Para ser atendido, basta apresentar documento oficial, cartão do SUS e comprovante de residência. Esta é a terceira edição do GlaucomaDay em Itabuna, projeto que este ano foi estendido também à Salvador, onde foi realizado no final de maio.

DAYHORC PROMOVE MUTIRÃO CONTRA GLAUCOMA EM ITABUNA

Pacientes passam por avaliação médica e são submetidos a exame.

Hoje é o último dia do mutirão contra o glaucoma na unidade de saúde Ricardo Rosas, no Fátima, promovido pelo Hospital de Olhos DayHorc. Os participantes respondem a questionário de avaliação de saúde ocular e são submetidos a exame de tonometria, para medir a pressão intraocular. O mutirão do DayHorc é promovido em parceria com o município.

Segundo a coordenadora do programa, Dalise Santana, do DayHorc, os pacientes com pré-diagnóstico de glaucoma são encaminhados para consulta médica na unidade do hospital em Itabuna. “Confirmado o diagnóstico, [os pacientes] são incluídos no Projeto Glaucoma”. Eles terá acompanhamento e fornecimento de colírio gratuito para controle da doença por parte do programa, segundo a coordenadora.

Dalise lembra que o glaucoma é hereditário e irreversível e pode ser prevenido e controlado desde que detectado precocemente. O mutirão já passou por três unidades de saúde da rede básica (Conceição, Fátima-Unidade Dr. Baldoíno e Novo São Caetano).

De acordo com a direção do DayHorc, o mutirão integra as ações comemorativas pelos 30 anos do hospital de olhos fundado em Itabuna em 7 de outubro de 1982. Pela programação, outra comunidade a ser atendida ainda em setembro é a do bairro Lomanto.

JORNADA DO HOBR DEBATE GLAUCOMA

Rafael Ernani: jornada aberta a médicos e estudantes.

Os avanços e as novas tecnologias utilizadas na prevenção e tratamento do glaucoma serão debatidos na jornada científica do Hospital de Olhos Beira Rio (HOBR), segunda-feira (9), às 19h30min.

A médica Cláudia Galvão abre a jornada com a palestra “Glaucoma de A a Tubo”. A programação terá palestras de Auta Viviane Rocha (Clínica Luz) e Laudo Costa (HOBR). Os dois especialistas abordarão casos clínicos de glaucoma.

A jornada do Hospital de Olhos Beira Rio, de acordo com o médico Rafael Andrade, será aberta a profissionais de outras instituições e estudantes da área de saúde.

camara itabuna






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia