WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba








junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘lixo’

A BAHIA SOLAR E O LIXO RADIOATIVO

Josias Gomes

 

 

O povo desse Estado solar tem luz em abundância e cega o breu de mentes que vivem em eternas cavernas. Afaste-se da Bahia com o seu lixo radioativo.

 

O Sol é como uma mãe. Foi do sol que surgiram outros planetas e a vida no universo se tornou democrática.

O fogo do Sol não se apaga nem com água. Porque o sol é absoluto, nasceu da explosão dos átomos.

Assim é a Bahia, mãe generosa. Semelhante ao Sol, qualquer poeira cósmica, que tente ofuscar a sua luz, a fará mais forte e iluminada.

Antes da escuridão necessitamos de luz.

Introduzimos este texto com a analogia solar porque o mundo precisa de luz, educação, ciência, arte. Devemos estar atentos à beleza da vida. Sempre seremos respeitosos e generosos com quem jamais nos ergueu a voz.

A nossa existência no planeta Terra pode nos proporcionar momentos iluminados. Mas, para os brutos, só resta a natureza morta, que engana olhar dos míopes de existência ou de quem não sabe enxergar uma luz viva.

Antes de entrarmos no mar morto e infecundo que foi o escândalo, a afronta e pequenez inaceitável do dito deputado Delegado Waldir, ‘o poeira cósmica’, façamos uma reflexão: uma poeira cósmica-mórbida tem alguma relevância diante do Sol invicto?

Delegado leigo, já que o senhor se tornou deputado, agraciado com votos de gente da sua estrutura mental, faço uma recomendação: desça do personagem Conga num circo de quinta categoria.

Respeite a Casa do Povo. O que o senhor fez, ofendendo a Bahia, foi para merecer a nossa mais alta repulsa.

Não vou entrar no mérito da sua fala em relação ao PT, porque não posso levar a sério um deputado que é “líder” do desgoverno mais incompetente e reprovado da história do Brasil.

O sujeito é filiado ao PSL, partido oficial dos laranjas e milicianos, e se acha no direito de dirigir insultos.
Se oriente, mente oca!

Quanto a chamar a Bahia de lixo, não posso me conter em dizer que você é apenas um analfabeto político e funcional.

A Bahia e os baianos merecem respeito!

Também não aceitamos as suas desculpas. Sabemos que este é o pensamento fétido que pessoas como você e os seus apoiadores verdadeiramente têm.

Em contrapartida, vou mostrar um pouco de generosidade.

Estude o básico sobre a Bahia, descubra que esta terra é mãe do Brasil e de filhos como o geógrafo Milton Santos, educadores como Anísio Teixeira e tantos outros pensadores, professores e professoras que dão saber e dignidade aos baianos.

A nossa música você conhece, ainda que seja por osmose.

É impossível um brasileiro viver no Brasil e não ouvir Dorival Caymmi ou o descobridor da Bossa Nova, João Gilberto.

Na sua tacanha ignorância, mesmo sem querer, deve ter ouvido os Doces Bárbaros: Caetano, Gal, Bethânia e Gil. Os seus ouvidos moucos devem ter ouvido o som da terra que é capital da música.

Como diz Raulzito, o pai do rock: pra fazer sucesso “eu também vou reclamar”.

Mas a sua cultura é incauta.

A sua educação não deve alcançar o fato de que Salvador foi a primeira capital do país. Patrimônio histórico-cultural da humanidade.

Você não deve saber nada de cinema e não deve entender porque existem salas em todo Brasil chamadas de Cine Glauber Rocha. Ouviu falar algo de Cinema Novo? Duvido!

Não podemos exigir que um quase louco saiba que na Bahia nasceu Castro Alves, poeta abolicionista, libertador dos escravos – infelizmente não libertou todas as mentes vazias do Brasil. Lamentavelmente, o mal ainda tem raiz.

Estuda, deputado! Vá procurar saber quem é Jorge Amado. Quebra os pelourinhos mentais. Liberte-se da burrice.

Esqueça os tempos de porta de cadeia, delegado poeira!

Você jamais saberá que o sertão baiano tem um país que nem a própria história ainda deu cabo de contar.

A sua limitação jamais irá entender a amplidão que é a Chapada Diamantina. O que adianta jogar diamantes de beleza aos porcos?

É inútil dizer o que é o Sul da Bahia ou o nosso grandioso Oeste.

Convenhamos, deputado poeira cósmica, você não tem a mínima noção do que é a Bahia.

Não são os nossos verdes mares que darão luz a sua escuridão.

Acredito que nem a nossa Salvador possa salvar você do seu pobre mundo.

O povo desse Estado solar tem luz em abundância e cega o breu de mentes que vivem em eternas cavernas. Afaste-se da Bahia com o seu lixo radioativo.

Siga o seu caminho empobrecido. Você nem merece esse texto.

Mesmo assim, eu digo: respeite a Bahia e os baianos. Este solo não aceita fascistas!

“Eu vou lhe deixar a medida do Bonfim”

Josias Gomes é Deputado Federal (licenciado) do PT/Bahia e atualmente titular da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

LOJA PÕE LIXO NA ARTE. E A ARTE, NO LIXO!

Painel de Genaro sofre ataque da Ricardo Eletro (Foto Pimenta).

Painel de Genaro sofre ataque da Ricardo Eletro (Foto Pimenta).

O painel A civilização do cacau (Saga do cacau), de Genaro de Carvalho, no encontro da Praça Adami com a Avenida do Cinquentenário, em Itabuna, é um dos mais ricos retratos da cultura cacaueira sul-baiana. A obra foi fixada ali, no Edifício Comendador Firmino Alves, em 1953, encomendada pelo Banco Econômico. Sofreu a ação do homem até ser, finalmente, restaurada em 2011 pelo artista Richard Wagner, contratado pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), então presidida pelo escritor grapiúna Cyro de Mattos.

Para resistir à ação predatória em uma das regiões mais movimentadas do centro da cidade, um gradeado protege o painel em azulejo. Nem sempre o bicho homem respeita este limite. Nem sempre o gradeado significa proteção. Camelôs utilizam o espaço para guardar produtos ou até mesmo cadeiras. Não há repressão por parte do município.

A permissividade abriu espaço para que não só os informais cuidassem de, novamente, ameaçar o patrimônio artístico e histórico. De domingo para segunda, homens contratados pela Ricardo Eletro tiveram a “brilhante” ideia de usar o espaço para descartar o resto de letreiro da finada Insinuante.

Questionada pelo PIMENTA, a gerência da loja explicou que a decisão de usar aquele espaço como descarte de lixo teria sido tomada, desavisadamente, por operários contratados para mudar a cara do estabelecimento, trocando o letreiro da finada rede de móveis e eletros. “A gente vai tirar [o lixo] amanhã”, disse a tranquila gerente.

O blog procurou a presidente da Ficc, Nilmecy Gonçalves, mas a sua assessoria informou que ela estava fora da cidade.

UM VELHO DESCASO E A OMISSÃO DO CCZ

Cavalo toma café da manhã na Rua Pedro Zildo Guimarães, bairro Zildolândia

Cavalo toma café da manhã na Rua Pedro Zildo Guimarães, bairro Zildolândia

Esta cena é comum em vários bairros de Itabuna e é impressionante que a Prefeitura não consiga tomar uma providência para resolver o problema.

Além de perambular pelas ruas da cidade, comprometendo a segurança do trânsito, animais frequentemente se alimentam do lixo deixado em frente às casas. Somado ao risco de contaminação, ainda tem a sujeira que fica espalhada onde os bichos fazem seu “lanche”.

O Centro de Controle de Zoonoses tem a atribuição de recolher esses animais, mas o órgão é absolutamente omisso. Na verdade, a impressão é de que o CCZ foi desativado há algum tempo e o governo esqueceu de avisar.

SEGUNDO PREFEITURA, COLETA DE LIXO VOLTA HOJE

A coleta de lixo domiciliar em Itabuna será normalizada a partir da tarde desta terça-feira (08), segundo a Prefeitura de Itabuna. O governo fez hoje um pagamento complementar de R$ 262 mil à empresa Biosanear, a fim de permitir a retomada do serviço.

“A questão envolvendo salários e o sindicato é problema da empresa”, disse o secretário da Fazenda, Marcos Cerqueira, sem contudo negar o atraso nos repasses da Prefeitura à Biosanear.

De acordo com o titular da Fazenda, o prefeito Claudevane Leite determinou a regularização dos pagamentos pendentes, o que deve ocorrer até abril.

SUJEIRA SE AMONTOA NOS BAIRROS

Lixo acumulado no bairro Pedro Jerônimo (foto Josivaldo Dias)

Lixo acumulado no bairro Pedro Jerônimo (foto Josivaldo Dias)

Conforme este blog já noticiou hoje (08), os trabalhadores da empresa Biosanear, responsável pela coleta de lixo em Itabuna, cruzaram os braços. Eles protestam contra o atraso dos salários, vale-transporte e vale-alimentação do mês de fevereiro.

A situação nos bairros de Itabuna é complicada, considerando que a paralisação começou numa segunda-feira e no domingo não há coleta de lixo, pois é dia de folga dos trabalhadores.

Resultado: montes de lixo nas esquinas, atraindo ratos, cães e urubus. Em um período no qual a população é abastecida com água salgada (imprópria para o consumo) e enfrenta uma epidemia de viroses transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, o quadro é de verdadeiro caos.

LIXO NA RUA PODE SER CAMPANHA SUJA… LITERALMENTE!

Itabuna amanheceu com lixo espalhado em toda parte, pois não houve coleta na noite de ontem (07). Trabalhadores da empresa responsável pelo serviço, a Biosanear, paralisaram as atividades devido ao atraso dos salários, problema que decorre da impontualidade da Prefeitura, já há três meses sem pagar um centavo à empresa.

No governo, há quem atribua a suspensão da coleta de lixo a uma sabotagem política. Seria uma forma de, por assim dizer, empanar o brilho do lançamento da pré-candidatura do deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB) a prefeito.

Fonte do governo diz que não é a primeira “coincidência” do tipo. Servidores comissionados, que esperavam receber o salário de fevereiro na última sexta-feira (04), não viram nada cair na conta. No mesmo dia, o prefeito Claudevane Leite reuniu seus cargos de confiança para anunciar apoio ao comunista.

EMASA PRESERVA O VERDE…

Matagal em estação da Emasa incomoda vizinhança (Foto do Leitor).

Matagal em estação da Emasa incomoda vizinhança no Bairro São Roque.

A Estação de Tratamento de Esgoto que a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) mantém no bairro São Roque mais parece um pedaço da selva amazônica. O local está abandonado há anos, completamente tomado pelo mato e servindo de depósito de lixo. Moradores também se queixam do forte mau cheiro causado pela falta de manutenção da ETE.

Pelo visto, o desânimo na condução dos destinos da cidade não afetou apenas o prefeito Claudivane Leite, mas todo o seu governo – ou a Emasa, pelo menos…

O EXEMPLO DA SEDUR

Prefeitura transformou calçada em ponto de entulho (Foto do Leitor)

Prefeitura transformou calçada em ponto de entulho (Foto do Leitor)

Operários da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) executaram operação tapa buraco na Rua Ruffo Galvão. Até aí, beleza. O problema é que a mesma secretaria esqueceu que passeio não é lugar para entulho. O cascalho retirado da via foi lançado bem na esquina da Ruffo Galvão com a Nilo Santana.

O pedestre é obrigado a caminhar pela rua (bastante movimentada). Como a prefeitura não deu exemplo, há quem tenha começado a usar o trecho como ponto de entulho.

Em Itabuna, a calçada é do entulho...

Em Itabuna, a calçada é do entulho…

EM SALVADOR, MULTA PARA QUEM JOGAR LIXO NO CHÃO

lixonochaoQuem jogar lixo não chão em Salvador, a partir de dezembro, poderá ser punido no bolso com multas que podem variar de R$ 67,23 a R$ 2.016,90., segundo a presidência da Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb). O decreto que regulamenta a Lei 8.512/2013 deverá ser publicado até o final deste ano pelo prefeito ACM Neto, segundo matéria d´A Tarde.

A publicação do decreto, porém depende da contratação de 40 profissionais para fiscalizar os “porcões”. O valor da multa ainda será definido, mas haverá ação educativa.

O “porcão” receberá advertência ao ser flagrado. A multa virá em caso de reincidência. O cidadão ainda poderá responder, judicialmente, por crime ambiental.

Se Itabuna copiar a iniciativa…

 

PROBLEMA NA COLETA DE LIXO: OS URUBUS AGRADECEM

Uma cena que se repete todo fim de tarde no Castália

Uma cena que se repete todo fim de tarde no Castália

A operação de coleta de lixo em Itabuna precisa ser corrigida urgentemente.

Já é um procedimento normal um gari se antecipar à passagem do caminhão-compactador, empilhando o material descartado em determinados pontos para facilitar o recolhimento.  Até aí, tudo bem.

O problema é que em alguns bairros, a exemplo do Castália, os sacos são retirados das lixeiras mais de uma hora antes da passagem do compactador. Enquanto isso, ficam na rua e atraem a visita diária de cães, urubus e até cavalos.

No caso do bairro citado, quem duvidar pode passar pelo local por volta das 17 horas para constatar o absurdo.

FALTA DE EDUCAÇÃO

lixo

Moradores da Rua Aires de Almeida, no bairro do Pontalzinho, em Itabuna, têm sofrido com um “lixão” que foi criado no local. Todos os dias, sem nenhuma preocupação com o horário da coleta, uns porcalhões empilham sacos de lixo no trecho próximo à esquina com a Rua Bartolomeu Mariano. O resultado, algumas vezes, é a quase obstrução da rua, sem falar no forte mau cheiro.

A responsabilidade pela sujeira é atribuída ao supermercado Carisma e moradores de apartamentos do mesmo prédio onde funciona a empresa comercial.

LIXO TOMA CONTA DAS RUAS DE ILHÉUS

Reportagem exibida esta noite no BATV, da Santa Cruz, mostrou o estado vergonhoso em que se encontram as ruas de Ilhéus, tomadas pelo lixo. Em bairros como o Malhado, moradores reclamaram de que a coleta não era feita há pelo menos seis dias.

No quesito imundície, bairros periféricos e pontos turísticos da cidade encontram-se em idêntica situação. A repórter Camila Oliveira registrou pilhas de lixo ao lado da Catedral de São Sebastião e na Avenida Dois de Julho, cartões postais de Ilhéus.

O diretor de operações da empresa Solar Ambiental, Vinícius Portela, foi ouvido e disse que o acúmulo de lixo teria sido provocado por problemas no aterro sanitário. Ele também responsabilizou o “excesso de chuvas” e o feriado de 7 de Setembro pela situação.

Ou seja, até Dom Pedro I é responsável pela sujeira nas ruas de Ilhéus…

EMPRESA DIVULGARÁ NOVOS HORÁRIOS PARA COLETA DE LIXO EM ITABUNA

Gerente Operacional da Biosanear Paula de Queiróz (1)A empresa Biosanear, que assumiu a coleta de lixo em Itabuna nesta segunda-feira, 26, definirá novo itinerário do serviço nos próximos dias. A informação é de sua gerente operacional, Paula de Queiroz, segundo a qual haverá uma campanha para informar a população sobre a mudança nos horários. Os roteiros serão definidos esta semana.

A Biosanear está responsável pelo recolhimento, transporte  e disposição final do lixo urbano e hospitalar, utilizando nove caminhões (oito deles compactadores), um minicoletor e 54 garis. A empresa já presta o mesmo serviço nas cidades de Alagoinhas e Teixeira de Freitas.

A Secretaria do Desenvolvimento Urbano (Sedur) do município promete fiscalização rigorosa para que a cidade fique limpa. De acordo com o secretário Marcos Monteiro, para atingir esse objetivo é fundamental que a população colabore, evitando colocar o lixo na porta muito antes ou depois do horário da coleta.

BIO SANEAR É CONFIRMADA NA COLETA DE LIXO EM ITABUNA

Coleta de lixo será feita pela Bio Sanear (foto Pedro Augusto/Ascom)

Coleta de lixo será feita pela Bio Sanear (foto Pedro Augusto/Ascom)

A Bio Sanear acabou confirmada como a vencedora do pregão para escolha da empresa que será responsável pela coleta de lixo e resíduos sólidos em Itabuna. A coleta custará R$ 614 mil mensais.

O nome da empresa foi confirmado após intensa disputa judicial. Uma das concorrentes, a Solar Ambiental, de Ilhéus, entrou com duas ações contra a Bio Sanear, do Grupo Chaves. Conforme apurou o PIMENTA, a Solar tinha a simpatia de grupos ligados à deputada Ângela Sousa (PSD). Já a Bio Sanear, dona da melhor proposta, era a preferida de prefeito e do vice, Claudevane Leite e Wenceslau Júnior.

BIO SANEAR FATURA COM LOCAÇÃO

O valor inclui, também, a coleta de resíduos hospitalares, conforme contrato. Desde o início do ano e após rescisão contratual com a Marquise, o serviço vem sendo operado pelo município com a utilização de caminhões compactadores alugados em uma empresa em Goiás. Mas, desde maio, os veículos em operação, foram locados ao município pela Bio Sanear, pelo valor de R$ 395.880,00, mês.

RESTAURANTE PORCALHÃO

Restaurante despeja lixo no canteiro central da Avenida Firmino Alves (foto João Victor Andrade)

Restaurante despeja lixo no canteiro central da Avenida Firmino Alves (foto João Victor Andrade)

É impossível manter a cidade limpa quando alguns dos próprios moradores não zelam por isso nem se preocupam com a forma como descartam seu lixo. Em Itabuna, um restaurante situado na Avenida Firmino Alves, Centro, tem a prática de despejar uma “montanha” de resíduos no canteiro central da via, sobre a grama, sem o menor respeito ao espaço público.

O que se vê no local é lixo espalhado por toda parte, remexido por animais, revelando um aspecto de imundície que infelizmente se nota em várias partes de Itabuna.

Não é só falta de higiene. É ausência total de cidadania.

PROTESTO TERMINA, MAS REINAUGURAÇÃO É ADIADA

Monteiro se comprometeu a atender reivindicações dos moradores (foto Pimenta)

Monteiro se comprometeu a atender reivindicações dos moradores (foto Pimenta)

Os moradores da Rua 3, do Loteamento Monte Líbano, encerraram há pouco o protesto contra as más condições daquela via.  Devido à manifestação, o prefeito Claudevane Leite foi obrigado a adiar a reinauguração da unidade básica de saúde Dilson Cordier, que funciona no local.

Além da falta de pavimentação e dos buracos na rua, os manifestantes reclamam da irregularidade da coleta de lixo  e do abastecimento de água, e de problemas na rede de esgoto. O secretário de Desenvolvimento Urbano de Itabuna, Marcos Monteiro, conversou com os moradores e assumiu o compromisso de atender as demandas.

Segundo Monteiro, a Emasa mandará uma equipe ainda hoje até a Rua 3. Ele também se comprometeu a melhorar a coleta de lixo e a enviar uma máquina para “patrolar” a via na segunda-feira, 29.

Somente após a conversa com Monteiro foi que os manifestantes liberaram o tráfego na Rua Independência, que dá acesso à Rua 3 e liga a região do bairro São Roque ao bairro Santo Antônio. Policiais militares apenas acompanharam as negociações.

Os moradores disseram que, caso as reivindicações não sejam efetivamente atendidas, um novo protesto ocorrerá na próxima semana.

PROBLEMAS NA COLETA DE LIXO

Lixo acumulado nesta manhã na Rua Duque de Caxias, centro de Itabuna (foto Pimenta)

Lixo acumulado nesta manhã na Rua Duque de Caxias, centro de Itabuna (foto Pimenta)

Moradores de vários bairros de Itabuna se queixam da deficiência na coleta de lixo. Na manhã desta segunda-feira, 22, pilhas de resíduos podiam ser vistas amontoadas tanto em áreas da periferia como no centro da cidade.

A situação é crítica em determinados locais, como o loteamento Monte Líbano, no bairro São Roque. Moradores da rua onde funciona a unidade de saúde Dilson Cordier afirmam que o serviço de coleta não é realizado ali há aproximadamente dez dias.

Próximo desse local, na esquina da Rua Independência com a João Timóteo, no acesso ao bairro Castália, também há lixo acumulado.

Na semana passada, o PIMENTA denunciou a empresa responsável pela coleta por não fornecer equipamentos de proteção individual aos funcionários, expondo os mesmos a riscos.

BIOSANEAR VENCE LICITAÇÃO DO LIXO

A Biosanear Tecnologia Ltda., do Grupo Chaves, venceu o pregão presencial e será a empresa responsável pela coleta de lixo em Itabuna. O nome da empresa foi definido nesta sexta. A Biosanear apresentou proposta de R$ 614 mil por mês para operar a coleta residencial, industrial e hospitalar.

O pregão envolveu três empresas. O município vai economizar em torno de R$ 135 mil em relação aos R$ 750 mil que eram pagos à Marquise no último ano do governo do ex-prefeito Capitão Azevedo.

LIXO TOMA CONTA DE ILHÉUS

Terceiro destino turístico, Ilhéus sofre com paralisação da coleta de lixo (Foto Fábio Roberto).

Lixo à espera de coleta no Alto da Conquista. Ao fundo, a bela Baía do Pontal (Foto Fábio Roberto).

Ilhéus, terceiro principal destino turístico da Bahia, amanheceu com muito lixo pelas ruas nesta segunda-feira, 13. O município sofre com a paralisação dos serviços da empresa responsável pela coleta da região central e de bairros populosos como Malhado e Teotônio Vilela, a Solar Ambiental.

A empresa está há dois meses sem receber do município e, respeitando contrato assinado com a gestão do prefeito Jabes Ribeiro, paralisou os serviços na quinta. A EWA também pode paralisar os serviços por falta de pagamento. Há ameaça de demissão de trabalhadores. Com informações do repórter Fábio Roberto, de Ilhéus.

LICITAÇÃO DO LIXO É REMARCADA PARA DIA 17

A atrativa e milionária licitação da coleta de lixo em Itabuna foi remarcada para o dia 17 de maio. As propostas serão conhecidas em pregão eletrônico antes previsto para 24 de abril. Até o final do mês passado, pelo menos 11 empresas estavam interessadas no negócio.

A previsão do prefeito Claudevane Leite é de que a coleta fique, pelo menos, R$ 500 mil mais barata do que na gestão do seu antecessor, o capitão e projeto de delegado José Nilton Azevedo (DEM). O edital do pregão eletrônico pode ser retirado na prefeitura (Centro Administrativo Firmino Alves).

LIXO COBIÇADO

Pelo menos 11 empresas estão na disputa pela coleta de lixo em Itabuna. O pregão está marcado para o dia 24. Da relação das que adquiriram o edital, 3 são de Itabuna e 2 de Salvador. Ilhéus tem uma concorrendo.

O pregão atraiu ainda o interesse de empresas do Ceará, Paraíba e Espírito Santo.

Segundo estimativas, o preço final do serviço de coleta deve ficar em torno de R$ 450 mil, bem abaixo dos R$ 950 mil cobrados pela Marquise.

COLETA DE LIXO COMEÇA A SER NORMALIZADA

Compactadores faziam a coleta nesta terça-feira (foto Pedro Augusto/Ascom)

Compactadores faziam a coleta nesta terça-feira (foto Pedro Augusto/Ascom)

Desde que rompeu o contrato com a empresa Marquise, na semana passada, a Prefeitura de Itabuna vinha realizando a coleta de lixo com o uso de caminhões abertos. Era uma medida de improviso, que não dava conta do volume do serviço.

Ainda sem ter anunciado a nova empresa que ficará responsável pelo setor, a administração vai tentando normalizar a coleta com o aluguel de dez compactadores (leia mais aqui). Os dois primeiros já operavam nesta terça-feira (5), e a expectativa é de que mais três cheguem hoje.

Ontem à noite, os veículos realizaram a coleta em áreas centrais da cidade e bairros como Jardim Vitória, Pontalzinho, Castália e Fátima. De acordo com a Secretaria do Desenvolvimento Urbano (Sedur), o compactador permite agilizar significativamente o trabalho.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia