WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘Maragogipe’

RODOVIAS DO RECÔNCAVO EM PÉSSIMO ESTADO. ADOLESCENTE FATURA TAPANDO BURACOS

C.N. consegue uns trocados tapando buracos (Foto Pimenta).

C.N. consegue uns trocados tapando buracos na BA-242 (Foto Pimenta).

O menor C.N., de 14 anos, estudante da 4ª série, mora na rua da Estação, próximo à BA-242, que liga a BR-101 aos municípios de Conceição do Almeida e São Felipe, no Recôncavo da Bahia.

C., nas horas em que não está na escola, passa o tempo com um pedaço de tábua recolhendo terra para tapar os buracos que infestam a BA-242 e assim conseguir algumas moedas dos motoristas que trafegam por essa estrada.

A péssima situação da BA-242, não é exceção e sim regra em relação às BAs que cortam a região do Recôncavo. Na 026, que leva à cidade histórica de Cachoeira, o motorista tem que ter muita habilidade para não ficar na estrada. Os 10 quilômetros são uma verdadeira aventura para quem deseja conhecer a cidade patrimônio histórico tombado pelo Iphan.

Situação idêntica é a da BA-420, que liga a cidade de São Félix a Maragogipe. São 15 quilômetros de estrada. Se estivesse em boas condições, o trajeto seria cumprido em 20 minutos. Mas, diante da quantidade de buracos da BA-420, leva-se até 40 minutos para ser percorrido.

Além de afetar a vida dos moradores dessas localidades, as péssimas condições dessas rodovias atingem diretamente os criadores de frango que possuem granjas nas cidades de Conceição da Feira, São Gonçalo dos Campos e Cachoeira (distrito de Belém). Os pequenos avicultores também sofrem com a situação das BAs 242, 026 e 420, pois dependem dessas estradas para fazer escoar a produção.

SORTUDOS E AZARADOS

Da coluna Tempo Presente (A Tarde)

Quem for de carro para o Carnaval da bela Maragogipe, onde os mascarados fazem uma das melhores folias da Bahia, se ligue: todo cuidado é pouco, não com a festa, mas com a estrada. Os 38 km de Cachoeira até a cidade, cheios de buracos, viraram uma arapuca.

Os que transitam por ela podem ser divididos em sortudos e azarados.

Os sortudos lascam os pneus.

Os azarados se lascam.

 

MARAGOGIPE CAIU NO GOLPE DA “PIRÂMIDE FINANCEIRA”

A pirâmide financeira é um velho golpe que precisa de muitos participantes para fazer a festa de poucos malandros. Esse velho truque foi aplicado para enganar boa parte da população de Maragogipe, na Bahia. Mais de 13 mil pessoas foram enganadas.

Os moradores estão inconformados. É difícil encontrar alguém na cidade que não esteja se queixando do golpe. “Eu quero saber para onde foi nosso dinheiro”, diz uma vítima. “Eu já tinha dado R$ 2 mil, e no dia 18 eu já tinha dado mais R$ 500,00. Eu raspei a minha conta”, diz outra vítima.

Para atrair clientes, a pirâmide, que recebeu o nome de caixa cooperativa, tinha até propaganda nas ruas. “Tenha certeza que continuaremos trabalhando para manter a nossa caixa crescendo a cada dia”, dizia o texto.

A promessa era multiplicar o dinheiro aplicado em menos de um mês. “Eu coloquei R$ 200,00, recebi R$ 800,00. Depois recebi R$ 5 mil. A sorte bateu na minha porta”, afirma Rosenil Jesus Santos.

E sem perceber, os sortudos foram espalhando a notícia do dinheiro fácil. Até quem mora nos bairros mais pobres botou em jogo o pouco que tinha.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia