WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘Herzem Gusmão’

RUI COSTA COGITA NÃO IR À INAUGURAÇÃO DO AEROPORTO DE CONQUISTA PARA EVITAR “HOSTILIDADE”

Rui Costa pode não comparecer à inauguração do aeroporto com Bolsonaro e Hérzem

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), cogita não ir à inauguração do aeroporto de Virória da Conquista para evitar ser “hostilizado”, segundo apurou o Bahia Notícias. O evento, que terá a presença do presidente Jair Bolsonaro (PSL), está previsto para acontecer nesta terça-feira (23).

De acordo com a cúpula do Palácio de Ondina, o petista baiano vai esperar uma “sinalização” do governo Bolsonaro e a decisão sobre a presença ou não do governador só deve acontecer nesta segunda-feira (22).

Governistas dizem que esperam um “evento republicano e administrativo” mas, segundo eles, o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), estaria preparando um “ato político” contra Rui. Segundo governistas, o emedebista mandou retirar outdoors da gestão petista sobre o novo aeroporto.

Placas de outdoor do governo estadual foram retiradas pela Prefeitura de Conquista

Ontem à tarde, o líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Rosemberg Pinto (PT), tinha defendido que o chefe do Palácio de Ondina não fosse para a inauguração. O deputado petista contou que dos 300 convidados, Rui só poderia chamar 70 pessoas. Os demais convites seriam distribuidos entre bolsonaristas para, segundo ele, “vaiar” o governador (relembre aqui).

CONQUISTA: HERZEM EXONERA ANDRÉ FERRARO E AMPLIA CRISE NO GOVERNO

André Ferraro foi exonerado da Comunicação, após entrevista || Foto Divulgação

Ferraro foi exonerado da Comunicação || Foto Divulgação

Com edição do Diário Oficial do município antecipada, o prefeito Herzem Gusmão (PMDB) exonerou o publicitário André Ferraro da Secretaria de Comunicação de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. O publicitário havia assumido o cargo no início de fevereiro.

A exoneração de Ferraro ocorreu imediatamente após ele conceder entrevista ao repórter Caique Santos, do programa Sudoeste Agora (Rádio Clube de Conquista) na qual denunciou ingerências e “coisas não republicanas” na gestão de Herzem. Ferraro também apontou a existência de grupos trabalhando contra o prefeito.

A entrevista caiu como uma bomba dentro do governo e foi comemorada pela oposição. Ferraro disse que há, na gestão de Herzem, “gente que é de fora da cidade, da administração, que fica empoderada por [ter] relação pessoal [com o prefeito]”. Também disse haver “coisas não republicanas” que ele somente iria expor a depender do “desdobrar das coisas”.

Ferraro reforçou ter nome a zelar no mercado publicitário e de comunicação na Bahia e disse confiar na gestão de Herzem, mas alertou para o chamarem para briga: “Dou dez bois para não entrar na briga, mas quando entro…”.

O ex-secretário também mencionou a existência de subconsultores que atrapalhando a gestão. “Consultor é feito para fazer análise e sair. Consultor que fica fixo e não sai da prefeitura, é melhor nomear. Agora, não nomeia porque o salário é baixo?”.

 

NAÇÃO ESTÁ EM PÂNICO, DIZ PEEMEDEBISTA

Herzem avalia cena política após delações dos donos da JBS (Foto Divulgação).

Herzem avalia cena política após delações dos donos da JBS (Foto Divulgação).

Os conteúdos das delações e gravações feitas pelos irmãos e donos da JBS provocaram um estrago político sem proporções na política brasileira. É séria ameaça à continuidade do governo de Michel Temer.

Peemedebista como o presidente da República, Herzem Gusmão, prefeito de Vitória da Conquista, concedeu entrevista ao repórter Maciel Júnior. O conteúdo foi publicado no Blog do Rodrigo Ferraz.

O prefeito da terceira mais populosa cidade baiana disse que aguardaria, com grande expectativa, o desenrolar dos fatos na capital brasileira.

– [Essa crise] tumultua e coloca em pânico a nação brasileira – emendou.

O prefeito de Conquista, no sudoeste baiano, também falou do governo dele e fez críticas à profusão de sindicatos ao defender a reforma trabalhista proposta por Temer.

EM CONQUISTA, MAIS QUE UM “FORA, TEMER”

A reação ao Governo Temer foi ampliada em Vitória da Conquista, como registrado nesta foto do Blog do Anderson. Por lá, o movimento pede algo além da saída do presidente da República. A citação ao PMDB não é à toa. É, também, o partido do prefeito do município, Herzem Gusmão, que sucede o petista Guilherme Menezes.

A reação ao Governo Temer foi ampliada em Vitória da Conquista, como registrado nesta foto do Blog do Anderson. Por lá, o movimento pede algo além da saída do presidente da República. A citação ao PMDB não é à toa. Trata-se do partido do prefeito do município, Herzem Gusmão. Conquista, uma das economias do estado que mais crescem, foi governada pelo PT de 1997 a 2016.

RADIALISTA PÕE FIM A 20 ANOS DO PT NO COMANDO DE CONQUISTA

Herzem venceu a eleição com mais de 25 mil votos de frente (Foto Divulgação).

Herzem venceu a eleição com mais de 25 mil votos de frente (Foto Divulgação).

Por volta das 20h deste domingo (30), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decretou o resultado da eleição a prefeito de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. O terceiro maior colégio eleitoral do Estado será governado pelo deputado estadual e radialista Herzem Gusmão (PMDB), de 68 anos.

O peemedebista venceu o também deputado estadual Zé Raimundo (PT), por 95.710 a 70.513 votos. Percentualmente, obteve 57,58% dos votos válidos ante 42,42% do adversário.

Herzem chega ao poder na terceira tentativa. Havia disputado em 2008 e 2012, perdendo para o invicto Guilherme Menezes, que iniciou o ciclo de 20 anos do PT no poder em Vitória da Conquista, em 1996.

O prefeito eleito prometeu gestão sem perseguições e de diálogo, “ouvindo todos”. Segundo colocado na disputa, Zé Raimundo, que já governou Conquista, disse que não tinha o sentimento de derrotado e reafirmou que irá trabalhar por grandes obras para o município.

PRÉVIAS DO PT EM CONQUISTA

Márcio Matos entra na disputa interna do PT.

Márcio Matos entra na disputa interna do PT.

O PT não terá vida fácil nas eleições de 2016 em Vitória da Conquista. O partido governa a cidade há 19 anos consecutivos, mas os planos para a sucessão do próximo ano não contarão, pelo menos no primeiro turno, com apoio de antigos aliados, como o PCdoB, que lançou o nome do deputado estadual Jean Fabrício.

Ontem, para apimentar ainda mais o processo – internamente, uma das tendências internas do partido lançou nome para a sucessão, Márcio Matos, da direção nacional do Movimento Sem-Terra (MST). Márcio deverá se desligar do cargo para disputar a prefeitura conquistense. Ele tem 30 anos e é filho do ex-deputado e ex-prefeito de Conquista Jadiel Matos e integra a tendência Esquerda Popular Socialista (EPS), do PT.

Com a sinalização de Márcio, podem ocorrer prévias para a definição de um nome do PT à sucessão de Guilherme Menezes. Outro nome já posto é o do deputado estadual José Raimundo, ex-prefeito de Conquista. Zé Raimundo, no entanto, enfrenta resistências de Guilherme. De acordo com as últimas pesquisas, quem lidera a corrida eleitoral na “Suíça Baiana” é o peemedebista Herzem Gusmão.

ACM NETO DE OLHO EM CONQUISTA

Bruno assume secretaria em Salvador e Herzem ganha vaga.

Bruno assume secretaria em Salvador e Herzem ganha vaga.

O prefeito de Salvador, ACM Neto, está atento à política de Vitória da Conquista. Numa manobra para fortalecer as oposições e destronar o PT conquistense – que está há quase 20 anos no poder -, chamou o deputado estadual Bruno Reis (PMDB) para o seu governo. Bruno assumirá a Secretaria de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza.

Com a saída de Bruno, Herzem Gusmão assume a vaga no parlamento estadual. Herzem é pré-candidato a prefeito de Vitória da Conquista. Em 2012, perdeu a disputa municipal para Guilherme Menezes (PT). ACM Neto está empolgado, principalmente, com a divisão na base governista no município do sudoeste. O PCdoB já anunciou que romperá com o governo de Guilherme e terá candidato a prefeito em 2016, sendo o nome mais provável o do deputado estadual Fabrício Falcão.

CONQUISTA: PESQUISA “HOJE IN DATA” TRAZ GUILHERME COM 53,77% E HERZEM COM 34,38%

Pesquisa divulgada no final desta tarde de sábado, 27, pelo instituto HojeinData aponta para reeleição do prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes (PT). O levantamento traz o petista com 53,77% das intenções de voto e o peemedebista Herzem Gusmão com 34,38%.

O percentual de indecisos, porém, é alto: 10,31%. Já o percentual de brancos e nulos ficou, respectivamente, em 0,67% e 0,87%. A pesquisa foi feita de 25 a 27 de outubro e ouviu 1.483 eleitores nas zonas urbana e rural do município do sudoeste baiano. A margem de erro é de 3 pontos percentuais.

Esta é a primeira vez que Vitória da Conquista tem eleição decidida em segundo turno. A pesquisa HojeinData foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número 00548/2012.

CONQUISTA: PESQUISA APONTA GUILHERME REELEITO EM 1º TURNO

Guilherme tem 48,73% das intenções de voto.

Pesquisa da Hoje Comunicações Pesquisas e Jornalismo Ltda com 5.002 eleitores de Vitória da Conquista aponta para a reeleição de Guilherme Menezes (PT) em primeiro turno. O prefeito do município do sudoeste baiano aparece com 48,73% das intenções de voto, enquanto o radialista Herzem Gusmão (PMDB) soma 28,59%.

Distantes, vêm Abel Rebouças (PDT), com 4,8%, Edigar Mão Branca (PV), com 2,71% e Élquisson Soares (PPS), com 0,89%, informa o Blog do Anderson. A pesquisa foi contratada pelo PT conquistense. Os eleitores foram ouvidos nos dias 28 a 30 de setembro.  O levantamento está registrado com o número 00308/2012 no Tribunal Superior da Eleitoral.

 

HERZEM GUSMÃO VOLTA AO NINHO

O radialista e ex-candidato a deputado federal Herzem Gusmão (PMDB), de Vitória da Conquista, não seguiu a orientação do ex-ministro Geddel Vieira Lima de apoiar a petista Dilma Rousseff. O comunicador era das presenças mais animadas na carreata do presidenciável José Serra no município do sudoeste baiano.

Foi uma volta ao ninho. Herzem disputou a prefeitura de Conquista pelo PSDB, partido ao qual era filiado até o ano passado, quando sentiu-se seduzido pelos apelos de Geddel. O resultado das urnas, no entanto, causou insatisfação. Em resposta ao convite do ex-ministro, Gusmão preferiu dar o troco. Vai de Serra.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia