WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘José Serra’

DILMA TEM DOBRO DOS VOTOS DE SERRA NA BA

É o que diz o Vox Populi. Segundo constatou o instituto, a presidenciável do PT, Dilma Rousseff, tem 50% das intenções de voto na Bahia, enquanto José Serra (PSDB) soma 25% e Marina Silva (PV) pontua com 4%. O instituto aferiu, ainda, que 17% se dizem indecisos e 4% votariam em branco ou nulo.

Num eventual segundo turno, Dilma bateria Serra por 54% a 30%. O tucano é o mais rejeitado na Bahia: 27% dizem não votar no “carequinha”.  A rejeição de Marina Silva é de 19% e a da xerifona petista, 10%.

A margem de erro da pesquisa Vox Populi/Band/IG é de 3,5 pontos percentuais. O levantamento foi aplicado de 17 a 20 de julho, sendo 800 pessoas entrevistadas.

DILMA ABRE VANTAGEM EM RELAÇÃO A SERRA: 43X36

Do site de Cláudio Humberto

Pesquisa Vox Populi realizada entre 10 e 13 deste mês revela que a candidata a presidente Dilma Rousseff passou a abriu vantagem de sete pontos percentuais sobre seu principal adversário, José Serra. O placar, na pesquisa estimulada, está em 43% x 36%. Marina Silva (PV) segue co 8%. A pesquisa foi realizada em 214 municípios, junto a três mil entrevistados. Na pesquisa espontânea, a vantagem de Dilma é ainda maior: 28 x 20%. Serra perde em todas as faixas etárias, exceto dos 24 aos 29 anos.

Nos estados, a vantagem da candidata petista fica ainda mais clara. Se em Alagoas Serra está na frente (39×35%), na Bahia perde de goelada (54×25%).

Leia na íntegra

PREMISSA FALSA

Em 2002, Lula teve vitória apertada em Itabuna

Jutahy: premissa falsa.

A principal figura do PSDB na Bahia, o deputado federal Jutahy Júnior, partiu de premissa falsa para dizer que acredita numa vitória histórica do presidenciável José Serra em outubro, diante da petista Dilma Rousseff.

Na entrevista que concedeu ao Trombone (veja aqui), Jutahy afirmou: “Tenho convicção da vitória de Serra na disputa presidencial, inclusive em Itabuna, como ocorreu em 2002, no segundo turno, contra Lula”.

Caso a história se repita, a vitória será de outro candidato. É que em 2002 o tucano foi derrotado em Itabuna pelo atual presidente da República tanto no primeiro quanto no segundo turno: Lula obteve 48.145 votos e Serra ficou com 44.055 votos no embate direto, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Quando considerado o primeiro turno, Lula obteve 34.827 votos e Serra, em quarto, registrou 10.226 votos. O segundo mais votado naquela peleja de 2002 no primeiro turno em Tabocas City foi Ciro Gomes. À época no PPS e apoiado por Fernando Gomes, o ex-governador cearense teve aqui 23.195 votos. O terceiro foi Garotinho, então no PSB, com 21.439.

Reconheça-se, no entanto, que há oito anos Itabuna era governado pelo deputado federal Geraldo Simões. O resultado do segundo turno, quando Serra quase bate Lula no município, deixou GS com a imagem arranhada. Serra teve o apoio do ex-prefeito Fernando Gomes.

O presidenciável tucano ficou a pouco mais de 4 mil votos do atual presidente da República, mesmo não tendo a mínima estrutura de campanha em “Tabocas”. Simbolicamente, foi uma vitória. Mas como a urna só admite a frieza dos números, o “Barbudinho” saiu vencedor em Itabuna e no plano nacional. Tornou-se o presidentente.

Leia sobre a visita de Serra ao sul da Bahia:

500 PESSOAS RECEPCIONAM SERRA EM ITABUNA

SERRA DIZ QUE É FAVORÁVEL À ZPE EM ILHÉUS

AINDA QUE NO MURO, SERRA DEFENDE PORTO SUL

Serra, tucaníssimo ao tratar do Porto Sul

Em uma das frases curtas de sua entrevista coletiva no Bar Vesúvio, em Ilhéus, o presidenciável José Serra, como bom tucano, tentou posicionar-se no alto do muro quando abordou o tema “Porto Sul”. Primeiro, o candidato disse que o projeto é bom e importante, e logo em seguida criticou uma suposta pressa nas definições relativas ao complexo logístico, o que comprometeria o desenvolvimento sustentável.

O petista Josias Gomes, candidato a deputado federal, ironizou o equilibrismo do tucano. “Inteligente, Serra não poderia dizer que é contra o Porto Sul, mesmo porque ele e sua assessoria sabem que a esmagadora maioria dos ilheenses apoia o projeto, mas ao mesmo tempo ele precisava fazer alguma crítica, já que o puro elogio a uma iniciativa do governo do PT não poderia ser feita pelo adversário”, avalia Josias.

Fazendo trocadilho, o petista diz que a observação relativa ao desenvolvimento sustentável “não se sustenta”. Segundo ele, o projeto está sendo tocado com estrito cumprimento da legislação ambiental e é amplamente fiscalizado pelas instituições competentes. “O licenciamento ambiental tem condicionantes da maior relevância e, diferentemente do que alguns apregoam, a tendência é de que o projeto não apenas produza desenvolvimento econômico, como também favoreça a recuperação de áreas da Mata Atlântica que já vêm há muito tempo sendo destruídas”, observa.

“SERRA DEVE ESCLARECER AOS ILHEENSES PORQUE SEMPRE FOI CONTRA AS ZPES”, DIZ ALBAGLI

Em Ilhéus, projeto pode gerar até 30 mil empregos

Área da ZPE ilheense passa por terraplenagem (Foto José Nazal).

O presidenciável tucano José Serra terá a oportunidade de esclarecer, em Ilhéus, amanhã (17), porque sempre se posicionou contra as Zonas de Processamento e de Exportação (ZPE), na análise do atual presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli.

O presidnente da estatal baiana da pesca sempre esteve ligado ao projeto. Foi o dirigente da primeira empresa constituída para implantar uma zona de processamento na Terra de Gabriela, a Cimaze, e lembra da campanha forte contra o projeto por parte de Serra, nos períodos em que foi deputado Constituinte, senador e ministro de Planejamento e de Saúde.

Serra: contra ZPEs (Foto Google).

Albagli lembra que o projeto de ZPE no Brasil caminhou a passos largos no governo de José Sarney, ainda na década de 80, mas foi “travado” no período do tucano Fernando Henrique, na década de 90. ”Serra terá a oportunidade de dizer se continua sendo contra as ZPEs e se não vai extinguir os projetos que já estão em andamento, como o de Ilhéus”.

No município sul-baiano, uma área foi desapropriada pela prefeitura e passa por obras de terraplenagem para receber as primeiras indústrias. Já existem firmados protocolos de intenções para instalar unidades em Ilhéus, notadamente na área agroindustrial e eletroeletrônica.

A produção tem como foco o mercado externo. A expectativa é de geração de até 30 mil empregos até 2020, segundo o diretor da ZPE ilheense, Izaías Mascarenhas.

Albagli: provocação.

“Serra, como a maioria dos políticos paulistas, sempre jogou contra as ZPEs. Eles querem o desenvolvimento concentrado apenas no sudeste, em São Paulo”, observa Isaac Albagli. “Querem o monopólio do desenvolvimento. O Zé Serra, aliás, é o principal mentor da turma do contra”, cutuca.

Qual o impacto da ZPE na economia regional? Isaac lembra do exemplo da chinês. “Há 20 anos o país tinha apenas 5 ZPEs. Hoje, são mais de 500. E olhe o que virou a economia da China”, acentua, numa referência clara ao crescimento anual de 9%, 10% da economia do país oriental. “Só o Brasil iria ficar para trás?”.

A favor da ZPE em Ilhéus conta o projeto de construção do novo porto público na zona norte do município, o que facilitará o escoamento da produção industrial. A Secretaria de Indústria e Comércio do Estado informa que a área da ZPE em Ilhéus já contará com alfândega para agilizar o processo de exportação dos produtos.

SERRA EM ITABUNA

NO ALVO - Serra disputa voto do eleitor sul-baiano (Foto Google).

A presidência do DEM local confirmou a visita do presidenciável José Serra (PSDB) a Itabuna, no próximo dia 17 (sábado). Acompanhado de lideranças baianas dos dois partidos, o tucano fará caminhada no centro da cidade. O evento terá concentração no Jardim do Ó, a partir das 10 horas.

Para impactar no principal município do sul da Bahia, estão sendo organizadas caravanas de várias partes do sul do estado. O objetivo é “encher” a avenida do Cinquentenário. Apesar de estar em sua segunda disputa pela presidência da República, esta será a primeira vez que Serra vem a Itabuna como candidato.

ESSE ÍNDIO É MUITO DOIDO

Marinheiro de primeira viagem na Câmara dos Deputados, o vice de José Serra, Índio da Costa (DEM) tem um histórico de proposições pra lá de estranhas, como revela matéria publicada na edição deste domingo da Folha de S. Paulo.

Ainda na época de vereador no Rio de Janeiro, Índio apresentou proposta para punir com multa os cariocas que dessem esmolas e outra para impedir totalmente o comércio ambulante. Bastante “sensível” o rapaz!

No parlamento federal, um de seus discursos foi em defesa de plebiscito para discutir a pena de morte, tema evitado pelos políticos experientes.

Caso Serra seja eleito, Índio da Costa será o seu substituto quando o titular estiver em viagem ou afastado por qualquer motivo. Se o presidente vier a falecer ou ficar impedido, o Índio com todas as suas ideias “fascinantes” assume o cargo em definitivo.

VOLÚVEL, PSC ABANDONA SERRA E FICA COM DILMA

Do Blog do Noblat

Em entrevista coletiva marcada para amanhã às 11h, o Pastor Everaldo, presidente do Partido Social Cristão, anunciará que seu partido retira o apoio a José Serra, candidato do PSDB à sucessão de Lula, e adere à candidatura de Dilma Rousseff (PT).

O PSC tem 16 deputados federais e um senador. (O PPS, por exemplo, partido que apoia Serra, tem 15 deputados.) E tem 18 segundos de tempo de propaganda eleitoral no rádio e na televisão.

O Pastor Everaldo havia anunciado o apoio do PSC a Serra em 4 de maio último. Mudou de opinião depois de ver os resultados das mais recentes pesquisas de intenção de voto e de várias conversas que teve com o ministro Alexandre Padilha, das Relações Institucionais, e o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A desculpa a ser oferecida de público para justificar a troca de lado será a indicação ignorada pelo PSDB do senador Mão Santa (PSC-PI) para vice de Serra.

VOX POPULI: DILMA TEM 40% CONTRA 35% DE SERRA

Dilma passa à frente de Serra, diz Vox Populi.

Segundo o blog do jornalista Fernando Rodrigues, da Folha, a mais nova pesquisa Vox Populi também mostra a ex-ministra Dilma Rousseff (PT) à frente do tucano José Serra. A petista pontua com 40% das intenções de voto e Serra, 35%.

A pesquisa foi feita de 24 a 26 junho e tem margem de erro de 1,8 ponto percentual e três mil entrevistados. Marina Silva, do PV, tem 8%. Na semana passada, o Ibope divulgou pesquisa em que a ex-ministra e o tucano aparecem com mesmo percentual de intenções de voto.

Pela 1ª vez, Dilma passa a frente de Serra em pesquisa Vox Populi. A última sondagem do instituto (feita de 8 a 13.mai.2010) indicou empate técnico entre os candidatos, por conta da margem de erro – que era de 2,2 pontos percentuais.

Em maio, no cenário em que apenas Dilma, Serra e Marina foram apresentados aos entrevistados, a petista teve 37% (podendo variar de 34,8% a 39,2%, por conta da margem de erro). O tucano teve 34% (variando de 31,8% a 36,2%).

DILMA TERÁ MAIS ESPAÇO QUE SERRA NA TV

Da Folha

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, terá 40% do total do tempo de TV destinado à propaganda eleitoral dos postulantes ao Palácio do Planalto, que começa em 17 de agosto.

A fatia é 35% superior à que terá o tucano José Serra e representa fato inédito na história do PT -em nenhuma das cinco eleições presidenciais desde a redemocratização o partido ocupou o maior espaço na TV.

O predomínio se dá porque o PT e os partidos coligados a ele -com destaque para o PMDB- elegeram um maior número de deputados federais, principal critério estabelecido na lei para a definição do tempo de TV.

A situação da petista pode melhorar caso o DEM rompa com Serra e não confirme a aliança com os tucanos na convenção de amanhã, hipótese menos provável.

Se isso acontecer, Serra perde um terço do seu espaço previsto, que seria redistribuído a todos os candidatos. Dona da aliança mais robusta, Dilma herdaria 64% desse “espólio” e, assim, ficaria com o dobro do tempo de TV.

Mantida a aliança PSDB-DEM, entretanto, a petista terá praticamente 10 minutos de cada bloco de 25 minutos -serão exibidos duas vezes ao dia, às terças, quintas e sábados, de 17 de agosto a até três dias antes das eleições. Serra terá 7min23s (29,5% do total) e Marina Silva (PV) apenas 1min10s (5%).

Leia mais

ELEIÇÃO CAMINHA PARA DECISÃO NO 1º TURNO

A se confirmarem os números da última pesquisa de consumo interno, encomendada pelo governo baiano, projeta-se uma decisão em primeiro turno na sucessão estadual. Outro dado apurado na consulta é o de que Geddel Vieira Lima não contribui em nada com a performance da candidata petista à Presidência da República, Dilma Rosseff. Isto porque o eleitor de Geddel tende a preferir o tucano José Serra.

Em tempo: o ex-ministro da Integração Nacional segue estável – o que significa em baixa – na preferência do eleitorado.

QUE TAL FHC PARA VICE DE SERRA?

Ninguém lembrou de FHC para vice?

O tucano José Serra escolheu o senador Álvaro Dias, também do PSDB, para lhe fazer companhia como candidato a vice-presidente da República. Desagradou a gregos e troianos. Melhor dizendo, deixou os democratas em faniquitos. Ronaldo Caiado já levantou voz contra. O presidente do DEM, Rodrigo Maia, vai na mesma balada.

Uma solução nem tão original para o carequinha tucano: se tá difícil conseguir um vice que una tucanos e aliados, leva FHC. Será um reconhecimento ao que o PSDB diz que Fernando Henrique fez pelo Brasil. Gratidão, pois!

SERRA NA TV (NOVAMENTE, MAS O IBOPE DELE…)

A pesquisa CNI/Ibope de ontem deve ter levado mais desespero para as bandas do tucano José Serra. O programa eleitoral do PTB, hoje, foi utilizado pelo presidenciável do PSDB para lançar propostas para as áreas de educação profissional e segurança pública. Antes, foi apresentado pelo PTB como o homem do Programa Seguro-Desemprego. Quem fechou o programa de louvação ao carequinha tucano foi o xerife dos trabalhistas, o ex-deputado Roberto Jeferson.

Desde o final de maio, DEM, PSDB, PPS e PTB usaram os seus programas para exposição máxima de Serra. A estratégia, porém, não parece ter sido tão exitosa. Ontem, o Ibope mostrou a petista Dilma Rousseff à frente do tucano. Ela tem 40% ante 35% de Serra.

PRESIDENTE DO PSDB TERIA FANTASMAS EM GABINETE

Da Folha de São Paulo

A cotação do presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), para a vice da chapa de José Serra à Presidência sofreu abalos depois da informação de que contratou funcionários fantasmas para seu escritório em Recife. O abalo, porém, não foi suficiente a ponto de que seja descartado para a vaga.

Ontem, durante visita a Guarulhos (SP), Serra fixou um prazo de “três, quatro dias” para a definição do vice. Segundo tucanos, a revelação de que contratou oito integrantes da mesma família com a verba de gabinete tornou menores as chances de indicação de Guerra. Ele conta, porém, com o aval de parte do tucanato e do DEM.

DILMA ATINGE 40% E LIDERA CORRIDA PRESIDENCIAL

Do Estadão:

Mesmo depois de o tucano José Serra ter sido amplamente exposto nos programas eleitorais que PSDB, PTB e PPS veicularam ao longo deste mês, a candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff (PT), ganhou fôlego e aparece, pela primeira vez, liderando a pesquisa eleitoral do Ibope. Ela tem, segundo levantamento divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), 40% das intenções de voto, contra 35% de José Serra. Marina Silva, do PV, aparece com 9% da preferência do eleitorado.

Na última pesquisa Ibope, feita a pedido do jornal O Estado de S.Paulo e da TV Globo e divulgado último dia 5, Serra e Dilma estavam empatados, com 37%. Marina Silva, do PV, aparecia com 9%.

Em um levantamento anterior do Ibope, divulgado pela CNI em 17 de março, José Serra ainda liderava as intenções de voto. Naquela ocasião, ele foi apontado por 38% dos entrevistados, contra 33 % da petista, e 8% de Marina Silva.

Dilma Rousseff chegou a figurar numericamente na frente de José Serra na pesquisa CNT/Sensus: 35,7% contra 33,2%. Mas a margem de erro da pesquisa era de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos, e o resultado foi considerado empate técnico.

Marina Silva foi lançada candidata do PV à presidência da República no último dia 10, em evento em Brasília. O vice dela é o empresário Guilherme Leal, dono da Natura. José Serra foi alçado como aposta do PSDB, em Salvador, no último dia 12. Até hoje, no entanto, o partido não acertou quem será o vice na chapa dele. Dilma Rousseff foi anunciada como candidata no dia seguinte, 13, em Brasília, com o deputado federal Michel Temer (PMDB) como candidato a vice-presidente.

Leia mais

ATÉ TU, BRUTUS?

FHC lança dúvidas sobre candidatura Serra.

Segundo a Folha de São Paulo de hoje, o tucano Fernando Henrique Cardoso lançou dúvidas sobre a capacidade do seu pupilo José Serra papar a eleição presidencial de 2010.

“Fernando Henrique Cardoso confidenciou a interlocutor de sua mais absoluta confiança recentemente que tem sérias dúvidas sobre a possibilidade de José Serra (PSDB-SP) vencer a eleição presidencial. “E olha que estou tentando ajudar”, disse o ex-presidente, atualmente em tour pelo exterior -com retorno previsto para o dia 2.”

Com uma dessas, Serra deverá a essa altura devolver a FHC: “Assim não pode, assim não dá!”.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia