WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias






:: ‘Jabes Ribeiro’

JABES E AS DIÁRIAS

Jabes (1)O blog Agravo, baseado em levantamento no Diário Oficial, diz que o prefeito ilheense, Jabes Ribeiro, reside, na verdade, em Salvador. Diz isto a partir de suposto diálogo travado entre a primeira-dama, Adriana Ribeiro, e um eleitor na capital baiana.

Adriana, segundo o blog, afirma que Jabes vai a Ilhéus apenas a trabalho, pois o casal fixou morada em Salvador. Só que o Agravo viu indícios de que os deslocamentos do prefeito são pagos pelo município, por meio de diárias. Anota, por exemplo, diárias concedidas em finais de semana.

Aguardemos, pois, as explicações oficiais.

AGORA VAI?

Rui Costa (ao centro) se reúne com prefeitos de Ilhéus e Itabuna (Foto Divulgação).

Rui Costa (ao centro) se reúne com prefeitos de Ilhéus e Itabuna (Foto Divulgação).

O secretário da Casa Civil baiana, Rui Costa, disse aos prefeitos Vane do Renascer (Itabuna) e Jabes Ribeiro (Ilhéus) que as obras de duplicação da BR-415, no trecho que liga os dois municípios, começam ainda neste semestre. Há quem desconfie do início destas obras, piorou do prazo.

Mas ele dá certeza do início em até junho. E os prefeitos “botaram fé” no palavrório do secretário e pré-candidato petista à sucessão de Jaques Wagner. Calejados de promessa semelhante, os sul-baianos torcem para que, dessa vez, a obra saia.

DEPUTADO ZÉ NETO ELOGIA JABES E IRRITA PETISTAS

Zé Neto: louvação a Jabes.

Zé Neto: louvação a Jabes.

O deputado estadual Zé Neto deixou petistas vermelhos de raiva em sua passagem por Ilhéus. Isso porque, segundo o Blog do Gusmão, o parlamentar rasgou elogios ao prefeito Jabes Ribeiro (PP) em palestra proferida na Associação Comercial ilheense, entidade presidida pelo petista e ex-prefeiturável Nilton Cruz.

Para Neto, “o retorno de Jabes à prefeitura trouxe novos ares para Ilhéus”. Na louvação ao novo gestor ilheense, o parlamentar petista destacou que Jabes é nome de importância no Conselho Político do governo baiano “e um dos responsáveis por manter coesa a base de apoio ao governador” Jaques Wagner.

E o novo prefeito – não custa lembrar – derrotou um quadro petista na disputa ao Palácio Paranaguá (Professora Carmelita), ano passado. Mais que isso, tornou-se sucessor de um ex-petista – o prefeito Newton Lima, que foi “sapecado” pelo deputado xodó do “Barbudinho de Ondina”.

JABES DIZ QUE SAÍDA DA BAMIN É “BOATO”

Jabes2O prefeito Jabes Ribeiro classificou como “boato” a informação da saída da Bahia Mineração (Bamin) de Ilhéus. Jabes disse ter conversado com o secretário estadual da Casa Civil, Rui Costa, e com o presidente da Bamin, José Viveiros, e os dois teriam negado a possibilidade de a empresa cazaque deixar Ilhéus.

A Bamin é a responsável pelo maior nível de investimentos dentre as mineradoras que pretendem explorar a estrutura do Porto Sul, cuja licença ambiental ainda é aguardada para até o final deste semestre.

Na noite de segunda, 25, o Blog Photossíntese divulgou informação dando conta do descontentamento da Bamin com os rumos do projeto Complexo Intermodal Porto Sul. O blog é editado pelo administrador de empresas e fotógrafo Ed Ferreira, bastante amigo do presidente da Bamin.

Ainda não houve desmentido oficial nem da Bamin nem por parte do Governo Baiano, os dois principais atores deste processo. E quem cala…

SETOR DA CONSTRUÇÃO EM ILHÉUS ESPERA MOVIMENTAR R$ 300 MILHÕES EM 2013

Dirigentes de construtoras analisam números e cobram política de solo em Ilhéus.

Dirigentes de construtoras analisam números e cobram política de ocupação do solo em Ilhéus.

Empresas ligadas ao segmento da construção civil esperam movimentar em torno de R$ 300 milhões em Ilhéus neste ano. Os dados foram apresentados, hoje, por donos de construtoras ao prefeito Jabes Ribeiro. Eles cobram do município uma política clara na ocupação e uso do solo para que tenham mais segurança nos investimentos feitos na Terra de Gabriela.

Vicenzo Morelli, da Construtora Morelli, diz que a política de ocupação do solo “preocupa a todos os setores da economia”. Roque Lemos, da Cicon, afirma enxergar no govenro municipal um parceiro. “Por isso, estamos abertos ao diálogo, ao debate franco do que deve ser melhor para o desenvolvimento da cidade”.

Para Roque, a definição da política de ocupação beneficia não apenas a iniciativa privada, como também o governo. Ele cita investimentos feitos nos últimos dez anos numa área central de Ilhéus, o bairro Cidade Nova, onde foram construídos 14 edifícios residenciais e 319 apartamentos, resultando em maior arrecadação de IPTU, por exemplo.

– A realidade mudou sem que a Prefeitura tivesse mexido em sua estrutura básica de serviço, já que não houve a necessidade de ampliação do sistema de iluminação pública, sistema de esgoto ou de água – lembra.

NOVOS EMPREENDIMENTOS E QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Essa realidade faz de Ilhéus um dos atrativos regionais para lojas regionais e varejistas, a exemplo da Dadalto e da Buriti. A Dadalto abrirá loja em Ilhéus na próxima segunda, 18 (confira aqui), enquanto a Buriti anuncia investimentos de R$ 2 milhões em lojão no Malhado, próximo à Central de Abastecimento (leia aqui entrevista de Mauro Ribeiro, da Buriti).

Os investimentos na construção civil, destaca os empresários, geram também oportunidades de trabalho e atraem cursos técnicos e de nível superior para a região, a exemplo dos cursos de Engenharia Civil, na Uesc e na FTC Itabuna, e Arquitetura e Urbanimos, na Unime, em Itabuna.

PROCURADORIA INVESTIGARÁ DEMISSÃO DE CONCURSADOS EM ILHÉUS

Jabes pode ser obrigado a rever demissões de concursados.

Jabes pode ser obrigado a rever demissões de concursados.

A procuradoria do Ministério Público do Trabalho (MPT) investigará a demissão de 78 servidores concursados da Prefeitura de Ilhéus. As demissões ocorreram por meio de decreto assinado pelo prefeito Jabes Ribeiro (PP) em janeiro. O gestor alegou aumento de despesas com pessoal nos últimos seis meses da gestão de Newton Lima (sem partido).

A procuradora do Trabalho, Claudia Soares, disse que, a princípio, não havia proibição para nomear concursados “desde que os servidores tivessem sido aprovados em concurso homologado três meses antes das eleições”. As demissões, afirmou, podem ser entendidas como válidas caso não tenha havido previsão orçamentária.

A primeira audiência para tratar do caso, conforme a procuradora, está marcada para o dia 18, na sede regional do MPT, localizada em Itabuna. Segundo a procuradora, se ficar comprovado que as demissões foram irregulares, o município será acionado para reintegrar os servidores.

JUSTIÇA DÁ GANHO DE CAUSA A CONCURSADO

A Justiça em Ilhéus decidiu, nesta semana, pelo retorno de um dos 78 servidores concursados demitidos este mês. O agente de trânsito Ronaldo Alves da Silva acionou o município na 2ª Vara Cível e Comercial de Ilhéus e obteve liminar que obriga o município a recontratá-lo, sob pena de multa diária de R$ 500,00 (relembre o caso clicando aqui).

ILHÉUS: JUSTIÇA OBRIGA JABES A RECONTRATAR CONCURSADOS

Jabes terá de recontratar servidores (Foto Pimenta).

Jabes terá de recontratar servidores (Foto Pimenta).

A Justiça em Ilhéus obrigou o prefeito Jabes Ribeiro (PP) a recontratar funcionário concursado demitido no início deste mês. A ação foi movida por um concursado. O juiz substituto da 2ª Vara  Cível e Comercial de Ilhéus, Eduardo Gil Guerreiro, além de determinar a readmissão do agente de trânsito concursado Ronaldo Alves da Silva, também ordenou o pagamento dos dias em que o funcionário ficou afastado por força do decreto do prefeito ilheense, revela o blog Agravo.

O município pode pagar multa de R$ 500,00 por dia, caso não cumpra a decisão judicial. Ronaldo Alves da Silva foi aprovado em concurso em 2011, homologado no dia 28 de fevereiro do ano passado, antes do período eleitoral, ressalta o advogado José Zacarias, que atuou na ação movida pelo funcionário demitido.

O magistrado, na decisão, também rebateu argumento utilizado pelo prefeito ilheense para a demissão, o de aumento de despesa. Cita que o concurso foi homologado e existia dotação orçamentária específica para as novas contratações. Cerca de 70 funcionários concursados foram demitidos por Jabes nos primeiros dias de governo.

TIME ESCALADO

paixaobarbosaO time responsável pela comunicação no governo Jabes Ribeiro já está escalado. A secretaria comandada pelo jornalista Paixão Barbosa tem na equipe Vera Rabelo, da Divisão de Redação, e Moabe Breno Ferreira Costa, diretor de Comunicação. Priscila Espinheira é a chefe de redação.

A Secom tem ainda como diretores ou chefes Alex Mata, que responde pela comunicação digital, e Gidelzo Silva, coordenador de audiovisual. Alfredo Filho é o chefe da área de fotografia. Além destes nomes, o time tem, do quadro efetivo, jornalistas como Everaldo Benedito e Valério de Magalhães.

Jabes, aliás, repete a fórmula de mandatos anteriores e estabelece a comunicação institucional como uma das suas prioridades. Em outras cidades de médio porte, equipes enfrentam dificuldades para trabalhar – falta de estrutura e entraves nas contratações.

ILHÉUS: JUSTIÇA LIBERA PAGAMENTO DO SALÁRIO DE DEZEMBRO DOS PROFESSORES

dinheiro3O salário de dezembro dos professores da rede municipal de Ilhéus deve ser pago até a próxima quarta, 30, conforme previsão da diretoria da Associação dos Professores de Ilhéus (APPI-APLB/Sindicato).

Por volta das 15h desta segunda, 28, o juiz substituto da 2ª Vara de Feitos de Relação de Consumo Civil e Comercial da Comarca de Ilhéus, Eduardo Gil Guerreiro, autorizou o Banco do Brasil a liberar o pagamento do salário. O ofício também será apresentado ao prefeito Jabes Ribeiro para que a folha seja enviada ao banco.

Porém, os beneficiados serão apenas os professores que recebem até R$ 916,00. Quem recebe acima desse valor, dependerá de decisões tomadas por uma comissão criada pelo prefeito Jabes Ribeiro. O sindicato também informa que a comissão avaliará a possibilidade de revogação de decreto do prefeito que demitiu professores concursados.

JABES ABANDONA REUNIÃO E É VAIADO POR SERVIDORES

Do Blog Agravo

Jabes: vaiado pelos servidores.

Jabes: vaiado pelos servidores.

Uma coisa é certa nesse começo do governo Jabes Ribeiro em Ilhéus: o pleno desgaste. Na tarde dessa sexta-feira (25), durante reunião com servidores municipais da Educação, o prefeito, com a desculpa de que teria que viajar, abandonou a audiência e deixou o “pepino” nas mãos do vice, Cacá Colchões.

Mas a estratégia esperta do gestor municipal reverberou em seus tímpanos. No momento em que saia na surdina do Paranaguá, ele foi agraciado com uma estrondosa e humilhante vaia por parte das centenas de servidores concentrados em frente a sede da prefeitura.

Leia a íntegra no Agravo

ILHÉUS, UM DESAFIO A PARTIR DO CAOS

jabes ribeiro 3Jabes Ribeiro

E este é o nosso desafio, depois de reorganizarmos Ilhéus: preparar o município para que possamos nos beneficiar dos recursos que estão vindo.

Montes de lixo nas ruas, o mato crescendo nas calçadas, prédios públicos da importância da Casa de Cultura Jorge Amado, do Teatro Municipal e do Arquivo Público fechados ou ameaçados de fechamento por conta do péssimo estado de conservação.

A esta degradação se somam uma dívida que corresponde ao valor de um orçamento anual do município e salários de novembro, dezembro e 13º atrasados, num quadro que mostra apenas uma parte dos problemas que encontrei ao assumir a Prefeitura de Ilhéus, cidade conhecida em todo o mundo graças aos livros de Jorge Amado, um dos seus filhos mais ilustres, e famosa pela sua história e belezas naturais.

Ao tomar posse, o primeiro passo foi iniciar o trabalho de reorganizar a cidade, deflagrando um mutirão para tornar as ruas ilheenses mais agradáveis para os milhares de turistas que nos visitam, especialmente neste período de alta estação, e mais qualidade de vida para os habitantes.

Com a ajuda de empresa privadas, até porque sentei na cadeira de prefeito sem ter acesso a nenhuma das contas municipais, bloqueadas pela Justiça, e sem um real para gastar, já foi possível retirar o lixo que estava acumulado, varrer as ruas, limpar as calçadas e as praças, além de regularizar o serviço de coleta diário.

Em paralelo, tivemos que adotar medidas duras para tentar controlar as finanças, a exemplo da redução dos gastos com pessoal, de modo a poder adequar a administração à Lei de Responsabilidade Fiscal, uma vez que a folha salarial atinge 70% das receitas líquidas do município, quando o máximo tolerado é de 54%.

Não é por acaso que o ex-gestor conseguiu o feito extraordinário de ter cinco contas do seu mandato, em cinco anos, rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios.

:: LEIA MAIS »

EM ILHÉUS, CONCURSADOS NA RUA

A decisão do prefeito Jabes Ribeiro de demitir mais de 70 funcionários concursados pegou mal. Alega-se vício no concurso realizado em 2011, estouro das despesas etc. Do outro lado da corda – a parte mais fraca, estão pessoas que mudaram de emprego para assumir cargo na prefeitura ou até mesmo que tinha no concurso a esperança de vida melhor.

A “faca amolada” deveria cortar, primeiro, na lista dos contratados para só depois – e se extremamente necessário – atingir concursados. Estes, reclamam com razão.

ILHÉUS: JABES LEMBRA DÍVIDAS E CANCELA CARNAVAL

Jabes alega falta de "dindin" para realizar carnaval e cancela festa (Foto Gidelzo Silva).

Jabes alega falta de “dindin” para realizar carnaval e cancela festa (Foto Gidelzo Silva).

Após adiar a decisão por quase uma semana, o prefeito Jabes Ribeiro decidiu cancelar a realização do carnaval de Ilhéus em 2013. Numa coletiva concedida nesta tarde, no Palácio Paranaguá, Jabes alegou falta de recursos para promover a festa. Ele reclamou de dívidas milionárias deixadas pelo ex-prefeito Newton Lima.

O prefeito disse que, diante do caos encontrado, seria irresponsabilidade da parte dele manter o carnaval deste ano. Em compensação, o gestor ilheense promete uma grande festa para a Semana Santa, no início de abril, “tudo sem recursos do município”.

JABES E O CARNAVAL

A decisão se Ilhéus terá ou não carnaval será anunciada nesta terça, 15, às 15 horas, pelo prefeito Jabes Ribeiro. Até ontem, a tendência é de que não haja carnaval na Terra de Gabriela neste ano.

Jabes concederá entrevista coletiva para também apresentar um balanço dos 15 primeiros dias de governo e a situação financeira do município.

LIVRE DOS BLOQUEIOS

O novo governo ilheense deu o primeiro passou para combater a seca de verbas que atinge o município. Nesta quarta-feira, 9, em Salvador, o prefeito Jabes Ribeiro; o secretário de Administração, Ricardo Machado; e o procurador geral Otávio Augustus se reuniram com o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Mário Alberto Hirs, e conseguiram desbloquear as contas da Prefeitura e dar início a uma renegociação referente aos precatórios da justiça comum.

Os bloqueios haviam sido determinados pela Justiça no final do ano passado, a pedido de representantes dos servidores, que procuravam garantir o pagamento dos salários da categoria. Para “abrir o cadeado”, Ribeiro destacou, entre outros pontos, os 12 decretos emergenciais assinados na primeira semana da gestão, alguns deles com foco na rearrumação das finanças do município.

ILHÉUS AINDA NÃO SABE SE TERÁ CARNAVAL

Alcides: mágica para o carnaval.

Alcides: mágica para o carnaval.

O terceiro principal destino turístico da Bahia pode ficar sem carnaval nesta ano. O governo baiano ofereceu apenas dois trios elétricos e quatro bandas de “médio porte” para a festa do município, revela o Jornal Bahia Online. Na outra ponta, o prefeito Jabes Ribeiro resiste à ideia de injetar dinheiro do município na festa e restaria pouco tempo para obter patrocínios privados.

O assunto será novamente discutido entre município e Estado nesta quinta, 10, quando o secretário Estadual de Turismo, Domingos Leonelli, visitará a Terra de Gabriela para participar da posse da nova diretoria da Associação de Turismo de Ilhéus (Atil).

Ao JBO, o secretário municipal de Turismo, Alcides Kruschewsky, confirmou a “oferta” do Estado e anunciou que, provavelmente, a festa se restrinja aos bairros, mas sem um tostão do município. Leia mais

JABES NEM PRECISOU DE CHAVEIRO

O novo prefeito de Alcobaça, Bernardo Olívio (PV), precisou chamar um chaveiro para conseguir entrar no próprio gabinete. O ex-prefeito Léo Brito (PSD) “trancou” tudo e ainda foi acusado de surrupiar computadores e documentos públicos, devolvidos após queixa na polícia.

Em Ilhéus, foi diferente. O prefeito Jabes Ribeiro diz que não necessitou de chaveiro. Grande parte dos prédios públicos nem porta tinha. Aliás, nem funcionários.

Veja exemplo da Pasta do Desenvolvimento Urbano, do super secretário Isaac Albagli: apenas 40 dos mais de 500 funcionários comparecem para trabalhar, segundo Jabes em entrevista.

JABES FALA DO “MISERÊ” EM ILHÉUS

pepinoApós editar decretos que promovem o chamado “choque de gestão” em Ilhéus, o prefeito Jabes Ribeiro concederá entrevista coletiva hoje à tarde para falar das condições em que encontrou a gestão municipal. Pelo que descrevem assessores, o “pepino” por lá é gigante.

A entrevista será às 15h, no salão nobre do Palácio Paranaguá.

Dentre as decisões anunciadas pelo prefeito, estão auditagens na folha de pagamento e em dezenas de contratos de locação firmados nos últimos seis meses da gestão passada. Além disso, Jabes suspendeu pagamento de horas extras e gratificações.

HORA DO APERTO

Jabes baixou decretos para reduzir gastos com a folha e exterminar fantasmas (Foto Alfredo Filho).

Jabes baixou decretos para reduzir gastos com a folha e exterminar fantasmas (Foto Alfredo Filho).

Os prefeitos das maiores cidades sul-baianas tomaram posse adotando o “discurso da tesoura”. Hoje, primeiro dia útil do ano, foi momento de pôr o discurso em prática.

Jabes Ribeiro, de Ilhéus, editou decretos que cortam horas extras, funções gratificadas e autoriza contratação de empresa para auditar a folha de pagamento do município.

Neste último quesito, por exemplo, o prefeito pretende identificar os “donos” de salários incompatíveis tanto com a estrutura de cargos e carreira do município como com a realidade de Ilhéus. E, mais exatamente, exterminar os fantasminhas.

Na Terra de Gabriela, a folha atinge 70,09% das receitas líquidas do município, enquanto a Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece como limite 54%. O prefeito ainda decretou situação de emergência no município.

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, Vane do Renascer, disse que cortará 50% dos cargos comissionados e vai regularizar o salário dos servidores efetivos.

Quanto aos contratados, ele afirma que a lei o impediria de pagá-los, já que a quitação de salários deveria ocorrer ainda na gestão de Capitão Azevedo. Vane se comprometeu com esforço para que o gasto com a folha fique em 50% e, assim, o município tenha capacidade de investimento. Azevedo gastava até 75,5% da receita com folha de pagamento e foi campeão baiano em criação de cargos comissionados.

ALIADO, VEREADOR ASSUME ATIRANDO EM JABES

Não bastassem as dificuldades administrativas que irá enfrentar, surge problema político para o novo governo em Ilhéus na própria base. Acusando quebra de acordo político, o vereador Cosme Araújo (PDT) assumiu o mandato atirando no prefeito Jabes Ribeiro (PP).

O novo gestor teria dito a Cosme que ele seria “o cara” na disputa pela Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, mas o vereador diz que foi traído. E acrescenta que o prefeito assume após obter “apenas” um terço dos votos em outubro de 2012. Confira o discurso no vídeo postado no YouTube pela assessoria do vereador. Atualizado às 10h39min

ENTRE CAMARADAS

Davidson Jabes Ribeiro e Aldenes foto Pimenta www.pimenta.blog.br
O presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, faz sinal de “positivo” para Aldenes Meira, que teve vitória consagradora na disputa em chapa única pela presidência da Câmara de Vereadores de Itabuna. Aldenes obteve 20 dos 21 votos. Ambos são filiados ao PCdoB. Acompanhando a cena, o prefeito eleito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, do PP (Foto Pimenta).








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia