WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba








outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘Marco Brito’

“NÃO É NA PORRADA QUE VAMOS CONSTRUIR UM BRASIL MELHOR”, DIZ WAGNER

Wagner assina protocolos de intenções no sudoeste baiano (Foto Pimenta).

Wagner assina protocolos de intenções no sudoeste baiano (Foto Pimenta).

O governador Jaques Wagner disse hoje (19), em Itororó, no sudoeste da Bahia, que os protestos no país são bem-vindos, mas fez críticas aos atos de vandalismo. “Aqueles que vão à rua para depredar, assaltar, seguramente, não vão construir o Brasil que a gente quer”.

Na sequência, emendou: – Não é no braço, na porrada e na desordem que nós vamos construir um Brasil e uma Bahia melhores. A juventude que levanta a voz por mais saúde, educação e mais transporte público terá sempre o meu apreço, da Dilma [Rousseff] e do [ex-presidente] Lula.

Wagner lembrou do passado do PT (“o partido foi fundado reclamando daquilo que estava errado”) para apoiar as manifestações por mais saúde, mais educação e mais empregos, seguindo com uma espécie de mea culpa. “Fizemos muito em 10 anos e meio de governos do PT, mas é claro que não fizemos tudo”.

No início da tarde de hoje, Wagner, prefeitos e empresários assinaram protocolos de intenções para instalação de três indústrias no centro-sul do Estado. São elas a Lia Line (Itororó),  Ella Indústria e Confecções (Itapetinga) e Mastic Indústria e Comércio de Artefatos Plásticos (Firmino Alves). A previsão é de que as fábricas comecem a operar em janeiro e gerem 1,3 mil empregos.

O ato foi realizado na área industrial de Itororó e teve a participação de aproximadamente 800 pessoas. O evento atraiu prefeitos regionais, como Lenildo Santana, presidente da Associação de Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste (Amurc), Lero Cunha (Firmino Alves), José Carlos Moura (Itapetinga) e Marco Brito (Itororó), deputados Rosemberg Pinto, Marcelo Nilo, Sérgio Brito e Geraldo Simões, e secretários estaduais.

POLICIAMENTO REFORÇADO

Cerca de 60 policiais e dez viaturas da PM e das Cipes Cacaueira e do Sudoeste foram acionadas (Foto Pimenta).

Chamou a atenção o forte aparato policial. Foram mais de 60 policiais militares, parte deles das companhias especializadas Cipe-Cacaueira e Cipe-Sudoeste. O Pimenta apurou que o reforço no policiamento foi preventivo diante da possibilidade de protestos de estudantes e moradores das áreas ribeirinhas do Rio Catolé. Quando Wagner iniciou o discurso, parte do público cobrou apoio para reabertura do matadouro municipal.

GESTOR PRESTIGIA FAMÍLIA EM ITORORÓ

marco-brito-campanha-2012O prefeito de Itororó, Marco Brito (PMDB), mandou às favas o princípio da moralidade e preencheu cargos importantes da administração municipal com membros de sua família. Na Secretaria do Desenvolvimento Social, a nomeada é a própria mãe do gestor, Doralice Brito.

Além de bom filho, Marco é também um primo atencioso. Tanto que escolheu dois parentes dessa categoria para postos de destaque: Gerôncio Brito é o novo diretor do Departamento de Tributação, enquanto Paulo Brito se tornou chefe do Setor de Compras.

Em suma, a família Brito foi a primeira a se beneficiar com a mudança em Itororó…

SE POR UM LADO PERDEU, POR OUTRO…

Em Itororó, sudoeste baiano, ainda tem muita gente espantada com a derrota do prefeito Adroaldo Almeida (PT), que perdeu a última disputa eleitoral para o peemedebista Marco Brito.

Adroaldo teve uma gestão elogiada, principalmente nas áreas de educação e saúde, mas há quem lhe critique o estilo concentrador. Um fato, porém, causou especial prejuízo ao petista, sobretudo com os evangélicos.

No mês de abril do ano passado, o prefeito lançou o livro Até o fim dos dias e mais um domingo, no qual ele tece loas aos próprios dotes sexuais. A “autopromoção” incomodou o eleitorado mais conservador e teria contribuído para a derrota.

Mas nem tudo está perdido. Desde a publicação do livro, Adroaldo faz o maior sucesso com o público feminino.

EX-PREFEITO DE ITORORÓ REGISTRA CANDIDATURA EM NOME DO PAI, QUE JÁ MORREU

Edital traz Marco Brito se passando pelo pai, Henrique Brito, já falecido.

O prefeito de Itororó, Adroaldo Almeida (PT), talvez vá para a disputa eleitoral tendo “ninguém” contra si. O ex-aliado Marco Brito (PMDB) pediu registro de candidatura em nome do pai, Henrique Brito Filho, falecido em acidente aéreo que também matou o candidato a governador Clériston Andrade, em 1982.

O petista não comeu a farofa oferecida por Marco Brito à Justiça Eleitoral. Adroaldo acredita que o “erro” seja uma estratégia de Brito para ganhar tempo, poder se livrar da pecha de “ficha-suja” (livrando-se do período de impugnações) e ganhar condições para disputar o pleito de outubro.  O ex-prefeito teve as contas de 2006 e 2008 rejeitadas tanto pelo Tribunal de Contas dos Municípios como pela Câmara de Vereadores.

– O absurdo é ser (este) um ardil do seu filho, Marco Brito, para fugir, supostamente, do período de impugnações – disse Adroaldo.

No edital de pedido de registro, o candidato do PMDB é Henrique Brito Filho, tendo como “opção de nome” Marco Brito. A estratégia também pode ser configurada como crime eleitoral e falsidade ideológica. O edital 004/2012 foi publicado pelo juiz Rojas Sanches Junqueira.

NADANDO DE BRAÇADA

O prefeito de Itororó, Adroaldo Almeida, encontra cenário mais que favorável no embate eleitoral em 2012. Ele tem o apoio de 14 dos 19 partidos constituídos no município do sudoeste baiano e seus principais adversários estão fora da disputa por serem considerados fichas-sujas.

Dos partidos, apenas PMDB, DEM, PSD, PP e Psol não estarão na coligação de Adroaldo – alguns deles, por motivos óbvios. A chapa proporcional terá 44 candidatos a vereador.

Na urna, o embate será contra a candidatura de protesto do Psol e mais quem Edneu Oliveira e Marco Brito indicarem – provavelmente, uma das respectivas esposas dos ex-prefeitos.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia