WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba

unesul bahia

uniftc






janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias


:: ‘José Carlos Mastique’

ITABUNA: DOIS PMs ENVOLVIDOS NA MORTE DE DELEGADO SÃO PRESOS

José Carlos Mastique foi morto na madrugada do domingo passado

Dois policiais militares envolvidos na morte do delegado José Carlos Mastique de Castro Filho, ocorrida no último domingo, foram presos nesta terça-feira (30), por força de mandados judiciais. A dupla, lotada no 15° BPM, presta esclarecimentos sobre a ocorrência, na sede da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), em Itabuna.

Os mandados para prisões temporárias de 30 dias têm como objetivo garantir que não exista a possibilidade de interferência nas investigações, informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) em nota divulgada há pouco.

“Representantes da PM acompanham o trabalho de investigação e estão nos ajudando a esclarecer os fatos”, explicou o diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Flávio Góis. Um delegado-corregedor está em Itabuna para acompanhar os depoimentos e investigação. Os nomes não foram divulgados pela SSP-BA.

ITABUNA:POLÍCIA OUVE NESTA TERÇA TESTEMUNHAS DA MORTE DE DELEGADO DA CIVIL

Delegado Mastique foi morto durante uma abordagem da PM em Itabuna.

A 6ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil (Coorpin) vai ouvir, nesta terça-feira (30), testemunhas do incidente que resultou na morte do delegado José Carlos Mastique de Castro Filho, de 55 anos, na madrugada de domingo (28), em frente a um posto de combustível, na Avenida Aziz Maron, em Itabuna. O delegado foi atingido com um tiro no peito deflagrado por um cabo da Polícia Militar.

As testemunhas serão ouvidas pelo delegado André Aragão, chefe regional da Polícia Civil em Itabuna. Entre as pessoas que devem prestar depoimentos estão um policial civil lotado em Salvador, que estava na companhia do delegado e uma mulher que teria sido o pivô da confusão.

Na versão apresentada pelo Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindpoc), a mulher teria sido agredida por um Policial Militar de folga e foi defendida por Mastique de Castro. Essa versão é contestada pelos PMs que foram chamados para atender ocorrência que resultou na morte do delegado da Polícia Civil. As investigações são acompanhadas pela Corregedoria da Secretaria de Segurança Pública da Bahia.

José Carlos Mastique estava na Polícia Civil há 15 anos e era lotado na 13ª Delegacia Territorial, em Salvador. Ele era casado e deixa um filho. O corpo do policial foi sepultado, na manhã desta segunda-feira (29), no Cemitério Campo Santo, em Itabuna, que recebeu centenas de pessoas, entre familiares, amigos e colegas de profissão do policial.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia