WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba



bahiagas





novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: ‘Maria Alice Pereira’

A CANDIDATURA DE FERNANDO GOMES

Marco Wense

 

O morador mais ilustre do Palácio de Ondina apoiaria a ousada pretensão de Fernando Gomes, fazendo dele o candidato da base aliada? Como ficaria o PT de Geraldo Simões? Para pirraçar o geraldismo, alguns fernandistas ficam dizendo que Geraldo seria um bom vice.

 

A possibilidade do prefeito Fernando Gomes disputar o sexto mandato já é assunto do dia a dia no staff fernandista, que tem na linha de frente Maria Alice, secretaria de Governo e fiel escudeira do alcaide.

A opinião de que Fernando buscaria a reeleição era tratada com desdém pela maioria dos correligionários mais próximos do gestor. Agora, já divide o grupo. Tem gente até apostando que sua candidatura é favas contadas. Os mais otimistas falam até na quebra do tabu do segundo mandato consecutivo. Vale lembrar que o surpreendente eleitorado de Itabuna nunca reconduziu ao cargo um chefe do Executivo.

É evidente que a candidatura de Fernando provoca uma mudança radical no processo sucessório. Todas as análises políticas terão que ser revistas. O cenário muda completamente, da água para o vinho, como diz a sabedoria popular.

Quais seriam os três principais questionamentos em relação a esse novo ingrediente na sucessão do cobiçado centro administrativo Firmino Alves? O primeiro diz respeito ao governador Rui Costa. O segundo, ao médico Antônio Mangabeira. O terceiro, ao Capitão Azevedo.

O morador mais ilustre do Palácio de Ondina apoiaria a ousada pretensão de Fernando Gomes, fazendo dele o candidato da base aliada? Como ficaria o PT de Geraldo Simões? Para pirraçar o geraldismo, alguns fernandistas ficam dizendo que Geraldo seria um bom vice.

E Mangabeira, prefeiturável do PDT? Dentro da legenda, mais especificamente entre os integrantes do diretório, a opinião de que a candidatura de FG é bem vinda prevalece. A eleição ficaria polarizada entre o pedetista, que é quem representa verdadeiramente o antifernandismo, e o alcaide.

Ora, quando digo que Mangabeira é quem encarna o antifernandismo, é porque só o PDT faz oposição ao governo municipal. As outras legendas estão omissas, ou por serem aliadas do governador Rui Costa, hoje companheiro de Fernando, ou por interesses outros. Alguém já viu um posicionamento do PCdoB de Davidson Magalhães e do PSB de Renato Costa em relação a gestão Fernando Gomes?

Quanto a Azevedo, não se tem nenhuma dúvida de que seria o mais prejudicado. O eleitorado do militar é quase o mesmo de Fernando. O populismo ficaria rachado. Não há espaço para dois “fernandos”.

Outro detalhe é que a cada vez mais constante aproximação de Azevedo com Fernando vai minando sua candidatura pelo DEM de ACM Neto. O prefeito soteropolitano caminha a passos largos para apoiar Mangabeira. ACM Neto, presidente nacional do Democratas, não quer saber de Fernando Gomes e vice-versa.

O maior problema de Azevedo, que foi meu colega no curso de direito na então Fespi, hoje UESC, é sua instabilidade política. Tem que decidir se quer a liderança de Fernando ou Neto. Agradar aos dois simultaneamente é impossível. Termina desagradando e perdendo a confiança de ambos.

O “foram me chamar” será substituído pelo “já estou aqui”. Fernando Gomes, em que pese uma acentuada rejeição, é um candidato que preocupa. É quem mais sabe onde as cobras dormem.

O voto do antifernandismo pode ser um importante “cabo eleitoral” para Mangabeira, principalmente se no decorrer da campanha o cidadão-eleitor-contribuinte perceber que o postulante do PDT é a melhor opção para evitar a sexto mandato de Fernando Gomes.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

“ÁLVARO DIAS ESTÁ GARANTIDO NO 2º TURNO”, AFIRMA RAFAEL MOREIRA

Rafael Moreira discursa, observado por Milton Cerqueira, Álvaro Dias e Renata Abreu

O presidente do diretório itabunense do Podemos, Rafael Moreira, considera o senador Álvaro Dias competitivo e com presença “garantida no segundo turno” da disputa presidencial de 2018. “É o único nome que tem uma postura de centro corroborando com o pensamento da maioria do eleitorado brasileiro no momento”, disse ele em entrevista ao PIMENTA.

Pré-candidato a presidente da República pelo Podemos, Álvaro Dias participou de eventos em Ilhéus e Itabuna, na sexta e no sábado (5 e 6). Rafael Moreira, que é pré-candidato a deputado estadual, vê no presidenciável “experiência política comprovada pelos seus vários mandatos”, inclusive como governador do Paraná. “E o melhor, [o nome dele] não está envolvido nessa lama da corrupção, tem conduta ilibada”, acrescentou.

Na sexta à noite, Álvaro Dias reuniu cerca de 800 pessoas na Terceira Via Hall, em Itabuna, quando também deu posse a Rafael como presidente do diretório do Podemos. O evento teve a presença dos deputados federais Bacelar e Renata Abreu, presidentes dos diretórios estadual e nacional do Podemos, respectivamente, o deputado estadual Jânio Natal, o prefeito de Almadina, Milton Cerqueira, o vice-prefeito de Itabuna, Fernando Vita, e a secretária de Governo de Itabuna, Maria Alice Pereira.

Rafael Moreira também falou de propostas para o sul da Bahia. Pré-candidato a deputado estadual, ele afirmou que defende fortalecimento do sul e extremo-sul da Bahia. Uma das propostas a ser defendida é um centro de convenções para 6 mil pessoas em Itabuna. “Como sou otimista, sonho Itabuna sendo a capital baiana do turismo de negócio”, afirma. Ele diz que a proposta é papel do Executivo, mas depende de articulação política, o que pode ser feita pelo mandato como parlamentar.

MARIA ALICE NO PSD

Maria Alice, de vermelho, cumprimenta o governador Rui Costa || Foto O Trombone

Maria Alice, de vermelho, cumprimenta o governador Rui Costa || Foto O Trombone

A secretária de Governo de Itabuna, Maria Alice, concedeu entrevista a Ederivaldo Benedito, no sábado (15), na Rádio Nacional, anunciando a saída dela do DEM. Evitou falar sobre qual será o destino partidário. Nem precisava.

Tanto Maria Alice como Fernando Gomes deverão oficializar a saída do Democratas e se filiarem ao PSD de Otto Alencar e do deputado federal Paulo Magalhães, o avalista. Tudo combinado com o governador Rui Costa.

Maria Alice oficializará a saída do DEM logo após as comemorações do aniversário da cidade. Fernando não terá a mesma pressa.

EX-SECRETÁRIO CRITICA FERNANDO E DIZ QUE NÃO ABRE MÃO DA “TRANSPARÊNCIA E HONESTIDADE”

Lavinsky deixa o cargo com fortes críticas ao prefeito Fernando Gomes.

Lavinsky deixa o cargo com fortes críticas ao prefeito Fernando Gomes.

Vitor Lavinsky deixou o cargo de secretário de Saúde de Itabuna, hoje (22), com fortes críticas ao prefeito Fernando Gomes. O advogado e especialista em gestão pública disse ter enfrentado dificuldades “inerentes ao próprio cargo” e, também, pela falta de visão do prefeito “em relação ao que deveria ser uma gestão voltada para os compromissos técnicos”. Na carta pública explicando os motivos de sua exoneração, Vitor observa faltar a Fernando “respeito ao próximo”.

Ao afirmar que teve todas as suas contas aprovadas por onde passou como gestor público, o ex-secretário aponta que lhe foram sugeridas formas de administrar que, “muitas vezes, fugia ao que mandam os preceitos da legalidade”. E completa: “A administração pública, na minha visão, sempre exigiu transparência e honestidade e disso nunca abri mão”.

Ainda falando sobre respeito, disse o ex-secretário ter aprendido, apesar de jovem (tem 34 anos), que “não é com gritos, gestos bruscos, atitudes com único objetivo de menosprezar as pessoas ou propostas indecentes que devemos basear as nossas vidas, especialmente quando o bem público está colocado sob a nossa responsabilidade”.

Vitor Lavinsky também afirmou estar “cansado das “mumunhas” políticas:

– Sou brasileiro e, como tal, estou, a exemplo da população, cansado das “mumunhas” políticas, das jogadas sujas, dos dribles desconcertantes que a população tem encarado, todas dadas por gente que sempre busca o melhor para as suas vidas e sequer se importa com os caminhos sujos que seguem e com as práticas delituosas.

OUTRO LADO

O PIMENTA procurou  ouvir o prefeito Fernando Gomes quanto ao conteúdo da carta aberta. O site aguardou posicionamento dentro do prazo solicitado e fez nova ligação. A Assessoria de Comunicação, então, informou que Fernando havia acabado de viajar para Salvador (“onde terá audiência com o governador”).

O governo vai se posicionar apenas por meio de nota. Nesta tarde, a secretária de Governo, Maria Alice Pereira, falará da exoneração e do conteúdo da carta.  Clique no “leia mais” e confira a íntegra da carta aberta. :: LEIA MAIS »

PARENTES DE FERNANDO OCUPAM UM TERÇO DO SECRETARIADO

Fernando Gomes durante anúncio do secretariado, há uma semana (Foto Pimenta).

Fernando Gomes durante anúncio do secretariado, há uma semana (Foto Pimenta).

Decreto oficializa Sérgio Gomes na Setran.

Decreto oficializa Sérgio Gomes na Settran.

O prefeito Fernando Gomes oficializou a nomeação do filho Sérgio Monteiro Oliveira (Sérgio Gomes) para a secretaria de Transporte e Trânsito – que será transformada em Secretaria de Trânsito após a reforma administrativa. A reforma começa a ser analisada pela Câmara de Vereadores na próxima segunda (9).

O decreto da nomeação foi publicado na última edição eletrônica do Diário Oficial do Município (confira aqui). Das nove secretarias, um terço será ocupado por parentes do prefeito.

A Assistência Social passou a ser comandada por Sandra Neilma, esposa de Fernando, e a Administração tem no comando o sobrinho Dinailson Oliveira.

Agora, Sérgio torna-se o titular da Pasta do Trânsito. Sérgio conversou longamente com os servidores da Pasta, na última quarta. O filho do prefeito tem pretensão de disputar uma vaga na Assembleia Legislativa em 2018.

Fernando e a secretária de Governo, Maria Alice Pereira, vêm argumentando que não há ilegalidade na nomeação de parentes para o primeiro escalão. Governistas citam decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) neste sentido.

Se o ato é legal, o questionamento passa a ser de outra ordem. Moral.

FÉLIX VERSUS FÉLIX

marco wense1Marcos Wense

O imbróglio envolvendo o PDT e o médico Antonio Mangabeira, cada vez mais distante da legenda brizolista, vem criando um desentendimento entre pai e filho.

O pai, Félix Mendonça, que já foi prefeito de Itabuna, quer o comando do pedetismo municipal com o prefeiturável Mangabeira. O filho, Félix Júnior, insiste em manter a professora Acácia Pinho na presidência do partido.

Volto a ratificar que o PDT, se não tiver candidato próprio, vai cair no colo do também pré-candidato Augusto Castro (PSDB), junto com o PMDB de Renato Costa e o DEM de Maria Alice.

O que se espera de Félix Júnior é uma posição clara em relação a 2016. O PDT vai ou não disputar a sucessão de Claudevane Leite?

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

MARIA ALICE NÃO É MAIS A MESMA?

Maria Alice: contestada.

Maria Alice: contestada.

Maria Alice Pereira, presidente do DEM itabunense, antes uma unanimidade nas articulações políticas, hoje foi criticada por setores do partido e de legendas aliadas.

O Democratas “reservou” a Avenida do Cinquentenário neste sábado para um grande evento com os candidatos da coligação proporcional.

Faltou planejamento e somente os deputados estaduais e candidatos à reeleição Gilberto Santana e Augusto Castro marcaram presença, num tremendo gol contra que pode comprometer o desempenho da majoritária em Itabuna (Paulo Souto e Geddel Vieira Lima).

Baseando-se em informações do comando regional, Souto não reforçou sua presença em Itabuna nesta reta final. Aliás, geraldistas, vanistas e comunistas (haja istas!) também curtiram o vacilo do DEM.

Há quem diga que articulação mesmo… Só com a máquina na mão, principalmente em tempos bicudos e de aversão (quase) geral à política.

VISITA DE AÉCIO SERÁ DIA 23

Aécio muda data de visita a Itabuna (Foto Orlando Brito/D. do Poder).

Aécio muda data de visita (Foto Orlando Brito/D. do Poder).

Após divulgação de duas datas da visita de Aécio Neves (PSDB) a Itabuna, o comando da campanha no estado bateu martelo e informou que o presidenciável virá não mais dia 16. Aécio desembarcará em Ilhéus no dia 23, de onde segue para evento em Itabuna, a partir das 15 horas.

Amanhã, às 15h, o presidente estadual do DEM, José Carlos Aleluia, vem a Itabuna fazer campanha. Ele tenta retornar à Câmara Federal. Na agenda, concederá coletiva na qual vai tratar, dentre outros assuntos, da vinda do candidato a presidente da República.

Maria Alice Pereira, do comando do DEM em Itabuna, disse ao PIMENTA que Aécio estará em Salvador, no dia 23, para lançar o “Nordeste Forte”, delineado pela equipe do prefeito de Salvador, ACM Neto,e  colaboradores.

O evento na capital baiana será pela manhã. Logo após, embarca para Itabuna. A previsão é de que, pelo menos, 20 mil pessoas participem das atividades da campanha em Itabuna, juntando caravanas de outras cidades do sul, sudoeste e extremo-sul do Estado. Claro, se não houver nova mudança de agenda.

MARIA ALICE: “O CANDIDATO É FERNANDO”

Maria Alice quer Fernando (foto Diário Bahia).

Maria Alice quer Fernando (foto Diário Bahia).

Após o evento político com a chapa das oposições em Itabuna, no sábado passado, a ex-secretária Maria Alice Pereira chamou os coordenadores regionais da campanha de Paulo Souto para dois dedos de prosa.

No Palace Hotel, Alice, Renato Costa (PMDB) e José Silva (PSDB) avaliaram como positivo o evento. Este foi um ponto, o outro diz respeito a 2016: “o candidato é Fernando”, disse Maria Alice.

Fernando, aliás, voltou ao DEM e saiu atirando no PMDB. Disse que a legenda dos irmãos Vieira Lima é “de aluguel”. E caiu nas graças dos democratas ao bancar metade dos custos do evento. Maria Alice bateu à porta de empresários e comemora não ter ouvido “não” aos pedidos de ca$calho para organizar o encontro.

ADEUS AO EMPRESÁRIO ABÍLIO PEREIRA

Abílio lutava contra câncer de próstata.

Abílio lutava contra câncer de próstata.

Parentes e amigos prestaram as últimas homenagens, hoje, 3, ao empresário Abílio Pereira, ex-dono da Viação Fátima, adquirida em 2001 pela Expresso Rio Cachoeira. O empresário faleceu por volta das 8h30min deste domingo, no Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna.

Português de origem, Abilio, deixa esposa a ex-secretária de Governo Maria Alice Pereira, filho e netos. Durante a manhã e a tarde, o corpo do empresário foi velado no SAF. O enterro ocorreu por volta das 17h, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna.

Abílio, além de empresário, atuou também na Secretaria de Transporte e Trânsito de Itabuna (Settrans) e candidatou-se a vereador e chegou à suplência no legislativo itabunense. Abílio lutava contra câncer de próstata há quase três anos e morreu neste domingo ao ter o quadro agravado por uma infecção hospitalar. Em 2009, uma filha do empresário, Carla Pereira, morreu após sofrer complicações cirúrgicas (relembre aqui).

QUAL É A NOTA, MARIA?

Coordenadora da campanha do prefeito Capitão Azevedo, Maria Alice Pereira conduzia reunião tensa com os ocupantes de cargos comissionados. Cobrava mais atitude e empenho dos barnabés pela reeleição do candidato democrata. A tensão foi quebrada ao final, quando ela deixou um alerta:

– E nada de dizer que Azevedo é [nota] dez, viu…

A preocupação faz sentido. O 10 é justamente o número de legenda de um dos adversários do prefeito.

GOVERNO OPERA NO CONSELHO DE SAÚDE

Maria Alice opera em alta...

Membros do Conselho Municipal de Saúde têm recebido constantes ligações da assessora especial da prefeitura de Itabuna, Maria Alice Pereira. Nada de ameaças. Só ofertas. Ofertas de emprego na prefeitura, bem entendido. A atenção da assessora tem a ver com o poder que o conselho terá no retorno ou não do Comando Único do SUS (Gestão Plena) em Itabuna.

A palavra – o voto! – dos conselheiros será levada em conta pela Justiça Federal no processo em que a prefeitura tenta colocar a mão em verbas de aproximadamente R$ 80 milhões anuais voltadas aos serviços de média e alta complexidade (relembre aqui). Essa dinheirama está hoje sob gestão do estado.

O governo selecionou conselheiros que têm apenas um – ou nenhum – emprego para fazer a oferta. “Onde você gostaria de trabalhar?”é a perguntinha básica de Maria Alice, que pode ser tudo, menos besta.

A primeira das reuniões do conselho depois do “Canto da Sereia” será nesta terça, às 17h30min. Será um bom teste para saber quem mudou de opinião. O governo organiza uma comitiva para pressionar os conselheiros na reunião de hoje.

MARIA ALICE DEIXA A DIFUSORA APÓS VENDA

Maria Alice: despedida.

A mudança de comando na Rádio Difusora de Itabuna provocou a primeira baixa. A presidente do DEM, Maria Alice Pereira, que mantinha um programa diário na emissora, se despediu no ar e disse que em breve estará em outra onda.

Na segunda-feira, após o anúncio de venda da rádio, Alice veiculou em seu programa a música A cruz que carrego. Ontem, sem se dirigir diretamente a Fernando Gomes, ela falou da importância da “fidelidade ao partido, à família e aos amigos”. Depois, anunciou que seu ciclo na Difusora estava encerrado.

Maria Alice que, justiça lhe seja feita, foi uma das mais fiéis aliadas de Fernando Gomes durante quase três décadas, deve ir para a Rádio Nacional.

Veja mais no Blog do Thame

DESPEJO DE IGREJA: PASTOR REBATE AZEVEDO E DIZ QUE FALOU “A MAIS PURA VERDADE”

O pastor Armando Macedo, da Igreja Batista Betânia, conversou com o PIMENTA e diz que a comunidade evangélica foi desrespeitada pela prefeitura de Itabuna. Ele também reafirma o conteúdo expresso em Moção de Repúdio dos membros da igreja. A moção relata cenas de violência por parte de secretários municipais e de ameaças feitas por telefone pela assessora especial Maria Alice Pereira.

– Nós nos reunimos com o prefeito, ontem, e dissemos que a comunidade evangélica está triste pela falta de consideração [do governo]. O que está escrito na nossa Moção de Repúdio, o que falamos é a mais pura verdade – afirmou o pastor Armando Macedo.

O pastor criticou o conteúdo da Nota de Esclarecimento da prefeitura que acusa a comunidade evangélica de “distorcer fatos”. “Por causa do contexto político, eles vão querer sempre defender o lado deles”, ironizou.

Armando Macedo diz que não fica magoado com o episódio, mas tratou de defender a comunidade e explicar o que realmente houve no episódio da desocupação de um dos galpões da antiga fábrica da Kildare. O pastor revelou que, na audiência, o prefeito se colocou para ir à igreja e retratar-se publicamente. “Mas disse a ele que não”.

A audiência teve a participação de secretários e da assessora Maria Alice. O líder evangélico disse ter repetido que em nenhum momento a igreja foi comunicada oficialmente da ação de reintegração. Maria Alice disse ter avisado, verbalmente, a um dos frequentadores da Igreja. “Como fazer uma ação dessas e não mandar nenhum ofício?”, questionou. A igreja despejada está funcionando provisoriamente em um espaço no bairro Jaçanã.

AZEVEDO ORDENA DESPEJO DE IGREJA BATISTA E REVOLTA COMUNIDADE EVANGÉLICA

– Comunidade Batista condena violência
de secretários municipais na Igreja

– Dirigentes relatam ameaças feitas
pela assessora de governo, Maria Alice

Prefeito ordenou ação contra igreja.

Revolta no meio evangélico em Itabuna. Os membros da Igreja Batista Nacional Betânia foram surpreendidos por uma ordem de despejo do antigo galpão da Kildare, no bairro São Caetano, no último final de semana. A ordem partiu do prefeito Capitão Azevedo (DEM) e foi cumprida pelos secretários Maurício Athayde, Carlos Leahy e Antonio Marcelino, além dos assessores especiais Maria Alice Pereira e Jorge “Tomate” Vasconcelos.

“Fomos coagidos a desocupar imediatamente, e sem nenhuma comunicação prévia, o galpão onde estávamos instalados provisoriamente, mas com contrato de aluguel registrado em cartório”, afirma, indignado, Armando Silva Macedo, pastor da Igreja Batista Betânia.

O líder evangélico cita que até mesmo o aluguel do mês de dezembro estava pago antecipadamente, mesmo assim prepostos da prefeitura não deram tempo nem comunicaram previamente a direção da igreja para deixar o local.

Na semana passada, a prefeitura havia retomado, pela via judicial, os galpões ocupados pela indústria de calçados Kildare. Desde a saída da empresa gaúcha de Itabuna, ano passado, que o município tentava retomar a área que fica a menos de 300 metros do Centro Administrativo Firmino Alves. A igreja ocupava um dos galpões retomados.

VIOLÊNCIA CONTRA EVANGÉLICOS

Maria Alice: ameaça a evangélicos.

Armando Macedo diz que o galpão da Batista Betânia somente não foi arrombado pelos secretários e prepostos por causa da intervenção do vereador e também evangélico Ricardo Bacelar. “Mesmo assim, a igreja teve a sua placa arrancada da parede com violência”.

O pastor diz que um dos membros da direção da igreja recebeu telefonema ameaçador da assessora especial Maria Alice Pereira. Ela dizia que “o local seria arrombado caso o pastor não comparecesse imediatamente” e que “todos os bens da igreja seriam colocados em via pública e a igreja não reclamasse depois se os mesmos fossem roubados”.

O pastor diz que ele próprio e alguns membros da igreja foram coagidos, “pelos secretários e prepostos”, a retirar todos os bens. Armando Silva Macedo diz que a comunidade da Betânia teve de providenciar um caminhão às pressas e levar móveis e objetos da para a residência de um membro da Batista Betânia.

DESRESPEITO AOS LOCAIS DE CULTO

Numa nota assinada pelo pastor Macedo, o vice-presidente Gustavo Seara e o primeiro-secretário da igreja, Agnaldo Nascimento, a comunidade Batista Betânia repudia o tratamento dispensado pelos secretários municipais. “Fica clara a incompetência da assessoria jurídica municipal, que deveria ter providenciado a devida comunicação, a qual seria prontamente atendida, já que nosso povo é ordeiro e cumpridor das leis em qualquer instância”.

Os líderes evangélicos também dizem estar preocupados com o tratamento dado pelos secretários e o governo municipal “a uma instituição séria e com serviços prestados à comunidade”. Em julho deste ano, Armando Macedo recebeu título de Cidadão Itabunense. Ainda em nota, os dirigentes da igreja pedem respeito “à liberdade religiosa e aos locais de culto”, para que as agressões registradas no final de semana não se tornem “corriqueiras na nossa cidade”. Clique no leia mais e confira nota de repúdio da Comunidade Batista.

:: LEIA MAIS »

QUE NEM PINTO NO LIXO

Azevedo: lustrada na popularidade (Foto Vinicius Borges).

O prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo (DEM) estava feliz que nem “pinto no lixo”, ontem, ao reunir mais de 15 mil pessoas na praça rio Cachoeira, na festa do Dia das Crianças. Distribuiu presentes para a garotada e posou para fotografia com a meninada e pais. Tudo sob os olhares da nova articuladora política do Governo, Maria Alice Pereira. O mandatário-mor até ficou de olhos marejados com histórias de crianças que nunca receberam um presente sequer na vida.

AZEVEDO, ALICE E O DEM

Marco Wense

Quando alguém perguntava a Paulo Souto, então candidato ao Palácio de Ondina, se o prefeito Azevedo iria votar nele, o ex-governador respondia com um “sei lá”.

Agora é ponto final. As interrogações, aspas, reticências sobre o futuro político do prefeito José Nilton Azevedo devem desaparecer.

O chefe do Executivo sabe que não pode mais ficar indeciso, como aconteceu na sucessão estadual, deixando toda a cúpula do DEM irritadíssima.

Quando alguém perguntava a Paulo Souto, então candidato ao Palácio de Ondina, se o prefeito Azevedo iria votar nele, o ex-governador respondia com um “sei lá”.

Azevedo não pode mais vacilar, sob pena de dificultar ainda mais sua pretensão de governar Itabuna pela segunda vez, empatando com o petista Geraldo Simões.

Pelo DEM vai buscar sua reeleição ou o fracasso eleitoral. Não pode prescindir de uma coordenação política tendo na linha de frente Maria Alice, presidente do Partido do Democratas.

Maria Alice, merecidamente mantida no comando do DEM, já deu provas suficientes de que sua ligação política com o ex-prefeito Fernando Gomes, hoje no PMDB, é coisa do passado

MARIA ALICE NA CADEIRA DE BURGOS

O prefeito Capitão Azevedo (DEM) prepara o golpe fatal no ex-todo poderoso Carlos Burgos. O advogado vai durar menos que o esperado no cargo de secretário de Assuntos Governamentais e Comunicação Social. A Pasta será assumida – em breve – pela nova articuladora política do governo, Maria Alice Pereira, hoje presidenta do DEM.

Alice, que não perde tempo, já promoveu reuniões e foi apresentada como nova secretária do governo numa reunião só com membros do primeiro escalão. Tudo longe dos olhos e ouvidos de Burgos, naturalmente…

O “PUXADINHO” DE MARIA ALICE

Maria Alice Pereira assumiu informalmente a articulação política do governo de Capitão Azevedo (DEM). A nomeação deverá sair tão logo o prefeito conclua a sua mais nova “obra”. Azevedo mandou fazer um “puxadinho” no Centro Administrativo Firmino Alves para abrigar a aliada e permitir maior privacidade à articuladora em seus momentos de “maquinações”.

ESSAS MULHERES…

De um lado, vejo Juçara pronta, ávida, só aguardando a sua vez de assumir essa cidade massacrada pelo desdém. Do outro lado, vejo Maria Alice sempre atuante.

Manuela Berbert

A mulher deixou de ser o sexo frágil há muito tempo. Hoje, ela sai para trabalhar, estuda, monitora o crescimento dos filhos, paga suas contas e ainda arranja tempo para cuidar de si. Cansei só de escrever e imaginar tanta atividade diária, mas essa é a realidade.

Antigamente, eu poderia citar uma enorme lista de profissões exercidas apenas pelo sexo masculino, mas, hoje em dia, encontrar uma delas tem se tornado uma tarefa mais complexa. As mulheres andam se esforçando cada vez mais para não deixar dúvidas quanto à sua competência, e isso inclui, claro, a política.

Não é novidade que a mulher dos governos do ex-prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, sempre foi Maria Alice. De olhar profundo e voz firme, foi temida e respeitada por todos. Não é novidade também que foi graças a ela que o atual prefeito, Capitão Azevedo, ganhou as eleições. Suas articulações são certeiras. Sempre foram. Tanto que hoje, depois dessa rejeição toda que sua administração está enfrentando, quem foi chamada para apaziguar os ânimos e dar as cartas? Ela, Dona Maria Alice.

Do outro lado, no meu sempre humilde ponto de vista, temos duas dúvidas e uma certeza. A primeira dúvida é se o PCdoB vai conseguir manter-se independente do PT nas próximas eleições. A segunda é, caso consiga, quem eles vão indicar para prefeito daqui. Quanto à certeza, é a de que o PT vai lançar, mais uma vez, Juçara Feitosa. E ela já anda até comandando reuniões do diretório e circulando por aí.

Eu defendi a ideia de um novo líder, mas não estou conseguindo enxergar essa possibilidade. A política local é fechada, traçada, pensada sempre pelas mesmas mentes inquietas. E em menos de dois anos, caro fiel leitor, me rendo à hipótese de não haver mudança. A menos que seja de gênero. Em tempos de Dilma presidente, quem sabe? De um lado, vejo Juçara pronta, ávida, só aguardando a sua vez de assumir essa cidade massacrada pelo desdém. Do outro lado, vejo Maria Alice sempre atuante, embora não saiba qual seja sua verdadeira vontade hoje.

Como observadora do cotidiano, gostaria de ver esse embate. Como cidadã itabunense, apostaria na sensibilidade feminina. Como jornalista, sinceramente, eu queria muito ver esse circo todo pegar fogo…

Manuela Berbert é jornalista, estudante de Direito e colunista da Contudo.

VIEIRA FICARÁ “NA COLA” DE MAGELA

Vieira: atuação política.

Ficou no “paz e amor” a reunião ocorrida há pouco no centro administrativo Firmino Alves entre o prefeito Capitão Azevedo (DEM), o vice Antônio Vieira e o novo secretário de Saúde, Geraldo Magela, além da presidente do DEM itabunense, Maria Alice Pereira. Consta que Maria Alice e Vieira, defendendo os interesses do DEM, foram pressionar o prefeito contra a nomeação de Magela para a Saúde ou ceder mais cargos para o partido.

Ao final, o ex-secretário disse que não há clima de pressão pra cima de Azevedo e que conhece Magela tecnicamente, apesar de desconhecer a gestão do novo secretário quando este comandou a Saúde em Teixeira de Freitas. Vieira disse que agora vai se dedicar à política (e à sua clínica Cotef), mas não perderá de vista o novo secretário. Estará colado. Confira o rápido bate-papo com o PIMENTA.

PIMENTA – O senhor continua na pasta?
ANTÔNIO VIEIRA –
Não, não, não. Eu já me afastei há mais de 15 dias. Vocês me ligaram à época e eu informei da saída.

A informação nova é que o senhor não teria concordado com a escolha do prefeito para a Saúde.
Eu não devo estar interferindo nisso. É uma escolha do prefeito e ele é livre para escolher. Eu conheço o Magela tecnicamente, participamos de várias reuniões. Tecnicamente, ele é muito competente. Não sei como foi o trabalho dele em Itamaraju, mas não deve haver nada desabonador contra ele, não.

A sua assessoria informou que haveria a divulgação de uma carta. Será divulgada?
O conteúdo é conhecido. Eu não estou deixando o cargo por pressão. Estou deixando porque achei que estava na hora de sair, pois tenho outras obrigações. Vou agora ajudar o prefeito, politicamente.

A atuação do senhor, que é vice-prefeito, será eminentemente política?
Sim, e não vou deixar de estar ao lado do secretário, somos de um mesmo governo e aliados.

Essa nova linha foi acordada na reunião desta tarde?
Já tive reunião com o prefeito e com o novo secretário. Estive ausente [da cidade] por dez dias, mas o prefeito concordou com o nome de Magela. Achou que deveria ser ele e que tecnicamente tem muito conhecimento.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia