skip to Main Content
16 de fevereiro de 2020 | 10:14 pm

COMISSÃO DO PV APOIA VANE E ISOLA GLEBÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Comissão do PV isola Glebão e ratifica apoio a prefeito (Foto Divulgação).

Comissão do PV isola Glebão e ratifica apoio a prefeito (Foto Divulgação).

Do Bahia24horas

O vereador Glebão (PV) perdeu de vez o controle de seu partido em Itabuna. No Carnaval, o engenheiro Alfredo Melo fez uma articulação que alçou o advogado e arquiteto José Barbosa à presidência do diretório municipal do PV. O grupo também é composto pelo secretário de Esportes do município, Evans Maxwel.

O secretário foi indicado por Glebão após a vitória do prefeito Claudevane Leite em 2012, mas depois os correligionários romperam. Maxwel se manteve no governo por um compromisso pessoal do chefe do executivo, porém a relação com o padrinho ficou trincada.

Agora, o novo comando do PV opera para fortalecer o partido como integrante do governo e isolar Glebão. O prefeito até se comprometeu a ouvir mais a legenda sobre “as definições da administração e encaminhamentos políticos”.

O compartilhamento de definições sinaliza para o apoio do Partido Verde à reeleição do prefeito. Mas o que parece bastante remota é a possibilidade de Glebão pedir votos para reconduzir Claudevane Leite ao poder.

Leia mais

CÂMARA DISCUTE REABERTURA DE AEROPORTO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Glebão e Nadson propõem análise de proposta.

Glebão e Nadson propõem análise de proposta.

Os vereadores Nadson Monteiro e Glaby Carvalho (Glebão) anunciaram sessão especial para discutir a reabertura do Aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho. O terminal itabunense está desativado há quase uma década e a intenção é discutir a sua viabilidade.

A sessão especial deverá ocorrer após o fim do recesso legislativo, em agosto. Na avaliação do empresário Eduardo Fontes, a reabertura do aeroporto impulsionaria a aviação regional.

Eduardo enfatiza que o Tertuliano Guedes de Pinho possui boa pista, localização geográfica privilegiada e poderá receber aviões de grande e médio portes, além de aviões cargueiros e UTI aérea.

CONFUSÃO ENTRE OS “RICARDOS”

Tempo de leitura: < 1 minuto

O vereador Glebão (PV) conduzia a sessão das comissões técnicas nesta terça-feira, 4, na Câmara de Vereadores de Itabuna, quando a casa estava alvoroçada com a notícia de que o Tribunal de Justiça determinara o retorno dos titulares (como se sabe, os 13 foram afastados em outubro, por determinação judicial).

Um lapso do representante do PV deu o tom do momento. Ao passar a palavra para o presidente da Comissão de Legislação, Ricardo Xavier (PMDB), Glebão o chamou de Ricardo Bacelar, que ainda se encontra fora do mandato.

A confusão não deixou de virar motivo de piadas na sessão.

GLEBÃO EXPLICA PROPOSTA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O vereador Glaby Carvalho de Andrade, o Glebão (PV) procurou o PIMENTA para explicar sua proposta de alterar o turno das sessões da Câmara de Itabuna, da parte da tarde para a noite. A sugestão foi assunto de postagem aqui no blog e gerou diversos comentários de leitores, a maioria opinando que o vereador deve condicionar seus horários aos compromissos legislativos, e não o contrário.

Para Glebão, houve interpretação equivocada de suas intenções. O vereador esclarece que seu objetivo, ao propor as sessões à noite, não está focado em conveniência ou comodidade, mas em transparência. A ideia seria permitir que um maior número de pessoas pudesse acompanhar as sessões, tanto plenárias como das comissões técnicas, já que à tarde uma grande parte dos cidadãos e cidadãs está no trabalho.

O vereador explica ainda que tem outra proposta para ampliar o conhecimento da população acerca das ações do legislativo: seria a transmissão das sessões, via rádio e internet.

SALÁRIO NA CONTA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Glebão quer mudar horário das sessões

Os 13 suplentes que assumiram o lugar dos titulares na Câmara de Vereadores de Itabuna participaram somente de uma sessão – a que elegeu a Mesa Diretora -, mas não deixaram de fazer jus ao pagamento parcial dos salários de outubro. De acordo com o repórter Fábio Luciano (Rádio Jornal AM), o valor correspondente a um terço do subsídio foi disponibilizado na sexta-feira, 19.

Por falar em sessão, a Câmara só realiza duas por semana: na terça, a das comissões técnicas; e na quarta, as plenárias. Ambas normalmente com início às 14 horas.

O vereador Glebão (PV) acha o horário inconveniente e apresentou proposta para que as sessões sejam realizadas à noite, a fim de não comprometer outros afazeres dos edis.

"LOIOLAGATE": SUPLENTES TOMAM POSSE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Brandão, Glebão e Nadson: vereadores por 90 dias.

Numa cerimônia de pouco mais de dez minutos, a Mesa Diretora da Câmara empossou os suplentes Glaby Carvalho de Andrade, o Glebão (PV), Júnior Brandão (PT) e Nadson Monteiro (PPS). Eles assumem mandato por 90 dias em lugar dos vereadores Ricardo Bacelar (PSC), Roberto de Souza (PR) e Clóvis Loiola (PSDC).
Os três vereadores foram afastados do cargo pelo juiz da 2ª Vara Cível e da Fazenda Pública, Gustavo Silva Pequeno, ao atender a pedido do Ministério Público estadual, que investiga desvios de aproximadamente R$ 564 mil destinados a pagamento de publicidade e divulgação de atos institucionais da Câmara de Vereadores.
De acordo com investigações do MP, o dinheiro foi desviado para o bolso de vereadores. O maior beneficiário dos desvios da verba de publicidade, conforme depoimento do ex-assessor Eduardo Freire, foi o ex-presidente Clóvis Loiola. Depoimento do publicitário Rui Barbosa também incrimina o ex-primeiro secretário Roberto de Souza, que diz ser alvo de “denúncias infundadas“.
Além de serem afastados, os vereadores, ex-assessores e o empresário Rui Barbosa, da Mozaico Fábrica de Resultados, tiveram os bens bloqueados pelo juiz Gustavo Pequeno. O magistrado ainda analisa pedido do promotor Inocêncio Carvalho, que solicitou a quebra dos sigilos bancário e fiscal dos envolvidos nos desvios.

VAL SE DESFILIA DO PV

Tempo de leitura: < 1 minuto

Radialista desembarca do Partido Verde após longa disputa com Alfredo Melo

O polêmico radialista Val Cabral, de Itabuna, não pertence mais às fileiras do Partido Verde. Ele entregou pedido de desfiliação nesta segunda-feira, 19, ao presidente do diretório municipal da sigla, Glaby Carvalho de Andrade, conhecido como “Glebão”.
Segundo Alfredo Melo, também do PV e arqui-inimigo do radialista, Val Cabral teria pedido desfiliação porque sabia que seria expulso. Melo afirma que o diretório estadual intimou o comunicador a explicar algumas atitudes recentes que ofenderiam a “cartilha verde”.
“Ele se antecipou, mas vamos defender que o processo continue para que esse rapaz seja considerado persona non grata no PV”, cutucou Alfredo Melo, que foi alvo de duras críticas do radialista no período em que presidiu a Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa).

HBLEM INCHA (AINDA MAIS) A FOLHA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Surgem novas evidências de uso político do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), de Itabuna. Apesar de alegar profunda crise devido ao repasse mensal de apenas R$ 1,95 milhão, a unidade de saúde vem ampliando o número de funcionários não-concursados e com salários acima da média do mercado.
Em troca de apoio político do PV ao prefeito Capitão Azevedo, o presidente dos verdes, Glaby Carvalho De Andrade, o Glebão, assumiu a coordenação de atendimento ambulatorial do Hospital de Base. Uma sinecura mensal de R$ 3 mil.
Detalhe: o cargo foi criado exatamente para acomodá-lo. Antes, a função era exercida por uma servidora concursada do próprio Hblem. Mais que acomodação e bom salário, Glebão terá a chance de fazer política, pois a coordenação define marcação de consultas, por exemplo.
Como já dito aqui, a folha de pagamento do Hospital de Base saltou de R$ 570 mil para R$ 816 mil em menos de um ano (2010-2011), embora os servidores tenham recebido reajuste de apenas 6% na última campanha salarial (o que significaria acréscimo de R$ 34,2mil à folha).
O que diria a nova gestora, Gilnay Santana?

Back To Top