WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
unime secom bahia primeiro emprego shopping jequitiba


maio 2017
D S T Q Q S S
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias


:: ‘Ilhéus’

PREFEITURA DE ILHÉUS NEGOCIA R$ 131 MILHÕES EM PRECATÓRIOS

Prefeitura ilheense deve R$ 118 milhões em precatórios (Foto Alfredo Filho).

Prefeitura ilheense deve R$ 118 milhões em precatórios (Foto Alfredo Filho).

Quase mil servidores da Prefeitura de Ilhéus participam de audiência para buscar acordo de pagamento de precatórios trabalhistas, a partir das 10h desta segunda (27), no Centro de Convenções de Ilhéus. De acordo com o município, a dívida reconhecida supera os R$ 131 milhões.

São 998 processos à espera de negociação.

Do lado do município, a expectativa de, pelo menos, derrubar a dívida em até 40%. Para quem tem precatórios a receber, o temor é de que o Poder Público utilize a negociação para reduzir a dívida sem, efetivamente, quitá-la segundo o acordado hoje.

A esperança move os dois lados da moeda.

INCÊNDIO NO HOTEL BACK DOOR EM ILHÉUS

Incêndio atingiu apartamentos superiores do hotel em Ilhéus.

Incêndio atingiu apartamentos superiores do hotel em Ilhéus.

Um incêndio foi registrado, há pouco, em dois blocos de apartamentos do Village Back Door Hotel, no quilômetro 13 da Rodovia Ilhéus-Olivença (BA-001), em Ilhéus. O incêndio atingiu pelo menos dois dos apartamentos superiores.

A propagação das chamas foi rápida, pois a cobertura dos apartamentos superiores é de piaçava. A princípio, um fogo na vegetação à margem da rodovia teria se propagado e atingido parte do hotel.

Ao PIMENTA, o Corpo de Bombeiros informou que o incêndio está sendo controlado. Não há registro de feridos. O site não conseguiu contato com a gerência do village. Atualizado às 15h35min.

Chamas se propagaram rapidamente.

Chamas se propagaram rapidamente.

NAZAL: É PRECISO PENSAR DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO SEM VAIDADES

Nazal recomenda deixar vaidade de lado pelo desenvolvimento sul-baiano (Foto Maurício Maron).

Nazal recomenda deixar vaidade de lado pelo desenvolvimento sul-baiano (Foto Maurício Maron).

Ao participar do lançamento do Programa Líder, iniciativa do Sebrae e da Frente Nacional dos Prefeitos, o vice-prefeito de Ilhéus e secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, José Nazal, defendeu mais união entre os municípios que integram o Território Litoral Sul.

Nazal destacou que o Território Litoral Sul é composto por 26 municípios, mas metade da população se concentra em Ilhéus e Itabuna, que também detêm “muito mais da metade da receita”. Os dois maiores municípios, observou Nazal, pouco participam dos debates e não integram sequer o consórcio da Amurc (Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia).

– A região passa pela necessidade de os políticos, governantes e das pessoas em geral se despirem da vaidade pessoal e pensar conjuntamente o processo de desenvolvimento regional focado em iniciativas de desenvolvimento coletivo e de sustentabilidade – afirmou.


PROGRAMA LÍDER

Ilhéus foi a primeira cidade do interior baiano a conhecer o programa e, de acordo com o superintendente do Sebrae Bahia, Adhvan Furtado, essa conquista se dá graças ao potencial, a organização e a importância econômica que a região tem. O programa foi lançado ontem (21), no auditório do Hotel Aldeia da Praia, na zona sul.

Nazal participou do lançamento ao lado de lideranças públicas, privadas e representantes do terceiro setor da região sul da Bahia. Estiveram presentes também os secretários municipais Paulo Sérgio dos Santos (Indústria e Comércio) e Alcides Kruschewsky (Comunicação).

O objetivo do Programa Líder, segundo a gerente regional do Sebrae, Claudiana Figueiredo, é pensar estrategicamente o desenvolvimento sustentável da região, através do estabelecimento de uma aliança que faça convergir interesses de todos nas prioridades identificadas na área em sinergia com as políticas de Estado e do Governo Federal.

JABES CRITICA MP E DEFENDE EX-SECRETÁRIOS PRESOS NA OPERAÇÃO CITRUS

Jabes defende ex-secretários de seu governo (Foto Pimenta).

Jabes defende ex-secretários de seu governo (Foto Pimenta).

Do Blog do Gusmão

O ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP) concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira (22) em Ilhéus ao radialista Gil Gomes, na Rádio Santa Cruz. Em pauta, a Operação Citrus, do Ministério Público do Estado da Bahia, que resultou na prisão de dois ex-secretários do governo anterior, Jamil Ocké e Kácio Brandão.

Ribeiro falou em defesa de Jamil e de Kácio. Segundo o ex-prefeito, ambos conseguirão provar inocência. Afirmou que conhece Jamil há mais de vinte anos, assim como toda a população de Ilhéus. Questionou se havia mesmo a necessidade da prisão temporária.

Também disse que não poderia se acovardar nesse momento. Revelou que as imagens de Jamil e Kácio algemados o atingiram profundamente. Prestou solidariedade aos dois e considerou o uso das algemas desnecessário. Em pelo menos dois momentos, chamou os ex-secretários de “companheiros”.

Em tom crítico, lembrou de episódios em que o Ministério Público se posicionou contra decisões do seu governo. Citou os casos da terceirização da saúde, quando o MP atuou em defesa do concurso de 2016, e da recomendação do órgão contra a distribuição de peixes.

Ao falar sobre as informações do Ministério Público a respeito da Operação Citrus, o ex-prefeito questionou por que o órgão não alertou a prefeitura sobre os indícios de malfeitos, já que a investigação começou em dezembro de 2015.

ILHÉUS: VEREADOR, EX-SECRETÁRIO E EMPRESÁRIOS SÃO PRESOS NA OPERAÇÃO CITRUS

Vereador Jamil Ocké é um dos presos na Operação Citrus (Foto Alfredo Filho).

Vereador Jamil Ocké é um dos presos na Operação Citrus (Foto Alfredo Filho).

Ex-secretário de Assistência Social de Ilhéus até o ano passado, o vereador Jamil Ocké está entre os seis presos na Operação Citrus, hoje (21), deflagrada hoje pelo Ministério Público Estadual (MP-BA) com o apoio da Polícia Civil. De acordo com o MP, Jamil participa de um “grupo criminoso que praticava fraudes e superfaturamento” em licitações da Prefeitura de Ilhéus. O prejuízo é estimado em R$ 20 milhões.

A ação começou por volta das 5h da manhã desta terça, deflagrada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, apoiada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) e suporte operacional da Polícia Civil, por meio do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

Além do vereador Jamil Ocké, foram presos Enoch Andrade Silva, Thayane Santos Lopes, Wellington Andrade Novais, Lucival Bomfim Roque e Kácio Clay Silva Brandão, que ocupou o cargo de secretário de Assistência Social também na gestão passada. Também foram cumpridos seis mandados de condução coercitiva e 27 mandados de busca e apreensão.

Segundo apurado em investigação realizada pelo MP, o grupo opera desde 2009 celebrando contratos com a prefeitura ilheense para o fornecimento de bens diversos utilizando as rubricas genéricas de “gêneros alimentícios” e “materiais de expedientes/escritório”.

O esquema contava com a participação de agentes públicos do primeiro escalão do governo municipal e, conforme comprovado no período da investigação, as empresas envolvidas receberam mais de R$ 20 milhões decorrentes de contratações com a Prefeitura Municipal de Ilhéus.

As empresas são a Marileide S. Silva de Ilhéus, Mariangela Santos Silva de Ilheus EPP, Thayane L. Santos Magazine ME, Andrade Multicompras e Global Compra Fácil Eireli-EPP, todas geridas por Enoch Andrade Silva. Também foi identificada a participação do empresário Noeval Santana de Carvalho, que celebrava contratos irregulares com o Poder Público para fornecimento de merenda escolar.

ITABUNA CRIA NOVOS EMPREGOS E ILHÉUS FECHA FEVEREIRO NO VERMELHO

Ilhéus registrou nova queda no número de empregos (Foto José Nazal).

Ilhéus registrou nova queda no número de empregos (Foto José Nazal).

Ilhéus encerrou fevereiro com saldo negativo de empregos, segundo o Ministério do Trabalho. Ilhéus efetuou 472 contratações em fevereiro e 665 demissões, resultando em corte de 193 postos de trabalho.

Seguiu na contramão dos desempenhos nacional e de Itabuna. O país e o município vizinho fecharam o mês “no azul” no quesito geração de novos empregos. Itabuna criou 41 novos empregos em fevereiro.

O desempenho itabunense foi razoável por causa do saldo positivo no setor de serviços, com abertura de 154 novos empregos, e administração pública (9). Dentre os setores que mais empregam, o comércio fechou 33 vagas, a indústria de transformação ‘limou’ outras  57 e a construção civil mais 24.

Retornando ao cenário ilheense, três dos setores cruciais fecharam no negativo. Maior corte ocorreu no setor de serviços (-58), seguido por comércio (-51), construção civil (-49), agropecuária (-33) e indústria (-14).

OPERAÇÃO DA PF COMBATE CONTRABANDO E LAVAGEM DE DINHEIRO NO SUL DA BAHIA

Polícia Federal faz operação no sul da Bahia contra lavagem e contrabando.

Polícia Federal faz operação no sul da Bahia contra lavagem e contrabando.

A Polícia Federal deflagrou hoje (16) operação para combater crimes de contrabando de cigarros e de lavagem de dinheiro praticados por uma organização criminosa instalada no sul da Bahia. Cerca de 150 policiais federais cumprem 11 mandados de prisão preventiva e 32 mandados de busca e apreensão nas cidades de Ilhéus, Itabuna, Ubaitaba, Jequié, Itapetinga e Teixeira de Freitas na Operação Solana.

As investigações duraram cerca de um ano e tiveram início a partir de prisões em flagrante de integrantes do grupo investigado, que efetuavam o transporte de cigarros contrabandeados do Paraguai em veículos de passeio. A partir dessas prisões, com o aprofundamento dos trabalhos investigativos, foram identificados os principais integrantes do grupo, que utilizavam inclusive carretas para contrabandear os cigarros.

Também foi identificada uma grande quantidade de receptadores, que adquiria as mercadorias dos transportadores e realizava a venda no comércio local. No transcorrer das investigações, foram feitas diversas apreensões, totalizando mais de um milhão de maços de cigarros apreendidos das mais variadas marcas.

:: LEIA MAIS »

ETAPA CORONÉIS ABRE O CACAU RUNNING 2017

Cacau Running atrai mais de 500 participantes (Foto Beto Badaró).

Cacau Running atrai mais de 500 participantes (Foto Beto Badaró).

O Circuito Cacau Running de corridas de rua, composto por três etapas temáticas, começa no próximo dia 26 de março. A primeira das etapas, chamada de Coronéis, ocorre na Praia do Sul, e tem largada prevista para as 7 horas. A segunda etapa, em 22 de julho, a partir das 16 horas, será no centro da cidade, na Avenida Soares Lopes, e é batizada como Chocolate.

A terceira e última é a Bataclan, e movimenta a cidade no dia 18 de novembro, com saída às 19 horas, da Avenida Dois de Julho, no centro de Ilhéus. O evento, promovido pela VO3, conta com o apoio da Prefeitura de Ilhéus, por meio da secretaria de Turismo e Esportes (Setur).

O Cacau Running existe desde 2015, e ganhou rápido destaque regional, sendo uma das principais competições esportivas do interior baiano. Divididos em duas categorias: 5 km e 10 km, 550 participantes devem correr a etapa Coronéis. Em sua primeira edição, o Circuito obteve a nota 9,1, o que conceitua a disputa como de excelência, a partir do cumprimento de todas as normas estabelecidas, segundo a Federação Baiana de Atletismo (FBA).

O perfil dos atletas apresenta predomínio masculino, com 56% dos participantes, sendo que 51% estão na faixa etária entre 25 e 39 anos, enquanto 40% têm de 40 a 59 anos de idade.

EXPO CACAU FIT

Além da competição, o evento que ocorre entre os dias 24 e 26 de março, terá a exposição Expo Cacau Fit, com entrada gratuita para palestras educativas, apresentações culturais e atividades voltadas para crianças.

Segundo os organizadores, a proposta é trazer o esporte para o centro da discussão sobre saúde, qualidade de vida e bem-estar, oferecendo ainda muita diversão para munícipes e turistas, além de profissionais de Educação Física e demais interessados no assunto.

INSCRIÇÕES

As inscrições para a corrida podem ser feitas até o dia 19 de março, pelo site cacaurunning.com.br. Idosos têm direito a 50% de desconto.

DETRAN PROMETE AUTOESCOLA PÚBLICA EM ILHÉUS

Gomes, à esquerda, assegurou escola de trânsito em Ilhéus (Foto Divulgação).

Gomes, à esquerda, assegurou escola de trânsito em Ilhéus (Foto Divulgação).

Ilhéus poderá ser o segundo município sul-baiano a contar com uma escola pública de trânsito. Na última sexta (10), o prefeito Mário Alexandre (Marão) e o secretário de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra), Hermano Fahning, participaram de audiência com o diretor-geral do Detran, Lúcio Gomes.

Gomes assegurou a implantação da escola pública de trânsito, que permitirá aulas gratuitas para obtenção de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para carros e motos. No interior da Bahia, apenas Itabuna conta com escola de trânsito, gerida pelo município. Segundo Marão, a escola é uma reivindicação antiga. “A prefeitura não poderia ser insensível a esse apelo”, disse.

Itabuna foi primeiro município do interior a contar com autoescola.

Itabuna foi primeiro município do interior a contar com autoescola.

RONARA CRIOLA E XOXÔ AGITAM O OTAMBÍ DE VERÃO

Criola e Xoxô agitam o Otambí de Verão amanhã.

Criola e Xoxô agitam o Otambí de Verão amanhã.

O Otambí de Verão deste sábado (11) é ainda mais especial, com a comemoração aos 83 anos de Mãe Ilza Mukalê, matriarca do Terreiro Matamba Tombenci Neto. Para agitar o sábado, o palco do Espaço Cultural Dilazenze recebe, a partir das 20 horas, Ronara Criola e Paulinho Xoxô.

O evento em Ilhéus é aberto ao público e faz parte da programação da IV Semana Mãe Ilza Mukalê, que contou com homenagens às mulheres, rodas de conversas e apresentações culturais, no Terreiro Matamba Tombenci Neto.

A iniciativa da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania conta com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

INOVAÇÃO NO CACAU DA MATA ATLÂNTICA

Eduardo AthaydeEduardo Athayde [email protected]

 

A Fazenda Futuro, localizada em Buerarema, base das pesquisas do WWI no final do século passado – e agora cliente do CIC -, está sendo usada por pesquisadores parceiros do WWI, da floresta urbana de Nova Iorque e do Smithsonian Institute como referência para um projeto piloto de fazenda do futuro, conectado com universidades e centros de pesquisas do mundo.

Quando o WWI-Worldwatch Institute, na virada do milênio, publicou internacionalmente estudo sobre a mata atlântica da região cacaueira da Bahia, batizando-a de “Floresta de Chocolate”, única no mundo, onde a matéria prima do chocolate é produzida com recordes de biodiversidade no planeta, registrado pelo Jardim Botânico de Nova Iorque, a prefeitura nova-iorquina iniciava o levantamento de cada uma das suas 683.113 árvores.

Hoje, os cidadãos de Nova Iorque conhecem o valor econômico individual das suas árvores, sabem que cada uma reduz a temperatura sob sua copa em cinco graus centígrados, joga no ar 150 mil litros de água por ano e produzem serviços anuais avaliados em US$111 bilhões [tree-map.nycgovparks.org]; um padrão que está sendo seguido por várias cidades do mundo que plantam florestas urbanas visando a melhoria do ar, do clima local e da qualidade de vida dos seus cidadãos.

Com a força das redes sociais, o mundo parece ter ficado pequeno e a biodiversa Mata Atlântica, antes pouco percebida (ainda não valorada), vem recebendo influência direta dessas inovações. O Centro de Inovação do Cacau (CIC), por exemplo, que será inaugurado [hoje] na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus, é a parte concreta do projeto do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia, idealizado conjuntamente pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Ceplac, Uesc, Secti, Instituto Arapiaú e outras instituições.

Focando a cadeia produtiva do cacau e a economia florestal, o CIC, formado por acadêmicos e empresários, analisará propriedades físico-químicas do cacau e do chocolate, a qualidade de sementes e mudas das biofábricas de essências da mata atlântica, fomentando a indústria do reflorestamento que, cobiçada por investidores, floresce impulsionada pelo robusto mercado financeiro internacional interessado em ativos florestais.

Na era da “eco-nomia”, oficializada pelo Acordo de Paris e já legalmente adotada pelo Brasil, a preservação, além de uma imperiosa necessidade, passou a ser analisada também por parâmetros econométricos da precificação e monetização (restaurar 12 milhões de hectares de florestas até 2030 – bit.ly/2cHvxT8). Observando o senso de oportunidade, o CIC nasce como elo local desta inovadora rede global, posicionando-se, com linguagem nova, como uma espécie de “porta USB” de alta velocidade aberta a conexões de pesquisa, geração de conhecimento e econegócios.

Integrado a iniciativas como a Plataforma Brasileira sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (bpbes.net.br), que tem a missão de produzir conhecimento científico e saberes tradicionais sobre biodiversidade e serviços ecossistêmicos – onde o cacau se inclui -, o CIC nasce como parceiro natural do Programa Fapesp de Pesquisa em Caracterização, Conservação, Restauração e Uso Sustentável da Biodiversidade (BIOTA-FAPESP), apoiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e alinhado com a
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que lançou a Campanha da Fraternidade 2017 com o tema “Biomas Brasileiros e a Defesa da Vida”.

A imaginação é mais importante que o conhecimento, afirmava Albert Einstein. Nesta linha, a Fazenda Futuro, localizada em Buerarema, base das pesquisas do WWI no final do século passado – e agora cliente do CIC -, está sendo usada por pesquisadores parceiros do WWI, da floresta urbana de Nova Iorque e do Smithsonian Institute como referência para um projeto piloto de fazenda do futuro, conectado com universidades e centros de pesquisas do mundo.

Com a quebra de fronteiras e os espaços abertos pelas redes sociais, a região cacaueira, imaginada como Floresta de Chocolate, vive um momento de mudanças intensas observadas na metáfora da crisálida, quando a lagarta não mais existe, e a borboleta ainda não nasceu.

Eduardo Athayde é diretor do WWI-Worldwatch Institute.

FEIJÃO PUXA QUEDA DA CESTA BÁSICA EM ITABUNA E ILHÉUS

Feijão ficou entre 10% e 13% mais barato no eixo Ilhéus-Itabuna.

Feijão ficou entre 10% e 13% mais barato no eixo Ilhéus-Itabuna.

O custo da cesta básica caiu nos dois maiores municípios sul-baianos, segundo pesquisa mensal feita pelo Curso de Economia da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

A redução foi de 0,74% em Ilhéus, passando de R$ 341,74 em janeiro para R$ 339,22 em fevereiro. Queda maior ocorreu em Itabuna, onde a pesquisa mensal apurou redução de 1,28%, saindo de R$317,64 em janeiro para R$313,57 em fevereiro.

O produto que mais colaborou para a baixa em Ilhéus, assim como em Itabuna, foi o feijão. Ficou 10,79% mais barato. Queda também no valor da farinha (6,36%), carne (4,61%), açúcar (3,74%), leite (1,49%) e arroz (0,34%). “Ousado”, o tomate jogou no time contrário. Ficou 7,10% mais caro.

Já em Itabuna, o preço do feijão registrou queda de 13,8%. Outros itens em queda foram manteiga (-4,46%), açúcar (-4,26%), tomate (-2,12%), carne (-1,10%) e leite (-0,61%). O pão foi o produto da cesta básica que mais pesou contra. Alta de 3,58%. Outros componentes da cesta básica em alta em fevereiro: farinha de mandioca (2,41%) arroz (1,40%), banana (1,22%), óleo de soja (0,94%) e café (0,55%).

ILHÉUS FECHA MAIS DE MIL POSTOS DE TRABALHO COM CARTEIRA ASSINADA

 

desempregoSegundo maior PIB (Produto Interno Bruto) do sul da Bahia, Ilhéus obteve resultado negativo na geração de empregos com carteira assinada em janeiro, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Fechou 103 postos de trabalho no mês passado. O número é pior se levado em conta o período de 12 meses, quando a economia perdeu 1.044 postos de trabalho.

O corte acima de mil empregos formais é resultado de 7.029 admissões e 8.073 demissões no período. O setor de serviços responde por quase 40% do corte de postos no ano passado (limou 395 empregos no período).

Já quando levado em conta o primeiro mês deste ano, o setor de serviços fechou no azul, mas timidamente – apesar da alta estação. Porém, construção civil, comércio e indústria desafinaram.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, o setor de serviços abriu 21 vagas e a agropecuária criou outros 4. Na contramão, a construção civil fechou 73 postos de trabalho, seguido de comércio (-30) e indústria de transformação (-23).

ITABUNA

Itabuna também fechou no vermelho em janeiro, conforme o Ministério do Trabalho. O município cortou 42 postos de trabalho no primeiro mês do ano.

Os setores da construção civil e de serviços foram os maiores responsáveis pelo desempenho ruim. Cortaram, respectivamente, 32 e 21 postos de trabalho.

O comércio mostra recuperação com a abertura de 19 novas vagas no primeiro mês do ano. Com 10 novos postos, a agricultura também fechou no azul em relação a empregos com carteira assinada.

Já no acumulado dos últimos 12 meses, Itabuna criou 123 novos empregos – 10.402 admissões ante 10.279 desligamentos no período.

Como o PIMENTA mostrou em janeiro, o resultado positivo na geração de empregos nos últimos meses tem a ver com as contratações feitas pela Tel Centro de Contatos. A empresa de telemarketig criou mais de 1,5 mil empregos no período de mais de um ano. Já neste início de ano, a Tel deu freio nas contratações.

BANCO DO BRASIL IGNORA CENTENÁRIO DE AGÊNCIA ILHEENSE, UMA DAS PRIMEIRAS DO PAÍS

Agência foi inaugurada em prédio onde hoje o Sindicato Rural (Arquivo José Nazal).

Agência foi inaugurada em prédio onde hoje o Sindicato Rural (Arquivo José Nazal).

Nazal aponta deslize do BB.

Nazal aponta deslize do BB.

O correntista que se dirige à agência do Banco do Brasil na Marquês de Paranaguá, em Ilhéus, depara-se, em alguns momentos, com moradores de rua dormindo na área de autoatendimento, no térreo. O desleixo que caracteriza a agência também é notado pelo esquecimento de um fato histórico. Na última quarta (1º), a agência completou 100 anos. A data passou em branco.

Quem faz a recuperação histórica é o memorialista e fotógrafo José Nazal. A agência foi inaugurada em 1º de março de 1917, a 19ª instalada no País. Antiga capitania hereditária e uma potência econômica nacional à época, observa Nazal, o município ganhou agência antes mesmo que algumas capitais brasileiras.

“Conta a lenda que o maior depositante em dinheiro foi Coronel Misael Tavares, que fez um depósito de 2.300 contos de réis, uma fortuna para a época”, diz Nazal, que também é vice-prefeito e secretário de Planejamento de Ilhéus.  Ainda de acordo com o levantamento feito por Nazal, “o segundo maior depositante foi o Coronel José Gomes do Amaral Pacheco, que depositou 70 contos de réis”.

Para Nazal, o centenário da agência ilheense não ser lembrado pela própria instituição constitui-se “total desrespeito a nossa história, sequer fez uma singela comemoração”. O vice-prefeito, secretário e memorialista espera que o banco repare o erro histórico e, embora com atraso, faça a homenagem.

A agência foi inaugurada no prédio onde hoje funciona a sede do Sindicato Rural de Ilhéus, a poucos metros da agência atual, no centro histórico.

RUI, LEÃO E WAGNER RECEBEM MISSÃO CHINESA EM SALVADOR

Rui, ao centro, recebe chineses no Palácio de Ondina.

Rui, ao centro, recebe chineses no Palácio de Ondina.

Empresários chineses que estão na Bahia desde o dia 23, percorrendo áreas do interior baiano interessados em projetos para investimento, almoçaram com o governador Rui Costa, no Palácio de Ondina, em Salvador, nesta segunda-feira (27), acompanhados do vice-governador João Leão e do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner.

Rui destacou a importância da visita para a Bahia. “Estamos concretizando agora, em pleno Carnaval baiano, nosso plano de atrair grandes investimentos para projetos importantes do estado, que vão mudar completamente o perfil do nosso desenvolvimento econômico”, afirmou Rui. “E ainda aproveitamos para divulgar o nosso Carnaval, a maior festa de rua do planeta, capaz de atrair mais turistas orientais”.

O embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, representantes do Banco de Desenvolvimento da China no Brasil e das construtoras China Railway Engineering (Group Crec 10) e China Communications Construction Company (CCCC) participaram do encontro.

O grupo de executivos chineses já percorreu milhares de quilômetros de carro para avaliar as potencialidades de investimento na Bahia. Eles visitaram a fábrica de leite Leitíssimo, em Jaborandi, passaram por Correntina, onde conheceram a fazenda Universo Verde, gerida por um grupo chinês, e seguiram às margens da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), no trecho entre São Félix e Bom Jesus da Lapa, empreendimento que despertou o interesse de grupos chineses.

PORTO SUL

De lá, passaram por Caetité, Guanambi, Jequié e, por fim, Ilhéus, onde será construído o Porto Sul, destinado a escoar produtos como minério e grãos do oeste baiano. O porto é um dos projetos que o governo baiano apresentou aos executivos chineses, em março do ano passado, quando Rui esteve na China.

A comitiva também conheceu o projeto da ponte Salvador-Itaparica, um empreendimento importante para o desenvolvimento do baixo-sul. O grupo seguiu até Valença, no sul baiano, e retornou a Salvador pelo sistema Ferry-boat, para conhecer o trajeto da Ponte Salvador-Itaparica.

CARNAVAL

Ainda nesta segunda (27), os empresários vão conhecer o Carnaval de Salvador com o governador, que acompanhará os executivos no circuito Dodô (Barra-Ondina).

CÂMARA DE ILHÉUS APROVA R$ 2 MILHÕES EM CRÉDITO PARA A SAÚDE

lukaspaivaA Câmara de Vereadores de Ilhéus aprovou abertura de crédito adicional especial de R$ 2 milhões para a Secretaria da Saúde de Ilhéus. O valor deverá ser utilizado no pagamento da rede conveniada do SUS.

Segundo o presidente do Legislativo, Lukas Paiva (PSB), o projeto foi encaminhado em regime de urgência à Câmara pelo prefeito Mário Alexandre (Marão) porque hospitais como São José, da Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus, e Coci, ainda não haviam recebido pelos procedimentos médicos ao SUS dos meses de dezembro do ano passado e janeiro último.

Ainda segundo Paiva, os funcionários destes hospitais ameaçavam entrar em greve, pois estão com salários atrasados devido à falta de pagamento por parte da Prefeitura de Ilhéus. O Orçamento de 2017, feito ainda pela gestão passada, não previa pagamento para despesas de exercícios anteriores, por exemplo.

TERCEIRO MAIOR DEVEDOR, ILHÉUS VAI REVER PRECATÓRIOS TRABALHISTAS

Sede da Prefeitura de Ilhéus, 3ª maior devedora trabalhista (Foto Alfredo Filho).

Sede da Prefeitura de Ilhéus, 3ª maior devedora trabalhista (Foto Alfredo Filho).

A Prefeitura de Ilhéus vai reavaliar os Precatórios e as Requisições de Pequeno Valor (RPVs) Trabalhistas do município.

Ontem, o prefeito Mário Alexandre Sousa assinou e fez publicar decreto criando uma Comissão Interdisciplinar de Avaliação. Precatórios são requisições de pagamento expedidas pelo Judiciário para cobrar de municípios, estados ou da União, assim como de autarquias e fundações, o pagamento de valores devidos após condenação judicial definitiva. Ilhéus, de acordo com o decreto, é o maior devedor trabalhista do Estado e o terceiro no rol dos maiores devedores do País, segundo dados fornecidos pela Justiça do Trabalho.

No decreto, o prefeito de Ilhéus assegura que a medida acontece a partir das informações oriundas do Tribunal Regional do Trabalho acerca dos precatórios trabalhistas, bem como do levantamento feito pela Secretaria Municipal de Fazenda que identificaram altos valores de bloqueios e sequestros bancários, nas contas da Prefeitura. Muitos, já realizados e outros já previstos para este ano, o que representaria uma queda substancial nas receitas do município. Há servidores e ex-servidores que, sozinhos, por mês, recebem de precatórios parcelas de até 100 mil reais.

De acordo com o documento publicado no Diário Oficial do Município, é preciso identificar as demandas de grande impacto e sanar possíveis equivocos na cobrança

Leia íntegra no Jornal Bahia Online

MEC DIVULGA SEGUNDA CHAMADA DO PROUNI

Inscrições no Prouni vão até dia 3 (Foto Pimenta).

Programa ofereceu total de 476 bolsas em faculdades em Ilhéus e Itabuna (Foto Pimenta).

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, ao final da tarde de hoje, a segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni), que oferece bolsas integrais ou parciais em instituições particulares de ensino superior. O resultado pode ser acessado na página do programa (confira aqui).

Os estudantes selecionados têm até a próxima sexta (24) para confirmar as informações e garantir a matrícula. A confirmação é feita na instituição na qual o selecionado se inscreveu.

Para concorrer a bolsa de estudo do Prouni, o estudante tem que cumprir algumas exigências, dentre elas ter renda e ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Faculdades instaladas no eixo Ilhéus-Itabuna ofereceram 476 bolsas integrais e parciais pelo Prouni neste semestre.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia