WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Inema’

PORTARIA DA CABRUCA BENEFICIARÁ 20 MIL PRODUTORES DE CACAU, AFIRMA JOÃO CARLOS OLIVEIRA

João Carlos: 20 mil cacauicultores beneficiados com Portaria da Cabruca

Publicada na edição de ontem (17) do Diário Oficial do Estado, a Portaria Conjunta 03/2019 da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) beneficiará cerca de 20 mil produtores de cacau, na avaliação do titular da Sema, João Carlos Oliveira.

– Nós vamos sair de uma média atual de 300, para uma expectativa de 700 pés de cacau por hectare, preservando a Mata Atlântica. Isso nos leva ao aumento da produção e da produtividade, viabilizando a cabruca como uma atividade positiva no contexto econômico, social, ambiental e cultural, beneficiando mais de 20 mil produtores de cacau – afirma o secretário de Meio Ambiente da Bahia.

A Portaria da Cabruca atende a uma reivindicação dos produtores e atualiza portaria de 2015 sobre a concessão de Autorização de Manejo da Cabruca (AMC). De acordo com o Estado, o documento “reflete ampla discussão com os atores interessados”. :: LEIA MAIS »

ASSAÍ OBTÉM LICENÇA PARA CONSTRUIR FILIAL EM ILHÉUS; LOJA DEVE GERAR 300 EMPREGOS

Assaí terá primeira filial no sul da Bahia em Ilhéus || Foto Divulgação

O Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) liberará, ainda nesta semana, autorização para que o Assaí Atacadista inicie as obras de construção da filial em Ilhéus. A diretora-geral do Inema, Márcia Cristina Lima, confirmou ao deputado estadual Rosemberg Pinto, nesta terça (29), que a Autorização de Supressão de Vegetação (ASV) será publicada ainda nesta semana, no Diário Oficial do Estado.

A informação foi repassada pela diretora-geral durante reunião com o parlamentar, na sede do Inema. O Assaí Atacadista poderá gerar cerca de 300 empregos e anunciou investimentos de R$ 40 milhões na filial ilheense. O Assaí pertence ao Grupo Pão de Açúcar e será construído na Rodovia Ilhéus-Olivença, zona sul do município.

Rosemberg Pinto recebeu a confirmação da licença em reunião com a diretora-geral do Inema

Rosemberg Pinto disse que se empenhou pela liberação do empreendimento. “Dialogamos com as partes responsáveis visando liberar as licenças necessárias para iniciar o mais rápido possível esta obra. Assim, vamos gerar empregos durante a construção do atacadista até a sua operação, além de atrair outras empresas para a região”, afirmou o parlamentar.

O Assaí Atacadista foi confirmada em Ilhéus em junho do ano passado (reveja aqui), durante as comemorações do aniversário da cidade. Desde o segundo semestre do ano passado, o empreendimento, que opera em sistema de vendas no atacado e no varejo (atacarejo), aguardava a autorização. Já a licença ambiental, foi liberada pelo município, após ajustamentos dos quais participou o Ministério Público Estadual. Atualizado às 11h50min.

Área onde será construída a filial do Assaí em Ilhéus, na zona sul

RECADASTRAMENTO BIOMÉTRICO

José Nazal || nazalsoub@gmail.com

 

Em maio, findo o prazo de novas inscrições e transferências, teremos o número real e em 7 de outubro, após divulgação oficial do resultado, poderemos conferir se o índice de abstenção continuará alto. Poderemos realmente ver o interesse do ilheense na escolha dos nossos governantes.

 

Ilhéus está entre os municípios escolhidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), obrigados a ter no pleito eleitoral desse ano votação obrigatória com o novo sistema de reconhecimento biométrico. Avanço!

Desde o ano de 2015 teve início o recadastramento, obrigando os eleitores a comparecer perante a Justiça Eleitoral para proceder a troca de título. Fiz o meu recadastramento em 2016, com toda tranquilidade, sem fila e sem estresse. Há cinco dias do prazo final para o comparecimento temos visto, em todos os locais oficiais utilizados pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE), imensas filas, que começam a ser formadas na noite anterior de cada dia.

Consultando o sítio do TSE, encontramos os dados com o perfil dos eleitores de Ilhéus, com o número de 137.977 eleitores cadastrados conforme tabela de faixa etária elaborada com base nos dados encontrados:

Nos últimos dias a mídia vem noticiando que apenas 70% dos eleitores atenderam ao apelo legal para recadastramento oficial. Contesto esse número, explicando minhas razões.

A média de abstenção dos últimos dez pleitos eleitorais é de 25%, sendo que nos três últimos aumentou para 26,4%, considerando o número de eleitores novos, cadastrados antes de cada pleito. Nessa conta, em torno de um quarto do número de eleitores, deve ser considerado os falecidos, os que tem mais de setenta anos e estão desobrigados a votar, conta que é fechada com os que realmente se abstiveram, cada um com sua razão. O número de eleitores com mais de 70 anos é conhecido: 13.569; o número de mortos e dos obrigados que se abstiveram é impossível de calcular. O fato é que, normalmente, entre 95 e 100 mil eleitores comparecem para o escrutínio.

Desta, considerando os dados acima apresentados, minha opinião é que o número real de eleitores está em torno de 115 mil cadastrados. Vale ressaltar que é considerável o número de eleitores de Castelo Novo, Rio do Braço, Banco do Pedro, Banco Central, Pimenteiras e Inema, que são eleitores dos municípios de Uruçuca, Itajuípe e Coaraci. Muitos de Salobrinho também votam em Itabuna.

A informação obtida hoje junto ao TRE é que se aproxima de cem mil eleitores cadastrados, igual número do comparecimento do pleito de 2016. Em maio, findo o prazo de novas inscrições e transferências, teremos o número real e em 7 de outubro, após divulgação oficial do resultado, poderemos conferir se o índice de abstenção continuará alto. Poderemos realmente ver o interesse do ilheense na escolha dos nossos governantes.

José Nazal é vice-prefeito de Ilhéus, fotógrafo e memorialista.

DNIT E INEMA AUTORIZAM DUPLICAÇÃO DA ILHÉUS-ITABUNA

Ainda sem informar quando começam as obras, o pré-candidato ao governo baiano pelo PT, Rui Costa, ex-secretário da Casa Civil, disse que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) autorizou o Estado a executar as obras de duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna. A obra já conta, também, com autorização do órgão ambiental estadual, o Inema.

A duplicação ocorrerá com a construção de nova pista à margem direita do Rio Cachoeira. O trecho de 17,98 quilômetros terá três pontes de interligação, na região da Ceplac, Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e no Banco da Vitória.

Nesta nova configuração, o Dnit e o Derba desistiram de uma quarta ponte, que interligaria o Semianel Rodoviário, na região da Churrascaria Los Pampas, à nova pista.

De acordo com o pré-candidato petista, a obra já conta com recursos de R$ 68 milhões dos R$ 180 milhões previstos. O início da duplicação ainda será anunciado pelo governador Jaques Wagner, o que poderá ocorrer até o aniversário de Itabuna, em 28 de julho, ou ainda nesta semana, nos festejos do aniversário de Ilhéus (28 de junho).

Abaixo uma projeção feita por Pablo Joaquim e Wallace Silva para o PIMENTA em setembro do ano passado.

Plotagem aponta o traçado da nova pista (Projeção Projeção traz o traçado da nova pista (confira seta) da Rodovia Ilhéus-Itabuna (Projeção Pablo Joaquim e Wallace Silva).

Plotagem aponta o traçado da nova pista (Projeção de Pablo Joaquim e Wallace Silva para o Pimenta).

BOAS CONDIÇÕES PARA BANHO NAS PRAIAS DE ILHÉUS

Relatório do Inema (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) indica que a maioria das praias ilheenses apresenta condições apropriadas para banho de mar neste fim de semana. Entre os pontos aos quais os banhistas podem ir sem preocupação, estão as praias da Barra de São Miguel, Malhado, Avenida, Praia do Cristo, Opaba, Ceplus, Milionários, Cururupe e Olivença. O Inema faz esse diagnóstico a partir da análise de amostras coletadas nesses locais.

O mesmo relatório, produzido pela Diretoria de Fiscalização e Monitoramento do Inema (Difim), aponta que apenas um trecho da Praia do Marciano, nas proximidades do Bar Litrão, não está apropriado para o banho de mar.

DILMA PREFERIU A PAZ DE INEMA

Apesar dos apelos do governador Jaques Wagner, a presidenta Dilma Rousseff preferiu passar todo o feriado de Carnaval na tranquila praia de Inema, na Base Naval de Aratu. De lá,  saída apenas para um passeio de lancha pela Baía de Todos os Santos. Folia, nem pensar.

Wagner fez de tudo para Dilma dar ao menos uma passadinha no Campo Grande, como ela fez em 2010, quando em campanha eleitoral. Acabou frustrado, mas nega que a recusa presidencial esteja relacionada a desprestígio dele.

DILMA VEM À BAHIA, MAS NÃO VERÁ O CARNAVAL

Wagner anunciou presença de Dilma no Carnaval. Planalto negou

Wagner anunciou presença de Dilma no Carnaval. Planalto negou

Apaixonada pela praia de Inema, na Base Naval de Aratu, a presidenta Dilma aproveitará o feriadão para mais uma vez curtir as belezas daquele pedacinho do litoral baiano. Ontem, a assessoria do Governo da Bahia informou que a primeira mandatária da nação também daria uma passada pelo Campo Grande, onde visitaria o camarote oficial do governador Jaques Wagner.

Em entrevista, o próprio Wagner falou sobre a presença de Dilma na folia. “Eu estou na expectativa de a presidente chegar no fim da tarde de sexta ou na manhã de sábado”, disse o governador.

Só que as expectativas serão frustradas, segundo matéria assinada pelos repórteres João Valadares e Juliana Braga, no Correio Braziliense. De acordo com a publicação, na noite de ontem o Palácio do Planalto confirmou apenas que Dilma irá para a Base Naval de Aratu, gozar de alguns dias de descanso, mas ficará longe dos trios elétricos.

A presidenta retorna a Brasília na terça-feira, 12.

INEMA NÃO RECOMENDA SEIS PRAIAS EM ILHÉUS

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema) avaliou as praias de Ilhéus e constatou que seis delas não apresentam condições para banho, em razão do elevado índice de coliformes fecais e bactérias como a Escherichia coli e enterococos, que podem afetar o aparelho digestivo.

As praias consideradas impróprias são a da Barra de São Miguel, Marciano, Praia do Malhado, Opaba, Ceplus e Praia dos Milionários.

“ESQUECERAM” DE CONVIDAR

Por uma incrível “coincidência”, não havia nenhum representante da Prefeitura de Itabuna, nem da Emasa (Empresa Municipal de Água e Saneamento), na audiência pública realizada neste domingo, 15, em Itapé, para discutir o Estudo de Impactos Ambientais (EIA) do projeto de construção da barragem no Rio Colônia (veja aqui).

Itabuna, além de Itapé, é diretamente interessada no assunto, já que a barragem servirá para melhorar o sistema de abastecimento de água no município. Terá importância também para manter uma vazão regular do Rio Cachoeira, afluente do Colônia.

Agora, por que não havia ninguém da Prefeitura de Itabuna nem da Emasa no evento? Simplesmente porque o Inema (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia) não enviou comunicado oficial ou convite nem para o governo nem para a empresa.

A situação, logicamente, agradou ao deputado federal Geraldo Simões (PT), que fez discurso e criticou o governo itabunense pela ausência providenciada.

A OBRA QUE NÃO ANDA

Da coluna da Tonet (Agora)

Furou I – A construtora responsável pela obra do canal da Amélia Amado quebrou todos os prazos estipulados no contrato. O último prazo será em maio e o secretário Fernando Vita, do Planejamento, já revela que não será cumprido. Ainda que com 60% das obras concluídas falta muita coisa a ser feita, e Vita aponta a questão da licença ambiental pelo Inema como mais um obstáculo a ser ultrapassado.

Furou II – Não adiantam desculpas da empreiteira, como as chuvas, desde quando são mais de dois anos que a obra está praticamente empacada, e pelo andar da carruagem nem no Dia da Cidade será inaugurada. Os engarrafamentos vão continuar com o trânsito pesado naquela área, causando atrasos e abusos por conta de motoristas imprudentes. Tem atraso, sim. E multa pelo atraso não tem?

A BOLA ESTÁ COM O INEMA

A Bahiagás entrou com pedido de licença prévia para a construção do gasoduto tronco que levará gás natural para Ilhéus. O fornecimento será feito pela base de distribuição da empresa em Itabuna. A companhia investirá aproximadamente R$ 40 milhões nesta obra, cuja licitação deve sair no segundo semestre.

O pedido será analisado pelo Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), órgão estadual que tem tirado o sono do próprio governo devido a entraves em obras como a duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna. O licenciamento “travou” no órgão e até mesmo parlamentares da base de sustentação têm criticado o Inema.

DUPLICAÇÃO DA VERACEL

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) liberou ontem o licenciamento ambiental que permitirá à Veracel duplicar sua capacidade de produção e a área plantada de eucalipto no sul e extremo-sul da Bahia, hoje equivalente a 93 mil hectares de terras. A portaria foi publicada na edição desta quarta (14) do Diário Oficial do Estado.

Com isso, a empresa terá investimentos de até R$ 6 bilhões para investir no beneficiamento da celulose branqueada. Hoje a empresa possui capacidade de produção de 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano e base florestal que se estende de Eunápolis aos municípios de Belmonte, Canavieiras, Encruzilhada, Guaratinga, Itabela, Itapetinga, Itagimirim, Itarantim, Itapebi, Maiquinique, Macarani, Mascote, Porto Seguro e Potiraguá.

PT (É CLARO) SE DIVIDE NA SUCESSÃO DE NEWTON LIMA

Pouco importa que o prefeito de Ilhéus, Newton Lima (PT), tenha proclamado que o seu candidato à sucessão será pinçado da “lista tríplice” formada pelo deputado federal Josias Gomes, o secretário de Governo Alisson Mendonça e a vereadora Carmelita Ângela (confira). O fato é que nada está certo e o ninho petista em Ilhéus se encontra no mais completo alvoroço.

Em disputa, as correntes ligadas a Josias Gomes, de um lado, e ao também deputado Geraldo Simões, do outro. Até aí, nenhuma novidade. Porém, novo mesmo é que o grupo de Geraldo vislumbra artimanhas do arco da velha na proclamação de Inema.

A interpretação do grupo geraldista é de que a lista tríplice é cortina de fumaça e faz parte de uma estratégia pela qual o nome petista para a sucessão será o da vereadora Carmelita. Mas não para a cabeça de chapa e sim para (aí vem bomba!) ser a vice de Jabes Ribeiro (PP).

“Mas como?”, perguntarão petistas espantados, principalmente porque Ribeiro tem dito cobras e lagartos da companheirada e afirmado que os vê quase como leprosos com os quais não arriscaria sequer um cumprimento, quanto mais uma chapa. Além de tudo, o artífice da manobra, Josias Gomes, enfrentaria resistências em seu próprio grupo para emplacar o apoio.

Como em política até o impossível é relativo, os petistas ortodoxos (se é que ainda existem) que se cuidem. Geraldo Simões, que é pós-graduado nessas tretas, já tomou as providências dele. Diz que seu grupo mantém o nome de Alisson Mendonça e ainda apresenta novamente o empresário Nilton Cruz, que caminhava para fora do páreo.

A briga vai ser feia!

INEMA, PIMENTEIRA E O PECADO DA GULA

Ricardo Ribeiro | ricardoribeiro@pimentanamuqueca.com.br

 

A população, no entanto, ainda depende da prefeitura ilheense, porque há mais de 20 anos cometeu o pecado da gula. Caiu na tentação de Jabes…

 

Bem no comecinho da década de 80, houve um movimento para que os distritos de Inema e Pimenteira, pertencentes a Ilhéus, se unissem para virar um município independente. Foi um momento em que vários distritos da Bahia se emanciparam, a exemplo de Jussari, que à época pertencia a Itabuna. Inema e Pimenteira quiseram surfar na onda, mas a tentativa foi sufocada por um churrasco.

No dia marcado para o plebiscito, um belo domingo de sol, o então prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, realizou uma festa no litoral norte do município, com música e fartura de carne e bebida. Tudo à vontade, de graça (inclusive o transporte), exclusivamente para moradores de Pimenteira e Inema. A ideia, naturalmente, era boicotar o plebiscito, que de fato acabou não acontecendo por falta de eleitores. Caíram todos na armadilha jabista e, em função disso, os distritos continuam até hoje atrelados a Ilhéus.

Os citados distritos ficam a cerca de 80 quilômetros da sede e o acesso se dá por estradas muito ruins, o que faz a distância parecer maior. Devido à localização remota, serviços essenciais não são prestados aos moradores a contento, o que motiva queixas frequentes. A população, no entanto, ainda depende da prefeitura ilheense, porque há mais de 20 anos cometeu o pecado da gula. Caiu na tentação de Jabes…

A história do churrasco que fulminou o sonho emancipacionista dos distritos de Ilhéus vem à memória no momento em que o deputado estadual Gilberto Santana (PTN) suscita a possibilidade de mexer na geografia ilheense. Não para emancipar Inema e Pimenteira, mas para torná-los distritos de outro município: Coaraci.

Santana também defende que o bairro do Salobrinho seja transferido para Itabuna, o que não somente colocaria os supermercados Makro e Atacadão em território itabunense, como ainda reservaria a este município a Universidade Estadual de Santa Cruz.

As sugestões do deputado não foram bem aceitas pelos ilheenses, que invadiram o espaço de comentários do PIMENTA com a “faca nos dentes” a fim de defender seu território. Santana acabou bombardeado pelos leitores do blog e agora deve estar arrependido da hora em que expôs a ideia de esquartejar o mapa de Ilhéus.

 

Ricardo Ribeiro é um dos blogueiros do PIMENTA e também escreve no Política Et Cetera.

INEMA: UM DISTRITO ESQUECIDO

Situado a 80 quilômetros do centro de Ilhéus, o distrito de Inema se encontra completamente esquecido, abandonado e entregue à ação de um traficante de drogas, que faz o seu comércio ilegal à luz do dia e sem ter a menor preocupação. Segundo informações de moradores, o policiamento que havia na localidade foi retirado há algum tempo.

A falta de segurança tem propiciado situações que um lugar pequeno e tranquilo (pelo menos era) como Inema jamais imaginou vivenciar. Há cerca de 15 dias, por exemplo, houve troca de tiros entre frequentadores de um bar explorado pelo mesmo traficante que atua no distrito. Os feridos receberam atendimento no Hospital de Base de Itabuna.

O vendedor de drogas é conhecido como Robson e já esteve preso em Coaraci e Itabuna.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia