jardim das hortensias

secom educacao
ftc


maio 2016
D S T Q Q S S
« abr    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias


:: ‘Jorge Hereda’

SUZANO INVESTIRÁ R$ 700 MILHÕES EM MUCURI

Rui Costa e executivos da Suzano assinam protocolo de intenções (Foto Carol Garcia).

Rui Costa e executivos da Suzano assinam protocolo de intenções (Foto Carol Garcia).

A Suzano anunciou, hoje (4), investimentos de R$ 700 milhões para produzir 60 mil toneladas de papel higiênico, anualmente, e aumentar produção de celulose na sua fábrica em Mucuri, no extremo-sul da Bahia.

Nesta quarta, o presidente da Suzano, Walter Schalka, e o diretor de Relações Institucionais, Jorge Cajazeira, assinaram protocolo de intenções de ampliação com o governo baiano. Também assinaram o documento o governador Rui Costa e o secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), Jorge Hereda.

Segundo o governador, o anúncio desta quarta foi resultado de uma longa negociação, porque a ampliação da empresa envolve questões de crédito tributário e incentivos do Estado. “Fizemos um esforço grande para chegar ao protocolo que assinamos hoje. É algo extraordinário, no meio desta crise, um investimento desse porte em uma região que cresce e desponta como um novo polo de desenvolvimento no Extremo Sul.

A empresa deverá gerar 1.150 empregos diretos na obra. Quando estiver em funcionamento, segundo a Suzano, a unidade de papel higiênico vai gerar 50 novos postos de trabalho. Hoje, a fábrica em Mucuri emprega 2,4 mil pessoas.

“Esses são investimentos importantes para a Suzano, que traduzem a nossa estratégia de competitividade estrutural e novos negócios, e reforçam a nossa parceria de longo prazo com o estado da Bahia”, afirma Walter Schalka, presidente da Suzano Papel e Celulose.

PHILIP MORRIS INVESTIRÁ R$ 168 MILHÕES EM PROJETO NO OESTE DA BAHIA

Hereda, ao centro, com executivos da Philip Morris (Foto Divulgação).

Hereda, ao centro, com executivos da Philip Morris (Foto Divulgação).

Uma das maiores empresas globais da área de tabaco, a Philip Morris anunciou, nesta sexta-feira (11), investimentos de  R$ 168 milhões e geração de 400 empregos diretos  na produção de tabaco curado no município de Cocos, no oeste da Bahia. Protocolo nesse sentido foi assinado com o Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

O documento foi firmado entre o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Hereda, e os gerentes da Philip Morris Brasil, Luís Camarate e Marcos Moraes. O projeto em Cocos consiste na implantação de um complexo agroindustrial, compreendido desde a compra das sementes até a colheita de tabaco.

– O terreno já está em fase de terraplanagem e a expectativa é que a primeira colheita já seja feita no segundo semestre deste ano. Escolhemos Cocos por causa do clima e solos excelentes, possibilidade de irrigação e mecanização da produção – explica Camarate.

Todo tabaco será produzido na Bahia e transferido para o Rio Grande do Sul para o processo de beneficiamento. Tendo em vista a demanda das empresas afiliadas à companhia em diversos países, o volume de produção do tabaco estimado para o projeto será majoritariamente destinado ao mercado externo.

:: LEIA MAIS »

PRESIDENTE DO BAHIA QUER APOIO DAS GRANDES EMPRESAS AO ESPORTE E À CULTURA

Sant´ana e Hereda em audiência hoje à tarde (Foto Divulgação).

Sant´ana e Hereda em audiência hoje à tarde (Foto Divulgação).

O presidente do Bahia, Marcelo Sant´ana, defendeu que grandes empresas apoiem a cultura e o esporte estadual. Para isso, defendeu que o governo baiano faça gestões nestas empresas. Sant´ana foi recebido pelo secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jorge Hereda.

– O que temos visto nos últimos anos é a Bahia atrair grandes companhias, como a Basf, o Boticário, a Kimberly-Clark, a Ford, o Magazine Luiza, a Bridgestone, a Continental, Alstom, a Casas Bahia, a ISM e a Frysk, mas não vemos essas empresas no dia a dia dos baianos, nos eventos culturais e esportivos – disse Sant´ana.

O presidente do Bahia disse defender que o governo baiano, “em troca de parte da renúncia fiscal, faça com que as empresas destinem um percentual mínimo do investimento para atividades esportivas e culturais”.

Tricolor roxo, o secretário Hereda disse que o pleito do presidente do Bahia é justo – e possível de ser atendido. “Vamos discutir com o governador Rui Costa e com o secretário da Fazenda, Manoel Vitório, para tentar incluir esta pauta nos futuros protocolos que serão assinados entre o Governo da Bahia e as empresas privadas. E não será nenhum favor: o marketing esportivo e o cultural rendem excelentes dividendos e mais negócios”, destacou Hereda.

O secretário lembrou que foi durante a sua gestão como presidente da Caixa Econômica que o banco passou a patrocinar clubes do futebol brasileiro. “Com o patrocínio aos clubes, a Caixa gastou três vezes menos que um grande concorrente privado desembolsou para bancar uma só competição. Aqui, na Bahia, o Esporte Clube Vitória é beneficiado com esse patrocínio. Por falta de certidões legais, infelizmente, o Bahia ficou de fora. Vamos trabalhar e ajudar o presidente Sant’ana a ‘correr atrás’ desse prejuízo”, disse o secretário.

RUI ANUNCIA JORGE HEREDA NA SDE

Hereda assumirá a SDE no próximo dia 22.

Hereda assumirá a SDE no próximo dia 22.

Jorge Hereda, ex-presidente da Caixa Econômica Federal, será o novo secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, conforme anunciou, pelo Twitter, o governador Rui Costa. A posse será no dia 22. Hereda substituirá o empresário James Correia, que ficou no cargo por mais de seis anos. A Pasta vem sendo comandada, interinamente, por Paulo Guimarães.

Rui, Paulo Guimarães e o novo secretário da SDE se reuniram na Governadoria, na tarde desta quinta-feira (13). “Tenho, agora, a possibilidade de realizar um sonho que todo cidadão tem: contribuir com o seu estado em uma função estratégica”, disse Hereda, que já atuou em diversas secretarias no estado de São Paulo.

“Fiquei impressionado com a capacidade técnica de Paulo [Guimarães], que faz um trabalho muito bom na secretaria. Vamos firmar uma parceria para dar continuidade ao salto de desenvolvimento que a Bahia deu nos últimos anos”, acrescentou Hereda. Ele toma posse em cerimônia que será realizada na Governadoria, às 11h do dia 22.

MUDANÇA EM INDEXADOR PODE ENCARECER CRÉDITO IMOBILIÁRIO

Uma eventual mudança do indexador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço poderia encarecer o crédito imobiliário e prejudicar as pessoas de renda menor no País, de acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Hereda.

Em exposição feita na subcomissão temporária do FGTS no Senado, Hereda afirmou que uma alteração do fator de correção atual, de TR mais 3%, para o IPCA elevaria o juro do empréstimo da casa própria de 9,8% para 14,3% ao ano.

Nessa hipótese, a parcela de um financiamento habitacional para a população de baixa renda subiria, por exemplo, de R$ 475,00 para R$ 634,00. Hereda explicou que a mudança do indexador beneficiaria principalmente quem tem elevado saldo na conta do FGTS.

O presidente da Caixa também vê com ressalva uma eventual diversificação no uso da destinação do FGTS, outra hipótese em estudo na subcomissão. Para ele, é preciso se pensar no equilíbrio atuarial. Informações do BNImóveis.

Confira 384 imóveis à venda em Itabuna e Ilhéus

CAIXA ECONÔMICA ABRE CONCURSO COM SALÁRIO DE ATÉ R$ 7,7 MIL

Hereda, presidente da Caixa, fala em 12 mil contratações neste ano.

A Caixa Econômica vai abrir, no próximo dia 27, o período de inscrições do concurso público para formação de cadastro reserva para técnico bancário, advogado, arquiteto e engenheiros (agrônomo, elétrico, mecânico e civil).

As provas do concurso serão elaboradas pela Cesgranrio. A inscrição para cargo de nível médio (técnico bancário) custará R$ 37,00. Para nível superior, a taxa será de R$ 73,00. A remuneração vai de R$ 1.744,00 (nível médio) a R$ 7.734,00 (superior).

As inscrições somente poderão ser feitas apenas pela internet, na página www.cesgranrio.org.br. O pedido de isenção da taxa deve ser feito de 27 a 28 (segunda e terça, pós-carnaval).

— CONFIRA EDITAIS NÍVEL MÉDIO E NÍVEL SUPERIOR

As provas do concurso da Caixa serão aplicadas em duas datas. Aqueles que se inscreverem para técnico bancário, responderão a questões objetivas e discursiva no dia 23 de abril. Já os inscritos para os demais cargos (todos de nível superior), farão a prova no dia 15 de abril.

A presidência do banco espera começar a chamar os aprovados neste concurso em junho, quando termina a validade do exame realizado em 2010. A previsão é de que 12 mil novos funcionários sejam contratados neste ano.

HEREDA ASSUME PRESIDÊNCIA DA CAIXA; GEDDEL VOLTA A TRABALHAR EM BANCO 27 ANOS DEPOIS

Hereda assume a Caixa e terá...

O arquiteto baiano Jorge Hereda será o substituto de Maria Fernanda Ramos Coelho na presidência da Caixa Econômica Federal. Maria Fernanda deixa o cargo e ocupará a representação brasileira no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Hereda ocupava uma das vice-presidências da instituição antes de ser promovido.

Antes da vice-presidência de Governo na Caixa, o novo presidente foi secretário de Habitação do Ministério das Cidades, entre 2003 e 2005. Ele também foi secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano de Diadema (SP).

DEPOIS DO BANEB, GEDDEL NA CAIXA

Outro baiano que terá cargo na estrutura da Caixa é o ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. A boquinha para o ex-deputado federal foi arranjada pelo vice-presidente da República, Michel Temer, também do PMDB.

Geddel: depois do Baneb, ex-ministro agora é da Caixa Econômica.

Por diversas vezes, Geddel afirmou que não aceitaria nenhum cargo no governo, após deixar o Ministério da Integração Nacional. Não “resistiu”. Geddel ocupará a vice-presidência de Pessoa Jurídica, substituindo Carlos de Brito.

Esta não é a primeira vez que o peemedebista Geddel Vieira Lima trabalhará em um alto cargo de uma instituição financeira. O ex-ministro já ocupou cargo no extinto banco estatal Baneb, nos anos de 1983 e 1984. Ele era diretor da corretora de valores do Baneb (comprado pelo Bradesco na década de 90).

Geddel acabou demitido do cargo. Uma auditoria teria identificado que ele se beneficiou com rendimentos acima da média do mercado. O ex-ministro negou, à época, que tivesse auferido lucros ilegalmente.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia