WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘IEL’

ALBAN, DA FIEB: “CRIAMOS AS CONDIÇÕES DE INTERIORIZAÇÃO DA INDÚSTRIA”

Ricardo Alban, presidente da Fieb (Foto Pimenta).

Alban, presidente da Fieb (Foto Pimenta).

Presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Ricardo Alban inaugurou na última sexta (2), na Rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415), a unidade integrada de ensino e capacitação profissional. O complexo reúne serviços IEL, Sesi e Senai, representando investimento superior a R$ 19 milhões.

Após a inauguração da unidade ilheense, Alban concedeu entrevista ao PIMENTA. Abordou o processo de interiorização da indústria na Bahia, investimentos em qualificação profissional e a necessidade das reformas previdenciária e trabalhista.

Para ele, não deve haver solução de continuidade na votação das reformas, apesar da crise política instalada em Brasília. Também aborda o embate ético que juntou grupos de empresários e políticos. Alban defende atitude proativa. Assim como o dirigente da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Robson Braga de Andrade, Alban separa a minoria dos empresários corruptos daquilo que representa o empreendedor brasileiro. Confira:

PIMENTA – O sr. defende que, apesar da crise política, não haja solução de continuidade na votação das reformas trabalhista e previdenciária. Por que o sr. considera as reformas imprescindíveis?

ALBAN – As reformas são necessárias para criar as condições macroeconômicas e o país volte a crescer. Não podemos conviver com legislação trabalhista de 50, 60 anos atrás. O mundo mudou, as relações de trabalho mudaram. O trabalhador hoje não é o mesmo de 60 anos atrás. Temos que modernizar. Eu não enxergo perdas de direitos [com as reformas], mas de buscar o negociado sobre o legislado. Óbvio que temos que ter certos controles.

PIMENTA – E a reforma previdenciária?

ALBAN – O governo anterior já mostrava essa necessidade [da reforma previdenciária]. O mundo inteiro já fez. A França já fez duas vezes, os Estados Unidos… Nós estamos em um mundo cada vez mais longevo. O mundo está ficando velho. Precisamos adequar a realidade de longevidade com a capacidade financeira de manter os programas de previdência.

______________

DEBATE ÉTICO – Existem empresários e empresários, políticos e políticos. Isso tudo faz parte de uma sociedade. O que não podemos é fazer com que uma realidade minoritária prevaleça sobre uma realidade total. Precisamos dar muito mais valor aos bons exemplos e atitudes positivas.

______________

PIMENTA – O presidente da CNI abordou o debate ético ao citar relacionamento entre o empresariado e os políticos. O que os empresários podem fazer para mudar estas práticas?

ALBAN – Nós já colaboramos. Logicamente, existem empresários e empresários, políticos e políticos. Isso tudo faz parte de uma sociedade. O que não podemos é fazer com que uma realidade minoritária prevaleça sobre uma realidade total. Precisamos dar muito mais valor aos bons exemplos e atitudes positivas do que ficar sempre valorizando os maus exemplos. Óbvio que precisamos corrigir, tomar as providências necessárias. Precisamos pensar proativamente. Precisamos consertar o presente, mas sem perder de vista o depois, o amanhã.

PIMENTA – As unidades integradas da Fieb são parte dessa filosofia?

ALBAN – Isso é um dever nosso. É uma prova inequívoca que o Sistema S dá resultado. Esses recursos [para construir unidades de ensino e capacitação] são das empresas, não são recursos tirados do trabalhador. Nós também somos responsáveis por criar as condições quer seja de educação, quer seja de profissionalização, quer seja de inovação e de sustentabilidade na área da indústria.

PIMENTA – Qual o impacto da Unidade Integrada ilheense para a indústria sul-baiana?

ALBAN – Com certeza, nosso objetivo é que as unidades integradas representem um processo de industrialização em todo o estado da Bahia. Estamos fazendo esse equipamento aqui, em Ilhéus, também em Vitória da Conquista, Luís Eduardo Magalhães, em Barreiras, Feira de Santana e, até o próximo ano, em Juazeiro. Criamos as condições de interiorização da indústria e, com isso, nós teremos uma Bahia mais igual, mais equitativa no processo industrial.

EMBASA TEM VAGAS DE ESTÁGIO PARA ILHÉUS

embasa1A Embasa está com vagas abertas para estágio em Ilhéus, Salvador, Camaçari e Candeias. As inscrições estão disponíveis desde ontem (28).

A seleção acontecerá por meio de captação de estudantes pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Interessados devem entrar em contato com o IEL até o dia 7 de agosto, pelo telefone (71) 3205-1907 (Salvador) ou (73) 3639-1720/ 3639-1134  em Ilhéus.  Mais informações no site www.ielestagio.org.br.

Em Ilhéus, as vagas são para técnico em eletrotécnica. Em Salvador, nas áreas de Administração, Engenharia Ambiental e Sanitária, Sistemas de Informação/Análise de Sistemas (nível superior) e técnico em eletrotécnica. Já em Camaçari, são para técnico em química; e em Candeias, para técnico em edificações.

Os estudantes selecionados serão contratados a partir do dia 1º de setembro e receberão bolsa auxílio de R$ 550 (nível superior) e R$ 415 (nível técnico), mais auxílio transporte. O tempo de duração do estágio é de seis meses e a carga horária será de 20 horas semanais.

FEIRA DE ESTÁGIO

Estudantes que buscam uma oportunidade de estágio para aprimorar conhecimentos e estar mais próximo do mercado de trabalho terão uma boa oportunidade neste fim de semana. No sábado, 14, acontece no Sest/Senat, em Itabuna, a III Feira de Estágio do Sul da Bahia.

O evento começa às 8 horas, com credenciamento, seguido de exposição de empresas e de núcleos de atendimento à comunidade. Na programação, está incluída palestra da consultora Maria Lúcia Guimarães de Macêdo, do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), e do case “Estágio, seu futuro começa aqui”. À tarde, haverá oficinas e entrega de certificados.

A Feira de Estágio é uma iniciativa do Sistema Fieb (Federação das Indústrias do Estado da Bahia) e do IEL. Para participar, basta comparecer ao local com um quilo de alimento não perecível.

CALOTE NOS ESTAGIÁRIOS

A oportunidade de obter experiência profissional por meio do estágio tem resultado em frustração para jovens estudantes que prestam serviços à Secretaria da Saúde de Itabuna, com intermediação do Instituto Euvaldo Lodi (IEL). É que desde agosto os estagiários não recebem a bolsa-auxílio e estão tendo que pagar para trabalhar.

Os atrasos no pagamento sempre ocorreram, mas se tornaram mais longos desde o início da  campanha eleitoral.

VAGAS DE ESTÁGIO

O IEL (Instituto Euvaldo Lodi) oferece cinco vagas de estágio em Itabuna, para estudantes dos cursos de Administração, Ciências Contábeis ou Economia. É necessário que o curso seja à noite e o candidato deve ter habilidade com os programas do pacote Office. A bolsa-auxílio oferecida para o estágio é de R$ 622,00.

Interessados deverão dirigir-se ao IEL, na Avenida J.S. Pinheiro, 1.328-B, e procurar Caroline ou Ingrid. O telefone do instituto é o 73.3613-5805.

IEL OFERECE 30 VAGAS DE ESTÁGIO REMUNERADO

O Instituto Euvaldo Lodi está selecionando estudantes de Pedagogia para estágio remunerado. São 30 vagas distribuídas pelos turnos da manhã e da tarde para estagiar em escolas e creches locais. O estudante pode se inscrever até amanhã (20), 18h, na sede do IEL, na avenida J.S. Pinheiro, 1.328-B, fundo da Cristal Veículos, em Itabuna.

O candidato deve apresentar documentos pessoais e o comprovante de matrícula no curso de Pedagogia. O contrato é de um ano, renovável por igual período. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (73) 3613-5805.

FEIRA DE ESTÁGIO EM ITABUNA

O Fórum de Estágio, o Instituto Evaldo Lodi e instituições parceiras promovem, no sábado (8), a 1ª Feira de Estágio do Sul da Bahia. O evento começará às 8 horas, no colégio Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna, e prevê palestras, oficinas e exposição de práticas de estágio pelas empresas.

De acordo com a organização da feira de estágio, o objetivo é proporcionar troca de conhecimento entre instituições de ensino, estudantes e empresas parceiras. A feira também contará com estrutura de atendimento nas áreas de saúde, assistência social e jurídica.

EMPRESAS AUMENTAM GANHOS EM PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO

Valmar Sant'anna espera faturar mais 43% em 2011, a partir das informações obtidas no PQF (foto Taironny Maia)

Empresas que participam de um programa de qualificação realizado pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL), em parceria com a Bahia Mineração, nas regiões de Ilhéus e Caetité, já relatam elevação do faturamento desde que aderiram à proposta. O PQF (Programa de Qualificação de Fornecedores) tem como objetivo preparar fornecedores locais para atender às exigências de grandes empreendimentos.

A Bamin diz ter feito a parceria com o IEL para facilitar a compra de produtos e contratação de serviços nas próprias regiões de influência do projeto Pedra de Ferro, que irá produzir 20 milhões de toneladas de minério por ano, em Caetité, e escoar a produção por um Terminal de Uso Privativo, que aguarda licença ambiental para ser construído na zona norte de Ilhéus.

“Para 2011, esperamos um faturamento bruto 43% maior que o do ano passado, o que também atribuímos em grande parte ao programa de qualificação”, afirma Valmar Sant’anna, gerente administrativo-financeiro d’ A Geradora. A unidade da empresa em Itabuna é uma das 32 que participam do PQF.

Outras empresas também registram evolução semelhante. É o caso da Agroferro, de Brumado, sudoeste baiano. Segundo Fábio Lima, gerente da empresa que comercializa chapas de aço e ferramentas, a expectativa é faturar 30% a mais este ano. “Passamos a enxergar nossa atividade com uma ótica bem mais aguçada”, destaca o administrador.

Para viabilizar tais resultados, o programa inclui orientações sobre gestão empresarial, o que engloba planejamento estratégico, finanças, gestão de pessoas, marketing e vendas. Há também os módulos de Saúde e Segurança do Trabalho, Meio Ambiente e Responsabilidade Social.

WORKSHOP SOBRE LICENCIAMENTO AMBIENTAL

O Instituto Euvaldo Lodi (IEL) promove nesta quarta-feira, 10, a partir das 18h30min, na Faculdade de Ilhéus, a segunda edição do Workshop sobre Licenciamento Ambiental e a Indústria Baiana. A intenção é capacitar representantes da indústria no sul da Bahia na orientação das demandas e inovações em projetos para o licenciamento. A iniciativa conta com as parcerias da Petrobras e da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração.

As inscrições para o workshop são gratuitas e quem tiver interesse deve informar os dados pessoais pelo email projetoalianca@fieb.org.br. Os formulários de inscrição também poderão ser preenchidos no local do evento.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia