WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
alba





fevereiro 2018
D S T Q Q S S
« jan    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  

editorias






:: ‘Isaquias Queiroz’

QUATRO ATLETAS DO SUL DA BAHIA DISPUTAM MUNDIAL DE CANOAGEM NA REPÚBLICA TCHECA

Isaquias é um dos favoritos no Mundial na República Tcheca

Isaquias é um dos favoritos no Mundial na República Tcheca|| Fotos Getty Images

O sul da Bahia mais uma vez será muito bem representado em uma competição internacional de canoagem, com atletas de Ubaitaba, Ubatã e Itacaré. Principal nome da canoagem de velocidade do Brasil, Isaquias Queiroz é um dos favoritos a medalhas no Campeonato Mundial, que começa na quarta-feira (23) em Racice, na República Tcheca.

O atleta de Ubaitaba vai competir nas modalidades C1 1000m e C2 1000m. Na segunda modalidade, ele terá como parceiro outro canoísta do sul da Bahia. Isaquias Queiroz buscará um lugar no pódio na C2 ao lado de Erlon de Souza, com quem conquistou a medalha de prata nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, no ano passado. Erlon de Souza é de Ubatã.

Erlon de Souza chega forte para disputa do mundial || Foto Divulgação

Erlon de Souza chega forte para disputa do mundial || Foto Divulgação

Isaquias inicia a luta por medalhas na quinta-feira (24), às 5h22min (horário de Brasília), quando começa a classificatória em sua bateria. Ele volta a competir às 11h43min. Já na sexta-feira (25), às 4h14min, será a vez da dupla do sul da Bahia entrar na água. No mesmo dia, às 6h10min, Erlon de Souza volta a competir. Ele participará da prova C2 200m e fará dupla com o canoísta itacareense Maico dos Santos.

MAIS ESPERANÇA

Local das provas do mundial de canoagem, na República Tcheca || Foto Divulgação

Local das provas do mundial de canoagem, na República Tcheca || Foto Divulgação

Outra esperança de medalha para o Brasil é Valdenice Conceição, que competirá na modalidade C1 200m (feminino). A itacareense iniciará a prova classificatória às 5h55min da sexta-feira (25). Nesta segunda-feira (21), o presidente da Federação Baiana de Canoagem, Figueroa Conceição de Souza, afirmou ao PIMENTA que os quatro atletas do sul da Bahia são candidatos a medalhas.

Ele disse que Valdenice Conceição vinha treinando muito bem e não será surpresa se conquistar o ouro neste mundial. “Fui treinador da Seleção Feminina de Canoagem e conheço o potencial de Valdenice. Se estiver 100% na forma física, ela brigará pela medalha de ouro”, adiantou. O Brasil participa do Mundial na República Tcheca com 14 atletas.  A competição se encerra no próximo dia 27.

ESTADO CONSTRUIRÁ 3 CENTROS DE CANOAGEM NO SUL DA BAHIA

Ubaitaba, do herói olímpico Isaquias Queiroz, terá centro de treinamento (Foto AB).

Ubaitaba, do herói olímpico Isaquias Queiroz, terá centro de treinamento (Foto AB).

Editais para construção de três centros de canoagem no sul da Bahia serão lançados na próxima quarta-feira (7), às 9h30min, pelo governador Rui Costa. A solenidade está prevista para ocorrer no Salão de Atos, no Centro Administrativo da Bahia.

Os centros serão construídos em Itacaré, Ubatã e Ubaitaba, terra de Isaquias Queiroz, monstro da canoagem brasileira e maior colecionador brasileiro de medalhas em uma única edição dos Jogos Olímpicos. Foram três (duas de prata e uma de bronze) na Rio 2016.

De acordo com o governo, os editais serão lançados durante a entrega de 52 barcos doados à Bahia pela Confederação Brasileira de Canoagem.

O VERDADEIRO MENINO DO RIO

daniel thame fotoDaniel Thame | danielthame@gmail.com

 

E se tornou o verdadeiro Menino do Rio. Do Rio de Contas, do Rio de Janeiro, de todos os rios do mundo, porque, como cantou o poeta, se navegar é preciso e viver é preciso, Isaquias pode acrescentar que remar também é preciso.

 

Exatos 1.317 quilômetros separam o Rio de Contas, em Ubaitaba, sul da Bahia, e a Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro.

1.317 quilômetros que separam e, ao mesmo tempo, unem uma história de superação, que de tão improvável surpreendeu o mundo e fez surgir um novo ídolo brasileiro, no maior espetáculo esportivo do planeta.

A trajetória de Isaquias Queiroz, que emergiu das Olímpiadas 2016 como o maior medalhista brasileiro numa única edição dos Jogos, é ainda mais fascinante porque é fruto do imponderável, ainda que também seja de um talento inato e de muito, muito esforço pessoal.

Menino humilde de Ubaitaba, cidade localizada às margens do Rio de Contas, Isaquias sofreu um acidente doméstico e, em seguida, perdeu um rim ainda na infância. Ganhou dos colegas e assumiu sem maiores traumas o apelido de  `Sem Rim`, personagem que poderia muito bem caber num romance de seu conterrâneo Jorge Amado.

Futuro? Um emprego no comércio em Ubaitaba, quem sabe tentar a vida em Itabuna ou então arriscar-se no ex-Eldorado Paulista, que há muito perdeu o brilho.

Mas, não no meio do caminho, mas às margens do caminho, havia um rio.

E foi neste rio que o menino Isaquias remou contra o destino e reescreveu a sua história.

Na cidade em que a canoa parece fazer parte da indumentária, Isaquias, ainda menino, demonstrou que poderia remar além dos limites do Rio de Contas.

E remou, sem deixa a canoa virar.

Isaquias QueirozA primeira medalha veio em Itacaré, sul da Bahia. Um menino de 10 anos, orgulhoso entre os pais e os amigos.

A medalha não mudou muita coisa. Era preciso continuar remando contra a falta de estrutura, os recursos escassos, o dinheiro contado para disputar competições dentro e fora do Estado. A dura vida de atleta de esportes fora do circuito Futebol/Vôlei.

E Isaquias, com seu  talento,  continuou remando. Cada vez mais forte, cada vez mais longe.

Em 2015, sagrou-se campeão mundial de Canoagem, privilégio então restrito aos privilegiados europeus e suas superestruturas esportivas, com investimentos em atletas desde a base.

O mundo, então, voltou os olhos para o baiano, o Brasil descobriu que havia um canoísta pronto para brilhar nas Olimpíadas 2016. Ainda que não fosse um astro do futebol, Isaquias já não era um anônimo praticante de um esporte que poucos ouviram falar.

Vieram as  Olimpíadas, as duas medalhas de prata (uma delas ao lado do Erlon de Souza, vizinho de Ubatã, outra história de superação), e uma de bronze. Três provas disputadas, três medalhas conquistadas.

Veio, enfim, a consagração, num palco planetário. O nome inscrito na história dos Jogos Olímpicos.

O esporte amador brasileiro, que nunca foi tratado com a seriedade que merece, é pródigo em histórias de superação.

Essa foi a Olímpiada da menina da favela, vítima de racismo, que ganhou o Ouro no Judô, do menino abandonado pelos pais que levou o Ouro no Salto com Vara, do baiano da periferia de Salvador que faturou o Ouro no Boxe.

E foi a Olimpíada de Isaquias Queiroz, que remou contra as correntezas reais e metafóricas, e se tornou o verdadeiro Menino do Rio.

Do Rio de Contas, do Rio de Janeiro, de todos os rios do mundo, porque, como cantou o poeta, se navegar é preciso e viver é preciso, Isaquias pode acrescentar que remar também é preciso.

Daniel Thame é jornalista, escritor e editor do Blog do Thame.

UBAITABA FAZ FESTA PARA ISAQUIAS QUEIROZ; ATLETA DESEMBARCA EM ILHÉUS AMANHÃ

Isaquias desfilará em carro do Corpo de Bombeiros, em Ubaitaba, nesta sexta.

Isaquias desfilará em carro do Corpo de Bombeiros, em Ubaitaba, nesta sexta (Foto A. Brasil).

Isaquias Queiroz, o maior medalhista brasileiro numa única Olimpíada, será homenageado nesta sexta-feira (26), às 17 horas,  em Ubaitaba, no Sul da Bahia. O canoísta deverá desembarcar no Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, às 15h40min, quando deverá ser recebido por milhares de pessoas, dentre elas, o governador Rui Costa, que anunciou, na terça (23), um centro de treinamento para a canoagem em Ubaitaba.

Ele chega à sua cidade natal uma semana após se consagrar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, conquistando uma medalha de bronze na canoagem 200 metros e duas medalhas de prata nas categorias 1.000m da canoagem velocidade individual e canoa dupla 1.000m, esta ao lado do também baiano Erlon Silva, de Ubatã.

Isaquias Queiroz deverá desfilar pelas ruas da cidade num carro do Corpo de Bombeiros, exibindo as três medalhas olímpicas, informa o Blog do Thame. O atleta seguirá até as margens do Rio de Contas, onde iniciou sua trajetória esportiva,  até se consagrar como um dos grandes nomes do esporte brasileiro.

A homenagem está sendo organizada pela Associação Cacaueira de Canoagem.

ISAQUIAS E ERLON CONQUISTAM A PRATA NO C2 1.000 M DA CANOAGEM

Erlon de Souza e Isaquias Queiroz conquistam a prata na Rio 2016.

Erlon de Souza e Isaquias Queiroz conquistam a prata na Rio 2016.

A dupla brasileira Isaquias Queiroz e Erlon Souza conquistou a medalha de prata, há pouco, na canoagem de velocidade, categoria C2 1.000 metros. Os atletas sul-baianos de Ubaitaba e Ubatã concluíram os mil metros com o tempo de 3min44s81.

Isaquias e Erlon lideraram a prova até os 750 primeiros metros, quando a dupla alemã Sebastian Brendel e Jan Vandrey passaram à ponta e fecharam com 3min43s91.

Os terceiros colocados foram os ucranianos D. Ianchuk e T. Mishchuk, com 3min45s94.

Ao encerrar as competições da canoagem com duas medalhas de prata e uma de bronze, Isaquias Queiroz, de Ubaitaba, tornou-se o brasileiro com maior número de medalhas em uma só edição de olimpíadas.

Na sua segunda participação em olimpíadas, Erlon, de Ubatã, conquistou medalha pela primeira vez.

CANOÍSTAS SUL-BAIANOS INICIAM CORRIDA PELO OURO NA RIO-16

Isaquias Queiroz é das maiores esperanças de ouro para o Brasil.

Isaquias Queiroz é das maiores esperanças de ouro para o Brasil.

Os torcedores do sul da Bahia vivem uma grande expectativa para o início das provas de canoagem de velocidade nas Olimpíadas. As eliminatórias começam às 9 horas da segunda-feira, na Lagoa Rodrigo de Freitas.

A Bahia têm dois atletas com chance de medalhas nos Jogos Olímpicos. Eles são os canoístas Isaquias Queiroz, de Ubaitaba, e Erlon Souza, de Ubatã. Isaquias vai disputar uma vaga na semifinal na modalidade C mil metros.

Se passar, volta a remar a partir das 10h30 para disputar uma vaga na final. A final na modalidade C mil metros está marcada para terça-feira, às 9 horas. Isaquias Queiroz é um dos favoritos à medalha de ouro.

Já o canoísta Erlon de Souza, de 24 anos, está nos Jogos Olímpicos pela segunda vez seguida. Ele competiu em Londres, em 2012, em dupla com Ronilson de Oliveira. A dupla terminou a categoria C2 1000 na 10ª colocação. Informações d´A Região.

DEFENSOR DO RIO DE CONTAS, ISAQUIAS QUEIROZ BUSCA 3 MEDALHAS OLÍMPICAS

Bicampeão mundial, Isaquias busca 3 medalhas na Rio 2016 (Foto Daniel Thame).

Do Blog do Thame

O canoísta Isaquias Queiroz, bicampeão mundial e campeão pan-americano, aproveitou a folga no feriado de Corpus Christi, para rever familiares e amigos em Ubaitaba, no Sul da Bahia.

Isaquias, que está realizando a preparação para as Olímpiadas Rio 2016 em Minas Gerais, é forte candidato a obter medalhas para o Brasil nas modalidades C1 200 metros, C1 1000 metros e C2 1000 metros, está ao lado do também sul-baiano de Ubatã Erlon de Souza, com que já dividiu o ouro no Mundial de Canoagem, em Milão, Itália.

Em conversa com o Blog do Thame, às margens do Rio de Contas, onde iniciou a carreira na Associação Cacaueira de Canoagem, Isaquias Queiroz afirmou que “estou treinando firme, porque é a reta final pra competição mais importante da minha vida, disputar os Jogos Olímpicos em casa é uma coisa única, especial”.

“A expectativa é conquistar três medalhas e fazer história para o Brasil na canoagem. Os nossos resultados em mundiais mostram que essas medalhas são possíveis, mesmo enfrentando grandes atletas”, destacou o canoísta.

As provas de canoagem serão realizadas de 16 a 20 de agosto, no Rio de Janeiro. “A ansiedade é grande, o foco total nas Olímpiadas, para dar essa alegria aos sulbaianos e aos brasileiros”, disse.

Isaquias também aproveitou para fazer um alerta para a necessidade de conservação do Rio de Contas, um dos principais polos de canoagem, do Brasil:

-Devo minha carreira ao Rio de Contas e fico triste ao ver o tio afetado pelo desmatamento das margens e pela poluição, que prejudicam não só os atletas mas os moradores da região. Espero que haja uma grande mobilização do governo e da comunidade para evitar a degradação desse rio tão importante para todos nós.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia