WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Governo Municipal’

MANGABEIRA CLASSIFICA COMO “MEDÍOCRE” GOVERNO DE FERNANDO

Mangabeira (à esquerda) avalia governo de Fernando como “medíocre”

Eleito suplente de deputado federal e segundo colocado na corrida à Prefeitura de Itabuna em 2016, Antônio Mangabeira classificou como “medíocre” a gestão de Fernando Gomes. Dr. Mangabeira, como é mais conhecido, emitiu nota conjunta com o PDT na qual faz duras críticas ao governo municipal.

– Itabuna é mais uma vez vítima de um governo medíocre. Já pode ser considerada a capital do atraso na Bahia – diz em nota pública.

A nota conjunta elenca vários problemas administrativos e irregularidades na gestão de Fernando. Segundo Mangabeira, falta planejamento, competência técnica e responsabilidade com a administração pública e sobram “arrogância, prepotência e intimidação”.

Mangabeira ainda aponta que a cidade está “sitiada pelo medo, onde as pessoas temem externar suas opiniões sobre os governos”. E, ainda sobre a gestão de Fernando, o médico e suplente de deputado diz parecer que o governo está no fim, atolado em “problemas administrativos, jurídicos e de colapso dos serviços públicos”.

A nota é emitida depois de um movimento pedir a saída de Fernando do poder durante passeata na Avenida do Cinquentenário (veja aqui) e de o prefeito encerrar contrato de Mangabeira com o município.

O médico hematologista prestava serviço na Policlínica 2 de Julho, da rede municipal. A justificativa para encerramento do contrato foi a de que Mangabeira prestava atendimento em quantidade superior à contratada e descaracterizando a unidade voltada a especialidades médicas. Confira a íntegra da nota no “leia mais”, na sequência. :: LEIA MAIS »

VEREADORES QUESTIONAM “TREM DA ALEGRIA” DE VANE

Atrasou a votação do projeto de lei de reforma administrativa do Governo Vane, antes prevista para começar às 14h. Vereadores estão, neste momento, reunidos com a secretária municipal Cleide Oliveira, que se explica quanto ao “trenzinho da alegria” que cria oito cargos de direção em sua Pasta, a Secretaria de Governo. Cada cargo gera R$ 4,5 mil de despesa. Todos são CC-1. A proposta do “trenzinho” foi denunciada ontem à noite pelo PIMENTA.

Hoje, o vereador Júnior Brandão se posicionou contra a aprovação da reforma administrativa. Para ele, a aprovação do projeto, da forma que está, depõe contra o legislativo municipal.

De acordo com as emendas sofridas durante as reuniões das Comissões Técnicas, a reforma administrativa cria a Secretaria de Comunicação Social, mantém a Agência de Regulação dos Serviços Públicos Municipais (Arsepi) e promove o trenzinho da alegria na Pasta do Governo.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia