WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba










junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘Jaques Wagner’

WAGNER ACREDITA EM FIM DE GREVE ATÉ AMANHÃ

Nas entrevistas concedidas a duas emissoras de televisão ao meio-dia de hoje, o governador Jaques Wagner disse acreditar que a greve dos policiais militares chegue ao fim, no máximo, até amanhã.

O governo acenou com o pagamento da Gratificação de Atividade Policial (GAP), nível IV, a partir de novembro deste ano. Os grevistas, no entanto, exigem pagamento da GAP V, que representaria pouco mais de R$ 2 mil.

Wagner, no entanto, fala em pagamento da GAP V a partir de 2014. Segundo ele, o pagamento da gratificação representaria, de início, peso de R$ 170 milhões no orçamento estadual. E recorreu à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para afirmar que não teria como pagar a gratificação de nível V agora.

O movimento grevista e representantes do governo estão reunidos desde as 10h30min na capital baiana. Embora ainda não tivesse informações da reunião ocorrida nesta manhã de terça (7), o governador foi otimista. “Acredito que saíremos ainda hoje do movimento”. As negociações são mediadas pelo arcebispo de Salvador, Dom Murilo Krieger, e pelo presidente da OAB baiana, Saul Quadros.

WAGNER: “NÃO VOU DAR ANISTIA NEM NEGOCIAR COM PM BANDIDO”

Da Folha de S. Paulo

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), disse ontem que os métodos usados por uma parte dos grevistas da Polícia Militar do Estado são “coisa de bandido”.

O petista se referia ao uso de armas para tomar ônibus e bloquear vias e também atribuiu à parte dos policiais do movimento alguns do assassinatos nos últimos dias.

O governador negou ter sido omisso no episódio da deflagração da greve de PMs que gerou uma onda de mortes e de saques em Salvador.

Wagner, que acompanhava a presidente Dilma Rousseff em viagem a Cuba quando a paralisação estourou, admitiu que o governo foi surpreendido pelo tamanho do movimento grevista.

O governador afirmou que a greve na Bahia está sendo orquestrada nacionalmente para pressionar a aprovação da PEC-300, a proposta de emenda constitucional que cria um piso nacional para os policiais.

Ex-sindicalista, o petista disse que não vai oferecer nenhum aumento além dos 6,5% já dados ao funcionalismo em 2012 e é contra anistia a policiais envolvidos em atos de vandalismo.

Clique aqui para ler mais, se for assinante da Folha ou do UOL.

“PM NÃO PODE SE TRANSFORMAR NUM INSTRUMENTO DE INTIMIDAÇÃO E DESORDEM”

Wagner fala de ações e critica desordem.

Nos três minutos de pronunciamento em cadeia de rádio e TV, o governador da Bahia, Jaques Wagner, falou em procura de diálogo e abertura às negociações com policiais militares grevistas.

Ele também partiu para o ataque: acusou um grupo de policiais (ligados à Associação dos Policiais e Bombeiros-Aspra) de praticar, “de forma irresponsável, desordem para assustar a população”. Era menção clara a policiais que atacaram ônibus em Salvador. Em Itabuna, grupo de militares provocou arruaça na avenida do Cinquentenário na tarde de quinta-feira (2).

Segundo o governador, 12 mandados de prisão foram expedidos pela Justiça. Um deles tem como alvo o presidente da Aspra, Prisco Machado, excluído da polícia após a pior greve de polícia já enfrentada pelos baianos, em 2001. Um dos motivos da greve é o pedido de anistia para Prisco. Grevistas sustentam que a lei de anistia a policiais, sancionada pelo presidente Lula em 2010, beneficia o ex-militar.

Wagner encerrou o pronunciamento afirmando que a polícia militar não pode ser transformada em “instrumento de intimidação e desordem”. O governador citou o reforço das Forças Nacionais na Bahia. Segundo ele, 2.350 homens da Força Nacional de Segurança e do Exército já estão na Bahia. Mais 600 homens reforçarão o efetivo já disponibilizado pelo governo federal, conforme Wagner (confira o conteúdo do pronunciamento).

PARA WAGNER E JOÃO. COM CARINHO…

Tá bombando na Web. Confira o porquê dando um clique no play.

A DUPLICAÇÃO DA RODOVIA ILHÉUS-ITABUNA

Wagner e o diretor do Dnit, Jorge Fraxe.

Ontem, o governador Jaques Wagner teve audiência com o diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, Jorge Fraxe, para discutir a duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415).

Wagner fez a proposta e do diretor recebeu a promessa de assinatura da ordem de serviços da duplicação da rodovia até os festejos do centenário de nascimento do escritor itabunense Jorge Amado. A rodovia leva o nome do escritor.

Se vivo estivesse, Jorge Amado completaria 100 anos em 10 de agosto de 2012. Fica a esperança de que a homenagem póstuma aconteça no prazo, porque essa promessa de duplicação…

PORTO, FEIRA E ITABUNA TERÃO BASES COMUNITÁRIAS EM 2012

O governo baiano definiu cinco das seis cidades do interior onde serão instaladas Bases Comunitárias de Segurança em 2012. Feira de Santana e Porto Seguro são as primeiras da lista da Secretaria de Segurança Pública, conforme apurou o PIMENTA. As demais são Itabuna, Valença e Ilhéus. As bases comunitárias são versões baianas da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) implantada no Rio de Janeiro.

Ontem, Jaques Wagner havia antecipado que em 2012 serão instaladas 12 Bases Comunitárias, sendo seis em Salvador e a outra metade no interior. O anúncio ocorreu durante sua participação no programa Conversa com o Governador, quando também falou de ações nas áreas de saúde e a posse do Conselho Estadual de Comunicação. Ouça clicando aqui.

VISTORIA NA FONTE NOVA

Ronaldinho, Jérôme Valck, Wagner e Aldo Rebelo visitam obras da Arena (Foto Manu Dias.

Uma comitiva da Fifa, integrada pelo secretário-geral Jérôme Valck e o integrante do Conselho Local, Ronaldo Nazário (Ronaldinho), vistoriou hoje as obras da Arena Fonte Nova, em Salvador, acompanhada do governador Jaques Wagner e do ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

De acordo com a comitiva, 45% das obras da Arena já estão concluídos, percentual que deve chegar a 51% até o final de janeiro. O prazo de entrega das obras é 30 de dezembro. “Não temos porque duvidar disso. Estão todos com muita dedicação”, disse Ronaldinho em relação à obra.

O governador Jaques Wagner disse que o grau de evolução do projeto dá a certeza de que Salvador sediará a Copa das Confederações em 2013 e a Copa do Mundo em 2014. “Hoje posso dar as garantias de que vamos sediar”, disse. O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke disse que ficou impressionado – positivamente – com o que viu na capital baiana. Antes de Salvador, a comitiva visitou Fortaleza. Por lá, 53% das obras já estão concluídas.

CONSELHO DE COMUNICAÇÃO BAIANO É 1º DO PAÍS

Secretário Robinson Almeida, presidente do Conselho, e o governador Jaques Wagner (Foto Manu Dias).

A Tarde

O governador Jaques Wagner deu posse na terça, 10, aos 27 membro do Conselho de Comunicação da Bahia (CCS), em solenidade no auditório do Ministério Público Estadual. Primeiro colegiado do tipo instalado no Brasil, ele será deliberativo e terá como  principal objetivo a elaboração de políticas públicas para a área, com a construção de um Plano Estadual de Comunicação.

A proposta de criação do órgão data de 2008, quando foi realizada a Conferência Estadual de Comunicação em que entidades da sociedade civil reivindicaram a criação do colegiado. A formalização, contudo, só aconteceu em maio de 2011, com a aprovação da Lei nº 12.212,  que mudou a estrutura organizacional do governo.

Presidente do conselho, o secretário estadual de Comunicação Robinson Almeida enfatizou que a criação do órgão  cumpre o Artigo 277 da Constituição do Estado da Bahia, que afirma que cabe ao conselho formular a política de comunicação social do Estado. “É preciso enxergar o setor como um segmento que demanda políticas públicas, assim como acontece com a educação e a cultura”, destacou.

Na espinha dorsal do texto de regulamentação, destacam-se as funções de estimular a implantação de veículos  comunitários, de fomentar a produção de conteúdos que representem as diversidades artísticas, culturais, regionais e sociais, além do fomento à  inclusão digital.

Leia na íntegra

REY-BEIRO

"Rey-Beiro" ganha blog para "elogios".

Jabes Ribeiro, secretário-geral do PP baiano, ganhou um blog exclusivamente para falar do tempo em que governou a prefeitura ilheense. É o site jabesribeironuncamais.blogspot.com

Criado e alimentado anonimamente, o blog traz notícias do tempo em que o pepista era prefeito de Ilhéus e das novas andanças (e alianças) políticas do político que já foi do grupo do ex-governador Waldir Pires ou do “painho” ACM Neto e Paulo Souto e hoje é aliado do governador Jaques Wagner.

O blog diz que Jabes é do tempo das capitanias hereditárias. Não à toa, o político nascido em Itabuna e “criado” em Ilhéus é chamado de Rey-Beiro.

COSTA POR CIMA DA CARNE SECA

Rui Costa (à direita): Fiol entre as prioridades (Foto Manu Dias).

O novo secretário da Casa Civil do Estado, Rui Costa, revelou prestígio ao levar quase mil pessoas à solenidade de posse, ontem, em Salvador. E logo começaram as especulações sobre o pleito de 2014. Embora diga que não tem habilidade política, Costa tratou de evitar discutir 2014. Nas palavras dele, falar de eleição a governador agora é discutir fim de governo.

Na cerimônia de posse, tratou de apontar prioridade para a Pasta: foco nas ações em Saúde e Educação e investimentos em infraestrutura. Do discurso, projetos importantes para o sul da Bahia, especialmente Ilhéus: o Porto Sul, a ferrovia Oeste-Leste e os novos aeroportos, dentre eles o de Ilhéus, cujo projeto está “de rosca”, difícil de sair.

Costa chega ao cargo após reinar no sindicalismo baiano nas décadas de 80 e 90 – ao lado do governador Jaques Wagner, comandar a Secretaria de Relações Institucionais e garimpar mais de 212 mil votos para deputado federal em 2010. Agora, licencia-se do mandato em Brasília para assumir a Casa Civil. Substituirá Eva Chiavon, agora na secretaria-executiva do Ministério do Planejamento.

FORD APRESENTA VERSÃO DO NOVO ECOSPORT

Conceitual do novo Ecosport, que será fabricado em Camaçari, é apresentado (Foto Divulgação).

A Ford apresentou simultaneamente em Brasília e Nova Déli (Índia) um protótipo do Novo Ecosport, que deverá estar disponível no mercado brasileiro até meados de 2013. A apresentação no Brasil ocorreu em solenidade com a participação de executivos da montadora e do governador Jaques Wagner. O segundo carro global da Ford tem DNA brasileiro e será fabricado em Camaçari. Até mesmo o motor do SUV será baiano. A Ford projeta inaugurar em 2014 a fábrica de motores no município da região metropolitana de Salvador.

FORD INVESTIRÁ R$ 400 MILHÕES EM FÁBRICA DE MOTORES NA BAHIA

Governador, prefeito Luiz Caetano e dirigentes da Ford lançam pedra fundamental.

Será na Bahia a primeira fábrica de motores do Nordeste. Hoje, dirigentes da Ford e o governador Jaques Wagner lançaram a pedra fundamental do investimento de R$ 400 milhões. Construída em Camaçari, a fábrica de 24 mil metros quadrados terá capacidade para produzir 210 mil motores por ano.

Marcos de Oliveira, presidente da Ford Brasil e Mercosul, disse que a direção da montadora está muito satisfeita com os investimentos e “altíssima qualidade” da mão de obra no estado. A fábrica faz parte do plano de produzir produtos globais.

O governador Jaques Wagner diz que a Bahia terá orgulho de fabricar carro mundial da Ford totalmente desenvolvido no estado. A fábrica de veículos da Ford em Camaçari emprega cerca de 1,2 mil engenheiros, segundo a montadora.

PRÊMIO AOS POLICIAIS COM BOM RENDIMENTO

Ontem, deputados baianos aprovaram a criação do Prêmio por Desempenho Policial (PDP). O governo baiano pagará de R$ 360,00 a R$ 4 mil aos policiais que ajudarem no cumprimento de metas pré-estabelecidas no combate à criminalidade.

O projeto de lei depende agora de sanção do governador Jaques Wagner. O pagamento da premiação ocorrerá sempre a cada mês de abril e vale tanto para os policiais militares como civis.

A direção da regional itabunense da Associação de Praças da Polícia Militar (APPM) vê com desconfiança a instituição do PDP. O entendimento é que o governo precisaria rever, primeiro, o Plano de Cargos e Salários dos policiais, oferecer boa remuneração e garantir a promoção de policiais.

“Os policiais já trabalham além do que deveriam. A premiação cria é desgaste. Para nós, o interessante é ver aprovada a PEC-300. Hoje existem policiais com 25 anos de trabalho e que ainda não conseguiram promoção”, ressalta um dos dirigentes da APPM. A PEC 300 cria piso nacional para os policiais, equivalente ao do Distrito Federal, que tem os agentes e soldados mais bem pagos do país.

 

A DITADURA DOS PARTIDOS

Marco Wense

As legendas partidárias vivem sob o comando autoritário dos que se acham donos dos partidos, colocando os interesses pessoais acima de qualquer coisa.

Todo esse imbróglio envolvendo o PSDB de Itabuna, com o presidente José Adervan defendendo o lançamento de candidatura própria, lembra o que aconteceu com o PDT na sucessão de 2008.

A comissão provisória do partido brizolista, por se recusar a apoiar o então prefeito Fernando Gomes, que era do DEM e pré-candidato a um quinto mandato, foi dissolvida.

Fernando Gomes desistiu da reeleição. O capitão Azevedo, o vice-prefeito, saiu candidato e ganhou a eleição com uma diferença de 12 mil votos sobre a petista Juçara Feitosa.

As legendas partidárias vivem sob o comando autoritário dos que se acham donos dos partidos, colocando os interesses pessoais acima de qualquer coisa. São os figurões, os “mangangões” da política.

O PDT passou a ser presidido por Dinailton Oliveira, sobrinho de Fernando Gomes. Depois foi parar no colo do Sargento Raimundo, que passou a representar o governo do DEM na Câmara de Vereadores.

Não há nem resquícios de democracia nas agremiações partidárias brasileiras. Tudo é uma farsa. Um engodo. Os diretórios municipais e as comissões provisórias não têm autonomia para decidir nada.

Dirigentes tupiniquins são considerados como marionetes. Verdadeiros bonecos de engonço. É o manda quem pode, obedece quem tem juízo. É a ditadura dos partidos.

Para os barnabés do interior somente o que sobrou dos conchavos entre as cúpulas estaduais. Só interessa a política soteropolitana, lá da “capitá”. O resto é resto.

WAGNER QUER GERALDO

Todo mundo sabe, até as freiras do Convento das Carmelitas, que no PT de Itabuna só tem dois nomes que podem disputar a sucessão do prefeito Azevedo (DEM).

Dois nomes com densidade eleitoral: o deputado federal Geraldo Simões, que já governou a cidade por duas vezes, e Juçara Feitosa, ex-secretária de Desenvolvimento Social.

O governador Jaques Wagner tem informações de que Geraldo é o candidato que pode derrotar o legítimo projeto de reeleição do atual chefe do Executivo.

A melhor opção do Partido dos Trabalhadores é aquela que mais preocupa o adversário. A opinião de que a ex-primeira dama perde para Azevedo é unânime entre os democratas.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

BOA NOTÍCIA PARA SERPA

Serpa: promoção.

Ex-comandante da Polícia Rodoviária Estadual na região, Valci Serpa recebeu nesta sexta-feira (25) um telefonema especial. Do outro lado da linha estava o governador Jaques Wagner. Melhor ainda foi a notícia dada ao militar: sai no Diário Oficial de amanhã (26) a promoção de Serpa a tenente-coronel da Polícia Militar.

Quem também ficou feliz com a promoção foi o deputado federal Geraldo Simões, amigo do militar.

 

ARGÔLO PROMOVE A “GUERRA DA BARRAGEM”; GERALDO DIZ QUE COLEGA FOI CONTRA EMENDA

Geraldo diz que Argôlo (à direita) não votou em emenda.

Se ontem o deputado federal Geraldo Simões (PT) afirmava ter sido o responsável pela inclusão de emenda para a Barragem do Rio Colônia, hoje é outro dia e acaba de aparecer mais um “pai da criança”. O astuto Luiz Argôlo (PP) chama para o “próprio si” os louros por ter incluído a emenda que garante não R$ 23 milhões, mas – ele diz – R$ 50 milhões para a construção da barragem.

Não se sabe exatamente por qual razão, mas não era exatamente Argôlo o Luiz ao qual Geraldo agradecia por ter ajudado a incluir a obra entre as emendas de bancada ao Orçamento Geral da União (OGU) de 2012.

E aí, quem fala a verdade?

O deputado Geraldo Simões diz que Argôlo não votou pela inclusão. “Ele disse na reunião da bancada no Congresso (na terça, 22) que não precisava de emenda para a barragem, pois o Ministério das Cidades já possuía os recursos para a obra”, lembra.

A emenda estava entre as sugeridas pelo governador Jaques Wagner, mas inicialmente ficou entre as não acatadas pela bancada. Se tomou a decisão de ir pra voto. Eu fiz a defesa da barragem e ela ficou entre as mais votadas e agradeci nominalmente a todos os deputados que votaram comigo, diz Geraldo.

Argôlo não votou na emenda. Os votos que acompanharam o de Geraldo foram os de ACM Neto, Luiz Alberto,  Lídice da Mata, Walter Pinheiro, Luiz Alberto, Emiliano José, Joseph Bandeira, Walmir Assunção, Felix Jr., Zé Nunes, Amauri Teixeira e Roberto Brito

Os R$ 23 milhões – incluído no orçamento como R$ 70 milhões devido aos riscos de cortes ou não liberação na íntegra – serão somados aos R$ 13 milhões da verba de R$ 33 milhões liberados pelo governo entre 2008 e 2010 e R$ 23 milhões garantidos pelo PAC 2.

Guerrinha rolando e o mais interessante é saber o seguinte: quem vai correr atrás, depois, para que estes R$ 23 milhões efetivamente saiam?

BASF INVESTIRÁ R$ 1,2 BI EM POLO ACRÍLICO

Wagner: atração de investimentos.

A alemã Basf lançará nesta quinta (24), às 11 horas, a pedra fundamental do polo acrílico no Complexo Industrial de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, em solenidade que contará com participação de dirigentes da multinacional e do governador Jaques Wagner.

A Bahia terá o primeiro parque de indústrias do setor na América do Sul, conforme comunicado da empresa e do governo baiano. Em Camaçari, serão produzidos, em escala mundial, ácido acrílico, acrilato de butila e polímeros absorventes (SAP).

De acordo com o presidente da Basf para a América do Sul, Alfred Hackenberger, o investimento permitirá à empresa “atender melhor aos nossos clientes e fortalecer nossa posição nestes mercados”. A indústria entrará em operação em 2014.

A instalação em Camaçari faz parte de acordo da Basf com a Braskem e atrairá para a Bahia a norte-americana Kimberly-Clark, que planeja investimento de R$ 100 milhões numa unidade no estado e geração de aproximadamente 430 empregos diretos. O assunto foi abordado por Jaques Wagner, nesta semana, no programa Conversa com o Governador (ouça aqui).

“A Bahia saiu do cenário turístico nacional e internacional”, diz presidente da CVC

Paulus, da CVC: críticas ao jeito baiano de promover o turismo (Foto Panrota).

Sobraram críticas à gestão do turismo em Salvador e no Estado, nesta quarta (9), no Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), em São Paulo. Guilherme Paulus, presidente do conselho administrativo da operadora CVC, afirmou que “a Bahia saiu do cenário turístico nacional e internacional”.

Paulus participava do painel “Turismo receptivo no Brasil: perspectivas e oportunidades”, quando disparou as críticas e exemplificou com a ausência da Bahia na última feira internacional realizada em Buenos Aires, Argentina. No evento, apontou, estava apenas o prefeito de Porto Seguro, Gilberto Abade (PSB).

– A Bahia saiu do cenário turístico nacional e internacional. Salvador perdeu muito quando se fala em turismo. Tenho falado com o prefeito da capital, [João Henrique], e o governador baiano, [Jaques Wagner], que isso precisa mudar.

As críticas também se deram não apenas em relação à ausência de promotores da capital baiana e do governo estadual. Paulus diz que o modelo de promoção fora da Bahia também precisa de uma sacudida:

– Chega de distribuir a fitinha do Bomfim. O santo já ajudou bastante. É necessário mostrar outras coisas desse Estado tão lindo que é a Bahia.

Paulus fez projeções preocupantes para o turismo baiano. O município de Porto Seguro pode perder para São Paulo a posição de número um em destinos vendido pela CVC, segundo ele. A operadora atrai cerca de 250 mil turistas a Porto, anualmente. São Paulo pode ultrapassá-lo em 2012, “se continuar brigando assim [por mais turistas]”. Redação do Pimenta com informações do Panrota.

O DESTINO DE EVA CHIAVON

Sócrates Santana | soulsocrates@gmail.com

O exemplo, hoje, serve para ambos os lados: Wagner e Dilma. O governador possui muitas obras federais de impacto estrutural no governo baiano.

O governador Jaques Wagner não costuma dar nó em pingo de água à toa. O ingresso da ex-secretária da Casa Civil, Eva Chiavon, ao Ministério do Planejamento, desencadeia uma espiral no tabuleiro político baiano, mas, principalmente, brasileiro. No primeiro plano, o prelúdio de uma reforma administrativa na Bahia. No segundo, o uso de uma cortina de fumaça para esconder as reais intenções do PT paulista para disputar a prefeitura de Santo André.

Por um ano, convivi com o governador dos baianos e pude notar que Wagner, às vezes, como no jogo de xadrez, expõe a rainha para criar mais alternativas, mas, principalmente, preservar o rei. Se por um lado, a pequena Eva Chiavon vira uma subalterna da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, por outro, assume a coordenação do PAC, mas, especialmente, é a primeira da lista para comandar o ministério, caso Belchior, concorra às eleições de 2012 para a prefeitura de Santo André.

Com a proximidade das eleições municipais, nenhuma alternativa é descartada. No caso de São Paulo, a possibilidade de manter acesa às chances da viúva do ex-prefeito Celso Daniel, a ministra Miriam Belchior, de disputar uma das três cabeças do ABC paulista. No caso da Bahia, o senso de oportunidade de quem abre mão da sua principal secretária para participar do núcleo central do governo Dilma Rousseff.

É um olho na missa, outro no padre. Afinal de contas, ninguém é insubstituível. Saiu José Dirceu assumiu a mulher que seria sucessora do presidente Lula. O exemplo, hoje, serve para ambos os lados: Wagner e Dilma. O governador possui muitas obras federais de impacto estrutural no governo baiano. A Ferrovia Oeste-Leste, Porto Sul, Copa 2014, metrô de Salvador, a duplicação da BR 101 e dezenas de obras de saneamento básico ancoradas no PAC.

É verdade que o deputado estadual e pré-candidato à prefeitura de Santo André, Carlos Grana (PT/SP), anunciou a desistência da ministra do Planejamento. Mas, também é verdade de que ninguém ouviu nada de Miriam Belchior. A política é dinâmica para quem acompanha a dinâmica dela. Até por que, esconder o jogo também faz parte.

Sócrates Santana é jornalista.

JAC MOTORS BATE MARTELO E CONFIRMA FÁBRICA NA BAHIA

A fábrica da JAC Motors na Bahia será anunciada oficialmente no próximo dia 17, às 14h30min, em Salvador, pelo governador Jaques Wagner e o presidente da fabricante no país, Sérgio Habib. A indústria será mesmo instalada em Camaçari e a previsão é de que já esteja produzindo em 2014.

De acordo com a empresa, serão 100 mil veículos produzidos por ano e 3,5 mil empregos diretos e 10 mil indiretos. A fábrica ocupará área de 5 milhões de metros quadrados e terá pista de testes, centro de pesquisa e desenvolvimento e laboratório de emissões veiculares, de acordo com comunicado.

A TAMPA E A PANELA

Do Bahia Notícias

Duas figuras polêmicas envolvidas em escândalos de corrupção nos últimos tempos, o ex-ministro do Esporte, Orlando Silva (PCdoB), e o dirigente nacional do PT, José Dirceu, desembarcam em Salvador neste sábado (5) para cumprir agenda política voltada para as eleições municipais de 2012.

Orlando Silva participa da conferência estadual do PCdoB, que ocorre no Hotel Fiesta, no bairro do Itaigara, a partir das 10h. Na ocasião, devem ser articuladas estratégias de fortalecimento do nome da deputada federal Alice Portugal como pré-candidata à prefeitura da capital baiana. O governador Jaques Wagner (PT) confirmou presença no evento.

Wagner deve ter uma agenda cheia no final de semana, com o encontro estadual do PT, que também tem início nesta manhã, no Hotel Marazul, na Barra. Com a presença de Zé Dirceu, a reunião discutirá diretrizes para as candidaturas e alianças da sigla petista no pleito do próximo ano. O ex-chefe da Casa Civil aproveitará a oportunidade para lançar o livro “Tempos de Planície”, que reúne textos publicados em seu blog ao longo dos últimos anos.

A FRENTE INCOMODA

Marco Wense

Sucessão em Itabuna só com dois candidatos: Azevedo e Juçara Feitosa. Os outros prefeituráveis são patinhos feios.

A frente partidária formada pelo PDT, PRB, PSC, PCdoB e o PV, com o objetivo de quebrar o “ping-pong” eleitoral protagonizado por dois grupos políticos, começa a preocupar.

Querem que a disputa do cobiçado Centro Administrativo Firmino Alves fique restrita a dois nomes: o prefeito Azevedo e a ex-primeira dama Juçara Feitosa.

Sucessão em Itabuna só com dois partidos: o DEM e o PT. Os demais prefeituráveis, seja da frente, do PMDB, PP, PSDB ou de qualquer outra legenda, são patinhos feios. “Personas non gratas”.

O lado que busca a reeleição do Capitão quer uma coligação com o DEM-PSDB-PMDB-PTB-PR-PTN-PPS. O outro, capitaneado pelo deputado federal Geraldo Simões, sonha com o PT-PCdoB-PDT-PRB-PSC-PV-PSD-PSB-PP.

Os petistas apostam na interferência do governador Jaques Wagner no processo sucessório, enquadrando os partidos da base aliada no apoio a Juçara Feitosa.

Os demistas, com o diretório municipal sob a batuta da incansável Maria Alice, acreditam que os acordos envolvendo a sucessão soteropolitana podem beneficiar o prefeito Azevedo.

O DEM, com a desistência do deputado ACM Neto em sair candidato a prefeito de Salvador, apoiaria, em um eventual e provável segundo turno, o candidato do PMDB ou do PSDB.

Em troca, como contrapartida, o PMDB e o PSDB abririam mão de seus pré-candidatos em algumas cidades. Em Itabuna, por exemplo, os tucanos e peemedebistas apoiariam o segundo mandato de Azevedo.

No tocante ao PT, o governador Jaques Wagner não vai jogar o seu republicanismo na lata do lixo, desrespeitando a autonomia das legendas aliadas.

A junção do PDT, PCdoB, PRB, PSC e do PV, com os prefeituráveis Vane do Renascer, Acácia Pinho e Wenceslau Júnior, é legítima. O pai dessa união é a democracia.

A pré-candidata Acácia Pinho tem razão quando diz que “a frente não é de rancor e raiva. É uma opção para quem não quer a continuidade do atual governo e, muito menos, o retorno do PT”.

Os inimigos da democracia são os que, sorrateiramente, quase sempre na calada da noite, pregam o mandonismo como instrumento de pressão.

Os defensores de um posicionamento mais duro do governador Jaques Wagner, forçando uma coligação das legendas aliadas com o PT, são os verdadeiros patinhos feios e “personas non gratas” da sucessão municipal.

PSB VERSUS PSB

O PSB de Itabuna está rachado em relação ao apoio a Juçara Feitosa na sucessão do prefeito Azevedo, eleito pelo DEM depois de derrotar a própria petista com uma diferença de mais de 12 mil votos.

Aurélio Macedo e João Carlos, respectivamente presidente do diretório municipal e membro da estadual, querem o partido no palanque do PT, seguindo uma orientação, segundo eles, da senadora Lídice da Mata.

O médico Edson Dantas, por sua vez, diz que nada foi definido, já que a militância do PSB prefere a frente partidária formada pelo PDT, PCdoB, PSC, PRB e o PV.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia