outubro 2014
D S T Q Q S S
« set    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  



pm ilheus

:: ‘homicídio’

JOVEM É ASSASSINADO NA MANGABINHA

Alexandre foi assassinado a tiros e pauladas na Mangabinha (Foto Bahia Hoje).

Alexandre foi assassinado a tiros e pauladas na Mangabinha (Fotos Bahia Hoje).

Um jovem foi assassinado a tiros e pauladas, hoje pela manhã, na Mangabinha, em Itabuna. Alexandre Souza de Oliveira, de 20 anos, morava no Bairro Pontalzinho. O crime ocorreu por volta das 8h30min, na região das “Casinhas”.

Alexandre havia deixado o Hospital de Base de Itabuna há pouco tempo e sofria de problemas mentais, segundo uma das tias. Recentemente, tentou contra a própria vida ao ingerir “chumbinho”.

Ele teria saído logo cedo de casa para ir ao hospital trocar curativo, segundo informou uma tia da vítima ao Bahia Hoje. De acordo com informações policiais, Alexandre era usuário de drogas.

ASSASSINATO NA FAVELA DO BODE

Renato Lopes Caetano, de 23 anos, foi assassinado a tiros ontem à noite (2) por homens em um GM Corsa preto. O crime ocorreu na região conhecida como Favela do Bode, no Jardim Grapiúna, em Itabuna.

De acordo com o Verdinho, a vítima foi primeiro abordada por dois motociclistas. Na sequência, passaram os atiradores no Corsa, em velocidade reduzida, e efetuaram os disparos.

De acordo com a polícia, Renato, conhecido como Cachorrão, tinha ficha por envolvimento com o crime. Este é o 107º homicídio registrado em Itabuna de janeiro até agora.

PASSEATA COBRA PUNIÇÃO A ASSASSINO DE PERSONAL TRAINER

Dezenas de pessoas participaram do ato na Cinquentenário (Foto Pimenta).

Dezenas de pessoas participaram do ato na Cinquentenário (Foto Pimenta).

Cerca de cento e cinquenta pessoas participaram, hoje à tarde, de uma passeata para exigir punição ao assassino do jovem Lucas Sousa Dias. Eram familiares, amigos e colegas do personal trainer assassinado na última sexta (19) à noite, enquanto lanchava em uma hamburgueria no Bairro de Fátima.

Todos vestiam camisa branca estampada com uma foto de Lucas. Os manifestantes também fizeram apitaço e empunhavam faixas e cartazes cobrando justiça para o crime e paz em Itabuna.

“Iremos acompanhar esse processo até as últimas consequências, se necessário for”, disse ao PIMENTA um dos líderes da passeata. “Confiamos no trabalho da polícia civil. A gente sabe que todos estão empenhados [em esclarecer o crime]”.

O homem apontado com o autor dos disparos fatais contra Lucas é ex-companheiro da namorada da vítima. Felipe Victor Barros ficou foragido por três dias e apresentou-se à polícia ontem (22), após fugir do período de flagrante.

A Marlos Macêdo, titular da Delegacia de Homicídios, Felipe Victor negou a autoria dos disparos. Três dias antes do crime, Lucas e a namorada prestaram queixa contra o acusado da morte.

PERSONAL TRAINER É MORTO EM ITABUNA

Lucas Dias estava em uma lanchonete e foi surpreendido pelo assassino.

Lucas Dias estava em uma lanchonete e foi surpreendido pelo assassino.

Um jovem de 25 anos foi morto a tiros ontem à noite (19) no Bairro de Fátima, em Itabuna. Lucas Sousa Dias lanchava em uma hamburgueria, na Rua de Mutuns, quando um homem disparou contra ele.

A suspeita é de crime passional. No dia anterior, Lucas havia prestado queixa policial contra um homem que já se relacionou com a sua namorada. Este ex da jovem teria feito ameaças ao personal trainer.

De acordo com informações do Plantão Itabuna, Lucas treinou em uma academia no próprio bairro e, logo depois, foi lanchar. A polícia busca imagens de câmeras de monitoramento para identificar o assassino.

JOVEM É ASSASSINADO NO PONTALZINHO

Leandro foi morto a tiros (Reprodução P. Itabuna).

Leandro foi morto a tiros (Reprodução P. Itabuna).

Leandro Souza Gonçalves, 24 anos, foi assassinado a tiros na Rua Alzira Paim, no Pontalzinho, região central de Itabuna, no início da manhã de hoje (17). A vítima morava na Rua da República, próximo ao antigo Clube da Telebahia, segundo informações do Plantão Itabuna.

O atirador atacou Leandro, quando a vítima caminhava próximo à região do Cemitério Campo Santo. A suspeita é de que o crime tenha sido motivado por um relacionamento extraconjugal.

A polícia ainda caça o autor do homicídio. Leandro, também conhecido como Shineray, não tem passagens por delegacia, de acordo com as primeiras informações.

Itabuna registrou dois assassinatos em menos de 24 horas. Ontem à tarde, o sindicalista Moisés Ribeiro da Silva foi morto a tiros na Beira-Rio, no Nova Itabuna (confira mais abaixo).

ESTUDANTE É ASSASSINADO PERTO DE ESCOLA

ddd

Fabiano, a 101ª vitima do ano (Reprodução Verdinho).

Do Diário Bahia

Era por volta das 21 horas de ontem (03). Fabiano Batista dos Santos, de 20 anos, tinha acabado de sair do Colégio Inácio Tosta Filho, na Rua Monte Alto, no bairro de Fátima. Bastava atravessar a rua e ele já estaria em casa.

No entanto, o estudante não sabia que alguém o esperava na porta da escola. Quatro tiros e ali estava mais um corpo estendido no chão. Fabiano se tornava a segunda vítima de homicídio desse mês, a 101ª do ano.

Testemunhas relataram que o atirador fugiu em uma moto, pilotada pelo comparsa. A polícia já investiga o caso, mas não descarta a hipótese de que o tráfico de drogas esteja relacionado com o crime.

MOTOBOY CONFESSA MORTE DE CHAVEIRO

Danilo Santos foi preso momentos depois de cometer o crime.

Danilo Santos foi preso momentos depois de cometer o crime.

Audiney foi surpreendido no local de trabalho.

Audiney foi surpreendido no local de trabalho.

Policiais militares da Base Comunitária do Monte Cristo conseguiram prender o homem que matou a tiros o chaveiro Audiney Júnior, ao meio-dia de hoje, na Califórnia, em Itabuna.

Danilo Santos (Zói) foi detido pelos policiais quando fugia do local do crime, ainda com a arma na mão.

O motoboy confessou o crime. “Zói” acusou a vítima de ter desferido marteladas em sua cabeça e decidiu se vingar.

A confusão ocorreu no último sábado, segundo ele. Ao contrário do informado poucos minutos depois do crime, Júnior foi surpreendido e baleado ainda no local de trabalho.

O Samu 192 socorreu a vítima. Audiney não resistiu e morreu a caminho do hospital.

MULHER ASSASSINADA NO ALTO MIRANTE

violencia1Uma mulher de 37 anos foi assassinada na madrugada deste sábado (7), na Rua Santa Cruz, Bairro Alto Mirante, em Itabuna. Era 1h37min quando dois homens em uma moto Honda Bros, preta, abordaram Lucimar Silva Oliveira e efetuaram três disparos. Dois atingiram a cabeça da vítima, que faleceu no local.

A polícia foi acionada por moradores da região. De acordo com a Polícia Militar, a vítima era conhecida como “Neguinha” e residia na Bionor Rebouças, no Bairro São Roque. O Samu 192 ainda foi acionado, mas sem tempo para socorro.

Moradores da região informaram que “Neguinha” ou “Pretinha” era usuária de drogas. O município registra 58 homicídios em menos de seis meses.

O 1º HOMICÍDIO DO ANO EM ITABUNA

Chama-se Lucas Dias dos Santos a primeira vítima de assassinato em Itabuna no ano de 2014. Segundo o Plantão Itabuna, o rapaz de 24 anos foi morto a tiros na Rua Beira-Rio, em Nova Ferradas. As balas atingiram o rosto, a cabeça e o peito do jovem. Os autores do crime ainda são desconhecidos.

As estatísticas da polícia mostram que o número de homicídios na cidade em 2013 caiu 25%. Ao longo de todo o ano, houve 129 crimes contra a vida, ante 172 em 2012. Em contrapartida, houve crescimento do índice de crimes como furtos e roubos no mesmo período.

MARCOS GOMES É CONDENADO A 17 ANOS DE PRISÃO PELA MORTE DE VAQUEIRO

Gomes está foragido.

Gomes está foragido.

O ex-candidato a deputado estadual e agropecuarista Markson Monteiro de Oliveira, o Marcos Gomes, foi condenado a 17 anos de prisão em regime fechado, ontem, no julgamento do assassinato do vaqueiro Alexsandro Honorato, informa o Políticos do Sul da Bahia. O crime ocorreu em dezembro de 2006, no Haras Redenção, em Floresta Azul.

Marcos Gomes foi julgado no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador, acusado de tortura, cárcere privado, homicídio e ocultação de cadáver.

O julgamento em Salvador foi um pedido apresentado pelo Ministério Público baiano. Gomes deveria ir a júri no fórum de Ibicaraí, mas o clima de comoção e a possibilidade de ameaça a testemunhas fez com que o MP apresentasse o pedido.

Filho do ex-prefeito Fernando Gomes, Marcos foi julgado a revelia e é considerado foragido da Justiça. O vaqueiro foi torturado na frente de várias pessoas durante uma vaquejada em um final de semana no Haras Redenção. Logo após, o corpo desapareceu, sendo encontrado pela polícia na estrada que liga os municípios de Potiraguá e Itapetinga.

O corpo de Honorato chegou a ser enterrado como indigente no cemitério de Itapetinga. Denúncias anônimas levaram à exumação do cadáver. Testemunhas e provas acabaram por apontar Marcos Gomes como o autor da série de crimes, juntamente com o ex-servidor público Ilmar Marinho, o Mazinho.

HOMEM É MORTO NO BAIRRO SÃO LOURENÇO

Rafael Gomes de Jesus, 22 anos, foi assassinado na manhã desta terça-feira (29), às margens da BR-101, no bairro São Lourenço. Segundo o Plantão Itabuna, o rapaz foi atingido por tiros disparados por dois homens, que estavam em uma moto de placa não informada.

A vítima andava pelo acostamento da pista em companhia do irmão, Antônio de Jesus, 32, que nada sofreu. Com eles, a polícia encontrou uma faca tipo peixeira, um facão e um cachimbo usado para o consumo de crack.

Antônio de Jesus foi levado para o Complexo Policial de Itabuna para prestar esclarecimentos.

COMERCIANTE EXECUTADO EM JUSSARI

Um comerciante conhecido como Vanzinho Ribeiro, foi executado na manhã deste sábado, 28, em Jussari, a 63 quilômetros de Itabuna. Segundo o Radar, a vítima, que atuava no ramo de material de construção, morreu quando fazia uma entrega de produtos em uma casa próxima ao Hospital Gileno Amado.

Testemunhas disseram que o assassino estava em uma moto e disparou cinco tiros contra o comerciante, todos na cabeça. Após o crime, o bandido fugiu em direção ao distrito de Areia Branca. Há informações de que nenhum objeto ou dinheiro foi levado da vítima.

Vanzinho já atuou como jogador de futebol amador. Em razão do crime, o prefeito de Jussari, Valnio Muniz (PT), determinou a suspensão da final de um campeonato que seria realizada neste domingo, 29.

ITABUNA REGISTRA 85º HOMICÍDIO DE 2013

Itabuna registrou na noite desta segunda-feira, 19, o 85º homicídio de 2013. A vítima, como na maioria das ocorrências, foi um jovem.  O ajudante de pedreiro Cleiton Matos Santos, de 19 anos, estava em casa, no bairro Fonseca, quando homens ainda não identificados chegaram atirando. As balas atingiram o pescoço do rapaz.

Segundo o Plantão Itabuna, há informações de que Cleiton teve uma desavença um ano atrás, o que o levou a se mudar temporariamente para Itapé. O retorno para Itabuna ocorreu há pouco tempo e a suspeita é de que os antigos desafetos do ajudante estejam envolvidos com o homicídio.

JOGADOR DE FUTEBOL MATA VIZINHA

O jogador de futebol Gianluca Gerolano, de 21 anos, que atua em um clube da terceira divisão em Santa Catarina, matou a facadas sua vizinha, uma senhora de 56 anos. O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira, 7, em um prédio na cidade de Guarujá, em São Paulo, onde o atleta reside.

Segundo reportagem do G1, Gerolano esperou a vizinha na escada do prédio. Ao chegar, a vítima foi empurrada para o interior de seu apartamento, onde se deu o homicídio. Um detalhe estranho é que, depois de matar, o assassino colocou ketchup e óleo nas nádegas da mulher. A polícia investiga ainda se houve abuso sexual.

Gerolano também utilizou o telefone celular da vizinha para enviar um SMS para a filha dela, fazendo-se passar pela dona do aparelho. Como havia muitos erros de grafia na mensagem, a filha desconfiou e ligou para a polícia, que invadiu o apartamento do assassino e o prendeu. O jogador confessou o crime.

DOIS EX-PRESIDIÁRIOS ASSASSINADOS EM ITABUNA

Em pouco mais de 24 horas, dois ex-presidiários foram mortos em Itabuna. Coincidência ou não, ambos os episódios ocorreram em um mesmo bairro da cidade, o Nova Itabuna.

O primeiro homicídio foi cometido na manhã deste domingo, 23, tendo como vítima Ricardo Silva de Araújo, o “Batoré”, de 30 anos, que tinha várias passagens pela polícia e já cumprira sentença no Conjunto Penal. Ele foi perseguido desde o local conhecido como Baixa Fria e acabou baleado na rua principal do Nova Itabuna, levando dois tiros.

A segunda morte ocorreu na tarde desta segunda-feira, 24, na mesma área do bairro conhecida como Baixa Fria. A vítima foi Genaldo Lima de Carvalho, o “Gel”, de 27 anos, que também era ex-presidiário. Segundo informações do Plantão Itabuna, Gel estava bebendo com o homem que, pouco depois, sacou uma arma e o matou.

MOTOTAXISTA É ASSASSINADO NO FONSECA

Célio era mototaxista (Reprodução Oziel Aragão/Portal Sul da Bahia).

Célio era mototaxista (Reprodução Oziel Aragão/P.Sul da Bahia).

Itabuna registrou o 44º do ano nesta madrugada de segunda-feira, 8. A vítima foi o mototaxista identificado como Célio Batista de Souza, executada a tiros.

O crime ocorreu na Rua Eduardo Fonseca, no Bairro Fonseca.

A vítima estava em um veículo Pálio e tentou correr após sofrer o primeiro tiro, mas acabou morrendo no local.

Os atiradores ainda não foram identificados pelos agentes da Delegacia de Homicídios. Leia mais no Portal Sul da Bahia.

BRUNO É CONDENADO A 22 ANOS E 3 MESES DE PRISÃO

Bruno foi classificado pela juíza como uma pesoa fria, violenta e dissimulada

Da Folha Online

Dois anos e nove meses após o assassinato de Eliza Samudio e reviravolta em versões, o 1º Tribunal do Júri de Contagem (MG) condenou, na madrugada desta sexta-feira (8), o goleiro Bruno Fernandes de Souza, 28, a 22 anos e três meses pelo mando e homicídio da sua ex-amante, aos 25 anos.

Segundo o Tribunal de Justiça, 17 anos e seis meses da pena são em regime fechado, pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza, e outros três anos e três meses são em regime aberto e correspondem ao sequestro e cárcere privado do filho da ex-modelo com o goleiro.

Na leitura da sentença, a juíza Marixa Rodrigues afirmou que Bruno “demonstrou ser uma pessoa fria, violenta e dissimulada” e acrescentou que a sociedade hoje reconheceu o envolvimento dele como mandante na “trama diabólica”.

Leia mais

MORRE COMERCIANTE BALEADO NA NOVA CALIFÓRNIA

violênciaO comerciante Rosivaldo Alves Conceição, 40 anos, morreu nesta tarde de terça-feira, 19, no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), em Itabuna, após ser baleado por assaltantes na Nova Califórnia.

Os tiros foram disparados quando Rosivaldo estava dentro de casa. De acordo com o Portal Sul da Bahia, uma equipe do Samu 192 prestou os primeiros atendimentos ainda na residência do comerciante, que foi encaminhado para o Hblem.

Com a morte de Rosivaldo, que não tinha relações com o crime, segundo testemunhas, Itabuna chega a 29 assassinatos em 2013, o 17º só em fevereiro. Hoje, no início da tarde, um jovem foi baleado na Mangabinha. Lucas da Silva Soares foi atingido nas pernas e nas costas.

MORRE COMERCIANTE BALEADO NO SANTO ANTÔNIO

armaApós 15 dias internado no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna, morreu na noite deste sábado, 2, o comerciante Edízio Francisco de Jesus, de 45 an0s. Ele havia sido baleado no dia 18 de janeiro, quando estacionava seu carro na Avenida José Monstans, bairro Santo Antônio.

As investigações da polícia concluíram que os assassinos confundiram Edízio com um traficante. A vítima, que tinha comércio em Serra Grande, era conhecida como pessoa de bem.

Com mais essa morte, chega a 15 o número de homicídios cometidos este ano em Itabuna.

FUNCIONÁRIO DE SUPERMERCADO É MORTO EM ITABUNA

O comerciário Rosemiro Bispo dos Santos, 45 anos, é mais uma vítima da violência em Itabuna. Ele foi executado com vários tiros de pistola, na noite desta sexta-feira, 25, na Avenida Ilhéus, próximo à Igreja São Judas Tadeu. Rosemiro era funcionário do supermercado Carisma, situado no bairro Pontalzinho.

Segundo o Portal Sul da Bahia, o trabalhador seguia para casa de bicicleta, quando foi abordado pelos atiradores. Pelo menos oito cápsulas de pistola teriam sido encontradas no local onde ocorreu o homicídio.

Familiares da vítima afirmam que uma mulher a quem ele devia R$ 80,00, e que já o havia ameaçado, é a principal suspeita.

UM BÁRBARO ASSASSINATO AINDA SEM JULGAMENTO

O acusado e a vítima. Amigos dela dizem que a relação era conturbada Como a impunidade costuma se valer do esquecimento, vale lembrar que nesta sexta-feira, 25, fez quatro anos de um assassinato cruel, que chocou Itabuna. A vítima foi a professora Rayluciene Castro Nery, 37 anos, que estava grávida de quatro meses e morreu depois de levar um tiro no rosto. Segundo as investigações, o mandante do homicídio foi seu próprio marido, Everaldo Marques, 31.

A justiça decidiu que o acusado irá a júri popular, mas, de acordo com a família da vítima, o processo está parado. Marques, que passou a viver em Ipiaú após o ocorrido, nega ter sido o autor intelecutal do crime.

POLÍCIA PRENDE MAIS DOIS SUSPEITOS DE MATAR MOTOTAXISTA

Os irmãos Jussara e Jônatas confessaram participação no homicídio (foto Radar)

Os irmãos Jussara e Jônatas confessaram participação no homicídio (foto Radar)

Agentes da Polícia Civil de Itabuna prenderam na madrugada desta segunda-feira, 21, em Porto Seguro, mais duas pessoas que teriam envolvimento no assassinato do mototaxista Wilson Ferreira da Silva, o Paulista, de 53 anos. O crime aconteceu no dia 13 de dezembro, no bairro Góes Calmon.

De acordo com o site Radar, os suspeitos presos ontem são Jônatas Pereira dos Santos, conhecido como Tam, e Jussara Pereira dos Santos, irmã do primeiro. Eles teriam confessado a participação, mas Tam apontou outro elemento como o autor direto do homicídio: Ivan da Conceição Celestino, de 33 anos.

Na versão dos suspeitos, Paulista teria ido até uma escola da cidade para pegar o filho de Jussara, de quatro anos. O mototaxista recebeu essa incumbência de um sujeito que se identificou como Paulo Cabeção e dizia ser o pai da criança.

A polícia apurou que a escola não liberou o menino e avisou a família. Jussara, Tam e Ivan Celestino foram até o estabelecimento e identificaram o mototaxista por imagens do sistema de segurança. Tam disse que a intenção inicial era dar uma surra em Paulista e que teria partido de Ivan a decisão de matá-lo.

Duas mulheres também suspeitas de envolvimento no homicídio já tinham sido presas logo após o crime. São elas Márcia Messias Paranhos, de 18 anos, que pediu a corrida ao mototaxista até o local onde ele seria sequestrado, e Maria Denise,  amante de um dos homens que mataram  Paulista.