WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘IF Baiano Uruçuca’

IF BAIANO OFERECE 2.900 VAGAS PARA CURSOS TÉCNICOS; SÃO 260 EM URUÇUCA

IF Baiano em Uruçuca oferece 260 vagas

IF Baiano em Uruçuca oferece 260 vagas

Os candidatos que sonham em ingressar no Instituto Federal Baiano (IF Baiano) já podem se inscrever para um dos cursos técnicos de nível médio nos campi de Uruçuca, Alagoinhas, Bom Jesus da Lapa, Catu, Governador Mangabeira, Guanambi, Itaberaba, Itapetinga, Santa Inês, Senhor do Bonfim, Serrinha, Teixeira de Freitas, Valença e Xique-Xique.

São oferecidas 2.910 vagas para o ano letivo de 2018 nesses campi. Para o campus de Uruçuca são 260 vagas para os cursos de Guia de Turismo, Técnico de Informática, Alimentos, Agrimensura e Agropecuária, com vagas para os turnos da manhã e tarde. Para os demais campi existem outras opções de cursos técnicos.

Os candidatos têm até o dia 9 de outubro para se cadastrar pela internet, no endereço ifbaiano.edu.br. São oferecidas vagas em duas modalidades. Na subsequente, as vagas são para estudantes que possuem o ensino médio completo ou que concluirão neste ano. Já na modalidade integrada as vagas são para estudantes que tenham terminado o ensino fundamental ou esteja em via de conclusão.

Ao se inscrever o candidato deverá preencher o formulário online com seus dados pessoais e socioeconômicos, o curso escolhido e optar entre ampla concorrência, cotas para estudantes oriundos de escolas públicas ou cotas para candidatos com deficiência.

Os candidatos devem apresentar a documentação listada pelos editais no campus para qual fez a opção de curso, presencialmente ou pelos Correios. Essas outras informações podem ser consultadas no edital disponível no site do IF Baiano.

INOVAÇÃO NO CACAU DA MATA ATLÂNTICA

Eduardo AthaydeEduardo Athayde[email protected]

 

A Fazenda Futuro, localizada em Buerarema, base das pesquisas do WWI no final do século passado – e agora cliente do CIC -, está sendo usada por pesquisadores parceiros do WWI, da floresta urbana de Nova Iorque e do Smithsonian Institute como referência para um projeto piloto de fazenda do futuro, conectado com universidades e centros de pesquisas do mundo.

Quando o WWI-Worldwatch Institute, na virada do milênio, publicou internacionalmente estudo sobre a mata atlântica da região cacaueira da Bahia, batizando-a de “Floresta de Chocolate”, única no mundo, onde a matéria prima do chocolate é produzida com recordes de biodiversidade no planeta, registrado pelo Jardim Botânico de Nova Iorque, a prefeitura nova-iorquina iniciava o levantamento de cada uma das suas 683.113 árvores.

Hoje, os cidadãos de Nova Iorque conhecem o valor econômico individual das suas árvores, sabem que cada uma reduz a temperatura sob sua copa em cinco graus centígrados, joga no ar 150 mil litros de água por ano e produzem serviços anuais avaliados em US$111 bilhões [tree-map.nycgovparks.org]; um padrão que está sendo seguido por várias cidades do mundo que plantam florestas urbanas visando a melhoria do ar, do clima local e da qualidade de vida dos seus cidadãos.

Com a força das redes sociais, o mundo parece ter ficado pequeno e a biodiversa Mata Atlântica, antes pouco percebida (ainda não valorada), vem recebendo influência direta dessas inovações. O Centro de Inovação do Cacau (CIC), por exemplo, que será inaugurado [hoje] na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus, é a parte concreta do projeto do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia, idealizado conjuntamente pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Ceplac, Uesc, Secti, Instituto Arapiaú e outras instituições.

Focando a cadeia produtiva do cacau e a economia florestal, o CIC, formado por acadêmicos e empresários, analisará propriedades físico-químicas do cacau e do chocolate, a qualidade de sementes e mudas das biofábricas de essências da mata atlântica, fomentando a indústria do reflorestamento que, cobiçada por investidores, floresce impulsionada pelo robusto mercado financeiro internacional interessado em ativos florestais.

Na era da “eco-nomia”, oficializada pelo Acordo de Paris e já legalmente adotada pelo Brasil, a preservação, além de uma imperiosa necessidade, passou a ser analisada também por parâmetros econométricos da precificação e monetização (restaurar 12 milhões de hectares de florestas até 2030 – bit.ly/2cHvxT8). Observando o senso de oportunidade, o CIC nasce como elo local desta inovadora rede global, posicionando-se, com linguagem nova, como uma espécie de “porta USB” de alta velocidade aberta a conexões de pesquisa, geração de conhecimento e econegócios.

Integrado a iniciativas como a Plataforma Brasileira sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (bpbes.net.br), que tem a missão de produzir conhecimento científico e saberes tradicionais sobre biodiversidade e serviços ecossistêmicos – onde o cacau se inclui -, o CIC nasce como parceiro natural do Programa Fapesp de Pesquisa em Caracterização, Conservação, Restauração e Uso Sustentável da Biodiversidade (BIOTA-FAPESP), apoiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e alinhado com a
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que lançou a Campanha da Fraternidade 2017 com o tema “Biomas Brasileiros e a Defesa da Vida”.

A imaginação é mais importante que o conhecimento, afirmava Albert Einstein. Nesta linha, a Fazenda Futuro, localizada em Buerarema, base das pesquisas do WWI no final do século passado – e agora cliente do CIC -, está sendo usada por pesquisadores parceiros do WWI, da floresta urbana de Nova Iorque e do Smithsonian Institute como referência para um projeto piloto de fazenda do futuro, conectado com universidades e centros de pesquisas do mundo.

Com a quebra de fronteiras e os espaços abertos pelas redes sociais, a região cacaueira, imaginada como Floresta de Chocolate, vive um momento de mudanças intensas observadas na metáfora da crisálida, quando a lagarta não mais existe, e a borboleta ainda não nasceu.

Eduardo Athayde é diretor do WWI-Worldwatch Institute.

IF BAIANO OFERECE 380 VAGAS DE NÍVEL SUPERIOR PELO SISU; 70 SÃO EM URUÇUCA

IF Baiano em Uruçuca oferece 70 vagas neste semestre.

IF Baiano em Uruçuca oferece 70 vagas neste semestre.

O Instituto Federal Baiano (IF Baiano) oferecerá 380 vagas para cursos superiores pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) neste primeiro semestre. As inscrições poderão ser feitas de 24 a 27 de janeiro. Quem participou do Enem 2016 e não zerou a redação pode disputar vaga.

O estudante pode fazer opção por até dois cursos. As notas de corte vão sendo divulgadas durante o período de inscrição para que o candidato analise suas chances e, caso queira, alterar opções de curso.

As matrículas serão nos dias 3, 6 e 7 de fevereiro, conforme o cronograma do Sisu, para os selecionados na chamada regular, que será divulgada no dia 30 de janeiro. Os candidatos não contemplados na chamada regular, poderão participar da Lista de Espera, inscrevendo-se entre os dias 30 de janeiro e 10 de fevereiro.

VAGAS

São 380 vagas para o primeiro semestre de 2017, distribuídas em oito cursos no graus tecnológicos, bacharelados e licenciatura, nos campi Uruçuca, Guanambi, Catu e Senhor do Bonfim. Confira quadro de vagas em http://sisu.mec.gov.br/cursos?tipo=ies&valor=14509

IFBAIANO ABRE CONCURSO COM 326 VAGAS E ATÉ R$ 8,6 MIL DE SALÁRIO

Concurso abre vagas no campus do IfBaiano em Uruçuca.

Concurso abre vagas no campus do IfBaiano em Uruçuca.

O Instituto Federal Baiano (IF Baiano) está com inscrições abertas até 23 de outubro, para admissão de 179 técnico-administrativos em Educação e 147 professores. As inscrições devem ser feitas pelo site da Funrio.

A taxa de inscrição varia de R$ 100,00 para cargos de nível superior, R$ 80,00 para de nível médio e R$ 60,00 para nível fundamental. Para o cargo de professor, a taxa está fixada em R$ 130,00.

Para os cargos técnicos, a jornada de trabalho será de 40 horas semanais. A remuneração inicial dos cargos de nível superior é R$3.666,54. Para nível médio, a remuneração atinge R$ 2.175,17 e chega a R$ 1.739,04 para os cargos de nível fundamental.

Somam-se aos salários o auxílio transporte, assistência suplementar à saúde, alimentação no valor de R$ 373,00 e incentivo à qualificação.

Para cargos de professor, a remuneração varia entre R$ 4.014,00 a R$ 8.639,50, conforme a titulação (graduação a doutorado. Em regime de 20 horas semanais, a remuneração varia de R$ 2.018,77 a R$ 2.983,59.

Para os cargos técnicos, a seleção será por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Apenas o cargo de revisor de texto braile fará também prova discursiva. A seleção de professores acontecerá em etapas: prova discursiva, de desempenho didático e de títulos.

PROVAS EM DEZEMBRO

As provas objetivas e discursivas serão realizadas no dia 13 de dezembro, as de desempenho didático nos dias 30 e 31 de janeiro, nas cidades de Alagoinhas, Bom Jesus da Lapa, Catu, Governador Mangabeira, Guanambi, Itaberaba, Itapetinga, Salvador, Santa Inês, Senhor do Bonfim, Serrinha, Teixeira de Freitas, Uruçuca, Valença e Xique-Xique.

VAGAS

Os cargos técnicos de nível superior são para Administrador, Analista de Tecnologia da Informação, Assistente Social, Auditor, Contador, Economista, Enfermeiro, Odontólogo, Pedagogo, Psicólogo, Revisor de Texto, Secretário Executivo, Técnico em Assuntos Educacionais.

:: LEIA MAIS »






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia