WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba








outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘Jorge Solla’

TJ-BA DEFINE RELATOR DE AÇÃO DE BANCADA DO PT CONTRA ACM NETO

Solla: ação judicial contra prefeito de Salvador(Foto Pimenta).

Solla: ação contra ACM Neto (Foto Pimenta).

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) definiu o relator da ação em que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), é acusado de injúria e difamação pelos membros da bancada baiana do PT na Câmara Federal. O processo terá o desembargador Júlio Cezar Lemos Travessa como relator.

O que motivou a denúncia foram as declarações do prefeito em entrevista a um programa de rádio em que acusou petistas indiscriminadamente de terem enriquecido e se beneficiado com dinheiro de corrupção.

“Não dá para aceitar calado qualquer ilação neste sentido. Desafio que se compare a evolução patrimonial dos membros do PT com os do PFL-DEM nos últimos 30 anos, e veremos quem de fato enriqueceu”, disse Solla.

São autores da ação os deputados federais Jorge Solla, Moema Gramacho, Afonso Florence, Luiz Caetano, Waldenor Pereira e Valmir Assunção, além da vereadora Vânia Galvão, de Salvador.

HERALDO ROCHA, DO DEM, IRONIZA CRÍTICAS DE SOLLA A RUI E VILAS-BOAS

heraldo rochaJorge Solla, ex-secretário estadual de Saúde, tem sido crítico dos mais ferrenhos à lei estadual que extinguiu as Diretorias Regionais de Saúde, reduzindo-as de pouco mais de 30 unidades a 9 núcleos regionais da Sesab. A lei foi criada – e aprovada – no ano passado, quando não se ouviu um “ai” do ex-secretário e hoje deputado federal diplomado.

A reação de agora se deu – de acordo com os bastidores da política – pela perda de cargos e prestígio na área da saúde. Não à toa, o ex-deputado estadual e presidente do DEM de Salvador, Heraldo Rocha, saiu em defesa das mudanças e ironizou as críticas tardias de Solla:

O ex-secretário de saúde Jorge Solla parece estar com dor de marido traído, por causa do desemprego de seus apaniguados com a extinção das Dires na reforma feita pelo governador Rui Costa.

O democrata aproveitou para incendiar ainda mais a relação de Rui e Vilas-Boas com o petista. Disse que Solla deixou uma herança maldita para o atual governo, mas restringe a herança a problemas com hospitais em Alagoinhas e Vitória da Conquista e à redução do número de leitos no Estado.

SOLLA NO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Solla é cotado para Ministério da Saúde (Foto Pimenta).

Solla é cotado para Ministério da Saúde (Foto Pimenta).

O nome de Jorge Solla, deputado federal eleito e ex-secretário da Saúde da Bahia, está sendo cogitado para assumir o Ministério da Saúde, a partir de 1º de janeiro, em substituição a Arthur Chioro.

Solla já foi Secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, após gestão premiada como secretário municipal de Saúde de Vitória da Conquista.

SOLLA PRÉ-CANDIDATO

Solla se lança pré-candidato a governador (Foto Pimenta).

Solla se lança pré-candidato a governador (Foto Pimenta).

O deputado estadual José de Arimatéia (PRB) fez campanha aberta, na sexta (8), em Itabuna, para que o nome do PT ao governo baiano seja o do secretário estadual de Saúde, Jorge Solla. O deputado federal Geraldo Simões, petista desde o nascedouro da legenda, também defendeu o nome de Solla. No final de semana, foi o próprio secretário quem apareceu em entrevista de página inteira n´A Tarde lançando-se na disputa interna do PT.

O partido tem hoje Rui Costa, José Sérgio Gabrielli, Walter Pinheiro e Luiz Caetano na peleja. Para Arimatéia, apenas Pinheiro “decola”. O deputado até centrou fogo no preferido de Wagner, Rui Costa. “É o pior nome que tem”, disse ao PIMENTA. As redações têm recebido, desde a semana passada, informes de pré-candidatura de Solla.

Internamente, Solla terá que, como se diz, “arrombar a porta” no Diretório Estadual. Isto, porque tanto o presidente que sai, Jonas Paulo, como o que deve entrar no dia 30, Everaldo Anunciação, posicionaram-se contra o surgimento do quinto nome, o do secretário da Saúde. Vão trabalhar com os quatro já postos.

Resta saber se esse jogo é apenas para fortalecer o petista na disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados ou se ele terá força para abocanhar a vaga petista ao Palácio de Ondina. A seu favor, Solla cita o fato de ter mais que dobrado os recursos para a Saúde, de R$ 1,4 bilhão para R$ 3 bilhões. Resta saber como os baianos encaram esta candidatura. Pesquisas, se existem, ainda não foram tornadas públicas. A definição petista tem data-limite: próximo dia 30.

COMUNISTAS ERRAM NA DOSE E OUVEM ELOGIOS A GERALDO

Geraldo (de pé) era o alvo das vais de sindicalistas e comissionados ligados ao PCdoB (Foto Pimenta).

Geraldo era o alvo das vais de sindicalistas e comissionados ligados ao PCdoB (Foto Pimenta).

Comunistas ligados a sindicatos e ocupantes de cargos comissionados na Prefeitura de Itabuna erraram na dose, hoje, contra o deputado Geraldo Simões. Foi durante a solenidade que oficializou o retorno da Gestão Plena da Saúde, no Sest-Senat.

O grupo formado por aproximadamente 10 pessoas vaiou o deputado quando este foi convidado para compor a mesa do evento e no momento em que discursava. Em vez do revide, o petista preferiu a diplomacia, elogiando o prefeito itabunense:

– Itabuna fica devendo o retorno da Plena ao prefeito Claudevane Leite. Quero agradecer a [Jorge Solla] e parabenizar o prefeito Vane – disse Geraldo, que ganhou aplausos do auditório.

O grupo de comunistas não desistiu da estratégia nem mesmo com o secretário estadual de Saúde, Jorge Solla. Primeiro, o secretário afirmou que ali não era espaço para vaias. E, ressalvando que homem público é suscetível a vaia e ele corria esse risco, fez elogios a Geraldo:

– A melhor gestão da Saúde de Itabuna foi a de Geraldo. Pode ser que me vaiem, mas, no passado, não há registro de outra [gestão] – afirmou, enfatizando que torcia para que o município tenha, na saúde, gestores ainda melhores.

Para completar, mencionou o diretor do Hospital de Base de Itabuna, Paulo Bicalho. E completou lembrando que o colega “fez parte da grande equipe de Geraldo Simões na saúde”. Mais aplausos. E a sensação de que os comunistas erraram na dose no evento que contava com o comunista e pré-candidato Davidson Magalhães.

O evento também foi de desagravo ao ex-secretário da Saúde de Itabuna, Renan Araújo. O comunista de quatro costados foi um dos nomes mais aplaudidos durante a solenidade. Solla também fez o desagravo, lembrando do esforço de Renan para que Itabuna retomasse a, como disse ele, “Dona Plena”.

SOLLA X GERALDO

Não convidem para a mesma mesa o secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, e o deputado federal Geraldo Simões (PT). Os dois trombaram no ar, na Rádio Difusora, no último sábado (27).

Solla era entrevistado em uma solenidade no Hospital de Base de Itabuna, quando afirmou que R$ 1,5 milhão para a saúde de Itabuna foram obtidos via emenda de bancada.

Geraldo concedia entrevista ao programa Resenha da Cidade e cortou o secretário. Segundo o parlamentar, os recursos foram obtidos por meio de inclusão de uma emenda de sua autoria. Solla tentou dizer que não. Geraldo passou a expor os bastidores da negociação pela emenda em favor do Base.

O secretário teve que ceder.

 

A PRESSÃO PELO COMANDO ÚNICO DO SUS

controle social

Este blog tinha uma suspeita que acabou se confirmando após entrevista com quatro dos membros do Conselho Municipal de Saúde de Itabuna. A instância de controle social da saúde foi, sim, “atropelada” pelos governos municipal e estadual, com o anúncio, oficial, do retorno da gestão plena, na última sexta, 17, embora os secretários de Saúde do Estado, Jorge Solla, e de Itabuna, Renan Araújo, tenham dito que ao conselho caberia a palavra final sobre o assunto.

O blog publicará matéria especial sobre o assunto, revelando, por exemplo, o desinteresse do governo municipal na aprovação de lei que altera a composição do conselho, passo vital para que a instância analise a proposta de retomada da gestão plena da Saúde. Esta lentidão, aliás, provocará um atraso de, pelo menos, 20 dias, no início da análise da proposta.

Até aqui, a desconfiança é de que há flagrante processo de subvalorização (e de pressão) sobre o conselho, antes sempre consultado pela Sesab para qualquer discussão relacionada à retomada da gestão plena em Itabuna.

Se não é a panaceia para a saúde de Itabuna, a retomada do comando único – quando o município assume a média e alta complexidade – pode trazer recursos, a depender dos serviços oferecidos, da ordem de R$ 120 milhões ano.

ITABUNA RETOMA GESTÃO PLENA DA SAÚDE

Quatro anos e meio depois, Itabuna conseguiu hoje a retomada da gestão plena dos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS). O retorno do comando único da saúde foi aprovado em reunião ocorrida nesta quinta, 16, em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) em Salvador.

Amanhã, às 15 horas, o secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, e o secretário municipal, Renan Araújo, concederão entrevista coletiva para anunciar a retomada da gestão plena. A entrevista será no auditório da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. O município reassume o comando único dos recursos a partir de junho.

DESVIOS E SUCATEAMENTO NA SAÚDE

Itabuna perdeu a gestão dos recursos de alta e média complexidade (aproximadamente R$ 80 milhões por ano) em outubro de 2008, após série de denúncias de irregularidades e falta de pagamento à rede credenciada. Somente no Hospital de Base de Itabuna, o desvio atingiu R$ 17,5 milhões, segundo auditoria da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). O hospital público foi sucateado.

A dívida com a rede credenciada atingiu, até aquele mês de 2008, R$ 9,5 milhões, conforme o ex-secretário de Saúde de Itabuna Antônio Vieira (relembre aqui). Com a retomada, espera-se melhora no atendimento oferecido em toda a rede pública no município.

HOSPITAL OU SALÃO DE BELEZA?

hospital luiz viana filho pbO Hospital Geral Luiz Viana Filho, em Ilhéus, passou por “maquiagem” nestes últimos dias para enganar trouxa e o secretário estadual de Saúde, Jorge Solla. É o que conta o Blog do Gusmão.

Na tentativa de esconder a realidade, pacientes estão sendo transferidos para outras unidades de saúde. Quando a festa da posse do novo diretor, Júlio Guzman, acabar, os “transferidos” voltarão a encarnar os personagens reais do caos,

EMOCIONADO, DAVIDSON AGRADECE HOMENAGEM A CONCEIÇÃO BENIGNO

Maria Luiza e Davidson, à direita, participam de homenagens à médica.

Maria Luiza e Davidson, à direita, participam de homenagens à médica.

O presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, emocionou-se, ontem, 16, com a homenagem prestada pelo município de Itabuna à médica Conceição Benigno, que dá nome ao Centro de Referência em Doenças de Anemia Falciforme de Itabuna (Cerdofi), reinaugurado na terça.

– Esse é um momento de resgate, de reconhecimento ao trabalho realizado pela doutora Conceição, que sempre se preocupou com a saúde pública, especialmente com as crianças. Somos muito gratos por essa homenagem – agradeceu Davidson, esposo de Conceição, acompanhado da filha, Maria Luiza.

Médica pediátrica, Conceição Benigno foi das responsáveis pelo título de Hospital Amigo da Criança, concedido pelo Unicef ao Manoel Novaes, presidiu a Fundação de Assistência à Saúde de Itabuna (Fasi), em 2003, e compôs a equipe de Jorge Solla na Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

Solla reconheceu “a contribuição importante” de Conceição “à saúde em Itabuna e na Bahia”. Já o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, ressaltou a dedicação profissional de Conceição e a contribuição da médica à saúde pública no município e, também, no Estado.

E ITABUNA, Ó…

Porto Seguro ganha hoje uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24h, inaugurada pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e o secretário estadual da Saúde, Jorge Solla.

E quem perguntar pela UPA de Itabuna, prometida em 2009, saiba que a resposta é a mesma de tempos atrás: nada.

Não por acaso, Jorge Solla – e, por consequência, Jaques Wagner – não tem sido bem-vindo ao município sul-baiano.

 

PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR

Quando é que a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) vai iniciar a aplicação de fumacê em 100% do território itabunense?

O município já ultrapassou a barreira dos 4 mil casos de dengue (notificados) e até agora nenhuma providência adotada nesse sentido.

Duas pessoas morreram por causa da doença em Itabuna nos últimos 20 dias. A Sesab precisa assumir – ou comandar – as ações no município, antes que tenhamos um quadro idêntico ao de 2009. À época – como também agora, o município foi incapaz de controlar a doença e registrou, oficialmente, 14 mortes causadas pela doença, e o secretário estadual Jorge Solla transferiu gabinete para Itabuna. Vai espera que o quadro se repita?

Técnicos que atuam no trabalho de combate e prevenção à dengue em Itabuna há décadas já sinalizaram que não há mais como controlar o avanço do Aedes aegypti apenas com a aplicação do fumacê em áreas isoladas e com as visitas domiciliares.

Falam com conhecimento de causa, mas técnicos da Divep, órgão da Sesab, resistem a autorizar o fumacê.

A própria Sesab tem dados que apontam para a ineficiência dos bloqueios (fumacê apenas num raio de 30 metros da casa de pacientes com dengue) ou em bairro.

Nestes casos, mosquitos de bairros vizinhos avançam sobre a área já borrifada, pois o inseticida combate apenas o mosquito adulto no momento da aplicação por não ter ação residual e sua eficácia é de, no máximo, três horas e meia.

EXTREMO-SUL MOBILIZADO PARA IMPLANTAR CAMPUS DA UFESBA

Enquanto os políticos e líderes empresariais, sindicais e educadores de Itabuna e Ilhéus pouco ou nada fazem para assegurar agilidade à implantação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba), o Extremo-Sul dá exemplo. Na sexta-feira, 27, o secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, foi uma das autoridades estaduais que estiveram em Teixeira de Freitas participando do seminário que discutiu impactos da implantação dos cursos de saúde no campus da universidade embrionária naquele município.

No início do mês, foram anunciados cursos da área de saúde para o campus de Teixeira de Freitas. Os cursos pré-definidos são os de Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Farmácia, Bioquímica e Medicina.

No evento da última sexta-feira, o professor e ex-reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Naomar Monteiro Filho, que também é responsável pelo projeto político-pedagógico, apresentou o modelo acadêmico da implantação da Ufesba, que terá três campi: Teixeira de Freitas, com centro de formação em ciências da saúde; Porto Seguro, centro de ciências ambientais e ciências humanas; e Itabuna, reitoria e centro das engenharias e artes.

“JORGE SOLLA NÃO TEM CORAÇÃO”, DIZ AZEVEDO

Azevedo: Solla não tem coração.

O prefeito Capitão Azevedo (DEM) decidiu centrar fogo no secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, a quem culpa pelos males na área de saúde pública em Itabuna. Na entrevista semanal que concede ao programa Alerta Total, da TV Cabrália, o prefeito dizia que o governo estadual não pode radicalizar e afirmou: – Jorge Solla não tem coração.

Azevedo justificava o motivo pelo qual o município ingressou com ação na Justiça Federal para retomar a gestão de R$ 80 milhões anuais das áreas de média e alta complexidade da saúde. Estes recursos deixaram de ser administrados pelo município devido a um rombo de R$ 27 milhões da gestão do ex-prefeito Fernando Gomes.

O prefeito dizia que o estado não pode punir o povo e o caminho encontrado foi a Justiça Federal. Sobre a intenção de desviar dinheiro da saúde para “irrigar” outras áreas, Azevedo diz que ele é quem manda no governo. “Ah, ficam dizendo que vão desviar. Tem que provar…”.

Escorregadio que nem quiabo, Azevedo evitou criticar diretamente o governador Jaques Wagner na questão da saúde, reservando a munição para o secretário estadual de Saúde.

DISPONÍVEL!

O secretário de Saúde de Itabuna, Geraldo Magela, sonda o mercado. Quer deixar o cargo o quanto antes. E foi com essa intenção que, há dez dias, conversou pessoalmente com o secretário estadual Jorge Solla. Quis saber do médico se este lhe arranjaria uma colocação no estado ou entre prefeituras aliadas. O máximo que este blog pode dizer é que a resposta não o encorajou a deixar o governo Azevedo.

Magela foi lembrado dos equívocos na gestão municipal, quando esqueceu o passado – e o presente – e colocou o estado como responsável por tudo de mal que acontece à saúde de Itabuna. Tá certo que cumpria o script político de Azevedo e do deputado estadual Augusto Castro, mas, avaliou o procurado, “não precisava chegar a tanto”.

PROPAGANDA ENGANOSA?

Magela e Solla: mal na foto.

Soou estranho o conteúdo da entrevista do secretário Geraldo Magela neste final de semana, quando atacou diretamente a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) e acusou um suposto boicote do titular da Pasta, Jorge Solla, ao município de Itabuna.

O porquê da estranheza: há mais de seis meses Magela assumiu a secretaria apontado (e vendido) como a panaceia para todos os males que afligia a saúde itabunense. Dentre os fatores levados em conta para que o homem assumisse o posto estava o fato de “ser amicíssimo e contar com ótimo trânsito na Sesab”.

O que teria mudado nesse curto espaço de tempo? Estaria mesmo a Sesab, e o seu titular Jorge Solla, promovendo boicote ao sistema de saúde pública de Itabuna?

RESCISÃO ATRASA (AINDA MAIS) CONSTRUÇÃO DA PRIMEIRA UPA 24H DE ITABUNA

As obras da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Jaçanã, em Itabuna, estão paralisadas há mais de um mês. O “mini-hospital” com funcionamento em regime 24h deveria ter sido inaugurado ao final de 2010 como parte de um plano para desafogar a rede de urgência e emergência.

A obra parou desde o início de maio. De acordo com a subchefia de gabinete do governo baiano, a MPF, construtora responsável pela obra, foi desqualificada e novo edital de licitação para substituí-la será lançado no próximo mês. Herbert Frank, subchefe de gabinete do governador Jaques Wagner, diz que a rescisão com a MPF “foi amigável”.

Antônio Filho: preocupação com obra.

O itabunense Antônio Filho havia denunciado a paralisação da obra e suposto sumiço de materiais do canteiro, mas, de acordo com o subchefe de gabinete, “pertenciam à construtora”. Antônio lembra que outras UPAs baianas encontram-se em fase adiantada e algumas até já foram entregues.

A UPA 24h presta atendimentos de baixa e média complexidade aos pacientes, além do primeiro atendimento em casos mais graves.

A unidade do Jaçanã, na avenida Manoel Chaves (Kennedy), foi anunciada oficialmente em maio do ano passado pelo governador Jaques Wagner e custará, segundo previsão do estado, R$ 3 milhões e prestará cerca de 300 atendimentos diários (relembre aqui).

A promessa, no entanto, completará dois anos. Foi quando o secretário Estadual de Saúde, Jorge Solla, esteve em Itabuna para reinaugurar o Hospital São Lucas, em julho de 2009 (reveja).






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia