WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba








novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: ‘Júnior Brandão’

A SOLUÇÃO PARA O HOSPITAL SÃO LUCAS

Sessão discutiu fechamento do São Lucas (Foto Pedro Augusto Benevides).

Sessão discutiu fechamento do São Lucas (Foto Pedro Augusto Benevides).

Ontem (16), o plenário da Câmara de Vereadores ficou lotada durante sessão que tratou do anúncio de fechamento do Hospital São Lucas, da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. Em abril, Santa Casa, Ministério Público Estadual, município e estado assinaram pacto pela descontinuidade dos serviços. A sessão convocada pelo vereador Júnior Brandão (PT) tenta reverter o quadro.

Júnior prevê ainda mais dificuldades no sistema do SUS no atendimento a pacientes não apenas do município, mas de outras cidades pactuadas, caso o hospital feche.

Apontada como “solução”, a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Monte Cristo, quando reaberta, atenderia pacientes de Itabuna. Ou seja, a demanda regional seria gerada para o Hospital de Base, já sobrecarregado. Há ainda questões como emprego de mais de 200 funcionários do hospital e fechamento de leitos para atendimento pelo SUS.

O provedor da Santa Casa, Éric Ettinger Júnior, queixa-se do subfinanciamento na saúde. Observou que a tabela do SUS está há duas décadas sem ser reajustada. O déficit mensal para manter o São Lucas funcionando, segundo a instituição, é superior a R$ 180 mil.

O Hospital presta média de 100 atendimentos por dia, de acordo com números citados durante a sessão. A sugestão ao final do encontro de ontem foi, mais uma vez, discutir a questão com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

A secretária de Saúde de Itabuna, Lísias Miranda, citou que foram feitas oito reuniões com o Estado, sem solução diferente daquela a que se chegou em abril. O prefeito Fernando Gomes deverá tratar a questão do São Lucas no Ministério da Saúde. Não há, ainda, uma data para esta audiência.

VEREADORES VISTORIAM CONSTRUÇÃO DE BARRAGEM EM ITAPÉ

Brandão sugeriu visita à obra.

Brandão sugeriu visita à obra.

Vereadores de Itabuna vão acompanhar de perto o andamento das obras de construção da Barragem do Rio Colônia, em Itapé, na próxima terça-feira (10). A obra é considerada essencial para resolver a falta d´água em Itabuna.

A comitiva sairá, às 8h, da Câmara de Vereadores em direção a Itapé, no Sul da Bahia, onde a barragem está sendo construída. A visita foi sugerida pelo vereador Júnior Brandão e acatada pelo presidente da Casa Legislativa, Aldenes Meira.

A conclusão da Barragem do Rio Colônia vai permitir a ampliação do abastecimento de água em Itabuna, município que enfrenta uma grave crise hídrica, por conta da  longa estiagem que afeta a região. A obra conta com recursos do Governo Federal e do Governo do Estado.

De acordo com o governo baiano, após a construção dos canteiros, a obra avançou com a fase de detonação de relevo rochoso e construção de desvio da rodovia que liga Itapé a Itaju do Colônia (confira mais abaixo).

ADMINISTRADORES TÊM SESSÃO E PALESTRA PARA COMEMORAR 50 ANOS DA PROFISSÃO

Fátima ReisUma sessão solene com palestra de Fátima Reis celebra os 50 anos de regulamentação da profissão de administrador, em Itabuna, nesta sexta (11), a partir das 18h30min, na Câmara de Vereadores.

Empregabilidade e perspectivas de mercado é o tema de palestra ministrada por Fátima. O ingresso será a doação de um quilo de alimento não perecível. A palestra é promovida pelo Conselho Regional de Administração (CRA-BA).

A profissão foi regulamentada por meio da Lei nº 4769, de 1965, assinada em 9 de setembro daquele ano.

Os profissionais em Itabuna têm comemoração especial, no Dia do Administrador, no âmbito do legislativo, após o vereador Júnior Brandão (PT) apresentar projeto proposta de resolução nesse sentido. A proposta foi aprovada no ano passado. Alterado às 11h57min.

BRANDÃO DIZ QUE CÂMARA EVITOU “TREM DA ALEGRIA”

JUNIOR_BRANDAOApesar da criação de oito cargos de direção na Secretaria de Governo, o vereador Júnior Brandão (PT) afirma que não enxerga como “trenzinho da alegria” o projeto aprovado ontem em primeira votação pela Câmara de Itabuna. Na primeira discussão, os vereadores derrubaram a proposta de manutenção da Agência de Regulação de Serviços Públicos (Arsepi).

Brandão enfatiza que foi anulado o decreto que previa 71 cargos, uma herança do ex-prefeito Capitão Azevedo (DEM). “Enfrentamos alguns vereadores que queriam manter um agência que empregaria 11 pessoas e mantivemos os 28 cargos”, explica o vereador petista.

Para Brandão, ao final da primeira discussão do projeto, o possível “trenzinho” descarrilou. “Não vejo como trenzinho da alegria a nova composição das duas secretarias desmembradas”, diz o vereador, referindo-se à Secretaria de Governo e à futura Secretaria de Comunicação, que hoje é uma diretoria vinculada à primeira.

“Creio que fizemos algo importante e se eu não tivesse alertado para essa situação, antes da votação, onde até a secretária de Governo esteve presente, passaria o projeto com 39 cargos”, completa o vereador.

PRAÇA CLARA KAUARK

A arquiteta Clara Kauark, falecida em abril de 2011, vai virar nome de praça em Itabuna. O logradouro fica no bairro Zildolândia, bem próximo à casa onde a homenageada residia.

O projeto que presta a homenagem originou-se de um abaixo-assinado de moradores do bairro e é de autoria do vereador Júnior Brandão (PT), tendo sido aprovado por unanimidade na primeira votação nesta terça-feira, 16. A segunda apreciação será hoje, a partir das 17 horas.

A propósito da praça em questão, ela ainda é apenas um terreno baldio. O plano é que, depois de ganhar o nome da arquiteta que desenhou tantos projetos em Itabuna (a exemplo da Praça Rio Cachoeira), a área seja transformada

JÚNIOR BRANDÃO PEDE O FIM DO VOTO SECRETO NA CÂMARA

Júnior Brandão fim do voto secreto foto Pimenta www.pimenta.blog.br

Brandão antecipou, na posse, que reapresentaria proposta (Foto Pimenta/Arquivo).

O vereador Júnior Brandão (PT) reapresentou a proposta do fim do voto secreto na Câmara de Itabuna. Para isso, propôs emenda à Lei Orgânica do Município (LOM). “O vereador tem que trabalhar de forma transparente”, justifica Brandão, lembrando que o parlamentar é eleito pelo povo para atuar com transparente e ser fiscal do povo.

Brandão sustenta que o eleito merece saber o voto de cada vereador em todos os temas. O projeto de Brandão será analisado pelas comissões técnica da Câmara e deve ir a plenário em até 30 dias. A proposta já havia sido apresentada no ano passado, quando o vereador retirou-a para promover adequações.

Os vereadores Antônio Cavalcante, Glaby Carvalho (Glebão), Jairo Araújo, Joilson Rosa e Soldada Valéria subscrevem o projeto do líder do PT na Câmara.

JUIZ RECLAMA DE ESTRUTURA PARA ATENDER MENORES INFRATORES EM ITABUNA

Bandeira reclama da falta de apoio para ações em Itabuna.

Bandeira reclama da falta de apoio para ações em Itabuna.

Geralmente improdutiva, a sessão especial para debater a violência em Itabuna deu resultados: a reabertura da unidade de internação em regime semiaberto para menores infratores, no Bairro São Judas, e a reativação do Conselho Municipal de Segurança.

Técnicos da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac) visitarão Itabuna para vistoriar um imóvel que já funcionava como unidade de internação, mas encontra-se fechado. A visita está programada para meados de abril. O contato com o governo baiano foi feito pelo vereador Júnior Brandão (PT), ainda na sessão.

Durante a sessão, o juiz titular da Vara da Infância e Juventude, Marcos Bandeira, disse que estava desanimado com a falta de apoio para o trabalho em sua vara e nas ações de atenção aos menores infratores.

Segundo ele, existem 300 mandados de apreensão em aberto contra menores infratores. Das ações contra crianças e adolescentes na Vara da Infância e Juventude, 70% estão relacionadas a crimes como homicídio e tráfico de drogas. A maioria é pobre, negra e tem baixa escolaridade.

Bandeira ainda reclamou do fechamento da Seção do Menor Infrator, no Complexo Policial de Itabuna. A seção era dedicada a atender ocorrências que envolviam adolescentes acusados de cometer crimes.

FIM DO VOTO SECRETO

Júnior Brandão fim do voto secreto foto Pimenta www.pimenta.blog.br

De pé, Júnior Brandão (PT) prega fim do voto secreto na Câmara de Itabuna (Foto Pimenta).

O vereador Júnior Brandão (PT) aproveitou a escolha da nova presidência da Câmara de Vereadores de Itabuna para pregar o fim do voto secreto na casa legislativa. Na hora do voto, ele lamentou que a disputa pela presidência tivesse ocorrido em chapa única, já que para formar uma outra chapa precisaria de seis vereadores/votos.

Deixando claro que teria postura fiscalizatória em relação aos atos da Mesa Diretora, Júnior confirmou voto na chapa que elegeu Aldenes Meira (PCdoB) para a presidência da Casa. O vereador petista já havia prometido reapresentar nesta legislatura projeto que acaba com o voto secreto.

O BISPO E O PC DO B

Marco Wense

Por dedução, diria que o candidato do bispo Marinho é César Brandão, do PPS da simpática Mariana Alcântara, legenda que acompanhou Vane sem titubear.

Na entrevista que concedeu ao Diário Bahia, na edição do último fim de semana, o deputado Márcio Marinho adotou uma postura pacificadora em relação aos questionamentos envolvendo o PCdoB.

O evangélico parlamentar, candidato à reeleição, conhecido como bispo Marinho da Igreja Universal (IURD), reconhece a importância da legenda comunista na vitória de Claudevane Leite.

A maior liderança do PRB na Bahia sabe que o apoio do futuro prefeito de Itabuna será compartilhado com Davidson Magalhães, pretenso candidato a uma vaga na Câmara Federal.

“O PCdoB ajudou na construção da vitória de Vane e é mais do que legítimo que queira fortalecer o grupo”, disse Marinho ao responder sobre a natural pré-candidatura do presidente da Bahiagás.

O PCdoB caminha no mesmo sentido. Em tom conciliador vai dizer que o apoio do bispo, garantido a legenda do PRB, depois que Vane foi preterido pelo PT, foi fundamental para o sucesso eleitoral do então candidato.

Que essa paz permaneça na indicação dos nomes que irão compor o governo. Que o relacionamento entre o PRB e o PCdoB seja marcado pela transparência, civilidade e bom comportamento político.

MARINHO E O LEGISLATIVO

Nas entrelinhas, o bispo Márcio Marinho deixou claro que é contra a candidatura do pastor Francisco à presidência da Câmara de Vereadores de Itabuna.

Depois de deixar um resquício de esperança no ar, dizendo que “nada impede”, o bispo disse: “… mas ele está no primeiro mandato e a responsabilidade é grande”.

A declaração do deputado Marinho animou os vereadores que não são marinheiros de primeira viagem, como Ruy Machado, Júnior Brandão, Carlito do Sarinha e César Brandão.

Do quarteto, é evidente que Júnior Brandão, por ser do PT, é carta fora do baralho. Carlito apoiou a reeleição do capitão Azevedo. Ruy Machado é um enigma.

Por dedução, diria que o candidato do bispo Marinho é César Brandão, do PPS da simpática Mariana Alcântara, legenda que acompanhou Vane sem titubear.

ESCLARECIMENTO

Pela segunda vez – e última – esclareço que não sou jornalista, repórter ou qualquer coisa do ramo. Sou apenas um modesto colaborador do Diário Bahia e do conceituado e cada vez mais lido Pimenta na Muqueca.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

NADADORES DO CISO PARTICIPAM DO BAIANO DE INVERNO

Osvaldo, Rogério, Iago, Edwin e Thiago caem na piscina por medalhas.

Cinco nadadores da equipe do Ciso participam, hoje e amanhã, do Campeonato Baiano de Classe de Inverno, no Salesiano, em Salvador. Osvaldo Pinheiro, Rogério Dantas Junior, Iago Santana, Edwim Batista e Thiago Correia vão competir com outros 200 atletas de todo o estado. A etapa do Baiano de Inverno terá 112 provas e 10 clubes nos dois dias de provas.

Os atletas são treinados pelos professores Júnior Brandão, Luís Carlos e Lucas Cerqueira. A comissão técnica está confiante. Os meninos, na avaliação dos treinadores, são grandes promessas de medalhas no campeonato. Na preparação, eles participaram de várias etapas em piscinas e travessias.

ITABUNA: SUPLENTES SÓ ASSUMEM APÓS DEFINIÇÃO DA JUSTIÇA ELEITORAL

Piçarra, Júnior Brandão, Neide de Carlito, Glebão, Nadson Monteiro e Rosivaldo assumem.

A presidência da Câmara de Itabuna fará consulta à Justiça Eleitoral na próxima quarta-feira, 2, para saber quais dos suplentes devem tomar posse em lugar dos seis vereadores afastados na última quinta, 26, pela juíza Rosineide Almeida. Os suplentes que assumem em lugar dos afastados por envolvimento no Caso dos Créditos Consignados na Câmara (confira abaixo).

Embora vista como manobra do presidente da Casa, Rui Machado (PRP), a consulta expõe questionamento relacionado a dois dos suplentes, Antônio Félix Nascimento, o Piçarra, que trocou o PSDB pelo DEM, e Neide de Carlito, que deixou o PMN e abrigou-se no PTN. Ambos poderiam, conforme entendimento, estar impedidos de assumir. A legislação, no entanto, deixa claro que o mandato é do suplente diplomado. A presidência do legislativo quer conferir a ordem cronológica da diplomação em 2008.

AFASTADOS E SUPLENTES

Na quinta-feira, 26, atendendo ao pedido do Ministério Público estadual, a juíza substituta da 1ª Vara da Fazenda Pública, Rosineide Almeida de Andrade, determinou o afastamento temporário pelo prazo de 90 dias dos vereadores Clóvis Loiola (PSDC), Raimundo Pólvora (DEM), Ricardo Bacelar (PSC), Roberto de Souza (PR), Solon Pinheiro (DEM) e Wenceslau Júnior (PCdoB) do exercício do mandato.

Segundo a decisão da magistrada, a medida visa salvaguardar a instrução processual. Eles são investigados por envolvimento no esquema de fraude na obtenção de empréstimos consignados na Câmara.

Com o afastamento dos vereadores titulares, tomam posse os suplentes Maria Neide Oliveira, a Neide de Carlito (hoje no PTN), Júnior Brandão (hoje no PT), Antônio Félix Nascimento, o Piçarra (DEM), e Rosivaldo Pinheiro (PCdoB). A decisão mantém Glaby Andrade, o Glebão (PV), e Nadson Monteiro (PPS), suplentes que assumiram em janeiro passado, com o afastamento dos vereadores Clóvis Loiola e Ricardo Bacelar em outro processo.

“LOIOLAGATE”: SUPLENTES TOMAM POSSE

Brandão, Glebão e Nadson: vereadores por 90 dias.

Numa cerimônia de pouco mais de dez minutos, a Mesa Diretora da Câmara empossou os suplentes Glaby Carvalho de Andrade, o Glebão (PV), Júnior Brandão (PT) e Nadson Monteiro (PPS). Eles assumem mandato por 90 dias em lugar dos vereadores Ricardo Bacelar (PSC), Roberto de Souza (PR) e Clóvis Loiola (PSDC).

Os três vereadores foram afastados do cargo pelo juiz da 2ª Vara Cível e da Fazenda Pública, Gustavo Silva Pequeno, ao atender a pedido do Ministério Público estadual, que investiga desvios de aproximadamente R$ 564 mil destinados a pagamento de publicidade e divulgação de atos institucionais da Câmara de Vereadores.

De acordo com investigações do MP, o dinheiro foi desviado para o bolso de vereadores. O maior beneficiário dos desvios da verba de publicidade, conforme depoimento do ex-assessor Eduardo Freire, foi o ex-presidente Clóvis Loiola. Depoimento do publicitário Rui Barbosa também incrimina o ex-primeiro secretário Roberto de Souza, que diz ser alvo de “denúncias infundadas“.

Além de serem afastados, os vereadores, ex-assessores e o empresário Rui Barbosa, da Mozaico Fábrica de Resultados, tiveram os bens bloqueados pelo juiz Gustavo Pequeno. O magistrado ainda analisa pedido do promotor Inocêncio Carvalho, que solicitou a quebra dos sigilos bancário e fiscal dos envolvidos nos desvios.

JÚNIOR BRANDÃO RECEBE ALTA APÓS 5 CIRURGIAS

Brandão se recupera após acidente com Letícia (Arquivo pessoal).

Brandão se recupera após acidente com Letícia.

O professor e ex-vereador Júnior Brandão retornou para casa, no último sábado, 5, depois de ser submetido a cinco cirurgias na perna esquerda, fraturada no acidente que tirou a vida da filha, Letícia Brandão, no último dia 17 de novembro.

Irmão de Letícia e filho de Júnior, Héber, num contato emocionado com o Pimenta, informa que o pai recebeu alta no sábado, e agradece a todas as manifestações de solidariedade e de carinho pela perda da jovem de 18 anos. “A todos que se preocuparam com nossa família e prestaram todo tipo de ajuda, muito obrigado”.

O acidente com Júnior e Letícia aconteceu nas primeiras horas da manhã do dia 17 e comoveu Itabuna. Júnior Brandão levava a filha para o colégio Sistema, onde Letícia cursava o terceiro ano. A estudante acabou caindo da moto e sendo atropelada por um caminhão caçamba (confira aqui). Que Deus ilumine os passos de todos, Héber.

MILHARES SE DESPEDEM DE LETÍCIA

Uma multidão acompanhou o sepultamento de Letícia Brandão

Uma multidão acompanhou o sepultamento de Letícia Brandão

Nesse momento muitas pessoas ainda permanecem no Cemitério Campo Santo, onde foi sepultado, agora há pouco, o corpo da jovem Letícia Brandão. O acompanhamento do cortejo pelo centro da cidade e do funeral da estudante impressionou pela quantidade e pela comoção que despertou nas pessoas.

Muita gente que não pôde ir ao sepultamento parou suas atividades para ver o cortejo passar. Seguramente mais de 5 mil pessoas deram o último adeus a Letícia no Cemitério Campo Santo, que abriu três acessos para facilitar a locomoção das pessoas. O sepultamento foi marcado pela emoção de familiares e amigos.

Letícia foi vítima de um atropelamento na manhã de ontem, quando ia para a escola com seu pai, o professor e ex-vereador Júnior Brandão. Os dois estavam de moto (acompanhe a cobertura).

ADEUS A LETÍCIA

letíciabrandão4

Amigos e familiares de Letícia Brandão dão adeus à jovem em uma cerimônia religiosa marcada para as 9h, na quadra do colégio Batista. O sepultamento da estudante está marcado para logo mais, às 10h, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna.

Letícia morreu vítima de um trágico acidente por volta das 6h50min de ontem, quando ia para o cursinho pré-vestibular.

A jovem estava como carona do pai, o ex-vereador e professor Júnior Brandão, numa moto, que derrapou e parou debaixo de um caminhão caçamba, na avenida Juracy Magalhães, sentido centro (confira mais informações sobre o caso).

CORPO DE LETÍCIA É VELADO NO COLÉGIO BATISTA

Acidente destruiu o capacete da estudante.Estado em que ficou o capacete da estudante (Foto Costa Filho).
O corpo da jovem Letícia Brandão já está sendo velado na quadra do colégio Batista, no Conceição. O sepultamento ocorrerá amanhã, às 10h, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna.
.
Filha do ex-vereador Júnior Brandão, a estudante de 18 anos morreu num acidente envolvendo a moto em que ela estava como carona, pilotada pelo pai, e um caminhão caçamba, na Avenida Juracy Magalhães, direção Fátima-Centro (confira mais informações em notas abaixo).
.
Agentes de trânsito localizaram o motorista da caçamba no bairro de Fátima. Edson Barreto foi preso em flagrante e levado para o Complexo Policial de Itabuna, por ter fugido do local do acidente. Segundo a delegada Gildete Vitória, ele será indiciado por homicídio culposo (sem intenção de matar).
.
Testemunhas sustentam que o motorista não teve culpa na tragédia. Letícia seguia com o pai para o cursinho. As aulas foram suspensas no Colégio Ciso, fundado pela família Brandão, e no pré-vestibular Sistema, onde a jovem estudava.

‘PONTO CEGO’ PODE TER CAUSADO ACIDENTE QUE MATOU ESTUDANTE

A moto e o corpo de Letícia foram retirados duas horas após o acidente

A moto e o corpo de Letícia foram retirados quase duas horas após o acidente

Testemunhas e imagens de câmeras de segurança instaladas em casas comerciais na avenida Juracy Magalhães, nas proximidades do local do acidente, aos poucos vão esclarecendo o que provocou a tragédia que vitimou a estudante Letícia Brandão, filha do professor e ex-vereador Júnior Brandão, na manhã de hoje.

As primeiras informações apontam para um conjunto de fatores desencadeados pela desatenção dos dois condutores e agravados por um dos principais problemas para motoristas, o chamado ‘ponto cego’ no retrovisor. Trata-se de pontos em que o condutor não consegue ver determinadas áreas pelo retrovisor, o que pode causar acidentes.

“Os dois vinham devagar, Júnior estava à direita da caçamba, que ia fazer uma conversão à direita, por isso o motorista abriu ao máximo para a esquerda. Quando virou a direção, Júnior Brandão já estava na lateral da caçamba, onde, possivelmente, não pôde ser visto pelo motorista”, afirmou uma testemunha.

De acordo com informações, o motorista poderia até ter parado a caçamba. “Muita gente gritou, mas ele seguiu, arrastou a moto por uns três metros, foi quando a roda passou por cima da menina”, acrescenta. O motorista foi visto seguindo na direção do bairro de Fátima (oposta à que estava na hora do acidente).

As testemunhas disseram que o motorista estava acompanhado de pelo menos um passageiro. O corpo de Letícia foi retirado agora há pouco do local do acidente. Acompanhe a cobertura do Pimenta em posts publicados abaixo.

Às 10h12min – A caçamba envolvida no acidente presta serviço à empresa responsável pela limpeza pública de Itabuna, a Marquise. O veículo circulava em condições irregulares. Nem possuía placa traseira.

Às 12h22min – O corpo de Letícia Brandão já foi liberado do DPT e será velado agora à tarde e à noite no templo da Igreja Batista Teosópolis, no bairro Conceição. Seus familiares são membros daquela comunidade evangélica, assim como também o era a jovem de 18 anos.

A caçamba foi abandonada pelo motorista próximo ao local do acidente

A caçamba foi abandonada pelo motorista próximo ao local do acidente

Às 10h12min – A caçamba envolvida no acidente presta serviço à empresa responsável pela limpeza pública de Itabuna, a Marquise. O veículo circulava em condições irregular, pois não possui nem placa traseira.

MOTORISTA AINDA NÃO FOI LOCALIZADO

Letícia seguia para cursinho no centro (Fotomontagem XilindróWeb)

Letícia seguia para cursinho no centro (Fotomontagem XilindróWeb)

A polícia ainda não localizou o motorista que dirigia um caminhão caçamba, placas GOM-9982, envolvido no acidente que matou a estudante Letícia Brandão, filha do ex-vereador e professor de educação física Júnior Brandão, do Ciso.

O acidente ocorreu por volta das 6h50min, na avenida Juracy Magalhães, Itabuna (leia posts abaixo). Pai e filha acabavam de abastecer a moto Honda Bros (JQC-6734) em um posto de combustível na pista sentido centro, ao lado da Soluz.

Na saída, o ex-vereador e professor perdeu o controle da moto, que foi parar debaixo de um caminhão caçamba. Letícia era a carona na moto e seguia para um cursinho pré-vestibular.

O motorista fugiu do local e a polícia ainda não conseguiu encontrá-lo. Testemunhas reforçam que não houve culpa do caminhoneiro. Júnior, como informado mais cedo, sofreu pequenas lesões. Ele e a esposa, Elaide, foram levados para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem). Elaide passou mal ao ver a cena e precisou ser socorrida.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia